[Resenha] Os Sobreviventes da Santa Inquisição - André Victtor | Minha Vida Literária
08

nov
2011

[Resenha] Os Sobreviventes da Santa Inquisição – André Victtor

Título: Os Sobreviventes da Santa Inquisição
Autor: André Victtor
Editora: Publicação Independente
Número de Páginas: 158
Ano de Publicação: 2011
Skoob: Adicione

O que aconteceria se sete almas vampiras fossem transportadas para outra época e se alojassem em corpos de sete pessoas vivendo em plena Idade Média? Como lidar com o fato de ser um vampiro em uma época de intensa perseguição aos hereges? E, principalmente, como lidar com o fato de ser algo que nem ao menos é muito bem compreendido por si mesmo?

Em Os Sobreviventes da Santa Inquisição”, André Victtor retoma os personagens de “Os Vampiros de Dubai em um novo enredo, transportando o leitor diretamente ao passado. A narrativa ágil e fluida nos conduz por entre as páginas sem que a leitura seja percebida. Há velocidade na história, o que contribui com quem lê.
Um ponto visível na escrita de André é sua habilidade em escrever contos e essa qualidade se faz presente nesse romance. Por esse motivo, em alguns momentos, senti falta de uma maior profundidade dos fatos, que foram narrados de maneira mais superficial, dando mais um panorama geral da situação do que detalhes. Talvez tenha sido essa a intenção do autor, não se prolongar na descrição das cenas, já que a narrativa geral contribui com a velocidade do enredo.
Algo que merece destaque é a capacidade de André em despertar o horror nas cenas de terror. Vi-me fazendo caretas em alguns momentos, o que foi positivo, considerando essa uma reação desejável desse gênero literário. E mesmo com essas cenas, ainda assim há momentos de extremo romance na obra, principalmente entre as personagens de Valência e Esteban, que incorporaram as almas de Helena e Andrews, trazendo consigo a idéia do amor imortal, a qual muito me agrada.
Sobre as personagens, achei interessante terem seu lado humano destacados. Apesar de se tratarem de vampiros, há um certo desconhecimento destas com relação as suas próprias condições e, paradoxalmente, há, também, uma conscientização de seus atos: as personagens não buscam suas vítimas apenas para saciar suas vontades, mas sim por uma questão de sobrevivência. Apenas o sangue humano pode mantê-las “vivas”.
Apesar de as personagens serem as mesmas de “Os Vampiros de Dubai”, a obra pode ser lida sem prejuízo na compreensão da história, não sendo necessário ler o outro volume primeiro. Notei, também, a relação destes livros com o outro livro do autor, “Vampiro Victtor”, já resenhado aqui, uma vez que esse narra a transformação do Conde Victtor, mesmo personagem responsável pela transformação dos vampiros das duas outras obras citadas.
Embora tenha sentido falta de uma maior profundidade e de um maior detalhamento em alguns momentos da história, o enredo e seu desenvolvimento me agradaram mais do que em “Vampiro Victtor”, além de a leitura ter sido ágil. Gostei da narrativa de André e aguardarei um próximo volume da série, pois, da maneira que este terminou, certamente há espaço aberto para uma continuação.
Confira um trecho do conto “Casarão Mal Assombrado”, disponível no blog do autor:

     “O casarão ficava numa grota e bem próximo de uma mata. Na verdade mesmo, era um local sombrio e uma energia sinistra habitava ali, eu podia sentir isso. Durante a faxina, cada um se encarregou de limpar um cômodo daquela casa enquanto eu, lá fora, tentava encontrar algumas madeiras para acender o fogo num fogão à lenha.
Existia uma casinha de madeira bem lá no fundo do quintal, próxima de uma cisterna, ou melhor, de um poço. Pelo jeito, era uma espécie de depósito de sacos de café e também de milho. Havia, ainda, muitos implementos agrícolas como enxadas, foices, machados, correntes e cordas pendurados do lado de fora.
Notei que o cadeado que fechava a porta daquela casinha estava aberto. Então, retirei-o e abri a porta para olhar melhor o que tinha ali dentro, pois alguma coisa poderia ser útil durante a nossa estada no sítio. Dizem que a curiosidade matou o gato…
Fiquei meio assustado ao ver uma calça jeans e uma camiseta branca penduradas num varal improvisado. Aquelas vestimentas velhas, bem manchadas de sangue, provavelmente estavam ali há muito tempo. O cheiro de sangue não estava tão forte, porque aquele depósito guardava outros tipos de produtos com odores marcantes como adubos e algumas peças de trator, que estavam mergulhadas no óleo diesel. Mesmo assim, muitas moscas pousavam nas roupas.”

Para conhecer o texto na íntegra, clique aqui.

Está participando da promoção de Literatura Brasileira?
Comente nesse post e preencha o formulário mais uma vez!




Deixe o seu comentário

36 Respostas para "[Resenha] Os Sobreviventes da Santa Inquisição – André Victtor"

Jovens Leitoras - 08, novembro 2011 às (20:31)

Adoro livros sobre vampiros, então acho que esse me agradaria!
Ótima resenha.

Beijos, Bárbara =)

Responder

Lucas Martins - 08, novembro 2011 às (20:33)

Esse livro parece muito interessante! Quando fui convidado a participar do Book Tour do Clube dos Novos Autores, eu ia escolher este livro, mas estava cheio de livros de parceria para ler, e acabei não pegando. Agora vejo que me arrependi, pois pelo que você comentou sobre a fluidez do enredo e desenvolvimento, fiquei com muita vontade de ler.
Ótima resenha, Mi! 🙂
Bjão!

Responder

Raquel - 08, novembro 2011 às (20:54)

Não conhecia este livro, assim como o autor! Quem sabe depois de eu ler a minha pilha de livros (que esá enoooooorme) eu não o leia para conferir se é isso tudo mesmo… 😉

Beijão!

Responder

Igor Gouveia - 08, novembro 2011 às (21:34)

Estou com vontade de ler os livros do André já faz um tempinho. Ele parece ser um ótimo escritor! Adoro histórias vampirescas, sempre me surpreendo. Adorei a resenha Mi.

Abração!

Responder

Marcelo Lima - 08, novembro 2011 às (22:23)

Não tenho vontade de ler esses livros …sei lá não bate rs … otima resenha e o que eu sempre digo porque eu escrevo tbm desse jeito : descrições demais cansam e em algumas histórias elas não devem aparecer msm rs “)

Responder

Jessica Asato - 08, novembro 2011 às (22:51)

Aaah eu acho que por enquanto o livro não chamaria minha atenção, sabe? Às vezes a gente tem que ter o feeling, aquele momento certo pra cada gênero literário senão a coisa não engrena né?? Hauhauhuha
Nossa mil anos que não venho aqui e já tem lay novo, fofo demais!!!
*-*

Beijos!!!

Responder

Michelle' - 08, novembro 2011 às (22:54)

Ótima resenha!
Eu já estou meio cansada de Vampiros, então não sei se leria, mas a temática parece ser bem diferente.
O problema é que eu gosto de um pouco de mais profundidade na descrição de certos momentos, então isso poderia me incomodar pelo que você falou.
Beijinhos
Michelle, Minha Bagunça

Responder

Lariane - 08, novembro 2011 às (23:03)

Nunca li nada deste autor, mas tenho a mesma opinião que o Marcelo, não bate hehehhehe

Excelente resenha 🙂

Beijo,
Lariane – http://www.leiturasedevaneios.com.br

Responder

J.C.Hesse - 08, novembro 2011 às (23:16)

Ok adorei a resenha, conseguiu transportar-me, por alguns minutos, para a fronteira da obra. A resenha é bastante motivadora e bem colocada.
Parabéns à resenha e parabéns ao escritor.

Responder

Natalia Dantas - 08, novembro 2011 às (23:17)

Que legal! 🙂
Mais essas coisas de vampiro já está me enjooando, mais se eu resolver esse livro, ele vai ter que me surpreender muito! ^^

Beijos:*
Natalia.
http://musicaselivros.blogspot.com/

Responder

Nadja - 08, novembro 2011 às (23:46)

Sinceramente não me animei muito a ler esse livro… já cansei de vampiros… não li muitos, mas curto diversificacão… hehehe e prefiro histórias sobre bruxas, sereias, fadas hahahaha

Responder

Leandro de Lira - 09, novembro 2011 às (00:07)

Estou super interessado nesse livro!
Parece ser realmente muito interessante.
Parabéns pela resenha.

“Palavras ao vento…”
http://www.leandro-de-lira.blogspot.com

Responder

Naty - 09, novembro 2011 às (00:10)

Não tenho muita vontade de ler esse livro apesar de gostar das histórias relacionadas á vampiros 😉

Bj;*
Naty – Just Books !

Responder

Camila Costa - 09, novembro 2011 às (00:31)

Oi Aione tudo boom? Poxa nao imaginava que o livro se tratava de vampiros.. na vdd achei que fosse de bruxas kk mas gostei parecer ser interessante. Quero ler o primeiro também. E sobre o que você falou de ser relacionada á outra obra, eu acho legal quando dois livros do mesmo autor “se cruzam” acho legal *-*
Beijoo

Responder

Marli Carmen - 09, novembro 2011 às (01:26)

Olá Aione…gostei muito de como vc escreveu! Parabéns.
Sempre é agradável ler uma resenha do André..um excelente escritor!
Bejinhos para vcs!

Responder

The Nice Age - 09, novembro 2011 às (02:11)

Estou com vontade de ler os livros do André já faz um tempinho. Ele parece ser um ótimo escritor! Só estou um pouco entendiada com historias vampirescas! são tantos livros do mesmo assunto que as vezes nem tenho vontade de ler… Mais depois da sua resenha fiquei balançada! rsrs

Beijos

Xintia
the nice age
http://www.theniceage.blogspot.com

Responder

Junior Menezes - 09, novembro 2011 às (06:10)

Eu recomendo todas as obras do André!!! Posso falar isso com convicção, pois já vários dos seus contos e todos são de excelênte qualidade!!! Vale a pena conhecer o trabalho desse grande autor brasileiro!!!

Responder

Rafael Fernandes Henrique dos Santos - 09, novembro 2011 às (10:45)

Essa história me deu muito medo Mi, nem sei como tu teve coragem de ler ele. No entanto eu como lunatico por vampiros tenho que ler ele, nao sei quando mas tenho. Adorei sua resenha. Leituras Vivas

Responder

Revisão de textos - 09, novembro 2011 às (11:19)

Parabéns, André e Aione.
A ótima resenha faz jus ao excelente livro.
Sucesso a vocês.
Leo.

Responder

Vanessa - 09, novembro 2011 às (11:58)

Eu simlesmente ADORO uma boa história de terror e este livro parece nos trazer exatamento isto, um certo tom de medo….me pareceu ser bem diferente dos que a gente está acostumada a ver por ai.
O casarão da imagem no conto dá medo mesmo, rsrs.

Vanessa – Balaio de Livros.

Responder

Andressa Tomaz - 09, novembro 2011 às (13:08)

Oi Mi!
O livro parece muito bom, os únicos de vampiros que li foram da saga Crepúsculo, se não me engano, e não foca muito no terror em si.
Dependendo da história eu até prefiro que não entre muito em detalhes, deixando mais pra imaginação de cada um. Acho que descrições demais deixam a narrativa mais cansativa.

Beijos!!

Responder

Babi Lorentz - 09, novembro 2011 às (13:18)

Adorei a resenha, Mi!
Tô aqui querendo conhecer as obras do autor, apesar de morrer de medo de histórias de terrror, acredita?
Super beijo!
Babi Lorentz

Responder

Milly - 09, novembro 2011 às (13:29)

Gostei bastante da resenha.. soh que ando um tiquinho sem paciencia para ler sobre vampiros, apesar de gostar muuuuito.. rs mas isso daqui a pouco passa e eu volto com td nos vampiros rsrs
E infelizmente nunca li nada do André.. quem sabe um dia tenho a oportunidade.. tenho certeza que vou gostar, jah que soh leio coisas positivas a respeito.

Beeijos,
Ler e se Aventurar

Responder

Sora Seishin - 09, novembro 2011 às (13:56)

Oi Aione!!
Esse livro parece ser muito bom pelo que você contou, ainda mais que ele deixa a gente aterrorizada… Adoro histórias assim, que mexem com a gente!
Beijos,
Sora – Meu Jardim de Livros

Responder

Luana Feres - 09, novembro 2011 às (13:57)

Oi, Aione! Ótima resenha, só para variar, haha. Ele é continuação ou algo assim? Ficou paracendo. E é capa dura? Pela foto parece, também. Enfim, eu gostei do livro, é interessante e parece ser bem escrito. Que otimo você teve oportunidade de lê-lo!

Beijos

Responder

Bruno Miranda - 09, novembro 2011 às (14:41)

O livro é interessante, mas o tema sei lá… não bate, rs. Mas de qualquer forma eu leria sim, parece ser uma obra muito boa. Eu não tenho uma opinião formada sobre livros com muita pouca descrição. Eu gosto de ambas, cada uma tem suas vantagens. O que torna um livro bom mesmo é a forma em que o autor leva o enredo. Adorei a resenha, beijos.

@minha_estanteMinha Estante

Responder

André Victtor - 09, novembro 2011 às (16:22)

Olá Aione !

É com imenso prazer que passo por aqui para agradecer mais uma vez a sua resenha de um dos meus livros !

Ficou ótima como sempre, mostrando assim a sua opinião pessoal e sincera sobre aquilo que você leu e achou dessa obra.

Estar circulando por aqui e divulgando o meu trabalho literário para seus inúmeros seguidores, já deixou o meu ego bem alimentado (rs.rs.rs.)

Respeito de coração a opinião de todos os comentaristas e inclusive a sua, pois sendo um novo autor, eu confesso que fico bem atendo e observo todos os ângulos de visão.
Atualmente estou terminando o meu 3º livro de contos sobrenaturais e uma ótima promoção no meu Blog está em andamento. Convido todos aqueles que gostam do tema para participarem !

Sobre os Vampiros eu tenho certeza que eles sempre vão estar entre as páginas da literatura mundial. Vale lembrar que a Lua Cheia continua sendo a mesma no céu que conhecemos.
Para os Cientistas, ela é apenas um astro bem próximo da terra.

Para os Astrólogos, ela indica previsões na sua posição Astral.
Para os Poetas, ela é pura inspiração.
Para os pessimistas, ela é apenas a Lua Cheia outra vez.
E já para nós, os escritores de Literatura Fantástica, ela pode anunciar muitas coisas, como:
“A Noite do Lobisomem”, “A Balada dos Vampiros”, “A Testemunha de um Crime” entre outras infinitas imaginações que muitas mentes jamais ousariam em imaginar… Somos assim mesmo, nossa habilidade é criar novos mundos e resgatar os leitores da realidade…

Obrigado pelo espaço concedido aqui no seu Blog. Agradeço todos os comentários acima e os que ainda estão por vir.

Aproveitem e leiam o meu último conto: ” A encomenda dos sete homens de preto… “
http://www.historiasdoandrevicttor.blogspot.com

Responder

Alinne - 09, novembro 2011 às (16:50)

Como adoro livros de vampiros esse me interessou. Ainda mais porque parece ter bastante suspense deixando o leitor um pouco aflito ao decorrer da história.
Beijos.

Books e Desenhos

Responder

PamFardin - 09, novembro 2011 às (16:51)

Filmes de terror já não são para mim, acho livros de terror mais leves, porque não tem como você ver… Mas você disse que fez caretas enquanto lia! Esse com certeza deve ser assustador :~
Ótima resenha mais uma vez *—*

Beijinhos!
aritmeticadasletras.blogspot.com

Responder

✿ Nessinha✿ - 09, novembro 2011 às (17:45)

Olá!
Fiquei interessada, sobre vampiros é legal,né!
A capa desse livro é de tremer!!
bjinhs
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

Responder

Julia G - 09, novembro 2011 às (18:33)

O livro não tinha me atraído muito pela capa, já que se refere a uma época da história que acho sombria demais, mas pelo visto esse era o objetivo. Gostei do enredo, só não sei se quero ler pelas cenas de terror, que eu morro de medo.

Beijinhos.

Responder

Van Castro - 09, novembro 2011 às (18:50)

Gostei de saber que as sequências do livro vão ficando cada vez melhores!
Claro que isso é uma questão de opinião e eu ainda não li nenhum livro desse autor, mas confio nos seus gostos, Aione! Hehe

Também achei legal o autor disponibilizar um trecho do livro, pra gente ver como é a leitura!

Beijos

Responder

Eduarda Menezes - 09, novembro 2011 às (21:30)

Oi Mi!! Por um breve momento eu confundi achando que era um livro do André Vianco, depois de terminada a resenha é que me dei conta de que o autor era outro rs o.o Só eu mesmo hehehe!

Gostei da resenha, muitos comentam a respeito da quantidade de livros de vampiros presentes atualmente na literatura mas acho que o que mais importa é a maneira que o autor aborda o tema do que qualquer outra coisa e pelo visto o André o aborda de uma forma diferente. Pena que algumas partes sejam mais corridas e pouco aprofundadas… aprofundamento é uma das coisas que eu mais aprecio numa trama. Gosto de me sentir dentro da história! rs
Beijos!

Responder

Pabline - 10, novembro 2011 às (00:19)

Oi Aoine!
Eu gosto muito das suas resenhas, sempre sinceras XD
Até gosto do tema vampiresco dos livros do autor.
Que pena que algumas partes não são tão aprofundadas, gosto muito de detalhes XD
Mas leria tranquilo esse livro.
BJ!

-Amigas Entre Livros-

Responder

Márcia - 10, novembro 2011 às (16:41)

Ótima resenha.
Além de gostar do tema de vampiros, adooooro romance. Fiquei curiosa para ler esses “momentos de extremo romance” que você mencionou. Atiçou a minha curiosidade.
Beijinhos.
http://marciaescritora.blogspot.com

Responder

ka macedo - 10, novembro 2011 às (17:10)

Aione, que resenha maravilhosaa! Eu não conhecia o livro (nenhum deles) e fiquei muito, muito curiosa pra saber mais da estória. Tem um pouco de tudo que eu gosto: vampiros, história, romance e cenas realmente de arrepiar.
Já esta na minha lista *-*
Amei, amei mesmo.

Beijoos

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por