[Livros Na Telona] Um Amor Para Recordar - Nicholas Sparks | Minha Vida Literária
17

out
2012

[Livros Na Telona] Um Amor Para Recordar – Nicholas Sparks

Livros Na Telona é uma coluna na qual analiso filmes que foram baseados em livros!

Sobre o Livro


Título: Um Amor Para Recordar
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 184
Ano de Publicação: 2011
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Um Amor Para Recordar foi um daqueles casos dos quais primeiro assisti ao filme para depois ler o livro. Considerando-se, também, a boa quantidade de resenhas que li sobre ele, seria possível imaginar, portanto, que minha leitura não teria nenhum grande destaque, já que eu sabia o grande mistério do enredo bem como a ausência de muitas cenas que me encantam no filme. Já disse que ser surpreendida é uma das coisas que mais me agrada na vida?
O livro me envolveu no primeiro parágrafo. Eu sabia, sim, a história do começo ao fim por conta do filme, mas, ainda assim, eu devorei o livro, ávida para ver como tudo se desenrolaria nas páginas. Um ponto positivo é que como há muitas cenas diferentes na adaptação, houve sim um quê de mistério durante a leitura.
De um modo geral, a narrativa é simples. Landon Carter conta sua história interagindo diretamente com o leitor, por vezes fazendo alguns comentários que nos lembram de que aquele é um relato do passado e que o narrador vive em uma época futura, já conhecendo o desfecho.
Vi em algumas resenhas críticas quanto ao protagonista, já que no filme ele é representado como um bad boy, forma que ele próprio utiliza para se descrever naquela época – o que não condiz com a verdade. Contudo, é imprescindível dizer que Landon, ao usar o termo, usa-o com ironia. Ele tem plena noção de que não era um bad boy, era um adolescente como outro qualquer, um pouco mais rebelde do que os outros de sua época. Também, é preciso lembrar de que ser um bad boy em 1958 certamente não é o mesmo do que ser um nos dias atuais. Esse fato, entretanto, em nada afetou meu julgamento sobre o livro. Inclusive, eu gostei ainda mais de Landon ter sido representado assim, ficou nítido que seu comportamento era devido às influências de seus amigos, e não a sua personalidade. Gostei da forma de como Sparks abordou esse conflito interno do protagonista.
Jamie, por outro lado, é o extremo da bondade, alguém difícil de imaginar que exista. Porém, em momento algum isso me incomodou. Ficava encantada com suas atitudes e personalidade, senti-me inspirada por ela em muitos momentos, ao invés de alguma sensação de inverossimilhança.
A fé é um dos pontos mais importantes da história. Enquanto Jamie tem uma crença inabalável, Landon precisa compreender seu real sentido. Apesar de muitas passagens bíblicas serem empregadas por meio de uma visão Cristã, o que poderia desagradar alguém de outra religião ou que simplesmente não siga alguma, não acredito que esse seja um ponto negativo. O livro fala de Fé e para se ter alguma não é preciso ser religioso. Ainda, Jamie sempre se interessa em entender como Landon interpreta as passagens, o que sugere ausência de uma verdade: ela será diferente segundo a visão de cada um.
De forma geral, o livro é completamente clichê. E maravilhoso por isso. Quem ler esperando pelas cenas fofas e românticas do filme talvez se decepcione, porque a maioria foi criada para a adaptação. O belo do livro não é ver a mudança de Landon por meio de suas surpresas para Jamie, mas sim pela forma com que ele, gradativamente, muda o jeito com que a enxerga, a maneira com que ele passa a compreendê-la e a compreender melhor outras pessoas, inclusive ele próprio. Ainda, garanto que você pode sim ser surpreendido com o livro, mesmo tendo assistido ao filme; para isso, você terá que lê-lo até a última linha.
Sobre o Filme
Serei suspeita para falar do filme e provavelmente não conseguirei avaliá-lo com a mesma visão com que avalio quando realizo primeiro a leitura, ainda mais por ser apaixonada por ele.

A adaptação, ao mesmo tempo em que difere em muitos pontos do livro, manteve sua essência. Entre as principais modificações estão o ano em que a história se passa (1958 no livro, algum ano entre o final dos anos de 1990 e começo dos anos 2000) e, consequentemente, noções que diferem segundo diferentes épocas, como a do bad boy citada anteriormente; o relacionamento dos pais de Landon, que no filme são separados e no livro não; entre diversos acontecimentos propriamente ditos.

A questão é que, para variar, o filme foi hollywoodizado. Dessa forma, é inevitável que cenas mais românticas, impactantes e dramáticas tenham sido inseridas. Não estou reclamando disso, até porque sou apaixonada pelo filme, como já disse. Mas são alterações significantes, que podem implicar em frustração com o filme por quem leu o livro primeiro ou, o que acho mais fácil, o contrário.

Algo que é consideravelmente diferente em ambos é que, no livro, Nicholas prepara o leitor para o mistério, ele se refere a ele como “o segredo de Jamie” em diversos momentos; no filme, essa indicação é muito sutil, fica mais por conta de nossa expectativa do que por indiretas do filme.
Quanto aos atores, gosto deles e da química entre ambos. Porém, reforço o que já disse: o Landon do livro é diferente do Landon do filme. Talvez seja pelo fato de no livro acompanharmos diretamente sua visão e, assim, enxergarmos seu lado mais vulnerável, o que não é possível no filme, já que temos apenas a visão externa. De qualquer forma, o Landon de Shane West esbanja auto-confiança e demonstra ser o garoto popular da escola, enquanto o personagem do livro não é assim. Ele é o melhor amigo do garoto mais popular, apenas. Acredito que essa alteração seja por conta das alterações do próprio roteiro, e não por causa do ator. Quanto à Jamie, não vi grandes diferenças entre a do filme e a do livro, e acredito que Mandy Moore passou muito bem a essência da personagem, mesclando sua bondade com sua astúcia.
 No resumo, recomendo ambos. Como há diferenças significativas, não sei dizer qual o melhor: ler primeiro ou assistir ao filme. Devido aos anos de lançamento de cada um, é bem provável que a maioria já tenha assistido e ainda não lido. Nesse caso, o que digo é: leia. Você pode sim ser pego de surpresa.
Confira aqui o trailer do filme!

 





Deixe o seu comentário

25 Respostas para "[Livros Na Telona] Um Amor Para Recordar – Nicholas Sparks"

Alinne - 17, outubro 2012 às (18:43)

Oi Mi.
Esse filme é um dos meus preferidos, já perdi a conta de quantas vezes o assisti!
Ainda não li o livro, mas pretendo e agora sabendo que mesmo sabendo da história, ainda poderei me surpreender fico mais fascinada e curiosa!
Beijão.

Responder

Dany - 17, outubro 2012 às (19:03)

Eu preferi o filme, mil vezes o filme.
Achei o livro bem frequinho e confesso que não me comovi nem fiquei emocionada com o livro quanto como fiquei com o filme.
Eu esperava mais do livro. Mas infelizmente não foi nada do que pensei.
Bjos…

Responder

Planet Pink - 17, outubro 2012 às (19:17)

Também li o livro depois de ver o filme e me surpreendi, apesar de já terem me dito qual seria a diferença rs
Mas~tem pontos bem diferentes e você soube muito bem mostrá-los. Mas aqui pra nós, não tem como não amar esse filme. Não tem como não amar Shane e seu biquinho sedutor; choro muito sempre que assisto rsr e prefiro o filme ao livro

Bejinhos

Responder

Midiã - 17, outubro 2012 às (20:38)

Oii, tudo bem?
Eu ainda não li o livro, mas já assisti o filme e ADOREI, me emocionei bastante com ele e não consegui conter as lágrimas, esse filme é muito lindo *-* beijos!

http:/livrosfilmesetal.blogspot.com.br

Responder

Lili - 17, outubro 2012 às (20:46)

Eu não quis resenhá-lo porque imaginei que ele estaria nessa coluna essa semana. Já que não esteve semana passada.
Mi, você resumiu grande parte do que eu senti e imaginei.
Acho que a religião não pode incomodar, já que o livro não sugere milagres do tipo “ah que anjo de menina, Deus a ajudou”. Acho que o livro trata da fé dos personagens e de seu amadurecimento, porém permitindo uma certa realidade de ateu até.

Adorei.

liliescreve.blogspot.com

Responder

Natalia Dantas - 17, outubro 2012 às (23:48)

Oi Mi!

Ainda não li o livro, mas assisti diversas vezes o filme. Creio que Um Amor Para Recordar será um dos próximos que irei comprar (:

Beijos :*
Natalia.
Entre Livros e Livros (http://musicaselivros.blogspot.com.br/)

Responder

Vanessa - 18, outubro 2012 às (00:50)

Eu vi o filme antes de ler o livro e também achei que há diferenças bem significativas entre eles e também gostei das duas versões tanto do filme quanto do livro. Que linda a imagem que você colocou lá em cima na postagem.

Vanessa – Blog do Balaio

Responder

Raquel Machado - 18, outubro 2012 às (00:52)

Oi flor,
Sabe que sou apaixonada pelo Sparks ne acho os livro dele tudo de bom e agora so um pouquinho deixa eu chorar aqui snif snif….eu não tenho esse dele…buaaa…e o unico que me falta…sendo assim acho que acabarei assitindo antes o filme mas fico aliviada pois voê disse que eles foram “razoavelmente” fieis ne…então acho que não vou me decepcionar.
Bjsss
Raquel Machado
Leitura Kriativa

Responder

JennyCullen - 18, outubro 2012 às (01:20)

Bom,como a maioria,eu vi o filme mas não li o livro.
Sempre tive vontade de lê-lo,mas o que me impede é o fato de já saber o final. Mas com certeza eu vou fazer a leitura,sabendo que o livro ainda assim será muito bom.

Quanto ao filme,eu posso afirmar que se tornou um de meus favoritos. Além de eu ter chorado rios de lágrimas,achei super fofo e amei o casal protagonista.
E aquela frase que ele fala no final,me derreteu; ‘O nosso amor é como o vento; não posso ver,mas posso sentir”. Ahhhhh!

Beijooss,
Jennifer♥

Responder

Neiva Meriele - 18, outubro 2012 às (01:50)

Puxa, agora fiquei com água na boca. Sou completamente apaixonada pelo Nicholas, acho que ele tem exatamente tudo o que um escritor tem que ter, a única M é ser pobre e não poder adquirir todos os seus livros kkk.

Beijokas

Responder

Caline - 18, outubro 2012 às (11:51)

Esse é um os poucos casos em que eu prefiro o filme ao livro. Provavelmente é porque ele foi hollywoodizado, mas eu não consegui sentir a mesma emoção ao ler que eu senti ao assistir.
É claro que o livro tem sua beleza, mas o filme me tocou muito mais.

Beijos
Caline – Mundo de Papel

Responder

Vanessa Grandin - 18, outubro 2012 às (12:21)

Só assisti ao filme e esse é um dos que eu gosto muito….. eu geralmente não assisto filmes, não tenho paciência, mas esse é especial pra mim!!!
Eu tenho o livro mas ainda não li…..quero le-lo com certeza e após sua indicação fiquei com mais vontade ainda!

Responder

✿Nessa✿ - 18, outubro 2012 às (13:15)

Oi Mi*
Vc me convenceu a ler este livro.
Para mim, acho que como sou muito emotiva, eu assisti ao filme e jurei que não iria ler o livro e naquele dia resolvi que nunca mais assistiria a um filme sem antes ter lido, pois para mim foi negativo.
Mas sua resenha mostra que há diferenças e que a leitura te prendeu. Agora me deu vontade de ler!!

Boa diaca!!
Bjinhs*
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Responder

Danzinha - 18, outubro 2012 às (14:13)

Oiie Mi,

Já assisti ao filme umas mil vezes, e acredito que nunca me cansarei de ver. Este é com certeza um dos meus filmes preferidos, tão doce e romântico, adoro. Em relação ao livro, devo dizer que não tenho uma vontade enorme de ler, até porque os livros do Nicholas nunca funcionam comigo, mas, se por acaso a oportunidade aparecer eu darei uma chance.

Beijos

Responder

Rafael Fernandes - 18, outubro 2012 às (15:41)

Se eu falar que nunca li nem assisti Um Amor Para Recordar vão me tacar pedras??? Sim, nunca li, nem vi, mas já ouvi falar de tão famosa que é essa história. É emocionante, e avassalador, mas não me chama a atenção, por algumas resenhas achei meloso demais…
Quem sabe um dia, mas vendo agora por sua perspectiva, talvez eu faça os dois ao mesmo tempo, leio e assisto… Empolguei demais.
Bjs.

Responder

Kéziah Raiol - 19, outubro 2012 às (01:26)

Esse filme é até bonito, mas não sou super fã.
Acho que dos filmes de obras do Nick (Intimidade hahaha) esse foi o que eu menos gostei.

Responder

Julia G - 19, outubro 2012 às (13:58)

Nossa Mi, tive de vir comentar esse post. Eu ainda não li o livro, mas sou extremamente apaixonada pelo filme. Sei que a diferença entre ambos é gritante, e talvez por isso ainda não peguei o livro. Baixei até a trilha sonora e decorei! rsrs Também é linda.

Beijos

Responder

Tahis - 19, outubro 2012 às (19:20)

Oi Mi!
ah, o desânimo esta passando, coisas da vida!
Também sou muito suspeita para falar desse filme, eu AMO já vi trilhões de vezes e adivinha, sempre me emociono!
O livro é bem diferente, mas o filme realmente manteve a essência!
É um romance tão lindo, tão puro que da uma raiva quando a Jamie morre! Mas, fazer o que né? A trilha sonora é linda, também não me canso de ouvir!

Beijão Flor!
http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

Responder

Felipe Manigold - 20, outubro 2012 às (00:20)

Olá Moça, tudo bem?

Bom este é um dos filmes que mais gosto no genero, apesar de conhecer poucos, pois romance/drama não é meu estilo de filme favorito. Vou falar do filme pq não li o livro.
Eu gostei da sua crítica, o enredo é simples sim, mas perto dos outros filmes ele se torna grande, pq apesar de ser hollywoodizado ele passa uma mensagem seria e com conteudo, que nos faz pensar ate que ponto podemos chegar por alguem que se ama, em alguns filmes essa parte importante fica de fora, pois os filmes vendem mais sendo bonitinhos e focando somente no romance muitas vezes falso.
Como disse gostei dos pontos apresentados por você aqui.

Beijos.
Felipe Manigold
http://www.ojovemescritor.com

Responder

Lucas Martins - 20, outubro 2012 às (18:25)

Mi, eu gosto do livro e gosto do filme, só que acho eles bem diferentes em alguns pontos. Pelo menos gostei da escalação dos atores, gostei deles.. da não-química.
Beijão!

Responder

roseany sousa - 21, dezembro 2013 às (15:41)

Gostei muito desse filme. O casal belissimo eu só naum gostei pq a Jamie morreu no final eu naum li o livro mais eu vou ler se deus quiser. Amooooo esse filme um amor para recordar eu também queria que eles fossem namorados de verdadeee e pra sempreeeee

Responder

carolina almeida - 19, janeiro 2014 às (20:44)

Este comentário foi removido pelo autor.

Responder

carolina almeida - 19, janeiro 2014 às (21:23)

OIá,
sinceramente amo de paixão as histórias do Nicholas Sparks, mesmo sendo previsíveis adoro sua narrativa, a forma como ele mostra cada situação. Já li vários livros e filmes adaptados e sem dúvidas, Um amor pra recordar é o meu filme favorito. Li o livro depois de assistir o filme e confesso, prefiro o filme. Mas não deixei de derramar umas lágrimas no final da leitura (me emociono muito).
O único livro e adaptação para filme de que não gostei foi o diário de uma paixão. Não sei ao certo porque, talvez por não ter me sentido atraída pela leitura como nos outros livros. E o filme também não achei muita graça.
Parabenizo você Aione, pelo belo trabalho do blog. Você é responsável por agora, eu ser mais vidrada nos livros do que nunca!! A cada resenha que leio, fico numa imensa curiosidade de ler o livro. Espero algum dia chegar a ler tantos quanto você. 😉
Parabéns!!!

Responder

Talita Santos - 20, agosto 2014 às (20:15)

Oi!! Amo tanto o livro como o filme, mas o filme é lindo demais. O livro é bom,mas o filme é um encanto. Li o livro em um dia!

Responder

Becca Martins - 30, julho 2015 às (23:33)

Ai meu coração!
É só falar em Um Amor Para Recordar que já sinto uma vontade enorme de chorar.
Este é o livro responsável por eu criar gosto pela leitura, já que foi o primeiro livro de verdade que li na minha vida, lá pela sétima série.
Eu me apaixonei por ele e quando vi o filme senti a mesma coisa.
Muitas pessoas como você dizem que o filme é mais romantizado mesmo, mas mesmo assim, isto não foi um empecilho para que este fosse um dos livros que eu mais amo.
Enfim, a partir daí, é impossível não gostar das obras clichês que o Tio Nick faz.
Amo, amo, amo.
Beijos!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por