[Resenha] Aonde Quer Que Eu Vá - Cynthia França | Minha Vida Literária
08

jan
2013

[Resenha] Aonde Quer Que Eu Vá – Cynthia França

Título: Aonde Quer Que Eu Vá
Autor: Cynthia França
Editora: Asa de Papel
Número de Páginas: 340
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione

Milena Ferrara é mãe de duas filhas e esposa do renomado neurocirurgião Heitor Ravasco. Leva uma vida pacata, até o dia em que a jovem e sensual Florença cruza o seu caminho e coloca em xeque as suas convicções e o seu casamento. O que era um aparente conto de fadas transforma-se, de uma hora para outra, em um labirinto sem saída. Magoada e confusa, Milena se refugia na casa de sua avó, onde começa a questionar, pela primeira vez na vida, as escolhas do passado e tudo em que um dia acreditou. Em meio ao ajuste de contas consigo mesma, reencontra Marcelo, um antigo amor, e é testada como nunca imaginou ser possível. “Aonde Quer Que Eu Vá” é uma história tocante, que se constrói página por página. Cada descoberta nos mostra o quanto nossas escolhas podem impactar o destino e nos conduz à inevitável questão: o que realmente importa na vida?

Como iniciei 2012 lendo Por Linhas Tortas, primeira publicação de Cynthia França, fiz questão de encerrá-lo com Aonde Quer Que Eu Vá, último lançamento da autora.
Uma das coisas que mais havia me impressionado em meu primeiro contato com a escrita de Cynthia foi a fluidez de sua narrativa e, novamente, ela se fez presente. Desde o início, as páginas lidas se multiplicam e, quando me dei conta, já havia passado da metade do livro.
Assim, não foi difícil me envolver com a história de Milena. Ainda, outro ponto que muito me agradou foi o fato de diversos momentos da história serem introspectivos, narrando as emoções e pensamentos da protagonista. Somos convidados a conhecer suas dúvidas, temores, enfim, seu mundo particular, aquele que todos nós temos e que nem sempre compartilhamos com os outros.
A história, inicialmente, não é narrada de forma linear. Regressos ao passado de Milena se fazem necessários e contribuem para a criação de vínculos com as personagens e a história, de um modo geral. Mesmo não sendo linear, o livro não se torna confuso.
Milena não me agradou 100% da história. Esse, talvez, tenha sido um dos motivos para que o livro não tenha me cativado tanto quanto Por Linhas Tortas. Também, esse não me emocionou como o primeiro, que me fez derrubar lágrimas por toda a leitura e pelos mais diversos motivos. De qualquer forma, isso não significa que eu tenha desgostado de Aonde Quer Que Eu Vá e nem ao menos que os livros devam ser comparados, já que são completamente diferentes. Porém, tenho a mania de comparar diferentes obras de um mesmo autor, mesmo que eu não deva fazer isso.
O livro, como o próprio nome e capa indicam, tem uma importante trilha sonora, a qual contribui para tornar a leitura ainda mais agradável e certos momentos ainda mais envolventes: as músicas intensificam as cenas descritas.
Um comentário que eu gostaria de fazer é que Aonde Quer Que Eu Vá me lembrou dos livros de Emily Giffin, principalmente por conta dos momentos introspectivos. Costumo dizer que, por conta das temáticas abordadas em seus livros, a autora aparenta me transmite a sensação de ser uma excelente pessoa para se conversar sobre relacionamentos, independentemente de quais forem. Esse me passou a mesma sensação sobre Cynthia.
Aonde Quer Que Eu Vá será um daqueles livros que, quando eu encontrar por ai ou vê-lo em minha estante, ficarei com aquele sentimento de nostalgia. Para os interessados em um bom romance, narrado de maneira leve, fluida e gostosa de ser lido, não deixe de conhecer o trabalho de Cynthia França. Garanto que valerá a pena.




Deixe o seu comentário

13 Respostas para "[Resenha] Aonde Quer Que Eu Vá – Cynthia França"

Natália Alves - 08, janeiro 2013 às (14:14)

Oi Aione!

Não conhecia a autora, mas tenho quase certeza de que já ouvi falar do primeiro livro dela que você citou. Eu acho que já leria esse livro só por conta da capa e do título, adorei *-*

Beijo:*
Naty.

Responder

Lili - 08, janeiro 2013 às (15:25)

Eu ainda não li nada da Cynthia, mas gostei de ambas as impressões que tuas resenhas deixaram em mim. Acho que iniciaria também com Por linhas tortas. E acho que precisaria escolher o momento de ler este. Eu adoro sentir essa sensação agoniante na maior parte do tempo e das leituras (sou doente, eu sei). Só que sei que não posso emendá-las, ou acabo cortando os pulsos de nervoso haha.

Principalmente depois dessa comparação com Emily Giffin.

liliescreve.blogspot.com

Responder

Marco Antonio - 08, janeiro 2013 às (21:12)

Boa noite Aione,

Eu estou lendo esse livro no momento e estou gostando muito e compartilho da sua opinião, quando li Por Linhas Tortes também gostei muito da escrito e o livro é ótimo….parabéns pela sua resenha….abçs.

http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

Responder

Marli Carmen - 09, janeiro 2013 às (00:03)

Ainda não li o livro da autora, mas parece bem legal!
Beijinhos

http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

Responder

Thais Priscilla - 09, janeiro 2013 às (12:41)

Não conhecia a autora mas fiquei bem interessada depois da sua resenha.
Ainda mais por ter te lembrado dos livros da Emily (:

Beijinhos,
Thais Priscilla
http://thaypriscilla.blogspot.com

Responder

Érica Lopes - 10, janeiro 2013 às (11:23)

Oi, Mi!
Parace ser um livro bem leve, gostei da trilha sonora! Amo música não ser sacrificio nenhum ler o livro rs

Beijos

Responder

Ni Portela - 10, janeiro 2013 às (20:06)

Meu caso é o mesmo da Naty, tenho certeza de qua já ouvi falar do primeiro livro que você citou, mas nunca cheguei a conhecer melhor qualquer uma de suas obras. Awn, parece ser legal! E que capa mais linda ^^ <3

Responder

✿Nessa✿ - 11, janeiro 2013 às (11:10)

OI Mi*
Eu li Por linhas tortas e adoreii.
Estou muito curiosa para ler este, e tudo nele me chama atenção, o título a capa e agora sua resenha me deixou com mais vontade de ler. Adorei.

Bjinhs*
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Responder

Camila - 11, janeiro 2013 às (20:35)

Oi Mi,
Ainda não conhecia essa autora, mas vou pesquisar!
É sempre bom conhecer um novo nome do cenário literário nacional!
Beijos
Camis – Leitora Compulsiva

Responder

Planet Pink - 12, janeiro 2013 às (02:26)

Mi, você sabe o quanto amei Por Linhas Tortas né?
Então quero Aonde quer que eu Vá, principalmente por ser escrito por quem é haha, mas sinto que vou gostar muito dele.

Beijos

Responder

Ceile - 13, janeiro 2013 às (23:18)

Desde que vc falou deste livro na caixinha de correio, fiquei curiosa por conta do nome – eu amo esta música!
Ainda não li Por Linhas Tortas, mas comprei na promoção da Novo Século pq lembrei da sua resenha (a que mais me marcou do livro).
De verdade, espero me emocionar tanto quanto vc.

Bem, voltando à resenha rs. Engraçado que quando eu leio livros da Emily, eu não consigo classificar sua narrativa, ou identificar as características, mas consigo facilmente ler um livro e ter a sensação de “parece a narrativa da Emily” – o que deve significar que eu sei sim da narrativa da autora rs.
Bem, claro que isso me cativa em uma leitura =)

Beijo!

Responder

Lucas Martins - 14, janeiro 2013 às (00:40)

Bem, o primeiro livro da Cynthia foi um que você amou, então já deixa curioso quem quer conhecer a obra da autora. Esse é um daqueles que já me deixa cheio de vontade só de ver a capa (bem nostálgica, então não é a toa que te bate essa sensação quando o olha na estante).
Uma pena que nunca vejo esses livros para vender na livraria, pois fico curioso e continuo curioso até que, um dia, tenha alguma oportunidade de consegui-lo.
Beijão!

Responder

Clícia Godoy - 17, janeiro 2013 às (01:53)

“Aonde quer que eu vá, levo você no olhar”
Ahhh!
Amo essa música! hehehe

Voltemos ao assunto, vou dar uma pesquisada no livro! Mas acho que vou acabar apenas com a música! hehehe

Bjs
Clícia – Silêncio Que Eu To Lendo

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil