setembro 2012 | Minha Vida Literária
28

set
2012

[Resenha] A Janela de Overton – Glenn Beck


Título: A Janela de Overton
Autor: Glenn Beck
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 384
Ano de Publicação: 2011
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

“Um plano para destruir os EUA vem sendo preparado há cem anos, e agora está prestes a ser colocado em prática… Alguém será capaz de impedi-la?
E se você descobrisse que tudo em que você acreditou até hoje não passa de uma grande farsa? Que a roupa que você veste todos os dias pela manhã, assim como o carro que você dirige não são escolhas suas? Que o governante que você elegeu na última eleição para comandar sua cidade e seu país também não depende de você? E se chegasse à conclusão de que toda autonomia e livre-arbítrio que você julga ter, na verdade, atendem a um outro comando que não as suas ideias e a sua própria vontade?”

Continue lendo »

27

set
2012

Parece, Mas Não É

“Parece, mas não é” é uma coluna onde trago livros que, ao ver a capa pela primeira vez, achei tratarem de um assunto, mas, ao ler suas sinopses, descobri que não tinham nada a ver com o que pensei!

Continue lendo »

26

set
2012

Coluna da Duhau #35 – A Vírgula

Pra quem tá estranhando a Coluna da Duhau em plena quarta-feira, calma que eu explico: tive um probleminha com a minha internet no domingo (maldita NET) e acabei que fiquei o dia inteiro sem poder utilizar esse lindo e maravilhoso veículo de comunicação. Sendo assim, combinei com a Mi da postagem ir ao ar hoje pra vocês não ficarem muito tempo sem a coluna.
Explicações iniciais dadas, vamos ao tema de hoje: a vírgula. Talvez esse seja um dos temas que eu mais gosto da nossa língua. Sou viciada em aprender como usar corretamente a tal da vírgula. Então tentarei passar um pouco desse conhecimento que eu adoro pra vocês. Espero que seja útil.

– Caso 1 –
Regra: A vírgula é usada para isolar o vocativo, ou seja, a pessoa pra quem a frase é direcionada.
Exemplo: “D. Glória, a senhora persiste na ideia de meter nosso Bentinho no seminário?” – Machado de Assis.
– Caso 2 –
Regra: A vírgula é usada para isolar o aposto, ou qualquer elemento de caráter explicativo.
Exemplo: “Alice, a menina, estava feliz.” – F. Namora
– Caso 3 –
Regra: A vírgula é utilizada também para indicar a supressão de uma palavra (geralmente o verbo) ou de um grupo de palavras.
Exemplo: “No céu azul, dois fiapos de nuvens.” (havia dois fiapos…) – A. F. Schmidt
– Caso 4 –
Regra: A vírgula só poderá vir antes da conjunção e quando a mesma estiver sendo empregada no sentido diferente de adição (adversidade, consequência) ou quando o sujeito das duas orações forem diferentes.
Exemplos: Coitada! Estudou muito, e ainda sim não foi aprovada. (sentido de adversidade)
Antônio leu o livro, e Paulo escreveu a carta. (sujeitos diferentes)
– Caso 5 –
Regra: A vírgula será utilizada quando os termos do período estiverem deslocados, ou seja, em ordem inversa.
Exemplo: Depois do almoço, fomos ao cinema.
Por hoje é isso, pessoal. Coloquei as regras mais básicas da utilização da vírgula. Se quiserem uma parte II com as regrinhas mais complicadas é só falar! Espero que esse post tenha contribuído pra vocês de alguma forma. ^^
Beijo pra todo mundo! o/

25

set
2012

[Resenha] O Beijo da Meia Noite – Lara Adrian

Título: O Beijo da Meia Noite
Autor: Lara Adrian
Editora: Universo dos Livros
Número de Páginas: 400
Ano de Publicação: 2011
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

“Um estranho moreno e sensual a observava do outro lado da boate, e foi capaz de despertar as mais profundas fantasias em Gabrielle Maxwell. Mas nada a respeito desta noite – ou deste homem – é o que parece. Pois, quando Gabrielle presencia um assassinato nos arredores da boate, a realidade se transforma em algo obcuro e mortal. Nesse instante devastador, Gabrielle é lançada em um mundo que jamais imaginou existir – um mundo onde vampiros espreitam nas sombras e uma guerra de sangue está para começar. Lucan Thorne despreza a violência de seus irmãos sem lei. Ele próprio um vampiro, é um guerreiro de Raça, e jurou proteger sua espécie – e os humanos imprudentes com quem convivem – da ameaça crescente dos Renegados. Lucan não pode arriscar um relacionamento com uma mulher mortal, mas, quando seus inimigos escolhem Gabrielle como vítima, sua única escolha é trazê-la para o escuro submundo que comanda. Aqui, nos braços do intimidante líder da Raça, Gabrielle enfrentará um destino extraordinário, repleto de perigos, sedução, e dos mais sombrios prazeres…”

Continue lendo »

24

set
2012

[Vídeo] Na Caixinha do Correio – Setembro (2012) – Parte II

Oi gente!
Mais um Na Caixinha do Correio pra vocês!
Ignorem uma marca vermelha meio borrada que aparece na parte inferior do vídeo. Posicionei a câmera errada e ela acabou filmando a base que usei de apoio para ela!

Continue lendo »

21

set
2012

[Resenha] A Herdeira – Sidney Sheldon


Título: A Herdeira
Autor: Sidney Sheldon
Editora: Record
Número de Páginas: 423
Ano de Publicação: 1977
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

“O autor relata uma história de suspense e aventura que envolve o mundo de crime e conspiração. Elizabeth recebe, com a morte do pai Samuel Roffe, uma herança de muito valor tornando-se uma mulher rica e poderosa. Em busca da herança, perseguições, sabotagens e assassinatos começam a acontecer. Um livro apaixonante e intrigante para quem gosta de mistério e emoção.”

Continue lendo »

20

set
2012

Parece, Mas Não É

“Parece, mas não é” é uma coluna onde trago livros que, ao ver a capa pela primeira vez, achei tratarem de um assunto, mas, ao ler suas sinopses, descobri que não tinham nada a ver com o que pensei!

Continue lendo »

17

set
2012

Divulgações e Novidades

Oi gente!
Vamos ver algumas novidades de Setembro das editoras parceiras?
Editora Galera Record
É fã de Os Instrumentos Mortais? Essa novidade, então, é pra você!
A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Quando Jace começa a se afastar sem nenhuma explicação, Clary começa a desvendar um mistério que se tornará seu pior pesadelo.

Continue lendo »

páginas 123

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por