[Resenha] O Diário de Milena Liebe - Antéia - Denir P. M. Junior | Minha Vida Literária
13

dez
2011

[Resenha] O Diário de Milena Liebe – Antéia – Denir P. M. Junior

Atenção! Pode conter spoilers de O Diário de Milena Liebe – Os Sekvens.

Título: O Diário de Milena Liebe – Antéia
Autor: Denir P. M. Junior
Editora: Publicação Independete
Número de Páginas: 405
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione

Dois anos se passaram desde que a vida de Milena Liebe mudou por completo. A mudança foi tamanha que inclusive seu DNA foi alterado, tornando-a uma Sekven, uma humana mais resistente e mais forte com características físicas aperfeiçoadas, se comparada a outras pessoas normais. Mas ela não foi a única a sofrer essa transformação: os criadores do DNA, entre os quais está Eduardo, seu marido, também se tornaram Sekvens, bem como as mulheres que escolheram para desposarem. Todo o grupo, liderado por Milena, passa a viver em uma comunidade privada em uma cidade da Dinamarca, munido pelo amor e o desejo de ajudar o próximo. O que eles jamais poderiam imaginar é que não seriam os únicos, em um universo imensurável, a terem o amor como principal propósito de vida, nem poderiam supor que serem detentores de características tão singulares seria um forte chamariz de atenção…

Antes de tudo, acredito que será impossível falar deste livro sem mencionar seu antecessor, “O Diário de Milena Liebe – Os Sekvens”, tanto por uma questão de comparação entre ambos quanto pela ligação entre as duas histórias. Notei um amadurecimento da narrativa em “O Diário de Milena Liebe – Antéia”.
A sensação de irrealidade que senti no primeiro livro se fez presente em alguns momentos deste, porém em menor frequência.  Como antes, tal sensação se deu porque alguns momentos da história acontecem muito rapidamente, principalmente no que diz respeito à aceitação, em determinado momento, de algumas revelações no enredo. Esperava um pouco mais de resistência da parte das personagens ou, então, uma maior descrição dessa resistência, para ser convencida de seus temores. Entretanto, poucas foram as ocorrências em que senti essa artificialidade, a maioria das situações transcorre de maneira natural ao leitor, principalmente se este já tiver se envolvido com os personagens e aceitado seu diferente estilo de vida.
O amadurecimento da narrativa, para mim, pode ser observado por dois motivos: um foi o já citado anteriormente com relação à maioria dos acontecimentos parecerem mais naturais ao leitor. O outro está conectado diretamente ao primeiro livro.
Em “O Diário de Milena Liebe – Os Sekvens” vemos a construção da nova vida de Milena de maneira linear, os acontecimentos são mostrados sem que uma trama, aparentemente, esteja sendo criada. Não há um clímax ou um desfecho para as situações da história porque o que temos é a apresentação da nova vida da protagonista e da de seus entes queridos. Já nesse segundo volume, Denir habilmente criou, nos primeiros capítulos, circunstâncias que justificarão outras situações futuramente na leitura e que só podem ser percebidas quando estas acontecem. Além disso, desenvolveu a história por todo o livro inserindo mistério, ficção científica, dúvidas e descobertas das personagens, sempre baseando todos esses elementos na mensagem principal passada desde o primeiro volume: o amor.
No primeiro livro, não conseguia ser convencida pela história porque achava as personagens destoantes demais da realidade, embora eu tenha gostado do mundo criado por Denir. Já aqui, essa sensação de destaque é justificada, dando sentido ao porquê de existir no primeiro livro. Devo dizer que a explicação criada pelo autor foi muito bem elaborada e muito bem inserida no contexto da ficção científica, da qual não duvidei nem um segundo sequer.
Em resumo, “O Diário de Milena Liebe – Antéia” me agradou mais do que seu antecessor, tanto pela narrativa quanto, principalmente, pelo enredo em si. Acredito que outro fator que tenha contribuído para isso tenha sido eu já estar habituada aos personagens e conhecê-los, facilitando, assim, minha inserção na história.
Ainda que todo o livro seja uma ficção, os conceitos apresentados por Denir são verdadeiros e a maneira de como são colocados na história só me fez, novamente, desejar que pessoas como os Sekvens de fato existissem e que seu estilo de vida pudesse ser seguido. Este foi, para mim, um reforço de que toda a história tenha sido desenvolvida com a finalidade dessa mensagem de amor ser transmitida para valorizarmos o que realmente importa: os pequenos acontecimentos, recheados de grandes sentimentos, e que fazem a vida ser verdadeiramente bela.




Deixe o seu comentário

16 Respostas para "[Resenha] O Diário de Milena Liebe – Antéia – Denir P. M. Junior"

Lucas Martins - 13, dezembro 2011 às (20:48)

Parabéns pela resenha, Mi, mais uma vez!
Bom, no primeiro livro a história já não me chamou muita atenção, apesar deste parecer melhor que o primeiro, como você falou.
Esta capa eu gostei, diferente da primeira, que eu achei muito carregada.
Mas é interessante saber que houve evolução na narração…
Enfim, bjão, Mi! 😀

Responder

Marcelo Lima - 13, dezembro 2011 às (21:23)

Muito boa resenha Mi , essa série deve ser bem interessante “)

Responder

Michelle' - 13, dezembro 2011 às (23:33)

Você e suas resenhas maravilhosas! kk
Eu não tinha ouvido falar desse livro antes, (obviamente, nem do primeiro), mas parece diferente e interessante, mas não acho que eu leria, porque não gosto de narrativas igual você disse, destoantes demais da realidade!
Beijinhos
Michelle, Minha Bagunça

Responder

Jovens Leitoras - 13, dezembro 2011 às (23:34)

Eu não conhecia essa série. Só fui conhecer o livro na sua Caixinha e agora na resenha. Parece ser bem legal (:

Beijos, Bárbara.

Responder

Milena Liebe - 13, dezembro 2011 às (23:55)

Aione,
Você está de parabéns! É de surpreender como consegue captar e resenhar tão bem.
Os Sekvens, foi meu primeiro livro. Esse mês tirei a maior parte da sensação de irrealidade e diálogos desnecessários, conforme já havia lhe dito, e estou fazendo o mesmo com o segundo, inclusive com um novo layout. Já o terceiro, não ocorreu o problema, acho que eu fui aprendendo.
No entanto, me deparei com um problema que você descreveu: O primeiro, só é realmente justificado com o segundo e este, é engrandecido pelo terceiro. Minha vontade é juntar tudo e fazer um livro só!
Um grande abraço e obrigado!
Denir.

Responder

Vanessa - 14, dezembro 2011 às (00:23)

Aione, você esta se tornando especialista em resenhas diferentes, muito bom isto, estou conhecendo muitos livros atraves do seu blog!

Vanessa – Balaio

Responder

Ni - 14, dezembro 2011 às (00:50)

Nunca tinha ouvido falar deste livro – mas não me interessei muito pela história. Talvez pelo fato de, pelo que pude perceber, o primeiro livro deixar “algo a desejar”, já deu aquela preguicinha de passar por 1 primeiro livro razoável para chegar em 1 segundo melhor, sabe? Enfim, sua resenha ta linda, como sempre. Mesmo!

Beijoooooooooooos, Nininini

Responder

Andressa Tomaz - 14, dezembro 2011 às (12:59)

Oi Mi!
Não li a resenha toda por medo de spoilers, mas li a sua conclusão e fico feliz que tenha gostado mais desse que do primeiro. Gostei mais da capa desse segundo também!

Beijos!

Responder

Niii - 14, dezembro 2011 às (13:09)

Nossa é uma série e eu nem conhecia =x
mas que bom q melhorou, apesar de eu gostar mais quando o livro já conquista de cara =0

bj

Responder

Danzinha - 14, dezembro 2011 às (13:27)

Adoro ficção. Fiquei curiosa na sua primeira resenha e como vc diz que esse é melhor fiquei mais curiosa ainda =D

Beijos

Amigas entre Livros

Responder

Camila Costa - 14, dezembro 2011 às (13:34)

OI Aione *-*
Eu me interessei bastante pelo tema do livro sabe; essa coisa de DNA e humano mais forte adoro isso, me faz lembrar um pouco de Resident Evil (claro sem os zumbis kkkk) Gostei, quero ler de verdade agora *-*
Beijão!

Responder

Aym - 14, dezembro 2011 às (14:04)

Fiquei com vontade de ler *-*
é um gênero que me agrada e pelo que descreveu a narrativa também. vou anotar.
ontem me acabei no submarino *-* uahauhuhauhauha
beijos
boa semana

Responder

Julia G - 14, dezembro 2011 às (15:59)

Eu não li o primeiro livro, mas já tinha lido sua resenha… Mesmo não parecendo ser aquele tipo de história que nos deixa fascinados, parecem boa, e com uma mensagem que vale a pena, como você citou. Parece ter um pouco de aventura também, o que me agrada bastante.

E Mi, ufa! Escapei dessa promoção que você falou ;x Há uns meses atrás já tinha comprado os 5 primeiros de IAN ;D

Beijos

Responder

Alinne - 14, dezembro 2011 às (18:06)

Oi Aione.
Não li o primeiro livro dessa série mas como pude ver deve ser muito bom.
Achei bem interessante o tema, principalmente esse fato do DNA ser modificado e tornar o humano mais desenvolvido, essa personagem deve ser estilo Lara Croft de Tomb Raider, super poderosa e quase invencível!
Vou ver se leio esta série.
Beijos.
Books e Desenhos

Responder

Ana Ferreira - 14, dezembro 2011 às (19:09)

Mi,

Primeiramente, você me convenceu com a sua resenha a dar uma chance ao livro. Seu texto foi extremamente bem conduzido e fiquei verdadeiramente curiosa a respeito do que “O Diário de Milena Liebe” tem a nos oferecer.

Embora eu não seja a maior fã de ficções que tendam para o lado mais científico, por assim dizer, achei a temática do livro muito sólida e esse aperfeiçoamento no segundo volume só conspira a favor.

É a nossa literatura aparecendo, não?

Beijinhos,
Ana – Na Parede do Quarto

Responder

Eduarda Menezes - 20, dezembro 2011 às (04:04)

Mi,
Pelas suas palavras dá para ver realmente que você gostou bem mais desse do que do primeiro. Não gosto muito de narrativas lineares, sem altos e baixos por assim dizer, mas até fiquei curiosa para conhecer um pouco mais sobre o mundo de Miena Liebe! Fico feliz por saber que o autor está aperfeiçoando cada vez mais a sua escrita, e espero que ele só progrida nesse maravilhoso mundo que é a criação de histórias!

Beijinhos!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por