[Resenha] A Promessa - Richard Paul Evans | Minha Vida Literária
14

set
2012

[Resenha] A Promessa – Richard Paul Evans

Título: A Promessa
Autor: Richard Paul Evans
Editora: Lua de Papel
Número de Páginas: 288
Ano de Publicação: 2011
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Ela havia perdido todas as esperanças… e encontrou um homem que cumpre suas promessas…
Beth Cardall tem um segredo. Durante dezoito anos, ela não teve escolha senão guardá-lo para si, mas, na véspera do Natal de 2008, tudo isso está prestes a mudar.
Para Beth, 1989 foi um ano marcado pela tragédia. Sua vida estava desmoronando: sua filha de seis anos, Charlotte, sofria de uma doença misteriosa; seu casamento transformou-se de uma relação aparentemente feliz e carinhosa em algo repleto de traição e sofrimento; seu trabalho estava por um fio e ela perdera totalmente a capacidade para confiar, ter esperanças e acreditar em si mesma.
Até que, um dia extremamente frio, após atravessar uma nevasca até a loja de conveniência mais próxima, Beth encontra Matthew, um homem misterioso e encantador, que mudaria de uma só vez o curso de sua vida.

Já havia visto diversas críticas positivas sobre a obra de Richard Paul Evans, a mais recente no Gossinp. Aliás, a resenha do Má me intrigou por colocar a questão do sobrenatural do livro, algo que eu jamais esperaria encontrar. De qualquer forma, somente a leitura de A Promessa me fez compreender a grandiosidade da obra e o porquê de tantos comentários positivos.
Eu esperava uma bela história de amor, mas nada demais. Uma história clichê e água com açúcar. Não que eu tenha algo contra isso, talvez essas sejam as minhas histórias favoritas, mas o livro realmente me surpreendeu. Não vou dizer que ele não seja água com açúcar ou que seja totalmente original; sua principal surpresa é um elemento que já apareceu em diversas outras obras, mas que deu a essa um tempero todo especial.
O livro prende a atenção desde o início por duas principais razões: sua narrativa e o próprio modo como a história se inicia.
A narrativa do autor é rica em detalhes e, ao mesmo tempo, fluída. Traz consigo traços poéticos e românticos sem torná-la excessivamente melosa, diria que dá o ponto certo de impacto, aquele que gera belíssimos e tocantes quotes. Ainda, é importante dizer que se apresenta em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Beth, o que faz com que conheçamos a personagem e a história principalmente por suas emoções. Apenas em um ou dois capítulos finais a narração é feita por outro personagem.
Sobre o início da história, ele prende a atenção por ser carregado de mistério. É um daqueles inícios que deixa o leitor confuso por ser impossível compreender seu teor sem conhecer o enredo. O livro começa no ano de 2008 e, depois, regressamos a 1989, para podermos compreender tudo o que se desenvolve nos 19 anos posteriores. Somente ao já estar quase no final da leitura, regressei e reli o prólogo, a fim de compreender as palavras de Beth. E ai elas se fizeram claras como água cristalina.
Confesso que já havia desvendado o grande mistério antes de ele ser revelado. Uma citação específica, aos que a conhecem, torna isso possível. E, então, achei que o livro acabaria sendo totalmente previsível a partir dali, apesar de estar me agradando. Ledo engano. Só foi possível, pelo menos para mim, desvendar como a história acabaria quando ela chegou ao fim e fiquei muito satisfeita com a finalização de tudo. Acho que o autor fechou bem a história, ressaltando ainda mais o conceito do “amor”. E, até chegar lá, conseguiu desenvolver muito bem outras questões, um tanto quanto complicadas, arrisco a dizer.
A história é daquelas capazes de dar um nó na cabeça, em certo momento. Porém, basta apenas desacelerar o ritmo e assimilar os fatos que ela se torna bem compreensível. Vejam bem, não é a história em si que é complicada, mas sim o que acontece nela. Sempre que me deparo com esse contexto, seja em outros livros, seja em filmes, fico com esse nó.
Apenas uma parte do final acredito que poderia ter sido mais aprofundada, para auxiliar na conexão do leitor com um personagem, especificamente. Os fatos foram apresentados mais rapidamente e, com isso, não houve a possibilidade de um maior envolvimento. Não que o autor tenha corrido com a história, apenas não havia como isso acontecer de outra maneira. De qualquer forma, achei tudo muito satisfatório, como dito.
Em poucas palavras: a história prende, é bonita e proporciona uma deliciosa leitura. Ainda, a diagramação torna tudo ainda mais agradável e rápido, tendo em vista as belas páginas decoradas, o formato menor do livro e suas grandes letras. O toque de mistério só te faz avançar ainda mais na leitura, querendo compreender tudo o que acontece. Gosta de romances? Leia esse!




Deixe o seu comentário

17 Respostas para "[Resenha] A Promessa – Richard Paul Evans"

Vanessa Tourinho - 14, setembro 2012 às (18:14)

Ai meu Deus!
Como assim tem algo sobrenatural? Eu nem sabia disso!
Eu também esperava um romance daqueles tristes, que eu nem gosto, mas que me chamou a atenção, por isso comprei o livro.
Agora estou mais curiosa.
Beijos, Mi!

Responder

Sabrina ツ - 14, setembro 2012 às (18:51)

Oi, Aione.

Eu adorei esse livro. Não sou muito fã do gênero, mas fiquei bem curiosa quando o vi no site de compras e por isso comprei. Já coloquei na lista um outro romance desse autor, O Encontro. Espero que seja bom também.

Esse livro me lembra o filme A Casa do Lago… =D

bjs!

Responder

Julia G - 14, setembro 2012 às (19:22)

Oi Aione, que resenha maravilhosa. Eu não tinha dado muita atenção a este livro antes, mas agora fiquei curiosa. Comprei O Encontro do mesmo autor, mas como vários outros, ainda não tive tempo de ler 🙁
Adoro livros água com açúcar também, mas o fato de ter algo mais me deixou com ainda mais vontade.

Ah, e acho que foi por causa de uma resenha sua que fiquei louca para conhecer os títulos da Lycia Barros.

Beijinhos

Responder

Neidinhap - 14, setembro 2012 às (19:30)

Comprei esse livro em uma promoção, dessas da net que tem vários livros a 9,90..comprei e pensei uma hora dessas eu leio..mas sua resenha fez eu me interessar por ele, vou passar ele na frente dos outros…parece ser bem legal…bjs e obrigada pela dica…

Responder

Planet Pink - 14, setembro 2012 às (19:59)

Oi Mi!!!
O Má também me deixou bem intrigada, curiosa e morrendo de vontade de ler esse livro hahah.
Agora você me deixou mais ainda rs
Preciso comprá-lo já!!

Beijos

Responder

JennyCullen - 14, setembro 2012 às (22:28)

Apesar de ter curiosidade em ler esse livro,sempre passo direto por ele nas promoções (e ele sempre está em promoção na Submarino). Também achei que fosse ser uma história bem água-com-açúcar.
Adorei sua resenha,amo histórias assim que prendem e surpreendem. Certamente,na próxima ele não vai passar despercebido!

Beijooss,
Jennifer

Responder

Neiva Meriele - 14, setembro 2012 às (23:57)

Sua resenha ficou o máximo Mi(vou chamá-la assim agora que já sei ta kkk). Bom, como sempre fiquei muito afim de ler o livro, eu também já tinha lido outras resenhas mas confesso que ainda não tinha sido fisgada pelo livro, com sua resenha algumas outras coisas ficaram mais claras pra mim.
Beijokas

Responder

Lili - 15, setembro 2012 às (00:29)

Achei que já tinhas resenhado, mas aí lembrei que foi no facebook que dialogamos sobre ele. Sobre eu quase ter comprado e desistido muitas vezes por não dar nada por ele. Eu ainda não consigo enxergar todo o potencial com esse título. Ele deveria ser uma “promessa”.. Sei que julgo os livros pela capa, mas ainda lerei. Prometo.

Laise
liliescreve.blogspot.com

Responder

@tainara_meow - 15, setembro 2012 às (01:42)

Own que fofo! Tem uma proposta bem diferente pelo o que percebi. Vou adicionar na lista! *-*
Adorei teu blog, ele é lindo. Parabéns pelo sucesso, viu?
Estou seguindo. Se puder retribuir no meu, ficarei feliz!
Beijocas!!
http://foolishhappy.blogspot.com.br/

Responder

Vanessa - 15, setembro 2012 às (02:46)

É, eu também poderia jurar que não havia nada de sobrenatural neste livro, faz um tempo que comprei ele no submarino e ainda não consegui ler, mas nunca li nada negativo sobre este livro então tenho certeza de que vou gostar muito.

Amore, recebi hoje os marcadores do seu blog, ficaram um arraso de lindos, você é uma querida, obrigada por ter lembrado de mim!!!!

Beijokss

Vanessa – Blog do Balaio

Responder

Preto no Branco - 16, setembro 2012 às (00:57)

Fico feliz que seja um livro bom e ao mesmo tempo diferente dos demais, para mim, a estória não precisa ser totalmente diferente das outras e sim ter um diferencial que a destaca das demais, haha.
Tô para ler esse livro e essa resenha positiva é um super incentivo, obrigada, rs.
Um beijo!

Responder

✿Nessa✿ - 16, setembro 2012 às (14:40)

Oi Mi*
Agora fiquei de boca aberta aqui. Sempre tive vontade de ler este livro pois acho a capa linda e eu adoro romances, mas nunca imaginei algo sobrenatural. Agora fiquei muitooo curiosa e quero logo poder ler.
Adorei sua resenha!!

Bjinhs*

Responder

Morgan Nascimento - 16, setembro 2012 às (16:13)

Olá, parabéns pelo blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Responder

Marcelo Lima - 16, setembro 2012 às (20:08)

EU ADOREI ESSE LIVRO ! E estava tão preso na história que não consegui prever o que ia acontecer , acho que eu levo tudo de um modo mais sentimental mesmo rs , mais um livro do Richard que entra para os favoritos. Se você gostou desse , não pode deixar de ler O encontro , é maravilhoso.

Responder

Eduarda Menezes - 16, setembro 2012 às (23:34)

Oba!! Não preciso nem aumentar a minha wishlist porque esse já comprei! o/ Ah nem imaginava que fosse tão bom assim, tava pensando a mesma coisa que você inicialmente imaginou, Mi!
Também não sabia desse toque de mistério e, lógico, aumentou ainda mais a minha vontade. Sempre que um livro começa pelo final, quando termino de ler volto para reler o seu início haha Só assim para entendermos completamente.
Fiquei empolgada, confesso. Era uma leitura que eu nem estava olhando muito na estante, mas agora – mesmo que não vá ler imediatamente devido ao número de livros na fila de prioridade – ele avançou algumas casinhas a mais. Ótima resenha, Mi!
Beijos!!

Responder

leitoracompulsiva - 17, setembro 2012 às (02:05)

Oi Aione,
Já vi algumas boas críticas sobre esse livro mas não me empolguei para ler não!
Não estou numa fase para romances, viu?!
Além disso, estou com tantos livros na fila de espera que, para pensar em comprar qualquer coisa nova, o livro tem que me chamar muito a atenção! rs…
beijos
Camis – Leitora Compulsiva

Responder

Mônica - 17, setembro 2012 às (12:36)

Oi Aione, você gostou mesmo desse livro me deixou curiosa. Eu ainda não o li, mas este estive de olho nele, agora com sua resenha, sei que vai ser uma boa leitura.
Beijos

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por