Post Surpresa da Semana do Romance: Romances de Banca | Minha Vida Literária
07

jul
2012

Post Surpresa da Semana do Romance: Romances de Banca

Olá galera, tudo bem? Meu nome é Paola, sou responsável pelo blog Livros &Fuxicos, e a convite da Aione, minha querida gêmea de alma, preparei um post para participar do especial “Semana dos Romances” que o Minha Vida Literária está promovendo (Saiba um pouco mais aqui).
Quando falamos de romance, tenho certeza que vocês são capazes de listar vários gêneros paralelos que se enquadram dentro dessa ampla classe literária, como por exemplo, os romances contemporâneos, históricos, sobrenaturais, entre outros, contudo é certo que, ao listar tais gêneros e relembrar suas obras preferidas correspondentes a cada um deles, vocês visualizam livros em formato de livraria, se esquecendo, muitas vezes, dos romances de banca, e isso ocorre, a meu ver claro, tanto pela falta de divulgação desse tipo de obra, quanto ao preconceito pré-existente sobre a classe. Sendo assim, em uma semana especialmente dedicada aos romances, não poderíamos deixar de dedicar um pouquinho de nosso tempo aos queridos romances de banca.
 

Primeiramente, o quê é um romance de banca? É um livro de publicação simples (o que o torna quantitativamente mais acessível), vendido especificamente em bancas de jornal. No geral são livros curtos, com histórias breves, que possuem um elemento em comum: A descrição de mulheres que encontram no amor sua salvação, ou perdição. Por tratarem especificamente do amor, da paixão, e da forma como esse sentimento transforma as pessoas, esse tipo de livro já recebeu muitas críticas e nomes pejorativos como, “Romance cor-de-rosa, água com açúcar, ou romance de mulherzinha”.
Historicamente falando, esse tipo de romance ganhou campo no Brasil entre os anos de 1940 e 1960. Na época, traduzido pela Companhia Editora Nacional, foi lançado com o título de “Biblioteca das Moças”, o que talvez, tenho dado o pontapé inicial para a formação de uma imagem preconceituosa de que esses romances são exclusivamente voltados para o publico feminino. Contudo, inicialmente esse era o mercado editorial para o qual os romances de banca eram direcionados, as histórias românticas e apimentadas agradavam as leitoras mais adultas que viam nesse tipo de livro várias vantagens, como por exemplo, a facilidade de encontrá-los, os preços acessíveis (no início, existiam romances de banca de até R$3,90) e o tamanho, exclusivamente pensado para ser carregado na bolsa (Fonte).
Para vocês terem uma ideia do “sucesso” que esses romances já fizeram, lembro de que quando criança, ao ir à casa da minha tia, eu e meu primo nos divertíamos mexendo em sua coleção de livros – Todos romances de banca da época, nós brincávamos com as capas diferentes de tais obras e pegávamos muito no pé da minha tia por causa dos títulos dos romances. Naquela época não entendia nada sobre literatura, mas hoje, ao me lembrar dos livros fico surpresa ao saber que eles estavam presentes no dia a dia de muitas leitoras como a minha tia, mães de família que se desdobravam em mil para dar conta dos filhos e do trabalho. O fato é que eles eram acessíveis ao publico feminino que apreciava uma boa leitura, que via nesses livros uma ótima opção de lazer. Agora vocês me perguntam, se eles faziam tanto sucesso assim, por que hoje quase não ouvimos falar deles?
Preconceito? Falta de divulgação? Globalização e acessibilidade econômica voltada para a literatura? Não sei ao certo, mas a conclusão que tiro é que, no decorrer dos anos a literatura no Brasil ganhou mais força, e com o crescimento do poder aquisitivo do brasileiro os livros de banca passaram de uma saída para uma opção; agora encontramos livros em formato de livraria no mesmo valor de alguns romances de banca, fato que ampliou nosso leque de leitura com o decorrer do tempo e pode ter tendenciado o declínio de vendas dos romances especificamente de banca. Entretanto para quem não conhece o gênero, sua grande atratividade atual não é o valor, mas sim o tipo de romance publicado. Por aqui, para quem gosta de romances repletos de paixão e sensualidade existem poucas opções de editoras que trabalham com esse gênero literário, e quando trabalham, possuem uma tabela de valores pouco acessível, por isso os romances de banca ainda são uma ótima opção para os fanáticos por belas histórias de amor.
Atualmente no Brasil, os romances de banca são publicados e distribuídos pela editora Harlequin, que divide seus lançamentos em diferentes coleções, algumas delas são: Paixão, que tende a ter livros mais curtos e bem sensuais; Jéssica, que trabalha com infinitos estilos de romances contemporâneos e clássicos; Desejo, que possuí uma linha de diversos estilos sendo uma delas a de livros estrelados por caubóis; Sobrenatural, com narrativas repletas de vampiros, lobos e anjos caídos; e a linha dos romances históricos, minha preferida se me permitem dizer.
 
Um fato legal dos romances de banca é que, muitas autoras que possuem obras suas publicadas nessa classe literária já são velhas conhecidas dos apaixonados por romances. Por exemplo, vocês sabiam que a Nora Roberts possui obras publicadas em formato de banca? E que estes são livros tão bons quanto os lançados em formato de livraria?
 
Autoras como a Susan Wiggs e a Carly Phillips, conhecidas pelo sucesso e qualidade de seus romances também possuem livros publicados em formato de banca.
 
A questão é deixar o preconceito de lado, escolher um gênero de romance que mais gosta e pesquisar romances de banca nesse estilo, não tenho dúvidas de que você vai se surpreender! Para quem quer algumas dicas, ai estão alguns dos meus romances de banca preferidos:
 
 
Espero que tenham gostado do post!  Beijos

 

 




Deixe o seu comentário

16 Respostas para "Post Surpresa da Semana do Romance: Romances de Banca"

Karolyne Oliveira - 07, julho 2012 às (21:07)

Adorei! Lembro de quando era mais nova e via minha mae e minhas tias lendo romances de banca. O unico nome que vem a cabeça é Sabrina, não sei se é confusão da minha cabeça ou se tinha mesmo.rs
Eu só tenho 3 romances de banca, infelizmente, sabe que é dificil encontrar nas bancas daqui?! Acho que realmente existe preconceito, mas agora que comecei a ler, acho que é a mesma coisa, é como um livro de bolso, só que com historias um pouquinho mais apimentadas, que eu adoro! hahaha
Adorei o post!

Responder

Lili - 07, julho 2012 às (21:08)

Adorei o post. Realmente vejo preconceito com esse estilo. Aqui em Floripa não é comum vermos, até as bancas se tornaram raras.

Quando ia a São Paulo acabava comprando alguns.

liliescreve.blogspot.com

Responder

✿Vanessa✿ - 08, julho 2012 às (14:56)

OiPah!
Eu adorei o post, e as indicações de romances. Muitos ali que eu gostaria de ler da Nora e da Susan.
É muito bom ler romances de banca!!

Bjinhs meninas!!
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Responder

Anna Carolina Schermak Alves - 08, julho 2012 às (16:37)

Eu confesso que não sou adepta a esse estilo literário. Mas os livros de caubóis me chamam atenção.
Tenho 4 aqui em casa pra ler e mal comecei a pensar em ler 😡

Adorei o post da Pah!

Pausa Para um Café – Resenha de Livros

Responder

Thamires R. - 08, julho 2012 às (18:43)

Oi Pah!
Acredito que numa Semana dos Romances, os romances de banca não poderiam faltar! Adorei o post, que realmente ficou impecável!
Eu tenho romances de banca na minha estante, mas ainda não peguei nenhum para ler. Incrível que só fui saber que estes que estavam na minha estante eram romances de banca graças à você, Pah! shaushuahs
No seu blog vejo muitos destes posts e, assim, associei os pontos.
Sempre que vejo esses posts lembro-me de que PRECISO ler os que tenho aqui!
Também não entendo o porque de eles estarem meio que esquecidos ultimamente =/

Beijos,

Thamires – Laço de Cetim.

Responder

Marcelo Lima - 08, julho 2012 às (21:36)

eu comecei a olhar pra eles por sua causa , até agora eu devo ter lido 1 apenas , e tenho outro lacrado , são livros gostosos de ler 🙂 Adorei o post ,ninguém menos que vc poderia falar tão bem dos romances de banca.

Responder

Neidinhap - 08, julho 2012 às (23:27)

Bem garotas, hoje é muito dificil eu ler romances de banca, mas já fui uma leitora assídua, nem sei quantos lia por semana,aliás ainda tenho caixas de romances de banca guardado, ainda alguns que eu nem li, mas que prometo sempre tirar daonde está para ler….eu amava..trabalhava e esses romances faziam a viagem diária mais aprazivel e eu nem sentia a distância…e olha que era longe..trabalhava no centro de São Paulo e morava na zona leste,e nem tinha mêtro tão próximo..a linha do metrô terminava no Tatuapé…então vcs imaginam o quanto lia…era viciada e como gostava…hoje em dia casada e com um valor aquisitivo bem melhor gasto muito com os livros de livraria que na realidade compro muito na net..mas vou retirar minhas caixas de romances, retirar a poeira e ler pelo menos os que eu ainda não li……nossa falei demais…bjs meninas..

Responder

Bárbara Murat - 09, julho 2012 às (00:22)

Oi (:
Sempre tive curiosidade em relação a romances de banca, adorei conhecer mais. Vou procurar uma banca por perto e ver se compro um ^^

Beijos.

Responder

Ana Ferreira - 09, julho 2012 às (13:01)

Difícil alguém escrever postagens sobre romances de bancas tão completas quanto as suas, Pah! Acho muito bacana esse incentivo para quem gosta, porque muita gente que lê acaba até desprezando a existência deles.
Legal também você ressaltar que algumas autoras que têm livros publicados em catálogos “comuns”, por assim dizer, iniciaram com romances de banca. Não posso dizer que isso muda muito minha postura em relação a eles, pois também não tenho tanto interesse assim pelas da Nora Roberts e da Susan Wiggs, mas é uma expressão literária como qualquer outra, que não deve ser ignorada.

Beijão!

Responder

Julia G - 09, julho 2012 às (17:57)

Oi meninas! Muito legal esse post para fechar a semana de romance aqui no blog. Eu não sou tão apaixonada por romance de banca quanto você Pah, mas gosto muito desse tipo de livro, que também faz parte de algumas lembranças da minha infância. Muito legal saber um pouco mais sobre essas curiosidades.

Beijinhos

Responder

JennyCullen - 09, julho 2012 às (19:00)

Eu tinha um tanto de preconceito com romances de banca,apesar de nunca ter lido nenhum :s
Mas aii,eu ganhei aqui no blog meu primeiro livro de banca, ‘Conquista do Amor’. O que dizer?? Foi uma das melhores leituras que eu tive no ano!!
Acho que não é a capa ou a diagramação ou ainda o tipo de papel do livro que importa,e sim o conteúdo.
A única coisa que não gosto em livros de bancas,são as capas (na maioria) meio…tensas,se é que me entende. E eu até gosto,tem cada cara lindo…É que se eu compro um livro desses e minha mãe vê a capa,o que ela vai pensar de mim?? HAHAHAHA
Amei o post,super legal ler mais sobre esse tipo de livros!

Beijooss,

Jennifer

Responder

Eduarda Menezes - 09, julho 2012 às (20:14)

Que linda a Pah, por aqui! ^^

Meninas, eu adoro romances de banca, mas de um tempo pra cá admito que tenho lido poucos nesse estilo.
Lembro muito da minha adolescência. Comecei a ler livros de banca quando eu tinha 13 anos e quem me apresentou a eles foi uma prima adolescente que tinha váários, desde então eu fiquei louca por eles e lia sem parar, principalmente porque eu era muito nova e os livros eram bem acessíveis, então sempre estava com um na mão. O engraçado foi que acabei viciando algumas de minhas amigas, que também leem livros de banca até hoje.
A única ressalva que tenho a fazer, é o tamanho da minha decepção quando descobri que muitos deles eram condensados – fiquei SUPER triste. Felizmente hoje em dia, acredito que a série Rainhas do Romance (a minha preferida, independente do estilo – apesar de que admito também pendo muito para o lado dos históricos), publicam as suas histórias de forma integral, então compro sem medo rs

Adoro essa série da Candace que você colocou, Pah (a dos Aincourt), mas tenho ela na versão de livraria. É MUITO bom! Aliás, a Candace sempre arrasa.
Curiosamente todos os livros da Sandra Brown que eu li, foram de livrarias também. Inclusive tinha um que eu paquerava tanto (Calafrio), que acabei comprando por quase R$60,00 huahua Caríssimo, mas valeu a pena, queria muito ler!
Essa da Lori Foster, só a história do irmão Gabe, e gostei bastante (inclusive, um dos últimos livros de banca que li), tenho curiosidade em conhecer sobre os outros irmãos!

Enfim, vou parar por aqui que tenho o costume de falar demais o/
Beijão, meninas!

Responder

Van Castro - 09, julho 2012 às (23:22)

Muito interessante esse post! É muito legal conhecer um pouco mais sobre esse tipo de livro.
Nunca li (não por preconceito, mas por falta de oportunidade mesmo), mas tenho muita curiosidade em ler. Acho que vou procurar um dos livros citados no post para ler!
😀

Responder

Raquel Machado - 10, julho 2012 às (00:59)

Oi flor,
Adorei as dicas sabe que ha muito tempo eu lia romances de banca ate ha alguns dias eu comprei alguns mas a fila e tao grande que os coitadinhos ficam esquecidos la em um canto da estante. Minha mae tinha adoração e como voce disse porque os preços eram menores era mais acessivel mesmo..rsrs.
Enfim para quem gosta de historias romanticas super recomendo também.
Bjks
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Responder

Planet Pink - 10, julho 2012 às (01:24)

Oi Pah!!!
Primeiro me sinto tão honrada que a minha ideia tenha sido posto em prática *-*
Depois tenho de dizer que é estranho você se apresentar como Paola hahah, seu nome já virou Pah
Ninguém melhor que você para falar sobre romances de banca, além de você conhecer e gostar, você escreve muito bem e nos explica de forma fácil, confesso que já tive preconceito com esse tipo de livro, mas graças a você também, ele passou, ainda não tive oportunidade de ler nenhum, só alguns já publicados da Nora.

Beijão!!

Responder

Lucas Martins - 11, julho 2012 às (23:55)

Nossa, que post completa, Pah, arrasou! Fiquei impressionado com o texto e tudo que os romances de banca tem por trás. Você sabe que estou enrolando até hoje para ler um romance de banca, mas ainda o farei, rsrs
Adorei! Beijão!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil