Parece, Mas Não É | Minha Vida Literária
17

nov
2011

Parece, Mas Não É

“Parece, mas não é” é uma coluna onde trago livros que, ao ver a capa pela primeira vez, achei tratarem de um assunto, mas, ao ler suas sinopses, descobri que não tinham nada a ver com o que pensei!

Ao me deparar com a capa de Maria”, tive certeza de estar encarando um livro de cunho espiritual, talvez que nem contasse uma história, mas fosse como um relato de uma teoria, algo nesse estilo. Não sei muito bem classificar, mas espero que a minha sinopse esclareça o que eu quis dizer!
Sinopse – Maria – by Aione Simões
 
A inconstância do Universo sempre foi uma constante: tudo muda a todo tempo, em um ciclo sem fim. Em momentos de crise, a instabilidade parece predominar ainda mais, gerando medo e, até mesmo, o caos.
Mas não restam dúvidas de que nada é em vão, cada acontecimento, independente de sua grandiosidade, tem um porquê, o qual, muitas vezes, escapa de nossa compreensão.
Em “Maria”, há um aprofundamento desses porquês em uma tentativa de elucidá-los ou esclarecê-los pelo menos em um mínimo grau, e a principal teoria que os explica não poderia ser outra senão a do amor, em sua mais pura essência.

 

Adivinhem só?
É, errei.
Feio.
Sinopse – Maria – Eliana Portella
A saga de uma família marcada pelo amor e pela tragédia. Grandes conquistas, sonhos realizados. Grandes perdas, corações despedaçados. Maria Eva e Luiz Augusto, um amor para a vida toda. A paixão à primeira vista, o encontro de corações e a união eterna. Maria Fernanda e Maria Luiza. Unidas no sofrimento e na idealização de encontrar um grande e verdadeiro amor. Na busca pela felicidade, o destino as uniu, o amor as separou. Uma história de amizade, uma história de amor. A vaidade, o ciúme e o desejo, o equilíbrio e a inconsequência, a conquista e a perda… todos caminhando lado a lado. Encontros e desencontros. Entrega e renúncia. Alegria e tristeza. Coração que bate forte, coração que não bate. Lábios que sorriem, lábios que se calam. Olhos que brilham, olhos que se fecham. Ganhar e perder. Viver e morrer. Maria e Luigi, a esperança de viver um amor impossível. Maria e Matheus, um amor a três. Fidelidade e traição. Em meio a encontros e desencontros, você vai se achar e se perder. Você vai se encontrar!

 

Sim, é um romance e, ao que tudo indica, daqueles bem intensos!
Eu fiquei curiosa pra ler e, admito, adorei ter errado sobre do que se tratava o livro.
Assuntos espirituais/reflexivos me interessam sim, mas nada como um bom romance para ser lido!

E vocês, o que acharam?

Beijos!

Está participando da promoção de Literatura Brasileira?
Comente nesse post e preencha o formulário mais uma vez!




Deixe o seu comentário

24 Respostas para "Parece, Mas Não É"

Igor Gouveia - 17, novembro 2011 às (22:09)

Poxa que diferente! U_U Até eu errei dessa vez! Pela capa eu confesso que não compraria o livro, não gostei dela. Mas a sinopse pareceu ser bem legal! E realmente parece ser bem intenso!

Adorei o livro de hoje Mi! Sua sinopse expressou bem a minha opinião.

Beijão.

Responder

Rafael Fernandes Henrique dos Santos - 17, novembro 2011 às (22:11)

ROMANCE QUEM DIRIA, A CAPA ILUDE DE VEZ EM QUANDO, ADOREI A DICA!

Responder

Lucas Martins - 17, novembro 2011 às (22:13)

Gostei mais da sua sinopse que da real, sinceramente.
Achei a capa linda e tal, mas realmente não tem nadinha a ver com a história, e dessa vez isso não me agradou. Se eu fosse comprar pela capa, sem ler a sinopse, tenho certeza que iria me arrepender. Embora, o livro seja bem “intenso”, como você disse.
Fui surpreendido novamente, mas desta vez o livro não me chamou muita atenção.
Bjão, Mi! 🙂

Responder

Tefinha - 17, novembro 2011 às (22:14)

Quando olhei pra essa capa pensei que fosse drama/ficção científica.

Responder

Gilciany Viana - 17, novembro 2011 às (22:30)

Nossa amiga essa foi feio mesmo viu. kkk mas acho que todo mundo iria pensar o mesmo que vc, pq a capa dá essa impressão…um nome “Maria” no meio, que logo de início já remete à algo divino, uma imagem lembrando galáxia, estrelas, meio defocadas, realmente não dava pra imaginar que se tratava de um romance arrebatador…
Que coisa, né? Mas cm sempre sua sinopse condiz muito mais com a capa do que a sinopse verdadeira. rsrs
Beijinhos…♥

Responder

Marcelo Lima - 17, novembro 2011 às (22:43)

Nunca ouvo falar desse livro , parece ser interessante “s

Responder

Vanessa - 17, novembro 2011 às (23:09)

Bom, eu pensava exatamente como você, principalmente por ter lido um livro ‘espiritual’ com a capa bem parecida (http://www.luizakehl.com.br/). Nem de longe eu imaginaria que se tratasse de um romance.

Vanessa – Balaio de Livros.

Responder

Esmalte de Morango - 17, novembro 2011 às (23:24)

Na hora que vi a capa pensei: ficção-científica infanto-juvenil. haha
Mi vou sempre falar: você tem que escrever um livro porque… você é tão criativa! *O*

Beijos
http://manialiteraria.blogspot.com/

Responder

Lariane - 17, novembro 2011 às (23:47)

hahahah verdade… pensei em algo espírita 😀

Beijo,
Lariane – http://www.leiturasedevaneios.com.br

Responder

Milena - 17, novembro 2011 às (23:58)

Nossa, quem diria que seria um romance! Confesso que achei a mesma coisa que você, que fosse um livro com um tema mais espiritual, um tema mais místisco ou até mesmo filosófico pro causa da capa. Erramos feio, hahaha. Capas nos enganam pra valer!

Beijos!

Responder

Natalia Dantas - 18, novembro 2011 às (00:49)

Bem…
Sério, prefiro a sua sinopse Aione U_U
E errei feio, pensei que fosse alguma coisa espirita ¬¬’
E como a Esmalte de Morango, bem vc devia escrever um livro, ou até mesmo vários! Você possui uma criatividade, mara! *O*
Sempre gosto das suas sinopse!”

Beijos :*
Natalia.
http://musicaselivros.blogspot.com/

Responder

The Nice Age - 18, novembro 2011 às (01:47)

Nunca ouvi falar nesse livro… Na hora que vi a capa pensei: Espirita! depois ficção-científica infanto-juvenil. kkkkkk

Adoro sempre as suas versões!

Beijos
Xintia
http://www.theniceage.blogspot.com

Responder

Samuely B B L - 18, novembro 2011 às (02:03)

mi, obrigadaaaa!

___

eu só não fiquei surpresa por que já tinha lido a sinopse desse livro, mas adorei a que tu inventou kkk

Responder

Eduarda Menezes - 18, novembro 2011 às (05:23)

Querida Mi, eu super concordo com a sua versão sem tirar, nem pôr! ^^ Eu até aconselharia a uma mudança da capa, pois essa não está muito chamativa (minha opinião, lógico)!
E digo mais, uma mudança de sinopse. A história pode até ser boa, mas acho que ela tenta passar muito sentimento em poucas palavras, e o leitor que por uma sinopse não se identifica com a história, acaba achando meio cansativo toda essa profusão de sentimentos que poderão ser encontrados num livro só. (novamente minha opinião). Pode até ser que eu esteja sendo um tanto crítica demais, talvez pelo avançado da hora – 2h30am – a falta de sono deve estar atuando no meu juízo! Enfim rs Só digo isso porque não me interessei muito pelo livro e talvez com uma sinopse e capa diferentes isso poderia mudar!

Beijinhos!!

Responder

Vanessa Tourinho - 18, novembro 2011 às (05:47)

Essas capas sempre nos enganado! ¬¬ kkkk
Acho que quase quase todo mundo pensou se tratar de um tema espiritual!
Como sempre, tuas sinopses bem profundas, inspiradas!

Bjs.
ParaísoEmPapel

Responder

Bruno Miranda - 18, novembro 2011 às (11:38)

Eu nunca ouvi falar desse livro, mas tive a mesma impressão que você. Realmente o enredo de verdade é bem melhor do que o que a gente imagina, mas essa capa não tem nada a ver, né? rs Beijos,

@minha_estanteMinha Estante

Responder

Mariana Ribeiro - 18, novembro 2011 às (13:32)

Olá, Aione!!
Fiquei bem curiosa a respeito deste livro e assim como você tive a primeira impressão de que seria um livro de cunho mais religioso rs. Ao que tudo indica eu me enganei e agora quero conferir de perto a história.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Responder

Jovens Leitoras - 18, novembro 2011 às (14:31)

Assuntos espirituais/reflexivos nunca me interessaram :~ Dessa vez gostei mais da sinopse verdadeira. HUAHAUH.

Beijos, Bárbara.

Responder

Raquel - 18, novembro 2011 às (15:17)

Se o objetivo da capa é atrair o leitor, essa conseguiu afastá-lo. Além de ser bem feinha, ainda não tem nada a ver com o livro! Como assim??? Eu pensei a mesma coisa que você à primeira vista! Detestei.

Beijão, querida!

Responder

Julia G - 18, novembro 2011 às (15:22)

Concordo inteiramente: nada como um bom romance para ser lido! Adoro, e para ser sincera também preferi a sinopse original! hehe.
Várias Marias gravitando apenas uma coisa: amor.

Beijinhos

Responder

Camila Leite - 18, novembro 2011 às (15:40)

Com essa capa eu até suporia que era um romance, mas daqueles bem intergaláticos! rs Enfim, adorei a coluna, acabei de conhecê-la! 🙂
Beijão, Caah ♥

@sonhospontinhos
http://sonhosentrepontinhos.com

Responder

Amanda - 18, novembro 2011 às (20:05)

Que capa mais feia! rs Feia, feia. Não gostei nem um pouco.
Não me interessei não. Sei lá, não gostei da sinopse.
Se a capa fosse mais bonitinha, eu iria querer ler. Porque a sinopse não é ruim, mas só não me interessei.

Beijos, Book and Cupcake.

Responder

ka macedo - 19, novembro 2011 às (00:45)

Aii, adorei essa coluna! Bastante original.
Eu também achei que fosse alguma coisa com o universo sei lá, talvez até E.T.s hauehauehuae, mas estavamos as duas muuito erradas.
Bem interessante mesmo 🙂

Beijoos

Responder

Ana Ferreira - 20, novembro 2011 às (15:28)

Mii,

Também imaginei que fosse algo espírita ao me deparar com a capa. Aceitaria sinceramente a sua sinopse, que ficou muito boa, como de costume, mas também fiquei mais contente ao constatar que se trata de um romance, na verdade.

Assim como a Duda falou, creio que essa confusão de sentimentos na sinopse deixe o leitor receoso para avançar com a leitura. Particularmente falando, creio até que sejam alguns spoilers, denunciando todos os relacionamentos de Maria ahaha

Beijinhos,
Ana – Na Parede do Quarto

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por