Parece, Mas Não É | Minha Vida Literária
08

nov
2012

Parece, Mas Não É

“Parece, mas não é” é uma coluna onde trago livros que, ao ver a capa pela primeira vez, achei tratarem de um assunto, mas, ao ler suas sinopses, descobri que não tinham nada a ver com o que pensei!

 

Meu primeiro pensamento, por conta da imagem ser desenhada, foi um Romance de Banca

 

Depois, olhando bem, achei que a imagem da moça aliada à garrafa de cerveja do rapaz ao fundo passasse uma sensação de algo pesado, não condizente com o gênero anterior.
Então, optei por um drama.

Sinopse – by Aione Simões

 

E o que começou com uma diversão, culminou em mudanças completamente irreversíveis.
Beatrice sempre foi a filha perfeita, embora não soubesse dizer, com certeza, se sua propensão a seguir as regras fosse uma característica de sua personalidade ou um medo desenfreado das consequências advindas de um erro.
Porém, ao conhecer Leo, sentiu-se, pela primeira vez, completamente desarmada e dona de uma vontade ainda maior do que seus medos. Pela primeira vez, não lhe importavam as consequências, apenas conquistar o que se tornara sua obsessão há semanas.
O quarto de hotel barato na beira da estrada tornou-se seu lar noturno aos finais de semana, inicialmente, e depois praticamente todas os dias. Se já estava viciada em Leo antes, prová-lo a tornou completamente dependente de sua mais nova compulsão libidinosa. Entretanto, para ter Leo em seu mundo foi preciso fazer parte do dele; um ciclo vicioso envolvendo sexo, dinheiro, álcool e, por fim, drogas.
Como se já não estivesse completamente perdida, a notícia de dois resultados positivos só ajudaram a tornar ainda mais negativo o estado de sua vida…

 

Passei longe.

Mas muito longe mesmo.

 

Sinopse – As Relações Perigosas – Choderlos de Laclos


Você está prestes a ler uma obra ‘diabólica’. A crítica, que não poupou adjetivos para desclassificar As ligações perigosas quando do seu lançamento, em 1782, não chegou nem perto de captar a poderosa ambigüidade deste marco da literatura epistolar. Choderlos de Laclos (1741-1803) construiu um romance em cujo primeiro plano se destacam as relações amorosas, a perda da inocência e a traição, mas cujo pano de fundo é um dos mais sofisticados e ferinos retratos da aristocracia pré-Revolução Francesa e uma sofisticada reflexão sobre a hipocrisia do poder. Além disso, o livro teve inúmeras adaptações para o teatro e para o cinema.
A Marquesa de Merteuil e o Visconde de Valmont, apesar de todo o luxo que os rodeia e da extrema cortesia e sofisticação que aparentam, personificam o que há de mais vil na humanidade. Ex-amantes, os protagonistas destas 175 cartas fingem e manipulam as pessoas a seu bel-prazer. Talvez para testar seu poder, talvez para passar o tempo, tecem um plano de sedução e vingança para provar que não são manipuláveis e descartáveis como os outros. Esse plano é descrito com requintes de perversidade por eles em cartas nas quais revelam seus mais íntimos pensamentos – e o fazem com tanta precisão que na época imaginou-se que o romance era, na verdade, uma reunião de cartas verídicas sobre fatos que realmente aconteceram.
Antecipando idéias que Freud só viria a nomear mais de um século depois, tendo como inspiração o romance epistolar Júlia ou A nova Heloísa (1761), de Rousseau, Laclos mergulhou nas profundezas dos seus personagens, retratando os costumes e as instituições de seu tempo, como a religião, a educação das mulheres, o casamento e a sexualidade. As Ligações Perigosas teve inúmeras adaptações para o teatro e o cinema as mais famosas dirigidas por Roger Vadim (1959), Stephen Frears (1988) e Milos Forman (1989) -, com performances que renovam o espírito provocador e revolucionário deste delicioso clássico sempre atual.

 

 

Clássico.
Sim, clássico.
Para quem acompanha o sorteio de Cortesias pelo Skoob, talvez essa não seja uma surpresa, já que essa edição figura entre os sorteados essa semana.
Apesar de ser um clássico, confesso que não conhecia a obra e fiquei chocada ao ler a sinopse. Não conseguia encontrar o porquê dessa capa, visto os elementos contemporâneos presentes nela, até que encontrei uma imagem que esclareceu um pouco as coisas para mim: esse livro serviu de base para o filme Segunda Intenções, uma releitura moderna da obra. E, só para constar, já corri em um sebo para garantir meu exemplar!
De qualquer forma, ainda que haja essa relação, ainda que o livro invoque temáticas atuais mesmo pertencendo a outro século, não acho que a capa tenha sido uma escolha feliz…
Caso eu esteja enganada e haja uma explicação para a capa ter sido escolhida pela editora, por favor, compartilhem a informação comigo que ficarei feliz em incluí-la no post da semana que vem!
Bom, o que me dizem?
Beijos a todos!




Deixe o seu comentário

25 Respostas para "Parece, Mas Não É"

marla - 08, novembro 2012 às (18:15)

Muito interessante o post!!
Agora falando sobre a capa escolhida, como eu não conhecia o livro, mas já assisti “Segundas Intenções”, eu sinceramente acho que ela não combina com a proposta do enredo.
*bye*

Louca por Romances

Responder

Lili - 08, novembro 2012 às (19:17)

Eu concordo que apesar de relação com o filme (eu não li o livro, mas já conhecia), acho nada legal colocar essa imagem tão contemporânea num clássico ¬¬

Eu imaginei um livro comédia com um título como o de Beber, Jogar, F@#er

Boa escolha essa semana Mi.
Beijos

liliescreve.blogspot.com

Responder

Carissa Vieira - 08, novembro 2012 às (19:45)

Quando eu vi que essa era a capa de Ligações Perigosas fiquei surpresa. Achei a capa com cara de romance de banca, não de um romance como As Ligações Perigosas.

Beijos,

Carissa
Arte Around The World

Responder

Thamires R. - 08, novembro 2012 às (21:06)

Não sabia da existência do livro, mas a sua sinopse, Mi, tem tudo haver com a capa!
Surpreendi com a sinopse original, mas mesmo assim não leria.
As capas enganam muito bem!

Beijos.

Responder

JennyCullen - 08, novembro 2012 às (22:01)

Estou de queixo caído. Foi a sinopse mais diferente de uma capa que eu já li!
Concordo plenamente que a capa não se parece em nada com a temática da história,mas vai saber,né…Prefiro a original,combina mais.

Beijooss,
Jennifer♥

Responder

Débora - 08, novembro 2012 às (23:02)

Nossa, essa capa não condiz em nada com a história! Tive a mesma impressão que a tua… e olha que eu me interessei pela sinopse real, mas, se passasse por essa capa, o livro nem chamaria minha atenção! Tbm não conhecia esse clássico!

Bjos
Débora
Introducing you a Book

Responder

Taty - 08, novembro 2012 às (23:08)

Olá eu tive o mesmo pensamento que você primeiro pensei romance de banca depois é um drama ela esta na cama com um cara de olhar estranho e garrafa na mão, nunca nunca ia pensar em um clássico, Oh capas que nos enganam hehe

bjos

Responder

This - 08, novembro 2012 às (23:39)

Menina, segura meu queixo, que caiu aqui…
Nadas a ver! Hehehe, mas como sempre, você escreve sinopses incríveis, amiga. Enfim, eu gostei muito de saber desse livro, porque adoro o filme Segundas Intenções – o primeiro. E curti muito saber que é uma releitura do livro *.*

Quero muito!!
Beijoss

Responder

Eduarda Menezes - 08, novembro 2012 às (23:58)

Mi, dessa vez eu não fui enganada porque sou louca pra ler esse livro há séculos huahaua Na verdade ele serviu de inspiração para um grande clássico do cinema também, o Ligações Perigosas (que é cheio de gente famosa: Keanu Reeves, Michelle Pfeiffer, Gleen Close, Uma Thurman e por aí vai hauhaua) e somente mais tarde, uma remake mais teen, também inspirado na história. O livro foi bem polêmico na época e aborda muito o sexo, então acho que a capa tem a ver, só que concordo que, mesmo assim, a escolha poderia ter sido melhor. Eu sou louca por todas essas edições da Penguin Companhia, quero comprar todas com o tempo! De qualquer forma a sua impressão inicial foi correta: ele é um livro pesado, e voltado para o drama. ^^
Beijos!

Responder

Natalia Dantas - 09, novembro 2012 às (01:26)

*O* Impressionantemente o que uma capa pode fazer com a imaginação de uma pessoa. Ao vê-la comparei minhas ideias bastante com a sua sinopse, Aione. Mas vejo que me confundi e não foi pouco. ^^

Beijos :*
Natalia.
Ell ~ http://musicaselivros.blogspot.com.br/

Responder

Alice Aguiar - 09, novembro 2012 às (01:37)

né gente muito diferente do que eu penso assim que olho a capa
mas também nem gosto da capa ai ja viu

Responder

Sofia - 09, novembro 2012 às (01:44)

Nossa. Concordo em partes na escolha não muito feliz na capa do livro! Talvez seu conteúdo esteja relacionado e tudo o mais!

Beijos

Responder

Beatriz Gosmin - 09, novembro 2012 às (10:55)

Minha nossa Aione, essa realmente nos enganou. Eu imagei uma coisa totalmente diferente!

Essa sua coluna nos ajuda a perceber que nem todo livro com capa linda – ou não – é o que parece. E nem sempre comprar ou ler algo só por causa de sua capa é legal. rs

Beijos
Bia | http://www.livroseatitudes.com.br

Responder

✿Nessa✿ - 09, novembro 2012 às (12:10)

Oi MI*
Nossa, eu nunca vi este livro e achei esta capa muito diferente.
Essa sinopse não me agradou muito. Como na maioria das vezes, eu preferi a sua.

Bjinhs*

Responder

Alinne - 09, novembro 2012 às (17:11)

Oi Mi.
Eu havia visto esse livro no Skoob e achei a capa bem diferente, meio que pesada sabe? Enfim, achei que se tratava de um romance de banca, mas de maneira nenhuma que seria um clássico!
Beijos.

Responder

Ana Ferreira - 10, novembro 2012 às (01:31)

Mi, eu não sabia que esse livro estava sendo sorteado no Skoob, mas os padrões do desenho e esse retângulo preto embaixo são característicos da Penguin Books. Também não gostei muito da imagem. Mesmo sendo baseada num filme semelhante à obra, achei meio vulgarizada. Parece meeeeesmo romance de banca.
Não conhecia esse clássico, mas fiquei curiosa.
Beijo!

Responder

Kéziah Raiol - 10, novembro 2012 às (02:11)

Quando eu vi a capa só pensei em: Sexo, Drogas e Rock n’ Roll! rs’
Jamais iria imaginar que fosse um clássico :O
Adoro essa coluna, sempre me contrariando.

Beijocas.

Responder

Preto no Branco - 10, novembro 2012 às (20:44)

Hello!!
Nunca imaginei que viesse a ser um clássico Aione, rsrs.
Gostei mais da sua sinopse do que da original, haha. Leria o seu livro 🙂
Beijo!!

Responder

Marcelo Lima - 10, novembro 2012 às (22:17)

e eu pensando que era algo alá gossip girl ! rs

Responder

Mariana FS - 11, novembro 2012 às (00:27)

Oi Aione!
Nossa! “As Ligações Perigosas”, sério? Eu jamais teria desconfiado. Apesar de ter a adaptação contemporanea do filme Segundas Intenções, ainda assim é estranho que um livro classico apresente uma capa que não seja condizente com a época em que foi escrito e se passa a sua trama.
Me deparei com esse livro no sebo há umas duas semanas e fiquei tentada a compra-lo, mas acabei desistindo. Fiquei com a sensação que ia acabar não gostando dessa coisa das cartas. Mas sei que existe um filme com a Glen Close, baseado no livro, e tenho vontade de assisti-lo.
Adoro essa coluna 🙂
Beijos

Responder

Lucas Martins - 12, novembro 2012 às (03:15)

HÁ ANOS QUE EU QUERO LER RELAÇÕES PERIGOSAS, ANOS!
Até pouco tempo eu não sabia que o livro tinha inspirado o filme com a Reese e a Sarah Michelle Gellar, aquele.. não lembro o nome, mas quero muito ler o livro, deve ser ótimo! Eu queria ver a adaptação com a Uma Thurman *-*
Beijão, Mi!

Responder

Julia G - 13, novembro 2012 às (10:54)

ahahUIAHuiahuia
Gostei mais de seus comentários no final, foram ótimos, e concordo inteiramente. A capa não remete em nada à obra, eu achei que era mais uma edição diferente de um Gossip Girl da vida. rsrs

Beijos

Responder

Mylla Stefany - 13, novembro 2012 às (19:42)

Quando vi a capa pensei que fosse um livro bem pesado e depois que li a sinopse percebi que a capa nao condiz com a história, porque será escolheram essa capa? O.o

Beijokas

Blog da Mylloka

Responder

Lindsay - 13, novembro 2012 às (22:00)

Oi Mi,
Essa coluna esta ficando cada vez mais interessante! Que capas mais loucas! Bem “nada a ver” mesmo! Fico chocada com as diferenças!
Nunca li Relações Perigosas, mas por se tratar de um clássico já escutei muita coisa a respeito, e por isso mesmo acho que a editora viajou legal nessa nova versão. Non sense!
beijos

Responder

Mah - 19, maio 2013 às (22:37)

nunca iria imaginar que essa capa era de Relações Perigosas! ela me lembrou a capa de Paperboy.
Adoro o filme Segundas Intenções e quero ver os mais antigos/ler esse livro, mas a capa não tem nada a ver com o filme também pois assim como vc eu associo a um hotel barato, e os personagens de Segundas Intenções são muito ricos. Adorei sua sinopse e com certeza tem muito mais a ver. A revista, a cerveja, as roupas, nada disso remete ao livro.
adorei esse “Parece Mas Não É” to lendo todos rs

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil