[Resenha] Sigo Você Toda Noite - Lucca Bianchini | Minha Vida Literária
16

ago
2011

[Resenha] Sigo Você Toda Noite – Lucca Bianchini

Oi gente!
Trago hoje para vocês a resenha de “Sigo você toda noite”, livro de Luca Bianchini.
Só um pequeno aviso: vocês já devem ter reparado que eu, além de não escrever pouco, prefiro colocar muito mais minha opinião sobre pontos que acho interessante do que contar sobre a história em si. Nessa resenha isso não foi diferente, a sinopse está resumida e generalizada porque fiquei com receio de contar pontos importantes. Não só isso, acredito que a história pode ser conhecida em detalhes por qualquer um que se interessar a ler o livro, então procuro sempre destacar aquilo que considerei importante e não necessariamente será compartilhado por todos!
Sem mais demoras, vamos a resenha!

sigo-voce-toda-noite

Título: Sigo Você Toda Noite
Autor: Lucca Bianchini
Editora: Bertrand Brasil
Número de Páginas: 332
Ano de Publicação: 2005
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

O que você faria caso se apaixonasse perdidamente por uma desconhecida e descobrisse que ela se casaria no dia seguinte?
É isso que acontece com Roger Milone, um vendedor de panelas de um canal de TV italiano. Após ser abordado por uma bela mulher em um bar, nunca vista antes, Roger passa a noite em um motel com a então Stella, como é chamada por Roger, uma vez que ela preferiu ocultar sua verdadeira identidade, em uma alusão às estrelas.
A partir daí, os dias de Roger passam a ser preenchidos com a lembrança daquela noite mágica e do movimento das mãos de Stella, com a espera de um novo encontro, provavelmente que nunca mais acontecerá. Não só isso, uma reviravolta na carreira profissional de Roger era o que bastava para que sua vida virasse completamente do avesso.

Não apenas sobre a vida de Roger, “Sigo você toda noite” também acompanha Rosita, a irmã de 16 anos do protagonista. Típica adolescente vivendo uma vida adolescente, Rosita passa pelas mais diversas situações e dramas que apenas essa doce e conturbada idade pode proporcionar!

Publicado pela Editora Bertand Brasil em 2005, o livro de Luca Bianchini primeiramente me chamou a atenção pela capa e diagramação. Quando li a sinopse não tive dúvidas de que o compraria, era o típico livro de romance que adoro. E tive uma surpresa ao começar a ler: a escrita de Luca é bem diferente do que estou acostumada, além de o livro, mesmo romântico, conter doses de humor, ironia e uma linguagem direta.
Inicialmente, estranhei a narrativa da história. Tinha a impressão de estar assistindo a um filme com um narrador estilo Amelie Poulain falando ao fundo. Não só isso, as falas são separadas dos parágrafos por linhas em branco, deixando blocos de narrativa e blocos de falas. Outra característica é a maneira como o autor agrupou diferentes falas em sequência na narrativa em alguns trechos, como pode ser visto a seguir:
Rosita não resistiu e estendeu a mão à procura de Giô, te quero bem, socorro, está se aproximando de nós, parece um anjo. Como estão meus cabelos? Eu queria morrer – pág. 56
 Conforme a leitura segue, é possível se acostumar com esse estilo diferente, mas devo dizer que, inicialmente, foi um pouco difícil pra mim para que a leitura fluísse.
Entretanto, tirando o fato da narrativa diferente, adorei “Sigo você toda noite”, desde a construção da história a, principalmente, a construção das personagens. Roger é sonhador, ao mesmo tempo em que está acomodado em sua vida. Tem em si uma certa ingenuidade ao mesmo tempo em que é espontâneo. Nico, seu melhor amigo, é aquele sempre presente, mulherengo, conselheiro, mas que também tem seus defeitos e pode demorar a assumi-los. Rosita é a dramaqueen, sonhadora, apaixonada, de opinião e personalidade forte e, acima de tudo, adolescente, o que inclui os problemas de auto-estima. Giô, a melhor amiga, é a companheira de todas as horas, fiel escudeira de Rosita!
Outros personagens de destaque são Maria, mãe de Roger e Rosita, católica fervorosa que ama os filhos acima de tudo e sempre acaba cedendo a eles. Dom Giovanni, padre e amigo da família, é novo, bonito e com idéias muito avançadas sobre a igreja e a vida. É quem sempre aconselha a família e, particularmente, eu adoraria conhecê-lo!
– Vejo que as palavras vieram do coração, e não do cérebro, o que me já agrada. Mas não devem confundir o amor com a posse, nem com a necessidade. O amor não pede nada nem diz nada. O amor se dá. E, se o derem realmente, podem ficar tranqüilos que ele retorna. – pág. 36
Ainda sobre as personagens, não poderia deixar de citar Morgana, a transexual que entra na vida de Roger e tem sua personalidade tão bem abordada, de uma maneira tão bonita e humana que é possível ver toda a pessoa que existe por trás dos julgamentos e preconceitos reinantes. Por fim, a única personagem de quem não gostei foi a própria Stella. Achei suas atitudes egoístas, embora tudo que aconteça tenha contribuído significantemente com o desenrolar da história e sua finalização.
Aliás, sobre a finalização. Quando terminou o penúltimo capítulo, eu pensei “não, isso não pode acontecer”. Mas, felizmente, a história terminou de um jeito que amei, de um jeito que, para mim, não poderia ter sido diferente. A conclusão a que o próprio Roger chega é perfeita e verdadeira!
Alguns trechos do livro podem causar desconforto por parte das mulheres, pois são pontos delicados de serem abordados, principalmente por se tratarem sobre a sexualidade vista por olhos masculinos. Entretanto, achei a maioria interessantíssima e, sinceramente, concordei com várias! Principalmente por causa dessa temática, que ocorre na forma de conversa em um programa de TV, não recomendo o livro para menores de 16 anos.
Em linhas gerais, esse foi um livro que me agradou imensamente. Apesar da narrativa, que não permitiu uma fluidez total da leitura, amei a história, me emocionei com alguns trechos e frases e, principalmente, me encantei com as personagens.
E, uma conclusão a que cheguei, “Sigo você toda noite” é um chick-lit italiano, narrado em terceira pessoa e cuja visão principal da história é dada por um homem, mas que mescla com visões de sua irmã mais nova!
Recomendo principalmente àqueles que gostam de romances e humor, mas que comecem preparados para uma narrativa não habitual! E dica: não leiam a aba do livro, contendo a sinopse. Ela abrange quase que toda a história, e pode transformas “surpresas” em acontecimentos já esperados.
Desculpem-me pelas fotos mal tiradas, mas foi para tentar ilustrar que linda a diagramação das páginas!
Espero que tenham gostado!
Beijos!




Deixe o seu comentário

33 Respostas para "[Resenha] Sigo Você Toda Noite – Lucca Bianchini"

Niii - 16, agosto 2011 às (20:31)

amei!
no estilo de livro que eu adoro, ainda não conhecia! *________*

Responder

Julia G - 16, agosto 2011 às (20:53)

Mi, adorei a resenha. As fotos da diagramação mostram o quanto são lindas, e eu achei muito interessante um chick-lit do ponto de vista masculino. Quase sempre são mulheres!
Talvez a escrita mais complicada seja um estilo adotado pelo autor para dar um toque de sofisticação à obra, já vi isso acontecer diversas vezes. No geral, gostei muito da história, acho que leria sim 😉

Beijos

Responder

Nícolas - 16, agosto 2011 às (21:38)

Não se preocupe, é melhor analisar mais do que muito enredo. Pelo menos eu acho. Ainda mais quando a blogueira poe a sinopse e quer fazer outra sinopse.

Falou tudo e mais um pouco, mesclado com pontos principais da sinopse. Porém, o tempo do leitor é limitado sabe? A resenha é boa, mas quase desmaio com o tamanho do post. Seja direta, falando só o indispensável. ok?
Já virei fã daqui.

http://braunne.blogspot.com

Responder

Jessica Asato - 16, agosto 2011 às (21:50)

Olha que bacana, não conhecia o livro!!! Um chick lit italiano, diferente né?? 😉

Adorei a diagramação e a resenha! Fico imaginando se ele vai encontrar Stella no final do livro… E com tantos personagens aparecendo, Roger vai viver grandes aventuras né?

Muito legal mesmo, eu também não estou acostumada com esse tipo de narrativa, às vezes me incomoda mas talvez nesse caso seja o diferencial do autor, né??

Beijos!

Responder

Lady Marinah - 16, agosto 2011 às (22:19)

Eu simplesmente amei a sua resenha, e eu fiquei completamente com vontade de ler esse livro.

Beijos Literários
Marinah Barcelos | Livros pela Casa
No blog: Promoções + E-book + BookTour

Responder

Milena - 16, agosto 2011 às (22:33)

Oi Mi 😀
Nossa, suas resenhas são ÓOOOOOOOTIIMMMMAS!
seeeempre quando eu leio, eu fico com vontade de ler o livro, e dessa vez não foi diferente.

Essa capa é muuuuuuuito fofaaaaaaaa! *-*
amei, amei, amei <3

Beijos,

Responder

Larissa - 16, agosto 2011 às (22:43)

Gostei da sua resenha =)
Pretendo ler esse livro. Uma das coisas ruins são sinopse que contam praticamente toda a história do livro =/
A capa é muito linda *-*

Bjs…
http://assuntosobrelivros.blogspot.com/

Responder

Lucas Martins - 16, agosto 2011 às (22:44)

AMEI, sério, Aione! Amei mesmo! Resenha perfeiiiiita! É fato que eu estava ansiosíssimo para sua resenha, afinal, estou mega curioso quanto ao livro. Eu cheguei o mais perto possível de comprá-lo num sebo, mas deixei de comprar e quando voltei, tinham comprado D:
Agora estou louco para comprar, vou dar um jeito… u.ú. rsrs.
Mas pode ter certeza que quando comprar não lerei as abas do livro, odeio spoiler. Eles atrapalham minha vida… D:
Enfim, muito bom!
Bj, Aione 😀

Responder

Camila Costa - 17, agosto 2011 às (00:00)

Ainda não conhecia!
òtima resenha gosto de ler mais sobre a opiniao do leitor do que da historia, pra mim é pra isso que serve a sinopse, resenha é pra gente ver o que o livro tras para nós
tá de parabens
quero leer!!
Beeijo!

Cabelos ao Vento

Responder

Pabline - 17, agosto 2011 às (00:19)

Claro que gostei e me deixou bem curiosa. Até gosto de narrativas diferentes, nos faz evoluir…
Ainda não tinha ouvido falar desse livro…
E concordo com a Camila, adoro ver a opinião sobre o livro, porque ai ele pode falar da sua maneira o que gostou, odiou… Resenha não podem ser uma sinopse, pq ai acaba ficando chato, o interessante é saber a opinião dos ostros sobre a obra.

BJ Aione.

Amigas Entre Livros…

Responder

Eduarda Menezes - 17, agosto 2011 às (02:38)

Interessante o fato de ser um chick-lit italiano narrado por um homem. Acho que todos os chic-lits que li até hoje foram narrados por mulheres! Mas é só a minha impressão ou o livro tem uma grande carga dramática?? Não sei se me acostumaria facilmente também com esse estilo de narrativa. Pelo trecho que você colocou para exemplificar achei meio confuso, lógico entende-se depois de um pequeno esforço, mas prefiro quando a leitura flui livremente sem muitos atropelos ou falhas de interpretação por conta desse tipo de coisa.
Acho que de modo geral não me interessaria tanto pela história à primeira vista, mas adoro livros com narrador masculino (principalmente quando são escritos por um autor também do sexo masculino) pois nos permite entrar e conhecer um pouco como funciona a mente deles e a sua visão de mundo!
Agora odeio o fato da sinopse na orelha do livro conter Spoilers. Tudo bem que pode não ser aquele spoiler propriamente dito, mas se já conta boa parte da história perde um pouco a graça mesmo! As vezes a única coisa que a editora não coloca é o final!
Bjão, Mi!

Responder

Yago Dalben - 17, agosto 2011 às (03:26)

Ótima resenha (:
Eu não tinha ouvido falar desse livro antes, mas parece ser bem legal.

Beijos,
Yago.

Responder

Érica Lopes - 17, agosto 2011 às (11:58)

Olá, Anione!

Super bacana super resenha, você deixa o leitor morrendo de vontade de ler o livro! Parabéns!
Passei tbm para agradecer sua visita ao meu blog, seja bem vinda e volte sempre 😀

Beijokas

Responder

Paulinha (Louca por Romance) - 17, agosto 2011 às (11:58)

Não tem problema em escrever muito e nem em colocar mais sua opinião dos pontos que você julga mais importantes 😉 Isso é o que é mais legal nas resenhas, saber as diferentes opiniões de cada um! =D
Eu imagino que também me atrapalharia, no começo, com a leitura! =P Narrativa bem diferente mesmo!

Achei essa parte da resnha interessante “Alguns trechos do livro podem causar desconforto por parte das mulheres, pois são pontos delicados de serem abordados, principalmente por se tratarem sobre a sexualidade vista por olhos masculinos.”
desconforto pq?!

Nunca tinha visto esse livro! Adorei a resenha e já coloquei na minha lista! =D

Responder

Nessa - 17, agosto 2011 às (13:11)

Olá!
Realmente, este livro é diferente de tudo que já li, fiquei com certa curiosidade!!
Achei a capa muito fofa!! bjs
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

Responder

Déb - 17, agosto 2011 às (13:53)

Nossa adorei, mais um livro que vai entrar pra minha wish list. ahuahauha
Beijão querida

Responder

Entre Fatos & Livros - 17, agosto 2011 às (14:11)

OI Aione!

Eu tenho um sério problema com formatação. Lembra q eu falei q estou empacada em um livro famoso? Então, é justamente por causa disso. A formatação é estranha. Aí eu me canso…

Confesso que não tenho vontade de ler esse livro. Talvez, um dia… mas não é um livro q desperte meu interesse.

Arrasou, como sempre, na resenha!

BjoO
Pri
Entre Fatos e Livros

Responder

Lis - 17, agosto 2011 às (14:42)

Oi flor!!!
Eu adorei a resenha, e acho super legal o modo que vc escreve 🙂 não vejo problema nenhum em escrever mto e colocar sua opinião 🙂
Nossa eu não conhecia, agora estou querendo muito ler, com certeza vai pra lista, sem contar que a capa é uma graça né ^^

Beijos
Lis – Batalha Literária

Responder

PamFardin - 17, agosto 2011 às (16:06)

Não tinha ouvido falar desse livro, gostei bastante da sua resenha, vc escreve muito bem! 😛
A capa desse livro é muito fofa, me lembrou a abertura de “A feiticeira”… kkkk

Beijos!
Pam Fardin
aritmeticadasletras.blogspot.com

Responder

Fernanda Faria - 17, agosto 2011 às (17:13)

Nossa!! Parece ser um livro super bacana!
A capa é mesmo linda e a diagramação também!!
Quero ler!hehehe

Beijoss
Colina do Tordo

Responder

Babi Lorentz - 17, agosto 2011 às (18:56)

Pra começo de comentário, a Bertrand sempre capricha na diagramação – veja pelos livros da Marian Keyes, rs.
Adorei a resenha, mas ainda fico com um pé atrás. Não é o tipo de livro que me chama muito a atenção, confesso. :S
Beijos

Responder

May L. - 17, agosto 2011 às (19:29)

Ah amei a dica.
Parece ser bem legal esse livro.
Romance e humor? é disso que eu preciso.

Beijos -glowofthemoonlight-

Responder

Luana Farias - 17, agosto 2011 às (21:35)

Parece ser super fofo adorei, e a capinha que mara .

Bjs

Responder

Vanvan - 17, agosto 2011 às (21:48)

Como eu ainda não conhecia este livro? Meu Deus, estou por fora mesmo, que livro mais lindo, tudo, a capa, a sinopse, a diagramação. Perfeito!
Sua resenha esta uma graça viu. Beijo enorme.

Balaio de Livros.

Responder

Alinne Lopes - 18, agosto 2011 às (17:52)

Gosto muito das suas resenhas, são bem detalhadas e mostram bastante a sua opinião quanto ao livro.
Cheguei a ver este livro com um preço super bom, mas acabei optando por comprar outro…Porem este parece ser uma graça.
Beijos.

Books E Desenhos

Responder

Ana Ferreira - 18, agosto 2011 às (20:47)

Aioone,
Acho que cheguei a comentar com você que fiquei com um pé atrás com esse livro pela nota dele no Skoob e pela história, que tinha deixado-me realmente desconfiada.
Depois da sua resenha, muitas das minhas dúvidas foram colocadas à prova e pergunto-me se talvez não tenha sido um equívoco da minha parte vê-lo com olhos incertos sem sequer tê-los passado por suas páginas.
Assim como a Duda disse, acho distinto e uma aposta interessante ser um chick-lit narrado, em partes, por um homem, o que deve conferir bastante ironia à obra. Além de quê, quando você disse que era italiano, compreendi totalmente. Os autores da Itália quase sempre têm essa característica mais expressiva em seus romances. Quando você falou de indicá-lo para maiores de 16 anos, logo recordo-me da forma espontânea e não menos bela de Federico Moccia ao falar de sexo em seu livro que, segundo a própria edição brasileira, é voltado ao público juvenil. São liberais, são abertos e cativam, dessa forma meio desleixada falando-se de amor.
Pelo título, pela diagramação e, não menos importante pela sua resenha, “Sigo você toda noite” merece minha atenção.

Beijinhos,
Ana – Na Parede do Quarto

Responder

Marcelo Lima - 18, agosto 2011 às (22:12)

mI VC ESCREVE MARAVILHOSAMENTE BEM ! Fiquei super curioso, mas fechei a lista ! até a segunda ordem !

Responder

Regiane Cristina S. - 19, agosto 2011 às (18:57)

Oi flor!

Deu para ver a diagramação do livro. Realmente é muito linda.

Pelos trechos que você postou, deu para perceber o quanto a narrativa é diferente. Digamos peculiar, mas me agradou. Gosto quando os autores ousam.

Quanto ao possível desconforto em relação da sexualidade abordada pelo ponto de vista masculino, pode realmente não me agradar. Bom, depende. Se for um tanto machista, não vou gostar.

Em geral me pareceu um livro bem interessante. Fiquei com vontade de lê-lo 😉

Beijinhos

Ler e Almejar

Responder

Livy - 19, agosto 2011 às (19:35)

amei o lay novo *—*

e gostei muito da resenha, ficou mara…
Eu comprei este livro em promo recentemente, e em breve espero ler… apesar de não ser prioridade. Mas agora fiquei curiosa…

Beijos Aione

Responder

Clícia Godoy - 23, agosto 2011 às (00:35)

Aione!

Adorei a resenha! As vezes a narrativa dá uma emperrada, mas que bom saber que deslancha.
=D

E gostei bastante das fotos! Achei a diagramação super, super fofa!

Nunca tinha ouvido falar do livro, mas vou colocar na listinha! E eu NUNCA leio as abas!
=DD

Bjinhos
Psiu!
Silêncio Que Eu To Lendo!

Responder

Mari Soares - 24, agosto 2011 às (04:20)

Primeiramente, parabéns pela resenha. Muito bem escrita!

Fiquei louca com a capa e a diagramação. *.*

Mas, não gostei da escrita. Tirou minha vontade de ler o livro.

Beijos!

Mari | http://brincandocomlivros.blogspot.com/

Responder

Evellyn - 26, outubro 2011 às (23:27)

Hm…
eu culparia o estranhamento inicial ao fato do autor ser Italiano! Sério, na italia eles escrevem diferente! rs
Quando li Fed Moccia foi assim… uma coisa! Mas no fim, amei e amo até hoje!
Mas esse estilo de narrativa que parece que não separa os dialogos da descrição e tal, parece tb como eles escreviam antigamente (falo pq to lendo um ‘classico’ e a coisa é meio louca assim)

Mas amei sua resenha! Eu ja tinha visto esse livro e acabei nem comprando e gostei de saber mais sobre a historia.. Pelo visto ta recheada de temas polemicos!!
Vou querer ler!!

bjs
hey Evellyn!

Responder

Juliana - 29, junho 2014 às (00:32)

eu tenho esse livro mas eu queria ele pra Kindle e não acho de jeito nenhum.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por