[Resenha] O Melhor de Mim - Nicholas Sparks | Minha Vida Literária
06

abr
2012

[Resenha] O Melhor de Mim – Nicholas Sparks

Título: O Melhor de Mim
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 472
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável. Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois. Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre. Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo – e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.

Falar de quão rica é a narrativa de Nicholas Sparks não é novidade para ninguém. Um dos maiores mestres do romance e do drama, Nicholas sabe criar, como ninguém, uma história envolvente, detalhada e longe de ser cansativa, mesclando ação com profundas reflexões e divagações de suas personagens.
Em O Melhor de Mim, a situação não poderia ser diferente. A narrativa conquista desde as primeiras páginas, sendo repleta de descrições e capaz de transmitir as mais diversas sensações. Ainda, Nicholas demonstra a versatilidade de sua escrita ao alterar o vocabulário utilizado conforme a visão da história é modificada: em terceira pessoa, são vários os momentos em que a narrativa se desenrola segundo a ótica de algum personagem diferente e, a cada vez que há essa alteração, são notáveis também as diferenças de vocábulos, que se adaptam segundo as características de cada personagem, bem como do linguajar utilizado por elas.
Sobre as personagens, elas são muitas. Em alguns momentos, eu me perguntava o porquê de acompanharmos algumas passagens, aparentemente insignificantes. Entretanto, Nicholas não coloca nada sem motivo em sua história, cada cena terá sua relevância e acabará por, de alguma forma, ser interligada no contexto geral. Ainda que sejam várias as personagens, cada uma delas é muito bem desenvolvida, parecendo serem, de fato, reais.
Mais do que o romance principal, o que mais me cativou em O Melhor de Mim foi o acompanhamento psicológico de Amanda, protagonista ao lado de Dawson. A mulher, em seus 42 anos, vive uma intensa crise emocional, perdida em dúvidas, dividida entre seguir seu coração e arcar com suas responsabilidades e escolhas. Toda essa parte foi intensamente verdadeira e pude sentir em mim as dúvidas dela, questionar suas atitudes com ela e, por fim, respirar aliviada por aquela não ser minha vida. Sua história me fez ter ainda mais certeza de que nunca quero me encontrar na mesma situação emocional que ela se encontra.
Porém, nem tudo são flores. Já é mais do que conhecido o fato de os livros de Sparks serem dramáticos e apresentarem, em quase sua totalidade, a mesma fórmula. O Melhor de Mim não foge à regra e, dessa maneira, acaba por não ser surpreendente. Eu li sabendo que o final não seria 100% feliz, sabia que algo de muito triste aconteceria em algum momento. Ademais, todas as supostas “revelações” do livro também não conseguiram me surpreender porque eu já havia imaginado todas elas. O livro, portanto, foi um tanto quanto previsível.
De qualquer maneira, acho que a leitura de qualquer livro de Sparks é recomendada porque, mesmo com a previsibilidade, ainda assim conseguem emocionar de alguma maneira, além de nos fazerem refletir sobre nossas próprias vidas, nossas próprias escolhas. Talvez, afinal, seja essa a grande proposta do autor: ao nos apresentar histórias tristes, ainda que bonitas, sua intenção não é a de nos desestimular, mas sim nos mostrar que o mesmo pode não acontecer conosco, que somos capazes de tomar nossas decisões em nosso favor, evitando, assim, grande parte de um sofrimento desnecessário.




Deixe o seu comentário

21 Respostas para "[Resenha] O Melhor de Mim – Nicholas Sparks"

Gabi - 06, abril 2012 às (21:39)

Oi

Quero muito ler! Adoro Nicholas Sparks e um dia pretendo completar a minha coleção 🙂

Eu nem me importo mais que normalmente os finais são de uma forma ou outra previsíveis… Nicholas Sparks tem um talento para escrever romances que faz valer a pena!

Gabi

Responder

Lucas Martins - 06, abril 2012 às (22:10)

Eu tenho vontade, sim, de ler o livro, apesar de ter um pé atrás com o Nicholas Sparks (não consegui terminar o A Última Música, achei super enrolado, mas não vou abandonar. Vou pegar em outro momento)
Acho ótimo quando os autores fazem esse acompanhamento psicológico com os protagonistas. Acabei de sair de uma leitura assim, então estou na vibe. Aliás, você me deu uma ideia, Mi!!! Vou tentar ler o Diário de uma Paixão e ver se rola uma química! 😮 rsrsrs
Aproveitar o finde para as leituras, né?
Beijão, Mi!

Responder

Vanessa - 06, abril 2012 às (22:14)

Ai Mi, ta ai um livro que me fez derramar rios de lágrimas, a cada livro do Nicholas que eu leio mais eu me emociono, não sei o que acontece comigo e olha que nem sou manteiga derretida e nem nada.
Este foi ainda mais emocionante que Um Homem de Sorte.

Vanessa – Balaio

Responder

✿Vanessa✿ - 06, abril 2012 às (23:01)

OI Mi*
Ainda não li livro deste autor, sendo que tenho dois aqui na minha lista de espera.
Mas este é mais um que com certeza tenho vontade de ler, achei a capa linda!
Este comentário sobre serem tristes as histórias que ele escreve no final ou no livro em si, me deixam com certo receio de ler, pois sou do tipo que gosto de finais felizes, de contos de fadas, mas sei que nem sempre é assim!
Adorei sua resenha!!

Bjinhs!
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

Responder

Lendo e Comentando - 06, abril 2012 às (23:05)

Oi, Aione!

Adorei a resenha. Até hoje só li um livro do Nicholas, Querido John. Eu gostei bastante e quero muito ler outros livros dele. Vejo muita gente comentando mesmo que “a ideia” dos livros dele não variam muito… São previsíveis como você disse. Como eu só li 1 até hoje eu não posso afirmar isso, rsrs. Só sei com base no que ouvi. Mas, adorei mesmo o que escreveu na sua resenha… O fato que mesmo sendo previsível podemos nos emocionar. E sabe que na maioria das vezes eu prefiro livros que não são 100% felizes? hehehe… Essa ideia de ‘felizes para sempre’ não funciona muito comigo, rs.

Beijos,
Amanda
^_^

Responder

Beatriz - 07, abril 2012 às (00:42)

Eu li só Um Homem de Sorte do Nicholas e gostei bastante.
Não gosto de livros previsíveis =/ isso acabou me desanimando um pouco…
Mias é claro que se o livro cair nas minhas mãos ele será devorado como todos rsrs

Responder

Babi Lorentz - 07, abril 2012 às (02:08)

Mi, eu sou daquelas pessoas que não são fãs de Nicholas Sparks, mas que morrem de vontade de ler todos os seus livros.
Não sou fã por saber que ele tem uma fórmula para escrever, mantendo aquele famoso clichê. Mas tenho vontade de ler porque ainda consigo me encantar com alguns de seus livros.
Beijos

Responder

Canto e Conto - 07, abril 2012 às (10:56)

Aah, Mi, resenha linda!!
Não consegui achar o final previsível, porém. Bom, a não ser pelo sentimento que vinha chegando nos últimos capítulos, de “Isso vai realmente acontecer?” Eu me emocionei muito com aquele final, mais do que com o dilema de Amanda. Mas, no geral, é um livro que me fisgou por completo. EStá no topo dos favoritos <3

Responder

Danzinha - 07, abril 2012 às (18:24)

Oiie Mi,

Sua resenha, como sempre, muito bem escrita. Eu só li até agora um livro do Nicholas, Um Homem de Sorte, e este não me conquistou muito. Acredito que a escrita dele não é exatamente o meu estilo. Porém devo admitir que há sim muita emoção em seus livros que podem de alguma forma nos ajudar refletir sobre nossas escolhas.De qualquer forma se tiver a oportunidade lerei sim este livro.

Beijos

Amigas entre Livros

Responder

Marcelo Lima - 07, abril 2012 às (23:46)

Otima resenha , só descordo sobre ser sempre algo que meio previsível , pois se um autor faz sempre a mesma coisa vai chegar um dia que os leitores vão se cansar !

Responder

palavrasdeumlivro - 07, abril 2012 às (23:57)

Ai amei a resenha, fiquei com ainda mais vontade de ler algum livro do Nicholas Sparks, eu só li um livro dele e morro de vontade de ler os outros, principalmente este.
Bjs

http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

Responder

Lygia Netto - 08, abril 2012 às (01:32)

NS tem o tipo de fórmula que funciona pra mim, SEMPRE! Sei que irei curtir de qlq maneira, hahaha!

Mas é como vc disse, Mi, ele sempre consegue nos emocionar, de uma maneira ou de outra! =)

Beijos!

Responder

Vanessa - 08, abril 2012 às (01:45)

Toda vez que leio algum livro de Nicholas Sparks penso que dificilmente o atual vai me surpreender mais do que o anterior, e eu sempre me engano, cada vez eu me emociono mais e cada vez eu afirmo pra mim mesmo que não existe autor como ele, este livro é devastador, repleto de uma sensibilidade que deixa as emoções a flor da pele. É mesmo maravilhoso.

Vanessa – Balaio

Responder

Luciana Apaixonada por Romances - 08, abril 2012 às (18:41)

Boa tarde!

Eu li somente um deles, que foi o “Querido John” então Não tenho uma opinião formada a respeito dos livros do Nicholas.

Já estou seguindo o blog e também Assinei a Newsletter!

Beijos
Luciana(✿◠‿◠)
♪♥ Apaixonada por Romances♥ ♪

Responder

NATY - 08, abril 2012 às (20:24)

Já li esse livro do Nicholas, com certeza todos os livros dele são recomendados, valem muito a pena ser lidos. Apesar de já saber o que esperar do final, sempre bate aquela esperança de que seja diferente, que o Nicholas torne ao menos esse final um final mais feliz. Mas de qualquer forma, acho que os livros dele não seriam tão perfeitos se não fossem assim, né? rs’

Adorei a resenha!

Bj;*
Naty.

Responder

Érica Patricia Lopes - 09, abril 2012 às (16:48)

Primeira resenha que vejo desse livro!
Super vontade de lê-lo!! Nicholas Sparks é demais, gosto muito do seus livros! Sou suspeita!

Ótima resenha Mi!

PS: Obrigada pelo carinho e pelo recadinho que deixou lá no face no dia do meu niver!

Você é uma fofaaaa 😀
Beijokas

Responder

Eduarda Menezes - 09, abril 2012 às (16:56)

O livro parece ser ótimo, mas juro que ainda tinha a esperança de que o final fosse feliz haha Já li um livro dele que milagrosamente nada de ruim aconteceu, muito pelo contrário, e fiquei tão, tão feliz. De vez em quando ele vem com alguns felizes, para nos alegrar rs De qualquer forma, adorei a sua análise do livro, Mi. Os personagens parecem ser profundos e bem desenvolvidos, mas também vindo do Nicholas não estava esperando menos do que isso. Por mais que ele siga certa fórmula, é inegável que ele sabe escrever muito bem.
Beijão!

Responder

leitoracompulsiva - 09, abril 2012 às (18:00)

Oi Aione,
Bacana a sua resenha, mas só pro ser um livro desse autor, já não me dá vontade nenhuma de ler! hehehe
beijos
Camis – Leitora Compulsiva

Responder

Jonathan Henrique - 09, abril 2012 às (18:39)

No que diz respeito ao livro O Melhor de Mim, acho que gostei da sinopse mas lamento que o Nicholas não tenha trazido uma fórmula diferente neste romance. As histórias que ele cria, pelo leio em resenhas, são bonitas, sensíveis e arrebatadores. Mas não escapam de ter um final totalmente feliz.

Beijos!
@Jonathan_HGF

Responder

Planet Pink - 09, abril 2012 às (20:23)

Tenho tanta vontade de ler esse livro! Na verdade, tenho vontade de ter e ler todos os livros do Nicholas rs

Beijão, Mi!

Responder

Fabrica dos Convites - 21, abril 2012 às (23:42)

Infelizmente ainda não li este livro que parece ser ótimo, mas também não posso falar muito pois sou fã do autor.
Bjs, Rose.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil