[Resenha] Entre a Mente e o Coração - Lycia Barros | Minha Vida Literária
21

fev
2012

[Resenha] Entre a Mente e o Coração – Lycia Barros

Título: Entre a Mente e o Coração
Autor: Lycia Barros
Editora: Atitude
Número de Páginas: 326
Ano de Publicação: 2011
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Rico sempre foi um cara com muitas facilidades. Lindo, charmoso e inteligente, sempre conseguiu tudo que desejava até sofrer o seu primeiro grande baque amoroso. Ao perder Angelina, ele deseja recomeçar a sua vida do zero, com uma mudança completa, tanto de fé quanto na sua postura. Porém, sua trajetória não será tão fácil quanto ele imagina. Há algumas tentações e fraquezas que ainda o perseguem. Como Amália, sua ex. Rica, deslumbrante e poderosa, Amália não está nem um pouco disposta a desistir de tê-lo de volta. Mas Rico está decidido a retomar as rédeas da sua vida. O que ele não contava, é que iria se apaixonar novamente durante a sua jornada por uma missionária, e que iria ser lançado num desafio inimaginável por causa do segredo que Ana carrega. Será uma batalha entre a mente e o coração, que, se vencida, fará Rico transpor enormes barreiras e compreender finalmente o significado do amor e fé verdadeiros.

Devo começar a resenha levantando a questão de o livro pertencer à série Despertares. Ainda que seja o segundo livro, não é necessariamente uma continuação de A Bandeja. No primeiro, temos a história de Angelina, e Rico é um importante personagem nela. Aqui, temos a história de Rico após os acontecimentos de A Bandeja. Dessa maneira, ao ler Entre a Mente e o Coração, certamente você terá spoilers do outro livro. Entretanto, a leitura pode ser feita independentemente do primeiro, pois todas as explicações necessárias ao entendimento da história são dadas.
Ao finalizar a leitura de A Bandeja, fiquei curiosíssima para saber qual seria o rumo tomado por Rico. Enquanto no primeiro livro conhecemos o lado “canalha” do personagem, aqui nos deparamos com seu real amadurecimento e aprendizado.
A escrita de Lycia Barros, que já tinha me conquistado no outro livro, conseguiu me surpreender ainda mais nesse: o que já havia mostrado ser de qualidade, superou-se aqui. Achei a escrita da autora ainda mais madura em Entre a Mente e o Coração. Todos os fatos foram perfeitamente desenvolvidos, não tive sensação qualquer de superficialidade na narração, tudo foi muito bem descrito e narrado. Também, o que poderia ser um desafio para a autora, uma vez que a narrativa é em primeira pessoa sob a ótica de Rico, um personagem masculino, foi tirado de letra por Lycia Barros. Em momento algum duvidei da história ou da construção do personagem em si, aliás, achei vários comentários inseridos nos pensamentos dele completamente pertinentes a um homem.
Ainda, conhecemos mais sobre a missionária Ana, que já havia aparecido em A Bandeja. Arrisco a dizer que ela foi a personagem que mais me chamou a atenção no primeiro livro, então foi com muita alegria que recebi seu papel de destaque em Entre a Mente e o Coração. O aprofundamento em sua importância no enredo consolidou ainda mais a simpatia que senti por essa tão especial mulher, uma personagem digna de se admirar.
O romance da história não poderia ser melhor. A combinação entre as personagens foi perfeita e a maneira de como Lycia desenvolveu o relacionamento entre eles é apaixonante. Ademais, há um tempero todo especial no livro: o suspense que o envolve. Eu simplesmente não consegui ir dormir sem terminar de lê-lo, porque não ia aguentar não descobrir a verdade. E não me arrependi nem um pouco de ter perdido algumas horas de sono!
Há, também, o elemento cristão, como já é característico da série. Porém, esse não é um livro sobre religião, ela é apenas um atributo das personagens, que permite diversas reflexões durante o desenvolvimento do enredo, enriquecendo-o ainda mais. Esse é um ponto que normalmente afugenta algumas pessoas por não gostarem do assunto, mas ressalto aqui: não se deixem levar por pré-julgamentos. A história, antes de tudo, é uma belíssima história de amor e a religiosidade presente é apenas uma qualidade das personagens como qualquer outra. Concordar ou não com tudo que é exposto não é o foco da história, cujo objetivo passa longe de pregar algo. As crenças de Ana e Rico baseiam suas atitudes e só.
Fazendo uma breve comparação com A Bandeja, acredito que a maior diferença entre ambos, para mim, foi a seguinte: ao ler o primeiro, tive a sensação de a história ter sido construída para transmitir uma mensagem. Já no segundo, a mensagem é parte da história, mas não o principal objetivo. Pelo menos, foi essa minha impressão.

Aos admiradores de uma bela e tocante história de amor, Entre a Mente e o Coração é leitura mais do que recomendada. Lycia Barros está de parabéns por ter criado uma história tão linda, tão bem escrita e tão envolvente quanto essa.

 





Deixe o seu comentário

19 Respostas para "[Resenha] Entre a Mente e o Coração – Lycia Barros"

Cíntia Mara - 21, fevereiro 2012 às (14:13)

Tenho esse livro e lerei em breve. A Ana e o Rico são personagens muito interessantes, a história deve ser muito boa, mesmo.

Apesar de ser fã de ficção cristã, prefiro os livros em que, como você disse, a mensagem faz parte da história. Soa bem mais natural.

Bjos

Responder

Érica Patricia Lopes - 21, fevereiro 2012 às (14:19)

Acredita que estou com este livro aqui em casa pra ler? Troquei pelo Skoob! Ainda não li porque preciso ler “A Bandeja” primeiro. A Lycia é super talentosa, sua narrativa é ótima e muito bem construída!

Ótima resenha flor 😀
Beijokasss

Responder

Mariana Ribeiro - 21, fevereiro 2012 às (14:28)

Olá, Mi!
Adorei a sua resenha!!
Não li ainda A Bandeja, mas o novo livro da autora, A garota do outro lado da rua chamou mais ainda a minha atenção e espero ter a oportunidade de ler. Só tenho visto ótimos comentários a respeito pela blogosfera.
Interessante perceber a evolução na escrita à medida que passamos a acompanhar outros trabalhos dos autores, achei muito interessante essa sua observação.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Responder

Lygia Netto - 21, fevereiro 2012 às (14:37)

Oiii, Mi!!

Então…só leio maravilhas e muitas críticas positivas da Lycia, mas ainda não tive a vergonha na cara de ler nada dela! X_X

Mas concordo com vc em um ponto: se a autora consegue passar pra gnt uma visão em primeira pessoa de um personagem masculino, e faz isto bem, temos que admirá-la mesmo!

Parabéns para a Lycia!!! Desejo mt sucesso a ela!
E obrigada pela resenha…muito gostosa sua análise, como sempre, Aione…vc escreve muito bem! 😉

Beijão!

Responder

Anna Carolina Schermak Alves - 21, fevereiro 2012 às (14:46)

Oi Aione ;D
Mais uma vez uma ótima resenha, não conhecia o primeiro volume, na verdade não conhecia a série, parece muito interessante, gostei do livro ter alguns elementos cristãos como você falou. E como estou dando mais chance ao romance. Acho que vou gostar.

http://www.pausaparaumcafe.com.br

Responder

Ana Ferreira - 21, fevereiro 2012 às (15:13)

Mi,

Particularmente falando, prefiro a literatura por ela mesma, despida de credos e dogmas, assim como você disse em sua resenha, acho essencial que a mensagem seja parte da história.

E parece-me aqui uma história extremamente bela, um romance de tocar o coração que atenua, e muito, em minha curiosidade.

Ótima resenha!

Beijinhos,
Ana – Na Parede do Quarto

Responder

Vanessa - 21, fevereiro 2012 às (17:30)

É legal quando em uma série os livros não são necessáriamente continuação um do outro, até porque é difícil adquirir todos os livros, mas mesmo assim fica aquela vontade de ler tudo. Até nem sabia que A Bandeja fazia parte de uma série…bjks

Vanessa – Balaio

Responder

Marcelo Lima - 21, fevereiro 2012 às (17:52)

Ai morro de vontade de ler A bandeja , mas esse não sei não estou muito no clima , mas deve ser um livro mto bom “)

Responder

Sora Seishin - 21, fevereiro 2012 às (18:38)

Oi Aione!
Não li o livro anterior, mas apesar de você dizer que não teria problema ler fora de ordem, eu gosto de ler as coisas na ordem xD
Então gostaria de ler “A bandeja” antes desse.
A história parece ser super bonita!

Beijos,
Sora – Meu Jardim de Livros

Responder

Lis - 21, fevereiro 2012 às (23:22)

Oi flor!
Eu li a Bandeja e gostei muito mesmo sendo totalmente diferente das minha ideologias, e isso que acho incrível na Lycia, sua escrita agrada que deixa de lado algumas convicções que carregamos.
Fiquei super curiosa com o livro já que vai contar mais do Rico, não vejo a hora de ler.
Ótima resenha

Beijos
Lis – Batalha Literária

Responder

Adrian Mcoy - 22, fevereiro 2012 às (04:46)

Olá, kerida! Como estão as coisas?
Vc leu algum livro meu? Meu link em teu blog está errado! rs
Me add no face: ADRIAN MCOY

Responder

Canto e Conto - 22, fevereiro 2012 às (11:55)

Oi, Mi!
Amei a sua resenha – que arraso, não? *.*
Eu não sabia que A Bandeja teria sequência… Amei a capa!! <3

Tenho muita vontade de ler os livros de Lycia, quem sabe o que acontecerá neste ano. Não sei se vou conseguir cumprir minha meta, mas se puder chegar feliz a fim do ano, já está bom, não?

Beijocas =**
This

Responder

Bárbara Murat - 22, fevereiro 2012 às (13:37)

Olá 🙂
Eu não conhecia o livro.. Você disse que ele tem uma narrativa boa, e como pra mim isso é quase o principal num livro, eu acho que iria gostar, rs.

Beijos.

Responder

Babi Lorentz - 22, fevereiro 2012 às (19:18)

Sou louca para conhecer o trabalho da Lycia, mas até hoje não tive oportunidade. Farei o possível para ler os livros dela ainda este ano.
Adorei sua resenha. Adoro quando os autores fazem trilogias que não tenham que seguir uma ordem propriamente dita. É por isso que gosto tanto de Marian Keyes e Meg Cabot. Espero gostar muito da Lycia também.
Beijão

Responder

Lucas Martins - 23, fevereiro 2012 às (08:18)

Ih, acho que já falei sobre a questão da religiosidade. Não tenho preconceito com isso, mas mesmo que não seja um livro religioso especificamente, não tenho vontade. Não tenho mais tanto paciência para este tipo de tema.
Mas ainda quero ler algo da autora. Os futuros lançamentos dela prometem ser ótimos.
Bjão, Mi!

Responder

Gilciany Viana - 23, fevereiro 2012 às (15:13)

Nossa amiga que bom ter lido esta resenha sua e só não concordo com tudo que vc disse, pq sua visão em relação ao livro é bem mais ampla que a minha, já que vc leu o primeiro.
Apesar de ser uma coleção e não uma série, acho que fez sim uma falta pra mim saber cm foi o lado canalha do Rico e depois ter conferido o amadurecimento dele neste sugundo. É tão importante acompanhar essa transição de um personagem. Entretanto a leitura foi perfeita, eu gostei extremamente e especialmente do jeito que a Lycia escreve… Envolve, encanta e nos faz refletir, que é um dos pontos mais importantes numa leitura.
Agora estou louca pra ler A Bandeja e o terceiro livro dessa coleção.
Um beijão flor.

Responder

Eduarda Menezes - 24, fevereiro 2012 às (01:09)

Mi, eu posso até ter gostado da sua resenha do primeiro mas aí é que tá, eu não me lembro do que achei, ou seja, acho que o livro não chamou a minha atenção tanto assim. Digo isso, pois com esse aconteceu o contrário. Fiquei super interessada plea história e curiosíssima para conhecer os personagens e mergulhar nesse tal mistério. Adorei a sua resenha e sinto que esse é o tipo de livro que certamente eu iria gostar. Porém mesmo não influenciando tanto assim, acho que não leria esse antes de conhecer a história do primeiro, principalmente pelo fato do personagem principal ter evoluído tanto de um livro pro outro, acho que no final sentiria falta desse buraco na história. Vou ver se consigo os dois para ler depois!

Beijos!

Responder

Fernanda Faria - 25, fevereiro 2012 às (00:14)

Não li nada da Lycia Barros, tenho muita curiosidade de ler A Bandeja, mas que bom que esse não necessita de ter lido o primeiro. Menos mal.
É gostoso ver como os autores vão adquirindo mais experiência com a a escrita. Fiquei bem interessada nos dois livros.

Responder

Lívia Cardoso - 16, abril 2015 às (20:53)

Oi Aione! Só passando para dizer que depois que terminei de ler o primeiro livro da série fiquei meio em dúvida se deveria ler o segundo, e com certeza seu post foi a luz a minha incerteza. Estou muito empolgada para ler o próximo já que como vc disse no primeiro livro foi só a parte “canalha ” do Rico e quero muito saber como é esse outro lado dele kkkkk… Enfim, amei o blog e amei sua resenha. Arrasou S2 😀

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por