outubro 7, 2012 | Minha Vida Literária
07

out
2012

Coluna da Duhau #36 – A Vírgula Parte 2

Oi, pessoinhas! Tudo bom com vocês? Espero que sim. Bom, tô aqui em mais um domingo com outro post da Coluna da Duhau pra vocês. Dessa vez vou continuar o tema do post passado (esse aqui), porque deixei de fora algumas regrinhas importantes. Só que dessa vez as regras são um pouco mais específicas, então não se assustem com elas à primeira vista. Costumo dizer que em gramática/português tudo é prática, ou seja, não precisamos sair por aí decorando essas milhões de regras que existem na nossa língua.
De qualquer maneira, vamos ao post:

– Caso 6 –
Regra: A vírgula é usada para separar elementos que exercem a mesma função sintática (sujeito composto, complementos, adjuntos), quando não vêm unidos pelas conjunções e, ou e nem.
Exemplo: “Os homens em geral são escravos; vivem presos às suas profissões, aos seus interesses, aos seus preconceitos.” – G. Amado
– Caso 7 –
Regra: A vírgula é usada para isolar o adjunto adverbial antecipado.
Exemplo: “Lá fora, a chuvarada despenhou-se por fim.” – C. de Oliveira
– Caso 8 –
Regra: Entre orações, emprega-se a vírgula para separar as orações coordenadas assindéticas.
Exemplo: “Acendeu um cigarro, cruzou as pernas, estalou as unhas, demorou o olhar em Mana Maria.” – A. de Alcântara Machado
– Caso 9 –
Regra: A vírgula é utilizada para isolar as orações subordinadas adjetivas explicativas.
Exemplo: “D. Apolônia, que se habituara ao desdém das senhoras do Quinaxixe, não amolecia no entanto como patroa.” – A. Santos
– Caso 10 –
Regra: A vírgula é usada para separar as orações reduzidas de infinitivo, de gerúndio e de particípio, quando equivalentes a orações adverbiais.
Exemplo: “Sendo tanto os mortos, enterram-nos onde calha.” – J. Saramago
E, com isso, fecho esse tema. Espero que tenham gostado de aprender mais um pouco sobre a vírgula. 😀 Mais uma vez, obrigada por tudo.
Um beijo e uma ótima semana a todos! o/
07

out
2012

[Promoção] Dia do Compositor

Dia 7 de Outubro é o Dia do Compositor.
Assim, o Minha Vida Literária em parceria com a editora Galera Record e a banda Barbas de Netuno resolveu fazer uma promoção musical!
O vencedor levará pra casa um exemplar do livro A Música Que Mudou a Minha Vida e um CD demo  autografado com 4 músicas próprias da banda Barbas de Netuno e uma versão da música O Poeta Está Vivo, de Cazuza.
Prêmios

Gostou? Quer participar? Então confira as regras!

Regras

– Ter endereço de entrega no Brasil;
– Comentar nesse post para validar sua participação;
– Curtir no Facebook as páginas:

– Preencher o formulário abaixo:

a Rafflecopter giveaway

Após preenchidas as entradas obrigatórias, as chances extras serão liberadas.

A promoção tem início hoje e vai até o dia 28/10. O resultado será divulgado na mesma semana.
Após a divulgação do resultado, um contato será feito com o vencedor, que terá até 48h para responder com os dados de envio dos prêmios. O livro será enviado diretamente pela editora Galera Record, enquanto o CD será enviado por mim em até 30 dias.

Vou deixar aqui o vídeo da música Faça Acontecer para quem quiser conhecer um pouco mais do trabalho da banda! Essa é a música utilizada na abertura dos vídeos da coluna Na Caixinha do Correio aqui do blog!

Uma boa sorte a todos!

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por