[Resenha] Sorte ou Azar? - Meg Cabot | Minha Vida Literária
17

out
2011

[Resenha] Sorte ou Azar? – Meg Cabot

Título: Sorte ou Azar?
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 288
Ano de Publicação: 2007
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Jean Honeychurch só odiava mais uma única coisa além de seu nome (que, em francês, significa “João”): seu apelido – Jinx – pelo seu significado em sua vida. “Jinx” é a palavra em inglês que define “má sorte” e foi isso que Jean teve desde que se conhece por gente. O azar era tanto que a garota precisou se mudar para New York, para a casa de seus tios, devido a alguns problemas em sua cidade natal, Hancock. A mudança de ares é certamente animadora, já que existe a perspectiva de uma melhora em sua sorte. Mas mal sabia ela que seus problemas apenas começariam, quando sua prima, Tory, completamente diferente da garota que Jinx se lembrava, compartilha com ela seus conhecimentos sobre a possível magia que corre em suas veias, herança de uma tata-tata-tata-tataravó irlandesa e bruxa, morta em uma fogueira por praticar feitiçaria. Estaria Jean pronta para encarar seus maiores temores?

“Sorte ou Azar?” é mais um dos deliciosos romances de Meg Cabot, publicado no Brasil pela Editora Galera Record. Característica de todas as obras da diva, a leitura é fácil, agradável e extremamente fluida, permitindo que o livro seja lido rapidamente.
Entretanto, esse não foi um dos livros da autora que me prendeu completamente a atenção desde o início. A história é sim interessante e bem desenvolvida, mas simplesmente não consegui me conectar a ela até as 50 últimas páginas. A partir daí, ai sim fui tragada pela leitura e só parei de ler ao chegar ao último ponto final. Essa necessidade de ler para acompanhar os acontecimentos só surgiu ao final, o que, para mim, foi um ponto negativo. Ademais, a história toda é um pouco previsível, então não tive grandes surpresas com a leitura.
Apesar disso, como já dito, a história é interessante: mescla romance, suspense, humor e magia, combinação mais do que satisfatória! A prática da bruxaria aqui foi bem abordada e devo dizer que foi um dos pontos altos da leitura, em minha opinião. É uma temática que me agrada e gostei de ver a visão de Jean sobre o assunto: ela trata de questões importantes como o livre-arbítrio e a religião como um culto à natureza, e não uma prática satânica.
Jinx, aliás, foi uma personagem que me agradou, apesar de várias vezes se envolver em situações que poderiam ser evitadas se não fosse sua ingenuidade. Esta, por sua vez, é fruto de sua recusa em acreditar no pior das pessoas: Jean é aquela que sempre procura enxergar o que há de melhor em cada um e, infelizmente, acaba por confiar em quem não deveria em alguns momentos.
Tory, por sua vez, é a imagem da imaturidade emocional, insegurança e baixa auto-estima. É a garota que precisa estar sempre à frente de todos e precisa ter a sensação de poder, para provar para si mesma que é quem ela gostaria de ser. Ou melhor, que não é aquilo que ela mais teme. A personagem me irritou em muitos momentos por seu visível desequilíbrio psicológico, reforçado por seu egoísmo. Entretanto, Meg sabe, como ninguém, criar personagens problemáticas de maneira leve e hilária.
Sobre os outros personagens, adorei a família de Tory: seus pais, seus irmãos fofos, a au pair Petra. E, claro, não podia deixar de comentar sobre Zach: mais um garoto Cabotiano, capaz de arrancar suspiros por sua beleza, companheirismo, carisma e fofura!
De um modo geral, “Sorte ou Azar?” não é um dos melhores romances de Meg, pois senti falta da conexão inicial com a história, daquela fome de leitura. Mas aos 40 minutos do segundo tempo, essa foi despertada, o que tornou a opinião sobre o livro mais favorável. Além disso, sendo uma obra de Meg Cabot, a leitura é com certeza agradável e recomendável para os momentos de lazer, quando tudo que se deseja é um bom livro para distração, leve e rápido de se ler.




Deixe o seu comentário

27 Respostas para "[Resenha] Sorte ou Azar? – Meg Cabot"

Jonathan Henrique - 17, outubro 2011 às (20:28)

Oi, Aione! Que demais a sua resenha! =)
Sempre que leio uma resenha de algum livro da Meg Cabot, eu sempre digo que estou “há séculos quero ler algum livro dela”, nem sempre com essas palavras, claro.
O fato é que “Sorte ou Azar?” é um livro que me chama atenção, princiapalmente porque é da Meg – Diva!
Pena que você não tenha gostado em sua totalidade… mas quero ler para tirar minhas próprias conclusões!

Beijos!
@Jonathan_HGF

Responder

Thamires R. - 17, outubro 2011 às (20:50)

A resenha ficou show Mi!!
Adorei! Acho a capa mt linda e ao ler a sinopse me deu vontade de ir até a livraria e comprar.
Acho que em muitos livros não conseguimos gostar completamente da história, mas por outro lado, como você mesma disse, é uma combinação perfeita: “romance, suspense, humor e magia” então quando eu conseguir comprar [espero que em breve] espero que eu goste da história e da leitura.
Beijos.

Responder

Emmy - 17, outubro 2011 às (20:51)

Adorei a resenha Aione *-* Sempre quis ler esse livro simplesmente por ser Meg Cabot, mas acho que ate hoje não li uma resenha completamente positiva =/ De qualquer forma está na minha lista porque quero completar minha coleção da Meg, mas sem duvida não este não é uma prioridade!
Bjs, Emmy
Literary World

Responder

Sofia - 17, outubro 2011 às (21:11)

Oi Aione! Resenha muito boa! Já li a respeito do livro, e não achava que se tratava de feitiçaria… ^^ Decepcionou … Estou meio que querendo sair um pouco disso… rsrs

A capa é super legal!

Beijos

Responder

Mariana Ribeiro - 17, outubro 2011 às (21:12)

Olá, Aione!!
Foi o primeiro livro que eu li da DIVA Meg Cabot, mas foi amor à primeira vista! Adorei a história, apesar de ser mais voltado para o público Teen e recomendo a leitura para todos!
Adorei a sua resenha!
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Responder

Igor Gouveia - 17, outubro 2011 às (22:00)

Mi *_*

Preciso ler Meg, sério. Poxa, todo mundo lê e adora. Preciso mesmo, haha. Sua resenha ficou muito boa, adorei.

Abraços.

Responder

Pabline - 17, outubro 2011 às (22:26)

Esse livro não é uma de minhas prioridades, porque já vi resenhas que dizem que esse não é um dos melhores da autora. Então sabe né… Ficamos adiando. Mas pretendo lê-lo um dia :p

BJ Aione!

http://amigasentrelivros.blogspot.com

Responder

Danzinha - 17, outubro 2011 às (22:57)

Bom, esse com certeza não é um dos melhores livros da Meg. A Jean as vezes me irritava tanto que eu queria bater nela aushauhsauhsua. Mas, Meg é sempre Meg ela consegue nos fazer ler o livro todo mesmo sem estar tão envolvida.

Beijos

Amigas entre livros

Responder

Jessica Asato - 17, outubro 2011 às (23:43)

*-*
Confesso que li só dois livros da Meg e pretendo aumentar esse número porque ainda não consigo ter uma opinião sobre a autora. Afinal de contas, ela consegue encarar vários gêneros da literatura e pelo visto tem se saído bem na maioria delas!
Sorte ou Azar parece um livro gostoso de ler, mas livros que fluem só no final desanima demais né? Para os que são ansiosos e não tem paciência para dar a chance ao livro, acaba sendo ruim….

Adorei a resenha flor!
=*

Responder

Eduarda Menezes - 18, outubro 2011 às (01:17)

Oi Mi, Meg Cabot mesmo na pior das hipóteses é sempre uma boa pedida né ^^
Até aqueles que não prendem tanto a nossa atenção ainda assim são bem melhores do que muitos livros por aí! Também adoro esses garotos Cabotianos rs
E já aconteceu comigo várias vezes de não gostar muito de um livro mas como o final acaba sendo uma surpresa agradável, minha opinião geral acaba sendo bastante favorável como um todo! O contrário também acontece! ^^

Bjs!

Responder

Jovens Leitoras - 18, outubro 2011 às (01:51)

Apesar de não ser um dos melhores da Meg (como você disse) eu continuo com vontade de ler. HUAHAUHA
Na verdade, eu tenho vontade de ler qualquer livro da Meg. Mas depois da sua resenha acho que escolheria outro… Sei lá. HAUHUAH
Adorei a resenha!

Beijos.

Responder

Beatriz Gosmin - 18, outubro 2011 às (13:03)

Juro pra você, acho que decorei todos os nomes dos livros da Meg sem ao menos ter lido algum.
Todo mundo fala dela!

Este livro que você resenhou é um dos que eu tenho vontade de ler dela. Vi ele na biblioteca daqui mas não o peguei por motivos fortes. (pilha enorme para ler)

Adorei sua resenha e da próxima vez acho que vou ceder à tentação!

Bia | Blog Livros e Atitudes

Responder

Niii - 18, outubro 2011 às (14:49)

é fofinho, mas não está entre os melhores!
mas como sempre a Meg consegue criar um bom passatempo!
bjssssssss

Responder

PamFardin - 18, outubro 2011 às (15:44)

Meg é uma das melhores escritoras. Sei lá… Mesmo esse não sendo um dos melhores livros dela, seu modo de escrever tem algo diferente, que prende a atenção do leitor *—*
Ótima resenha Aione 😀

Beijão
aritmeticadasletras.blogspot.com

Responder

αmαndα cristinα ツ - 18, outubro 2011 às (17:51)

Adorei a resenha! Da Meg só li livros avulsos (li séries, mas nenhuma em ordem, realmente) e gostei muito da maneira como ela conduz suas histórias. De um jeito leve, simples, cuja narrativa flui rapidamente…
Ainda não tive a oportunidade de ler Sorte ou Azar, mas assim como sua resenha, li muitas resenhas boas em relação à ele. E sobre a capa, não tenho nem o que dizer… Arte gráfica linda! ^^

Beijinhos,
http://www.primeiro-livro.com

Responder

Bruno Miranda - 18, outubro 2011 às (18:01)

Oii! Bem, eu já tinha lido outra resenha sobre esse livro e vou confessar que el não me chamou muita atenção, deve ser o mais fraquinho da autora. Eu quero muito ler um livro da Meg, mas com certeza não será por esse… Parabéns pela resenha,

Beijos.

@minha_estanteMinha Estante

Responder

Luana Feres - 18, outubro 2011 às (18:36)

Gosto da Meg, ela tem uma coisa bem menina, bem humorada. Mas não sinto vontade alguma de ler Sorte ou Azar, acho que será previsível demais. Se ganhasse, leria. Mas não acho que compraria. :/

Beijos

Responder

Amanda - 18, outubro 2011 às (19:40)

É de bruxa? OMG! Preciso ler agora!
Ainda mais por ser da Meg. rs

Beijos,
Mandi *-*
Book and Cupcake

Responder

Gilciany Viana - 18, outubro 2011 às (19:55)

Nunca li nada da Meg e todos falam tão bem dela…
Quero ler algo dela urgente pra conferir. Adorei a resenha e a capa do livro que é bem bonita!
beijinhos Aione!

Responder

Lucas Martins - 18, outubro 2011 às (20:16)

Ah, me sinto tão… sei lá, por não ter lido nenhum livro da Meg ainda ): Todo mundo falando, tanta resenha boa, como esta, me deixando com mais vontade… acho que vou acabar comprando algum para saber como a Meg escreve um romance, pois só li um conto dela (no Formaturas Infernais).
Mas enfim, gostei da expressão “40 minutos do segundo tempo”, já li vários livros assim e vou confessar que gosto :p
Bjão, Mi! Parabéns pela resenha! 🙂

Responder

Marcelo Lima - 18, outubro 2011 às (23:14)

Já li esse livro até a metade na sala de aula e preciso compra-lo e claro pra ler de novo(mesmo já saendo o final, pois o livro era da minha amiga kkk ) Adorei a resenha e Meg Cabot é Meg Cabot … nós ainda lançaremos um livros juntos rum…

Responder

Andressa Tomaz - 19, outubro 2011 às (12:56)

Olá, Aione!
Concordo com tudo que você disse. Li este livro faz pouco tempo e esperava um pouco mais dele, apesar de ser leve e de ser da Meg, pra mim foi um dos mais fracos dela. As vezes parece que falta alguma coisa e por isso eu também não tinha aquela fome pela leitura.
Ótima resenha, como sempre!

Beijos.

Responder

Sora Seishin - 19, outubro 2011 às (16:55)

Oi Aione!!
Eu já li esse livro e concordo com você, o livro é bom, mas não é um dos melhores da Meg.
Eu esperava que a história tivesse mais magia!
Beijos,
Sora – Meu Jardim de Livros

Responder

A Leitora - 19, outubro 2011 às (18:36)

Eu amo os livros da Meg mais esse au ainda não li, confesso que estava com um certo resseito de le-lo, mais você tem do dom das resenhas Mih, adorei!

Beijokas enormes
Brih
Meu Livro Rosa Pink
http://meulivrorosa.blogspot.com

Responder

Rafael Fernandes Henrique dos Santos - 20, outubro 2011 às (01:41)

Um livro que distrai, preciso desse livro! Amo livros da Meg querida, acho que tu já sabes… Mesmo assim, concordo que o enredo é bom, mas previsível #never, só chega a ser, mas acho que adoraria ser surpreendido por ela, a autora. Ah, quero ler… Amo magia… Bruxaria, essas coisas… Leituras Vivas

Responder

Ni - 20, outubro 2011 às (18:59)

Ai que resenha linda, você escreve bem pra xuxu! Concordo, o livro é daqueles que te distrai, mas não entra para a lista de favoritos. Mas Meg é Meg e ela sabe como escrever histórias que tiram suspiros e tudo mais. Faz eras que não leio esse livro! Bateu saudades!

Beijo Aione! ^^

Responder

Jessica Andrade - 24, julho 2016 às (19:48)

Adorei sua resenha!
Gostei da forma como “resumiu” a personalidade dos personagens. Estou lendo esse livro também e tenho que dizer que compartilho da sua opinião, sobre não conseguir me conectar com a estória. Mas é um livro agradável de ser lido.

Enfim, gostei bastante da sua resenha. Acabei de conhecer o blog e achei muito fofo. Beijinhos:)
https://jessicandradeblog.blogspot.com.br/

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil