[Resenha] Amada Imortal - Cate Tiernan | Minha Vida Literária
24

ago
2012

[Resenha] Amada Imortal – Cate Tiernan

Título: Amada Imortal
Autor: Cate Tiernan
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 280
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Nastasya é uma imortal e, como todos iguais a ela, é capaz de realizar um tipo diferente de magia, a magick. O fato de ser imortal, de viver há séculos, de já ter passado por tantas perdas, simplesmente a deixou em um estado contínuo de anestesia, no qual ela se fechou para não mais sofrer, acabando por perder o sentido de sua vida e por perder-se em si mesma. Entretanto, na noite em que vê seu melhor amigo cometer uma atrocidade com magick, ela se dá conta de quão perdida está e resolve procurar auxílio, indo parar em uma espécie de clínica de reabilitação, onde vivem outros imortais com o mesmo propósito dela.

Assim pode ser resumido o enredo.
Acho que todos que acompanham o blog há um tempo já devem saber do meu complicado relacionamento com livros sobrenaturais. Com a maioria do gênero, acabo por não conseguir me envolver e faço leituras superficiais, que não me agradam como aos outros leitores. Exatamente por isso, havia me sentido relutante sobre solicitar ou não Amada Imortal. Entretanto, optei por dar uma chance a ele, como acabo por fazer muitas vezes. E agora vejo que fiz uma ótima escolha.
O trecho abaixo, selecionado durante a leitura, resume perfeitamente a premissa do livro:
“Estava no meu sangue. Eu sabia. Uma escuridão. A escuridão. Eu a tinha herdado, assim como a imortalidade e os olhos negros. Eu tinha resistido quando era mais jovem. Tinha fingido que não estava lá. Mas em algum momento, no caminho, parei de lutar, cedi a ela. Por muito tempo, corri com ela ao lado. Mas naquela noite, a escuridão que me seguia havia mais de quatrocentos anos despencava sobre mim com um peso sufocante, e agora eu odiava a coisa horrível em que eu tinha me transformado.”
página 31
Os únicos fatores que me permitem classificar Amada Imortal como “sobrenatural” são a imortalidade e a questão da magick. Fora isso, diria que o livro passa longe dessa classificação, sendo, principalmente, sobre a busca interior de alguém.
Quanto mais eu lia, mais eu me encantava pelo que estava sendo transmitido. Sabe quando você percebe a ficção completamente ligada à realidade? No post especial da Literatura Fantástica, feita pelo meu amigo Artur, ele disse algo interessante sobre as histórias de ficção serem muito mais eficientes do que livros de autoajuda por nos transmitirem uma verdade mascarada, sem jogá-la em nossas faces, causando uma sensação desconfortável. E isso é completamente aplicável a esse livro. Nastasya sai em busca dela mesma, de se livrar de seus demônios e, para isso, precisa passar por aprendizados aparentemente simples, mas que são extremamente complicados de serem assimilados, exatamente por sua condição de desequilíbrio.
Não sei se o livro será mágico para todos como foi para mim. Se você simplesmente lê-lo como uma história sobrenatural, talvez ela perca boa parte de seu encanto. Não me entendam mal, há uma boa história, principalmente porque há muito mistério envolvendo o passado da protagonista, que nos é revelado aos poucos, além de uma daquelas famosas relações de amor e ódio que tanto me agradam na leitura. Porém, o ponto alto do livro é o fato de a autora ter destrinchado tão bem a alma humana, expondo conflitos internos, medos, angústias e anseios.
Falando da estrutura do texto, algo mais distante do envolvimento que eu tive com ele (e que pode não acontecer com todos os leitores), a autora soube criar uma narrativa fluída, com frases de impacto e, ao mesmo tempo, humor. Nos momentos mais inesperados, ela inseria um comentário irônico de Nastasya, já que o livro é narrado em primeira pessoa, me fazendo rir em diversas vezes.
A história, de início, pode parecer um pouco confusa e até mesmo monótona, já que a primeira metade do enredo é mais voltada para a adaptação da protagonista e de seus esforços em mudar quem ela é no presente. Porém, conforme cresce o suspense a respeito do passado dela, cresce também a curiosidade do leitor, que aos poucos vai se adaptando e se habituando à história. E o final… Ah, o final. Um dos melhores diálogos do livro está na última página, quando senti meus olhos encherem de lágrimas e sorri pela protagonista.
No resumo, Amada Imortal é muito mais do que um livro sobrenatural, é um livro sobre auto-aprendizado e autoconhecimento. Não foi uma leitura que fiquei vidrada em todos os momentos, confesso até ter lido superficialmente algumas partes, mas que me agradou imensamente pela capacidade de se aplicar à realidade. Para quem gosta de histórias reflexivas, que mesclam suspense, ação, sobrenatural e, claro, romance, é um prato cheio.




Deixe o seu comentário

20 Respostas para "[Resenha] Amada Imortal – Cate Tiernan"

Neiva Meriele - 24, agosto 2012 às (19:38)

Oi querida, tava meio sumidinha porque meu note tava no concerto mas tô de novo na área.

E bem, confesso que também não sou muito fã de sobrenatural não, com exceção da Ká Guimarães que escreve sobrenatural misturado com muito humor e ela sim é nota 10.

Beijokas.

Responder

Naty - 24, agosto 2012 às (21:37)

Oie Aione!

Estou super curiosa para ler esse livro, gostei da capa e todas as resenhas que li até agora foram bem positivas e saber que você mesmo não gostando muito do gênero curtiu o livro já é um incentivo a mais.

Beijo;*
Naty.

Responder

Thales Santana - 24, agosto 2012 às (23:48)

Não sou muito fã de sobrenatural pelas rarissimas leituras, mas “Amada Imortal” parece abrangi novos horizontes, tanto pelos comentários de ser um texto reflexivo.

Responder

Vanessa Vieira - 25, agosto 2012 às (00:57)

Parabéns pela resenha Aione! Estou ansiosa para ler Amada Imortal! Beijos!

Responder

Wendell Carvalho - 25, agosto 2012 às (13:20)

Ainda não havia parado para ler alguma resenha sobre esse livro. Para falar a verdade, ele não me cativou de início, e olha que eu adoro livros sobrenaturais. Mas agora que eu o conheço mais um pouco, despertou uma curiosidade imensa.
Ótima resenha!
Beijos

Wendell Carvalho

Responder

Sammy - 25, agosto 2012 às (16:09)

Achei demais a resenha! Amada Imortal, é um livro que promete! Com toques romanticos, que mesclam pontos sobrenaturais e suspense! Com certeza vai entrar para minha lista, rsrs.

Bjs

Da Imaginação a Escrita

Responder

Sora Seishin - 25, agosto 2012 às (18:38)

Oi Aione!
Se você que não gosta de histórias sobrenaturais gostou do livro, então eu também devo gostar. Adoro histórias desse tipo!
Ainda bem que eu já estou com o livro em casa, esperando começar a leitura 😀

Beijos,
Sora – Meu Jardim de Livros

Responder

Danzinha - 25, agosto 2012 às (19:18)

Oii Mi,

Estou louca pra ler este livro, primeiro tem uma capa maravilhosa, e depois até o momento só li resenhas mega positivas, e agora você fala tão bem do livro que só posso ficar mais ansiosa para lê-lo. Espero amá-lo também.

Beijos

Amigas entre Livros

Responder

Vanessa - 26, agosto 2012 às (12:28)

Olá 🙂
Adorei a resenha querida. Que bom que você gostou do livro. É, as pessoas tem problemas com livros sobrenaturais. Eu não, mas enfim Q AUSHAUSUASHAU É uma das minhas próximas leituras e tenho visto boas resenhas para ele, então estou bem curiosa em relação a este livro. Espero gostar também 😀

Beijos, Vanessa.
This Adorable Thing

Responder

Ana Ferreira - 26, agosto 2012 às (14:10)

Mi, também solicitei “Amada Imortal” e estou ansiosa para conhecer essa história emocionante por detrás da máscara do sobrenatural. Sua resenha me estimulou bastante, para falar a verdade, com todas essas palavras sobre o autoconhecimento.
Nastasya me parece uma protagonista em potencial e como ando meio boba com romances e relações de amor e ódio, tenho certeza de que curtirei cada fragmento.
Beijão!

Responder

Lucas Martins - 26, agosto 2012 às (16:42)

Não sabia muito do livro, Mi, só sabia que era um sobrenatural envolvendo imortalidade. Agora você faz uma resenha recomendando um sobrenatural, então tenho que ler! Apesar de não ter gostado da capa, essa questão do autoconhecimento que o livro traz já é suficiente!
Beijão!

Responder

Lili - 26, agosto 2012 às (21:14)

Pois é, Mi. Acontece dessas coisas. Eu não sou louca por romances sobrenaturais. Alguns me encantam e outros não. E tenho preconceitos com a maioria deles desde a capa até os títulos. Algo que Amante imortal me desperta.

Mas me encanta essa coisa de reflexionar e ir fundo na alma humana. Acho que eu não compraria, mas quando a greve acabar, vou dar uma fuxicada na biblioteca atrás dele.

liliescreve.blogspot.com

Responder

Marcelo Lima - 26, agosto 2012 às (21:28)

se eu for ler pela parte reflectiva que você diz talvez eu goste desse livro e me mate como Tempest…mas vi outras resenhas falando que tem o enredo um pouco lendo lento demais…. ou seja vou esperar o sub colocar por 9,90.

Responder

Colina do Tordo - 27, agosto 2012 às (12:32)

Hum..Acho que vou gostar desse livro. Já vi outras resenhas falando sobre esse lado mesmo de autoconhecimento e tals. E como gosto de leituras fantásticas e sobrenaturais, creio que eu vá gostar deste.

Beijos

Responder

Eduarda Menezes - 27, agosto 2012 às (20:42)

Mi, concordo com você que livro de ficção muitas vezes são BEM mais eficientes em passar alguma mensagem positiva e reflexiva do que um autoajuda, por exemplo. Até porque livro de autoajuda não funciona comigo hehehe
Gostei do que encontrei na resenha! Confesso que ainda não sei muito bem o que esperar no quesito história, mas parece ser um livro com passagens bacanas, que te deixam pensando, e esse diálogo incrível no final chamou a minha atenção.
Beijão, querida!

Responder

Planet Pink - 27, agosto 2012 às (20:54)

Oi Mi!!!
Tenho muita vontade de ler e conhecer mais dessa história, parece ser mesmo muito bom, até por conseguir você se aproximar um pouco mais do gênero rs

Beijos!!

Responder

Camila - 28, agosto 2012 às (20:35)

Oi Aione,
Recebi esse livro pela parceria e acabei ganhando outro exemplar pelo Skoob, acredita? Acho que isso é um sinal de que tenho que ler esse livro com urgência. Espero que ele seja mágico para mim também! hehe
beijos
Camis – Leitora Compulsiva

Responder

Mariana FS - 03, dezembro 2012 às (14:43)

Oi Aione!
Bom, sobrenatural não é a minha praia, mas eu ganhei esse livro em um sorteio e lembrando que vc havia resenhado ele, corri aqui para ler a sua opinião.
Sabendo que vc também tem “um pé atrás” quando se trata de sobrenatural e que mesmo assim gostou do livro me fez pensar em dar uma chance. Gosto dessas histórias cheias de conflitos internos.
Uma coisa é certa: esse diálogo final eu vou ter que conferir, rsrs.
Beijos

Responder

caroline - 14, dezembro 2012 às (01:42)

Não curti muito o inicio de Amada Imortal mas conforme fui lendo foi me agradando.
Assim como vc li algumas partes superficialmente,fiquei super curiosa pra ler sobre o passado dela.
Pretendo ler a continuação q com certeza será melhor.

Responder

Fe Fernanda - 29, janeiro 2016 às (14:20)

Ja ouvi falar desse livro, parece ser bem misterioso

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil