[Livros Na Telona] Noites de Tormenta - Nicholas Sparks | Minha Vida Literária
30

nov
2011

[Livros Na Telona] Noites de Tormenta – Nicholas Sparks

Livros Na Telona é uma coluna na qual analiso filmes que foram baseados em livros!

Sobre o Livro

Título: Noites de Tormenta
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 173
Ano de Publicação: 2008
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

O que mais motivou a ler o livro, acima de ser um dos títulos do renomado Nicholas Sparks, foi ter assistido ao filme primeiramente. Talvez, diferente do que estejam imaginando, o filme não me agradou e exatamente por isso desejei ler o livro, para descobrir se encontraria nele o que senti falta na adaptação. Já lhes adianto: encontrei, o livro me foi muito mais satisfatório.
Como todos os romances que já li de Sparks, Noites de Tormenta contem uma narrativa de fácil compreensão, ao mesmo tempo em que é muitíssimo bem escrito. Como característica do autor, a história é narrada por meio das memórias da protagonista, Adrianne, no caso. Ao ver sua filha Amanda enfrentar uma depressão após a morte prematura do marido, Adrianne decide compartilhar com Amanda parte da sua história, totalmente desconhecida de seus filhos, em uma tentativa de trazê-la de volta à vida e, principalmente, trazê-la de volta para seus filhos, netos de Adrianne.
Enquanto lia, não pude deixar de comentar mentalmente a capacidade de Nicholas de inserir fatos e descrições no meio da narrativa de maneira praticamente imperceptível, preenchendo e conduzindo as cenas de maneira natural e fluida, por entre as sensações e percepções das personagens.
Sobre a história, seria inocência de qualquer um acreditar que ela não tenha uma carga dramática, o drama é mais uma das características do autor. Porém, igualmente aos outros livros que já li de Nicholas, há beleza por trás da tristeza, há uma mensagem de força e otimismo em meio à melancolia e foi exatamente por isso que preferi o livro ao filme.
Embora Noites de Tormenta não tenha se tornado meu livro favorito do autor, sua leitura foi agradável e singela, devido à delicadeza ímpar de sua escrita. Há romantismo, intensidade e, principalmente, realidade no confronto de sentimentos internos das personagens.
Sobre o Filme

Da primeira vez que assisti, o filme não me agradou em nada: não vi profundidade na história e, principalmente, achei que a mensagem que estava sendo construída fora totalmente aniquilada com o final, deixando o filme sem propósito. Antes de fazer o post, preferi assistir novamente ao filme para não ser injusta ao analisá-lo, ainda mais que o assisti pela primeira vez há quase três anos. Parte da minha opinião mudou.

Primeiro, sobre a adaptação em si: muitas modificações foram feitas. Aqui, Adrianne não conta para a filha já adulta sua história com Paul, o que assistimos é a história acontecendo em tempo “real”, e não as memórias da protagonista. Além disso, outros fatos da história foram alterados, mesmo que fatos pequenos. Porém, a maior alteração pra mim foi com relação às próprias personagens. Quando Adrianne e Paul se conhecem no livro, este está passando por um processo brusco de mudança em sua vida devido a muitos acontecimentos recentes nela. Embora ainda esteja um pouco perdido, o Paul que Adrianne conhece não é o mesmo Paul que ele afirma um dia ter sido. O primeiro Paul só tinha como prioridade sua auto-realização no trabalho, enquanto que o segundo estava em busca de algo que desse um sentido real a sua vida. No filme, conhecemos o primeiro Paul, o Paul arrogante e nervoso, que é modificado por Adrianne.
Embora tenha preferido a história como se dá no livro, devo admitir que essa foi uma boa adaptação. Há encadeamento lógico dos fatos e é possível acompanhar a evolução e amadurecimento das personagens, o que não fui capaz de perceber na primeira vez que assisti ao filme. Mas o que mais me agradou ao assisti-lo certamente foi a atuação de Richard Gere e Diane Lane, ambos dão um verdadeiro show. Achei incrível acompanhar suas reações e expressões, a capacidade de transmitirem uma sensação sem ao menos dizerem uma fala, apenas por meio de olhares e gestos. O filme vale a pena por eles.

Ainda que a adaptação tenha me agradado mais na segunda vez que a assisti,  a ponto de não entender, enquanto a assistia, o porquê de ter me desagradado tanto da primeira vez, o final chegou e fui lembrada de meus motivos para não ter gostado. Sabe o que disse sobre, no livro, haver otimismo por trás da melancolia? Isso não existe no filme, pelo menos para mim. A cena final, ao meu ver, foi uma tentativa de dar um ar de esperança à história, mas a carga de tristeza que paira é muito maior e, por consequência, a mensagem que o livro transmite se esvai. Enquanto o livro te dá a sensação de dar forças para seguir em frente, o filme praticamente te coloca em depressão, se você não estiver em um bom estado de espírito, simplesmente porque aniquila tudo o que construiu ao longo do enredo. Pode ser que outras pessoas tenham encarado a mensagem com algo mais próximo do que o livro trata, mas, para mim, a melancolia é o que reina no filme.

Talvez eu não tenha sido muito clara, mas é impossível me explicar melhor sem fornecer spoilers a vocês. Tomei a liberdade de falar sobre o drama ao final porque, como já mencionei, essa é uma característica do autor, não conheço, ainda, uma história sua sequer que tenha um final 100% feliz.
Apesar dos pesares, não deixo de recomendar o filme. Embora ele tenha me desagradado pelo final, a atuação dos atores compensa e, principalmente, o filme pode agradar a outra pessoa mesmo que não tenha me agradado por completo.

Confira o Trailer do Filme
Está participando da promoção de Literatura Brasileira?
Comente nesse post e preencha o formulário mais uma vez!
Hoje é o último dia para participar!




Deixe o seu comentário

28 Respostas para "[Livros Na Telona] Noites de Tormenta – Nicholas Sparks"

Vanessa Tourinho - 30, novembro 2011 às (21:42)

Não li nada do Sparks, mas fico curiosa sempre que elogiam o trabalho dele, apesar de não gostar desse romances que nos fazem derreter em lágrimas.
Vou procurar o filme.

Bjs.
ParaísoEmPapel

Responder

Lariane - 30, novembro 2011 às (22:49)

Oieee queridaaaa,

mais dois dias e ufaaa, as aulas terminam… finalmente ;D

Nunca vi e li Noites de Tormenta… e nem ando com ânimo, não quero desidratar hehehhehe

>D

Beijo,
Lariane -www.leiturasedevaneios.com.br

Responder

ka macedo - 30, novembro 2011 às (22:54)

Eu também não gostei muito do filme quando o vi, não. Mas acho que vou pegar para vê-lo de novo depois dessa sua resenha.
E exatamente por não ter gostado do filme que acabei perdendo a vontade de ler o livro. Mas, repito, acho que vou dar uma chance a ele depois do que você disse.
Pode ser que valha a pena, afinal 🙂
Adorei as resenhas Aione!

Beijooos

Responder

Vanessa - 30, novembro 2011 às (23:21)

Oi amiga, nunca li o livro, apesar de querer muito, porém ainda não tenho ele, em compensação, já assisti o filme varias vezes e é simplesmente divino, muito emocionante!

Vanessa – Balaio

Responder

Fernando - 01, dezembro 2011 às (00:23)

Oi Aione, adoro essa ideia de comparar livros com seus “genéricos” cinematográficos. Eu não gostei muito do livro do Nicholas Sparks, a Última Música, por isso, fiquei com receio de de ler esse, então vou assistir ao filme primeiro ! Boa Dica 😀 Posso fazer uma coluna no meu blog nesse estilo ? Heimmm ?
Ah, tem enquete lá no blog 🙂 Participe 😀 Beijos Aione !

Fernando | Nerd Literário

http://nerdliterario.blogspot.com/

Responder

Jovens Leitoras - 01, dezembro 2011 às (01:08)

Já li um livro do Nicholas Sparks (Querido John) e adorei. Tenho vontade de ler outros, mas não especificamente Noites de Tormenta. Mas claro, tenho curiosidade afinal, ele é um grande autor.
Eu nem sequer sabia que tinha filme, HUAHUAH. ~ desinformada ~

Beijos, Bárbara.

Responder

Lucas Martins - 01, dezembro 2011 às (03:15)

Nunca tive curiosidade de assistir ao filme, mas o livro sim! É Nicholas Sparks, e por mais que nunca tenha lido livros dele, eu sei a qualidade deles.
Pena que o filme não foi satisfatório, Mi. Na questão das adaptações, eu gostei DEMAIS de Um amor para recordar e Diário de Uma Paixão, lindos!
Adorei a escolha deste filme e livro para debate, Mi.
Bjão!

Responder

Lis - 01, dezembro 2011 às (03:24)

Oi flor!!
Adorei o post, eu já li o livro, mas nunca assisti o filme, acho que é pq sempre me desanimo com as adaptações dos livros do Sparks, eles mudam muita coisa, acho que os produtores não são fãs dos finais do autor kkk

Beijos
Lis – Batalha Literária

Responder

Eduarda Menezes - 01, dezembro 2011 às (04:18)

Mi, eu entendi perfeitamente o que você quis dizer!! ^^
Concordo que o filme talvez não tenha conseguido passar a mensagem pretendida – que pelo visto foi muito bem passada no livro, talvez até pelo fato da personagem está contado no futuro, na tentativa de ajudar a sua filha (fato este que eu não sabia) – pois no final do filme eu também fiquei com aquela sensação ruim, meio melancólica e triste.

Amei a sua análise e foi ela que me deu vontade agora para conferir o livro também. Esse é o único livro do Sparks que eu ainda não tenho e também não havia tido muito vontade de comprar, mas agora isso mudou e quero muito conhecer a história, pois sinto que depois de tudo que li irei gostar bastante!

Ah e a escolha dos atores realmente foi muito acertada. Eu adoro a Diane Lane, e ambos como atores veteranos, dão mesmo um show de atuação!

Bjão!

Responder

Ni - 01, dezembro 2011 às (11:49)

Não li o livro nem vi o filme – acho que para você ler alguma obra do Nicholas Sparks, você deve estar emocionalmente preparado. Porque ele vai matar um personagem que você gosta. Porque ele vai colocar alguma tragedia que irá partir deu coração, mas claro, você irá, com certeza, aprender alguma coisa por meio do sofrimento de seus personagens.

Moça, você escreve muito bem!!

Enfim, normalmente acontece isso: quando assistimos os filmes pela segunda vez (até mesmo quando lemos um livro que não foi lá aquela coisa, pela segunda vez) percebemos detalhes que não tínhamos notado de primeira – e este é um dos motivos pelo qual eu adoro reler! ^^

Um beijo! Ninini

Responder

Érica Lopes - 01, dezembro 2011 às (12:41)

Mi,

Já assistir ao filme!
E apesar, da história ser triste – eu gostei rs
Sou fã do ator Richard Gere, talvez seja mais um motivo para ter gostar do filme ^^

Beijokas darling!

Responder

Marcelo Lima - 01, dezembro 2011 às (13:55)

Sério que vc nãotinha gostado do filme? achei tão lindo ! Otimo texto Mi “)

Responder

Pabline - 01, dezembro 2011 às (14:49)

Ganhei esse livro hoje o/
Estou louca para lê-lo já que nunca li nada do Nicholas. Mas realmente, já ouvi dizer que seus livros trazem toda uma carga emocional.
Estou super curiosa.
Já o filme, não estou tão ansiosa para assistir. Mas quem sabe…
BJ!

-Amigas Entre Livros-

Responder

Mari ♥ - 01, dezembro 2011 às (15:54)

Menina eu acho que assistir esse filme não tenho certeza sabe, não consigo gravar os nomes do filme em minha nobre cabeça rs
Mas me pareceu um ótimo livro mesmo, e geralmente o filme acabar ficando sem algumas coisas que no livro nos encantar não é mesmo, perde muitas coisa acredito eu por isso sempre que posso vejo o filme e o livro, mas ainda não tive oportunidade de ler esse, claro que já está na minha lista. Adorei a resenha flor.

Beijo
http://marifriend.blogspot.com/
@Storieandadvic

Responder

Angela Graziela - 01, dezembro 2011 às (17:03)

Ele é um otimo escritor
E eu ainda não li esse livro, mas tenho muita vontade
E de assisti ao filme tambem …

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

Responder

Alinne - 01, dezembro 2011 às (17:51)

Oi Mi.
Até agora li dois livros do autor, e gostei dos livros como dos filmes apesar de não gostar de algumas diferenças gritantes na história, mas como você mesma disse o que marca é a mensagem passada através da história e é isso o que mais gosto nos livros do Sparks.
Ainda não li Noites de Tormenta nem assisti ao filme mas espero um dia poder concretizar isso.
Beijos.

Books e Desenhos

Responder

Aym - 01, dezembro 2011 às (18:45)

Eu confesso que não li o livro. Mas que gosto muito do filme *-* quem não aguenta ver e dizer algum comentário sobre o Gere né? asuahsuasahus
beijos
flor
boa quinta!

Responder

Sora Seishin - 01, dezembro 2011 às (19:08)

Oi Aione!
Eu só vi o filme, e gostei (apesar de ter me acabado de chorar no final).
Gostei das comparações que você fez com o livro!
Beijos,
Sora – Meu Jardim de Livros

Responder

Milena - 01, dezembro 2011 às (19:13)

Ainda não li nem assisti ao filme, mas não gosto muito dos filmes que são adaptados das obras do Nicholas.. Nem sempre eles mostram a história toda e tem toda a profundidade que deveriam. O único filme que gostei foi A Última Música..

Beijos!

Responder

Camila Costa - 01, dezembro 2011 às (19:17)

Oi Aione!
Não sei porque, mas essa história simplesmente nao me interessa.. nem o livro nem o filme, sei lá nunca me chamou atenção mesmo, quem sabe um dia eu nao acabe conferindo uma das duas versoes para ver se não me agrada =)
Beijão!

Responder

Julia G - 01, dezembro 2011 às (19:44)

Li o livro, e gostei muito, mas não tive vontade de assistir o filme. Pelo jeito, não estou perdendo tanto assim.
Até porque acho que essa adaptação de, no filme, passar em tempo real já tira bastante a essencia da mensagem que o livro quer passar.

Beijos

Responder

Amanda - 01, dezembro 2011 às (19:47)

Oi Aione!
Olha, esse é um dos poucos livros do Nicholas que eu ainda não li.
Não sei por que, mas não me interessei pela história…

Beijo!

Responder

Vanessa - 01, dezembro 2011 às (19:50)

Hey (:
Eu não li e nem assisti ao filme ainda. Para falar a verdade, esse é o único livro do Sparks que não me chama atenção :/ Sério, não sei porque, mas enfim q

Beijos, Vanessa.
This Adorable Thing

Responder

Planet Pink - 01, dezembro 2011 às (19:52)

Todo mundo que conheço, não gostou mt do filme, aí fico cm medo de ver o filme primeiro =

Vai passar no SBT, não se assisto ou não, ai que duvida cruel! hahahaha

;****

Responder

αmαndα cristinα ツ - 02, dezembro 2011 às (15:32)

Não sabia que tinha o filme do livro (mas, claro, todos os livros do Sparks foram adaptados ao cinema e, burrice a minha achar que com esse seria diferente, enfim…), mas li o livro há algum tempo e gostei muito. Lembro que lendo, lembrei da minha vó e chorei muito… Mas é lindo mesmo :’)
Vou procurar os filmes pois ainda não assisti nenhuma adaptação cinematográfica dos livros do Nicholas (é, nenhuma!)…

Beijinhos, Amanda Cristina.
http://www.primeiro-livro.com

Responder

Igor Gouveia - 04, dezembro 2011 às (21:19)

Assisti o filme e não gostei muito :/ Ainda não li o livro, mas quero ler logo. Sei lá, fico com muita vontade de ler o livro quando não gosto muito do filme, pois quase sempre acabo me surpreendendo sabe?

Responder

Van Castro - 05, dezembro 2011 às (16:46)

Também não gostei muito do filme quando o vi. Mas não adianta reclamar, livros SEMPRE serão melhores do que os filmes (acho que são poucas as exceções, na minha opinião)!
Gostei muito da resenha!

Beijão!

Responder

Andressa Tomaz - 05, dezembro 2011 às (20:59)

Oi Mi!
li este livro faz pouco tempo e gostei também. Concordo completamente com você sobre o autor. Ele consegue inserir muito bem descrições e mesclar o romance neles, de forma doce. Fico encantada com seus livros.
Não assisti ao filme ainda, mas não estou também muito ansiosa para isso. Não gostei das outras adaptações dos filmes do Nicholas, com excessão apenas de O Diário de Uma Paixão, mas qualquer dia vou tirar minhas próprias conclusões!

Beijos!!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por