[Livros Na Telona] Querido John - Nicholas Sparks | Minha Vida Literária
02

nov
2011

[Livros Na Telona] Querido John – Nicholas Sparks

Oi gente!
Como foi o feriado de vocês? Espero que tenha sido ótimo!
Aproveitei o meu pra retribuir as visitas que estava devendo nos blogs de vocês! Não sei se consegui passar em todos, mas passei em todos que pude!
Hoje o Minha Vida Literária está completando 4 meses e eu só tenho a agradecer!
O blog foi a melhor coisa que fiz no meu ano, por tudo que ele tem me proporcionado! O impacto que ele está causando em mim e na minha vida é gigante, e é um prazer imenso pra mim tê-lo! Aqui eu descobri algo que eu realmente amo fazer e que faço com todo o carinho possível!
Obrigada pelo apoio, pelo carinho, pelas visitas, pelos comentários! São vocês que me ajudaram a fazer o blog crescer e ele não seria nada sem vocês! Obrigada, de coração!

(Sim, eu vou fazer melodrama a cada aniversário! Não vou cansar de repetir tudo que repito a cada mês ^^)

Dito isso, vamos ao post do dia!
Ainda em ritmo do debate da Novo Conceito, cuja cobertura vocês podem acompanhar aqui, achei que o filme adaptado da semana não poderia ser outro que não Querido John.

Livros Na Telona é uma coluna na qual analiso filmes que foram baseados em livros!

Sobre o Livro

Título: Querido John
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 277
Ano de Publicação: 2010
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Como esse é um livro que já foi resenhado aqui, não vou me prender em muitos detalhes.
Querido John é um livro polêmico devido ao desenrola de sua história. Compreender as atitudes das personagens não é uma tarefa fácil porque elas não condizem com as expectativas dos leitores. Entretanto, para mim, é aqui que a mágica da história se faz: Querido John é real.
Na vida, as escolhas são obrigatórias a todo momento. Ao se escolher, nunca é possível definir se foi feita a melhor opção, essa avaliação só pode ser dada futuramente. O que leva a optar por um caminho e não outro são as situações do presente, e as escolhas são baseadas naquilo que se acredita ser o melhor. John e Savannah são obrigados a escolherem e, ao tomarem suas decisões, criam parceiros e inimigos entre seus leitores.
Se o livro pudesse ser definido em uma palavra, minha escolha seria triste. Não é aquela tristeza que arranca milhares de lágrimas de quem lê; é aquela mais silenciosa, mais fria, que te faz lamentar pelos acontecimentos, mas, ao mesmo tempo, torna quase impossível  a tardefa de descobrir o que os desencadeou sem fazer uma volta gigantesca ao passado. Como um efeito dominó. Como muitos fatos da vida real.
Acredito ser por isso que eu goste tanto desse livro. Ele foge do comum e do esperado sem deixar de lado as várias mensagens contidas em seu interior: o peso das escolhas e o poder transformador de um verdadeiro amor.
Sobre o Filme
É de conhecimento comum que as adaptações não sejam cópias dos livros. Aliás, esse não é o objetivo, reproduzir com exatidão o que é mostrado nas páginas de um livro. Uma adaptação se baseia nos principais fatos da história e, a partir daí, cria sua própria forma.
Explicação compreensível e lógica. Agora, tente explicá-la ao coração de um leitor, que se apaixona por uma história e a vê sendo modificada nas telas.
Não adianta. Por mais que eu saiba que um filme não tenha que ser igual ao livro, eu sempre quero que seja fiel, que mantenha os fatos principais e, acima de tudo, que mantenha o mesmo ideal. Algumas adaptações, embora diferentes, acabam por me conquistar. Querido John não foi uma dessas.
Achei o filme muito corrido. Aquilo que, no livro, havia sido verossímil para mim, não o foi nas telas. A velocidade dos fatos acabou por me distanciar da história e me deixou com a sensação de superficialidade, enquanto que, no livro, tudo havia sido mais intenso, mais profundo, melhor explicado e apresentado.
Não somente pela superficialidade aparente da história, em minha visão, a mensagem do livro foi destruída com a alteração de seu final, apenas com a intenção de tornar a história mais comercial e,  talvez, melhorar sua aceitação.  Não darei um spoiler, não direi o que acontece em nenhuma das duas versões, apenas ressalto que o final do filme e do livro são diferentes. Para mim, esse foi o pior erro da versão cinematográfica. A mágica que encontrei no livro, a mensagem dada, tudo deixou de existir, na minha visão, por causa dessa modificação.
Uma pequena alteração, que não influencia na história, mas causa estranhamento ao leitor, é o fato de Savannah ser morena no livro e loira no filme. Adoro a Amanda Seyfried e gostei de vê-la como Savannah na questão de sua personalidade. Porém, fisicamente, ela não tem nada da personagem criada por Nicholas. Pode não influenciar na história, mas é sim uma confusão na cabeça e imaginação do leitor.
Não estou dizendo que o filme não seja bom ou que não valha a pena de ser assistido, mas não agradou a mim. Já vi muitos que, inclusive, preferem o filme exatamente por aquilo que mais desgostei – o final. Portanto, não deixem que minha opinião seja a única responsável em sua vontade ou não de assistir ao filme ou ler o livro. Leia o livro, assista o filme e tire suas próprias conclusões. As opiniões variam de pessoa para pessoa por dependerem de fatores muito intrínsecos a cada um!
Confira o Trailer do Filme

 

Está participando da promoção de Literatura Brasileira?
Comente nesse post e preencha o formulário mais uma vez!




Deixe o seu comentário

35 Respostas para "[Livros Na Telona] Querido John – Nicholas Sparks"

Lucas Martins - 02, novembro 2011 às (21:25)

Muito bom, Mi!!!
Quando falo que não li, nem assisti ao filme, ninguém acredita. Agora mesmo que não assisto, haha!
ODEIO quando mudam o final! Deixa de ser fiel…
E por mais triste ou feliz que seja, tem que ser cumprido, rsrs. Sou chato sim, mas se é uma adaptação com mesmos personagens, mesmo título, mesmo cenário e etc, tem que ser fiel até o final! U.Ú
Enfim, adorei o filme da semana, Mi! Digo, adorei a escolha do filme, rsrs!
Bjão!

Responder

Luana Feres - 02, novembro 2011 às (21:34)

Assisti o filme e li o livro nenhum deles conquistou meu coração. Achei em ambos que o amor nasceu muito rápido. Não sei se acredito que possa se apaixonar ao ponto de aceitar um relacionamento a distancia por meses, conhecendo a pessoa a duas semanas. Savannah me irritou, passou a imagem de que John amava pelos dois. Adorei o papel dele e as cartas que mandava eram belissimas, mas não curti o final. Achei tocante e tudo, mas não sei se Savannah merecia. Isso soa muito maldoso? O livro é realmente bem melhor, mas ainda sim, a escrita de Sparks não é nenhuma coisa incrivel para mim. :/

Beijos, Aione! 🙂

Responder

Planet Pink - 02, novembro 2011 às (21:42)

4 meses só? =O
Jurava que o blog tinha há maior tempão hahaha o sucesso do blog é reflexo do seu carinho com a gente. Vc é mt atenciosa =)

Nunca li o livro nem vi o filme, mas adoro Sparks, quem não gosta ne? aha *-*

Bejinhos!

Responder

Mariana Ribeiro - 02, novembro 2011 às (21:51)

Olá, Aione!
Realmente, filme nenhum consegue adaptar os livros com exatidão e mesmo assim são poucos os que mantém a sua essência a ponto de agradar aos fãs. Ainda não li o livro e muito menos vi o filme, mas pela sua análise eu pude perceber que devo mesmo ler primeiramente Querido John e espero gostar da história tanto quanto você.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Responder

Marcelo Lima - 02, novembro 2011 às (22:03)

Nha não gostei muito de nenhum dos dois …não é o tipo de história que me ganha …Acho que a realidade não me cai bem – adorei essa frase rs ..mas Nik é tipo Meg : Adoro e seu texto está muito bom Mi “) Me deu até vontade de assistir a Savannah malvadona de novo. Já te contei que quero ela comovi lã em um filme meu ? rs a Amanda Seyfriend tem cara de má!

Responder

Igor Gouveia - 02, novembro 2011 às (22:04)

Mi (:

Primeiro parabéns pelo aniversário do blog! Também digo que fazer o meu blog e poder conhecer pessoas maravilhosas como você foi o que eu fiz de melhor esse ano!

Querido John como eu te falei antes, não consegui completar a leitura (ainda). Agora o filme eu achei bem legal, mas ele realmente é muito corrido! Infelizmente a maioria das adaptações não são melhores que os livros.

Beijo!

Responder

Lygia Netto - 02, novembro 2011 às (22:19)

Oiiii..parabéns pelos 4 meses de blog!!!

Além disso, agradeço pela visita constante no “Brincando com Livros” 😀

Quanto ao filme..vamos lá…
“Agora, tente explicá-la ao coração de um leitor, que se apaixona por uma história e a vê sendo modificada nas telas.” Vc disse TUDO! É sempre complicada a situação de adaptações…eu tento separar um do outro, mas sempre bate aquela decepção….

E Nicholas…ah, Nicholas….SEMPRE emocionando….Ainda n tive coragem de pegar Querido John, e nem assisti tbm, rs. XD Espero q a situação mude em breve!!!

Beijos e adorei a resenha do filme.

Lygia
Brincando com Livros

Responder

Lariane - 02, novembro 2011 às (22:24)

Oi Aione,

concordo com você sobre a caracterização, ao lermos imaginamos o personagem em nossa cabeça, e depois se torna difícil de desvincular…

Confesso que nem li e nem vi Querido John, filme e livro, acho que temo me desidratar de tanto chorar hahahahhaha

Beijo,
Lariane – http://www.leiturasedevaneios.com.br

Responder

Danzinha - 02, novembro 2011 às (22:27)

Oi Mi!

Até agora eu só assisti ao filme, mas, depois do que você escreveu fiquei curiosa com o livro. Eu gostei bastante do filme, embro muita gente tenha realmente detestado. eu imagino o final do livr e sei que vou ficar triste com ele rsrsrs… Mas quero ler!

Beijos

Amigas entre livros

Responder

Amanda - 02, novembro 2011 às (22:59)

Oi Aoine!
Parabéns pelos 4 meses de blog o/
Eu adorei o post!
Logo que li o livro eu fiquei profundamente triste, principalmente pelo final.
Não aceitava de forma alguma, mas depois percebi que realmente era melhor assim.
Quanto ao filme, eu também me decepcionei um pouco. Acho que o foco principal da história realmente foi alterado e, a mudança no final, foi o que mais contribuiu para isso.

Beijo,
Amanda
Amanda’s World

Responder

Vanessa - 02, novembro 2011 às (23:04)

Oi Aione querida, sobre o filme, eu ja assisti e me apaixonei, quanto ao livro eu não tive ainda a sorte de poder ler, mas gostaria muito!

Balaio de Livros.

Responder

Naty - 02, novembro 2011 às (23:20)

Primeiro parabéns pelos 4 meses de blog! Aliás o novo lay do blog está maravilhoso, adoreei mesmo 😉

Agora em relação ao filme eu concordo com você que o final simplesmente acabou com ele, o final do livro pode não ser o esperado, mas foi tão bonito, tão… indescritível.

Sou mil vezes mais o livro, claro e acho essa história linda *-*

Bjão;*
Naty – Just Books !

Responder

May L. - 02, novembro 2011 às (23:34)

Eu também não gostei muito do filme.
Muitas mudanças foram feitas no filme. E realmente achei chato o fato de a Savannah do filme ser loira (o que custa pelo menos colocar os personagens mais parecidos o possível com os do livro?) entre outras mudanças.
É Aione, eu também sempre espero que o filme do livro adaptado para o cinema seja fiel, mas parece que “adaptação” é levada ao pé da letra.
Mas por incrível que pareça, o filme me emocionou mais que o livro, “acho” que foi o fato de ver com os próprios olhos e não só na imaginação.
Esse meu cometário está bem embolado, mas é isso aí. (espero que vocês me entendam)

E parabéns pelo blog Aione!!!

Beijos -glowofthemoonlight-

Responder

Julia G - 02, novembro 2011 às (23:44)

Nossa.. Sempre melodramática nos aniversários! haha, Parabéns!

Não li o livro, nem sei se tenho vontade, mas assisti o filme e não gostei tanto também. Achei a história bem mais ou menos. Quem sabe essas diferenças me animem mais para ler o livro, vamos ver.

Beijos

Responder

Vanessa Vieira - 03, novembro 2011 às (00:29)

Parabéns pela dica Aione! Estou ansiosa para ver o filme de Querido John! E muito em breve pretendo ler o livro também! Beijos!

Responder

Raquel - 03, novembro 2011 às (00:43)

Eu vou ser sincera: vi o filme e não li o livro. Achei o filme fraco e por isso me desinteressei pelo livro. Posso estar errada, mas é que eu prefiro não arriscar e comprar algo que eu possa me arrepender profundamente…rs

De qualquer forma, adorei seu blog!

Beijão!

Responder

Milena - 03, novembro 2011 às (01:44)

Eu concordo com você em todas as palavras. Acho que o único acerto do filme inteiro foi o ator que fez o John (E QUE ACERTO! hahahah). O livro é lindo, o filme é também mas perdeu toda a graça. Não gostei.

Beijos!!

Responder

Jovens Leitoras - 03, novembro 2011 às (02:06)

Já li esse livro e como você amei. Como você disse, é um livro de tristeza silenciosa, já o filme me fez chorar horrores. Não que isso seja ruim, errr.
Com certeza essa explicação lógica sobre adaptações não desce pra mim! hahaha. Como eu disse na minha resenha (que já fiz há tempos) eu não vi como eles poderiam ter se amado tanto em só alguns minutos de filme ‘-‘
Adorei o post!

Beijos e parabéns pelos 4 meses de blog! O Minha Vida Literária é um dos meus blogs preferidos!

Responder

Entre Fatos & Livros - 03, novembro 2011 às (04:11)

OI Aione!

Eu li e assisti. Não gostei mto do livro. Até gostei, mas não mtoooo como as pessoas costumam gostar de NS. Qto ao filme, foi ainda pior q o livro, na minha opinião. O filme deixou bastante a desejar.

BjoO
Pri
Entre Fatos e livros

Responder

Érica Lopes - 03, novembro 2011 às (12:18)

Oi Aione!
Tudo bom? Quanto tempo né? Saudades rs

Bom, li o livro e achei triste tbm, sinceramente esperava mais do livro, tratando de Nicholas Parks rs, o filme… Já no inicio eu desisti, achei super chato :S

Beijokas

Responder

@whosthanny - 03, novembro 2011 às (12:43)

Oi, gostei do que você disse sobre o filme. Também sou dessas que sempre torce pro roteiro ser fiel ao livro, mesmo sabendo que as chances são poucas disso acontecer. Eu gostei, mas o livro é muuuuito melhor!

Beijos,
http://www.whosthanny.com

Responder

Andressa Tomaz - 03, novembro 2011 às (12:49)

Oi Aione!
Concordo com você mais uma vez. Sempre quero que os filmes sejam exatamente como os livros. Mesmo que cortem algumas partes um tanto dispensáveis, a mudança delas é ainda pior.
Eu tinha visto o filme antes de ler e me arrependo, mas mesmo assim me incomodou muito o pequeno fato da mudança da cor do cabelo. Também adoro a Amanda, mas não poderiam ter escolhido uma morena?
O final do filme achei muito clichê e tirou a parte mágica que eu achei do livro.
Decepciona um pouco quando já se leu o livro antes.

Beijos!!

Responder

A Leitora - 03, novembro 2011 às (14:54)

Ainda não li este livro, mas tenho certeza que vou chorar assim como chorei em “Um amor para recordar”
Nicolas é um ótimo autor, minha amiga que já leu quase todos os livros dele disse que ele é maravilhoso.
Adorei beijokas enormes.
Brih
Meu Livro Rosa Pink
http://meulivrorosa.blogspot.com

Responder

Sora Seishin - 03, novembro 2011 às (15:29)

Oi Aione!!
Gostei do post, já li o livro e vi o filme… Gostei do filme, mas ele não me fez chorar igual ao livro.
Beijos,
Sora – Meu Jardim de Livros

Responder

Nana - 03, novembro 2011 às (15:51)

Oi Aione!
HAHA vishe post polemico!
Eu gostei do filme em termos, achei rápido e algumas coisas me decepcionaram.. o fato de terem escolhido a Amanda para Savannah foi um. Eu adoro ela… mas não tem nada a ver.
A relação dele com o pai no livro me passou mais emoção do que no filme…

Mas é o que dizem que se deve assistir o filme antes HAHA

E concordo, o Tatum é um pedaço… né?

E a maioria que já leu o livro não gosta do final… mas alguns gostam porque é aquilo que queriam no final do livro.

Mas no DVD tem o final alternativo que igual ao do livro. 🙂

beijos
Nana – Obsession Valley

Responder

Camila Costa - 03, novembro 2011 às (17:35)

oi Aione!
concordo que o livro é muuuuuito triste.Ele me deixou mal a cada página lida e acabou que detestei a história. O filme eu asisti até o final e meu deus odiei mais ainda
sou fã do sparks, mas sinceramente acho que ele tava em momento de depressao qnd teve a ideia pra querid john!

Responder

Vanessa Tourinho - 03, novembro 2011 às (17:42)

Realmente, quando nós nos apaixonamos por um livro, e ele é adaptado para TV ou cinema, as mudanças feitas nunca nos agradam, isso é um fato!
Pequenas coisas como cor dos olhos, dos cabelos, altura dos personagens, coisas a que os diretores não se prendem, nunca passam despercebido pelos olhos dos leitores.
Não cheguei a ler o livro, mas ao filme, assisti.
Fiquei curiosa com o final de ambos, talvez por isso eu leia o livro. 😉

Bjs.
Paraíso Em Papel

Responder

Alinne - 03, novembro 2011 às (18:24)

Primeiramente parabéns pelos 4 meses de blog!
Esse post está perfeito, ainda não tive a oportunidade de ler o livro mas assisti ao filme e gostei principalmente por causa do ator Channing Tatum no qual eu adoro, mas confesso para ti que a história teve algumas coisas em que me desagradou como o final, por isso quero ler o livro por esse motivo,para saber qual é a diferença entre ambos.
Gostei do seu ponto de vista e também sou o tipo de pessoa que sempre dou preferência aos livros do que aos filmes.
Beijos.

Books e Desenhos

Responder

Esmalte de Morango - 03, novembro 2011 às (19:52)

Já li. Já assisti. Chorei com o livro. Chorei mais ainda com o filme.
Gostei muito do livro por ser meu primeiro do Nicholas e por eu estar querendo ele a tempos.
Também não gostei do final… ficou tão… vago. Não sei.

Parabéns pelos 4 meses de blog Mi! Sua fofa!
Beijão
http://manialiteraria.blogspot.com/

Responder

Karine Marinho - 03, novembro 2011 às (21:20)

Eu posso dizer que Querido John foi o livro do Nicholas que eu li e o que eu menos gostei. E com essa palhaçada toda de a personagem do filme ser fisicamente diferente da Savannah me tirou muito a vontade de vê-lo e provavelmente é uma coisa que eu não farei.
Beijos,K.
Girl Spoiled

Responder

Eduarda Menezes - 04, novembro 2011 às (04:06)

Mi, mais uma vez eu digo que acho que a gente tem opiniões bem parecidas, se bem que dessa vez até que foi só em parte! rs

Concordo demais na escolha da palavra triste para definir o livro e o engraçado é que eu usei a mesmíssima, em uma resenha que fiz dele logo depois que o li, lá no Skoob! ^^

Só que eu até gostei do filme sabe, e não vou dizer que o final me desgostou completamente, na verdade o final que eu não gostei mesmo foi o do livro! rs Mas concordo que ficou até algo mais verossímil, mais semelhante com a realidade que nem sempre é bonita e repleta de finais felizes.

Porém,acho que até certo ponto o final do filme pode ser considerado mais como uma possibilidade…
(atenção, se você está lendo esse comment, vou soltar um spoiler) – Acho que o fato de ele ter doado o dinheiro para o tratamento do Tim, não quer dizer necessariamente que deu certo e que depois de alguns anos ele não tenha morrido, então talvez aí eles tivessem realmente se encontrado e ficado juntos hehehe acho que foi mais ou menos isso que o filme quis passar, algo que poderia ter sido… mas que realmente não vemos no livro pois ele termina antes disso!!

Gostei desse “Se”! Até porque achei o livro muito triste em sua essência. Como já te disse antes, nenhum dos personagens foi realmente feliz com as suas escolhas, e tudo ficou um tanto quanto depressivo demais (para mim, lógico)!

Eu gostei do livro, mas a raiva que senti dos personagens foi tanta que esse é o livro que menos gosto do Nicholas. Acho que o John e a Savannah só não ficaram juntos porque não quiseram! Enfim hehehe

O cabelo loiro realmente me incomodou um pouco, mas foi mais porque quando estava lendo o livro, o John falava constantemente dos cabelos da Savannah e como eu sabia quem era a atriz só conseguia imaginar ela o tempo todo, aí ficava aquele negócio meio estranho!

Ai meu deus, esse comment tá enorme, vou parar!!
Beijoo Mi, adorei ler sobre as suas impressões do livro/filme!

Responder

Pah - 04, novembro 2011 às (19:55)

Como assim mudaram o final? Que bobeira isso… bem só vi o filme e gostei, mas acho que é porque não li o livro ainda, logo vou lê-lo!

Bjus

Pah, Livros & Fuxicos

Responder

Giil Almeida - 05, novembro 2011 às (18:44)

As adaptações de livros de Nicholas Sparks para as telonas tem apenas pequenas mudanças na história, e isso é bem legal, é muito chato quando você lê uma ótima história e quando ela é transformada em filme mudam tudo!

Bjos,

Verbologia Pink

Responder

Amanda - 08, novembro 2011 às (21:13)

Não li o livro, mas quero. O filme já assisti várias vezes, e adoro o filme. Achei muito bom o filme.

Beijos, Book and Cupcake

Responder

Cíntia Mara - 12, novembro 2011 às (00:11)

Ainda não assisti a esse filme, mas o livro mexeu muito comigo. Sim, a história é muito real. Não dá pra negar a humanidade dos personagens – por mais que me dê vontade de bater em uma e colocar o outro no colo.

Parabéns pelos 4 meses de blog.

Bjos

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por