[Resenha] Cael e o Destino de Eleanthus - Batalha Anelar - José Agnaldo Navarro | Minha Vida Literária
13

jan
2012

[Resenha] Cael e o Destino de Eleanthus – Batalha Anelar – José Agnaldo Navarro

Título: Cael e o Destino de Eleanthus – Batalha Anelar
Autor: José Agnaldo Navarro
Editora: Novo Século
Número de Páginas: 285
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Há séculos a paz reinava em Eleanthus. Os elfos, os leões brancos, os mantifores e os diacris, moradores mágicos de Eleanthus, formavam um Conselho que apenas se reunia em momentos de urgência, há muito inexistentes. Eis que um objeto desconhecido surge e traz consigo a lenda já esquecida dos irmãos Caius e Krisna, ameaçando a paz de Eleanthus através da luta entre o bem e o mal, na qual Cael, vivendo em outro mundo, será peça chave.

Escrito por José Agnaldo Navarro e publicado pelo selo Novos Talentos da Literatura Brasileira da Editora Novo Século, “Cael e o Destino de Eleanthus – Livro 1: A Batalha Anelar” é uma recheada história de literatura fantástica.

O enredo foi bem composto e bem estruturado. Não só um mundo novo foi criado como também seus habitantes e as lendas que o rodeiam. Tudo foi bem encaixado, bem explicado e bem descrito. Aliás, José Agnaldo Navarro não nos priva de descrições o que, particularmente, me agradou.
O que mais gostei em toda a história foi a questão temporal presente. Sabe quando uma viagem ao passado pode influenciar o futuro e tudo passa a ficar dependente dessas ações? Isso ocorre aqui e, claro, pode criar um nó na sua cabeça quando se começa a pensar em todas as modificações decorrentes de uma viagem no tempo. Porém, eu adoro esse tipo de nó!
A narrativa, entretanto, não me prendeu. Foi difícil iniciar a leitura e, mesmo depois de ter engatado nela, não me envolvi com a história, vários momentos foram lidos sem que eu prestasse muita atenção aos acontecimentos. Porém, acredito que isso se deva ao fato de esse gênero literário não me agradar muito.  Já iniciei a leitura com uma pré-resistência porque sabia não ser o tipo de história que chama minha atenção, então parcela da culpa é totalmente minha.
A revisão do livro pecou em alguns pontos. Primeiro, há repetições de uma mesma palavra em demasia pelos parágrafos, às vezes em um único ocorriam duas ou três. Depois, notei o uso incorreto de vírgulas em várias ocorrências. Por fim, por todo o livro foi utilizada a palavra “eminente” ou “eminência” ao invés de “iminente” e “iminência”. Como já li outros livros da editora que também pecaram um pouco na revisão, fica o lembrete.
De um modo geral, gostei da história por ser criativa e bem composta, ainda que não tenha me prendido ao livro. Algo que vale ser ressaltado é que, mesmo esse sendo o primeiro de uma série, é bem finalizado. Os conflitos aqui são resolvidos e restaram pontas para que os próximos livros existam. Aos admiradores da literatura fantástica, está é certamente uma boa escolha.




Deixe o seu comentário

30 Respostas para "[Resenha] Cael e o Destino de Eleanthus – Batalha Anelar – José Agnaldo Navarro"

Lariane - 13, janeiro 2012 às (20:32)

Aione,

adoro quando, apesar de serem série, os autores conseguem finalizar.

Confesso que não me interessei pelo livro, não faz muito meu estilo.

Beijo,
Lariane – Leituras & Devaneios

Responder

Jovens Leitoras - 13, janeiro 2012 às (21:03)

Não conhecia o livro, mas livros que não ‘me prendem’ não funcionam comigo =/
Uma pena a revisão ter deixado algumas coisas passarem despercebidas, as vezes pode atrapalhar…
Não sou fã da literatura fantástica, mas se tivesse a oportunidade, leria!

Beijos, Bárbara.
Sobre Meus Livros.

Responder

Lucas Martins - 13, janeiro 2012 às (22:12)

Já disse várias vezes que não suporto mais este tipo de fantasia, ainda mais com um início lento assim…
Estou muito chato para as leituras, rsrsrs
Bjão, Mi!

Responder

gabi - 13, janeiro 2012 às (22:13)

Oi!

Eu não me interessei muito pela sinopse, muito menos depois de ler a resenha e dos erros e tudo mais. Não é muito meu estilo de leitura.

Bjs

Gabi

Responder

Vanessa - 13, janeiro 2012 às (22:53)

Eu ja havia visto este livro no site da Novo Século e tinha ficado encantada com acapa dele, ela é fantastica, linda demais, porém acho que ando um pouco cansada do tema…mas não descartaria a leitura para mais adiante.

Vanessa – Balaio

Responder

Ana Terra - 13, janeiro 2012 às (23:05)

Realmente os escritores nacionais estão se destacando e as editoras estão “mais abertas” a eles. Amei a capa desse livro e como gosto de literatura fantástica acho que vou ler o adorei a resenha! beijos, http://doceescrita.blogspot.com/ xx

Responder

✿ Nessa✿ - 13, janeiro 2012 às (23:06)

Oi Mi*
Eu adorei a capa deste livro
A estória parece ser interessante, mas não me chamou muita atenção!!
Bjinhs e Bom fim de semana!!
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

Responder

Bruno Miranda - 13, janeiro 2012 às (23:16)

Acho que teria a mesma opinião, Aione. Eu não curto muito esse tipo de leitura, a narrativa é muitas vezes cansativa por ser muito detalhada e foge muito da realidade, se não é explicado timtim por timtim, eu fico perdido e ai ferra tudo, mesmo! rs

E quanto a editora, não tem jeito, desde que eu me entendo por jeito a Novo Século lança os livros com uma revisão muito relaxada… :S É uma pena.

Beijos,

@minha_estanteMinha Estante

Responder

Pabline - 14, janeiro 2012 às (00:24)

Sou fascinada por esse gênero literário… Amei quando vc falou que todo um mundo foi criado e as lendas em volta dele… Me chamou muita atenção.
A narração é uma característica em que presto muita atenção, então nesse quesito já fiquei meio desconfiada :/
Que pena, que a diagramação pegou em alguns pontos…
Mas parece uma estória interessante, gostaria de ter a oportunidade de lê-la 😀
Bj Aione!

-Amigas Entre Livros-

Responder

Lendo e Comentando - 14, janeiro 2012 às (06:23)

Oi flor!

Lembro quando mostrou esse livro em algum vídeo do Correio! Lembro que você não sabia muito a respeito do livro [eu tb não], fiquei conhecendo ele aqui no seu blog. 🙂 Que pena que o livro não te agradou muito. :|’ É bem chato quando ter erros durante a leitura, né? Me incomoda bastante. Caso você for continuar lendo a série torço pra que os próximos livros te prendam mais! 😉

Beijos.
Amanda
^_^

Responder

Nana - 14, janeiro 2012 às (08:00)

Oi Mi, quanto tempo rs haha
Elfos? Parece ser legal.
Vishe, poxa Novo Século assim você me magoa com esses errinhos bobos.
E não é primeira vez.. infelizmente.

A capa do livro é bonitinha.

Às vezes vou dormir 6 da manhã fazendo resenha 😡

beijos e bom final de semana
Nana – Obssesion Valley

Responder

Loucos Por Livros! - 14, janeiro 2012 às (13:58)

Eu não sie o porquê, mas a sinopse fez-me lembrar de Nárnia. 🙂 Eu gosto desse gênero literário, mas não é meu favorito e que não o leio. Eu até gostei da capa, mas sei lá. Tem aglo que eu não gostei nela. HUAHUA. É uma pena a revisão não tenha sido feita com muita atenção. Eu vejo muitas pessoas reclamando disso do trabalho feito pela editora. 🙁 O livro não me atraiu, infelizmente…
Ótima resenha!
Beijos ;*

Ana Carolina
http://loucpospor-livros.blogspot.com

Responder

Anna Carolina Schermak Alves - 14, janeiro 2012 às (14:12)

Pecar na edição é um crime grave :s você fica incomodada na hora da leitura, mas eu gostei do estilo da história, falou em viagem do tempo e eu fico louca para ler, poderiam melhorar essa edição para que eu tivesse mais vontade de ler o livro.

http://www.pausaparaumcafe.com.br/

Responder

Gilciany Viana - 14, janeiro 2012 às (15:23)

Oi querida, inicialmente gostei do livro, só por saber que é literatura fantástica, pq simplemente amo esse gênero.
Achei bacana a sua resenha ressaltando vários pontos importantes da história, mas acredito que um bom livro de literatura fantástica deve não só agradar aos fãs do gênero, mas à um grupo que não curta. Afinal, uma boa literatura fantástica não é só imaginar um mundo fantasioso, personagens e tal, mas fazer o leitor adentrar nesse mundo e se apaixonar por ele, através de um enredo instigante, conciso e bom de acompanhar, se não não tem graça. Acho q essa falta de antenção sua, se deu mediante a isso, a proposta é boa, mas o enredo não conseguiu desenpenhar seu papel propriamente, instigando a sua curiosidade e mantendo o seu interesse.
A editora realmente peca nas revisões, pq já li livros da Novo Século que contem muitos erros básicos, então a dica é totalmente válida.
Um bom findi pra ti! Beijos♥

Responder

Ni - 14, janeiro 2012 às (15:50)

Não me interessei muito pela sinopse, e pelo o que você disse sobre a narrativa, já nem cogito lê-lo – também não gsto muito do gênero e quando a narrativa é ruim… Não vai. Bem capaz que eu abandone o livro então x_x

Responder

Marcelo Lima - 14, janeiro 2012 às (16:36)

é um pé no saco quando não consguimos nos cnectar com o livro , mas se for bom sai uma resenha bela como esta “)

Responder

Rafael Fernandes - 14, janeiro 2012 às (17:53)

História que tendam a não me prender no livro me parece pressão pra poder acabar logo de ler, mesmo assim acho que você gostou da história, eu também adoraria, parece bom!

Rafael Fernandes (@rafa__rafa)
http://www.LeiturasVivas.com

Responder

Raquel Machado - 14, janeiro 2012 às (18:16)

Oi flor,
Acho que combinamos em mais um ponto sabe que literatura fantástica também não é um dos meus generos preferidos, leio alguns mas e difícil conseguir me prender em algum de fato…Então duas coisinhas queria compartilhar contigo…primeiro acabei de ler jogos vorazes e meninaaa que livro bommm fazia tempo que não tinha pegado um livro tão bom para ler tipo ele prende da primeira a última frase e fiquei maluca quase peguei a continuação para ler só que como estou com a fila de leitura meio grande não deu..ahaha..vou ter que me aguentar…tomara que eles façam o filme que nem o livro ne???Bahhhhh vai ser muito bom. Segundo vou ir assistir esse fim de ao filme UM DIA que vi você comentar por aqui também espero gostar pois achei o livro super fofo…rsrs
Bjksss
Raquel MACHADO
Leitura Kriativa

Responder

Aione Simões 16 jan 2012

Aii que bom que adorou! Jogos Vorazes é mesmo ótimo, flor!
Eu não aguentei, li Em Chamas logo que terminei JV! Agora preciso de A Esperança!
Quero saber depois o que achou do filme 😉
Beijão!

Responder

Jessica Asato - 14, janeiro 2012 às (19:11)

Oi flor!
Eu confesso que não sou tão fã do gênero de fantasia. Por isso não li Tolkien até hoje (tá, sei que nesse caso chega a ser um pecado literário mas eu confesso e não tenho vergonha disso). Eu tenho uma grande resistência por livros que envolvem nomes inventados, bem como o cenário e tudo o mais. Eu me perco bem fácil na leitura e confundo com facilidade também.

É uma leitura recomendada pra quem realmente gosta do gênero né? Ótima resenha!!

Beijinhos!

Responder

Eduarda Menezes - 15, janeiro 2012 às (05:20)

Mi, é tão chato quando lemos um livro que não nos agradou! Creio que toda leitura é válida mas ultimamente anda tudo tão corrido que quando pego um livro que não gosto tanto fico um pouco chateada!

Eu também adoro essas confusões mirabolantes decorrentes de viagens no tempo, sempre fico imaginando o tanto de coisa que poderia ter sido modificado e acontecer diferente e dou um nó total na minha cabeça, bem a la Efeito Borboleta! Mas é uma pena mesmo que nesse caso o livro tenha se tornado um tanto quanto enfadonho e mais ainda que uma editora peque numa das principais questões que é a revisão gramatical do texto! =/

Gostei da sinceridade na resenha, prezo isso acima de tudo!
Beijão!

Responder

Esmalte de Morango - 15, janeiro 2012 às (13:43)

Oi Mi!
Eu simplesmente amo livro de literatura fantástica, principalmente se tiver elfos e o autor apresentar um novo mundo, mas não sei… a sinopse e a capa não me agradaram muito não. É uma pena quando você não consegue se prender ao livro não é? :/
Eu tenho raiva quando pecam na revisão. D;

Beijos
http://manialiteraria.blogspot.com

Responder

Camila Costa - 15, janeiro 2012 às (16:42)

Oi Aione!
Também adoro essa coisa toda de passado mudar o presente/futuro e tudo mais, me encanto por histórias assim; a sinopse do livro me cativou já na palavra ELFOS kk acho que gostaria do livro, espero ter a oportunidade de lê-lo!
Beijão!

Responder

Introducing you a book - 15, janeiro 2012 às (17:58)

Mii, antes de mais nada: desculpa o sumiço!!! Recém entrei de férias! 😀
Sobre o livro: por mais que eu goste do gênero, a obra não me chama a atenção!
E mais os erros durante a narrativa atrapalha o andamento da história, ainda mais quando esta não está agradando! ://

Bjs
Ale
http://www.introducingyouabook.com/

Responder

Milena - 15, janeiro 2012 às (20:00)

Poxa, Mi, que pena que você não se envolveu com a história! E também uma pena que a revisão não seja tão boa.. Tenho uma certa resistência quando a editora peca na revisão. Enfim, espero que em uma próxima edição desse livro, eles revisem melhor!

Beijos!
http://livrosnacabeca.blogspot.com

Responder

José Agnaldo Navarro - 16, janeiro 2012 às (00:02)

Oi Aione, gostei de seu comentário e de sua resenha. Os erros também percebi e fiquei chateado. O próximo livro O AMINIDIUM vou prestar mais atenção na correção caso a editora se interesse. Agradeço as dicas de produção e estou procurando seguir no novo livro. as aventuras estão mais detalhadas e com ligação forte com a batalha anelar. Para quem não leu recomendo ler e deixar sua crítica.

Obrigado – o autor – joseagnaldonavarro@yahoo.com.br

Responder

Aione Simões 16 jan 2012

Oi José Agnaldo!
Fico feliz que tenha gostado da resenha! A revisão foi uma pena mesmo! Boa sorte com esse e o próximo livro!
Beijos!

Responder

Érica Lopes - 16, janeiro 2012 às (10:41)

Quando eu leio um livro que não faz muito meio estilo, já ficou pensando em querer acabar log rs na maioria das vezes desisto!

Que bom flor que você foi até o final!!

Beijokas 🙂

Responder

Planet Pink - 16, janeiro 2012 às (19:13)

Será que o autor teve Lewis e Tolken como inspiradores? Achei um pouco narniana a sinopse =)

Hmm, fiquei curiosa coma história, deve ser interessante.

Beijocas!

Responder

Pah - 17, janeiro 2012 às (10:30)

Oi Mi

Não conhecia esse livro, mas lembro dele na sua caixinha de correio. Gosto de histórias que brincam com o tempo e como você, adoro boas descrições, mas tem momentos em que, independente do contexto, a narrativa não nos prende não é mesmo? A história me parece ser bem construída, quem sabe se um dia eu tiver a oportunidade o leia.

Beijos

Pah, Livros & Fuxicos

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil