Parece, Mas Não É | Minha Vida Literária
28

fev
2013

Parece, Mas Não É

“Parece, mas não é” é uma coluna onde trago livros que, ao ver a capa pela primeira vez, achei tratarem de um assunto, mas, ao ler suas sinopses, descobri que não tinham nada a ver com o que pensei!

Um livro que tem aparecido com cada vez mais frequência na blogosfera literária e que, em decorrência disso, me fez conhecer mais sobre sua história e, consequentemente, me surpreendeu com seu conteúdo – e que talvez não surpreenda mais muitas pessoas por também já terem-no visto por ai.
Acho que não há dúvidas que o livro é um sobrenatural. O destaque, dessa vez, está para o fato de que eu supus, por conta das ilustrações, que a história era infanto-juvenil.

 

Sinopse – Garota Tempestade – by Aione Simões

Se há uma coisa pior do que o Ensino Médio, é descobrir que você tem super poderes logo ao começar o Ensino Médio.
Sarah sempre soube que não era uma garota comum. Afinal, garotas comuns têm vários amigos e não sentem uma necessidade imensa de estar frequentemente em contato com a água, não é?
Quanto a isso, a garota já estava acostumada. Mas a partir do momento em que ela percebe que seus sentimentos estavam diretamente ligados às estranhas alterações climáticas ocorrendo em sua cidade, ela teve certeza de que algo de muito errado estava acontecendo com ela e que aquelas tempestades todas não podiam ser comuns.
Agora, Sarah precisa urgentemente de alguém que possa ajudá-la. Seria isso possível?

Ahn… Não exatamente.

Sinopse – Garota Tempestade – Nicole Peeler
Mesmo tendo passado a vida inteira na pequena e conservadora cidade de Rockabill, Jane True, 26 anos, sempre soube que não se encaixava numa sociedade pretensamente normal. Durante um de seus clandestinos nados noturnos no mar congelante, desafiando um perigosíssimo redemoinho, uma descoberta terrível leva Jane a revelações surpreendentes sobre sua herança genética: ela é apenas meio-humana. Agora, Jane precisa penetrar um mundo de mitos e lendas, povoado por criaturas sobrenaturais, aterrorizantes, belas e até mortais. Características que também descrevem perfeitamente Ryu, seu novo “amigo” — um vampiro poderoso, deslumbrante e hummm, aiii… muuuito SEXY. Nesse mundo, onde há um goblin advogado, um espírito de árvore maquiador, um súcubo dona de boutique, elfos diabólicos, homens inflamáveis, seres híbridos que se transformam em animais selvagens, nada é presumível. Que dirá um romance ao molho pardo. Mas atenção, nunca, nunca mesmo, esfregue a lâmpada do gênio. Entretanto, alguém está matando meio-humanos como Jane. A pergunta que não quer calar é: os assassinatos são fruto de uma mente doentia ou há um plano macabro para exterminá-los? Se você é fã de Sookie Stackhouse, meio-humanos, vampiros sedutores e criaturas sobrenaturais, então se prepare para mergulhar de cabeça nessa deliciosa série de urban fantasy. “Essa garota é uma delícia!” — Charlaine Harris “Fascinante, SEXY e acelerado como uma tempestade.” Rachel Caine “Uma eletrizante viagem de autodescobrimento repleta mistérios. Está surgindo uma nova febre para os leitores de urban fantasy.” Romantic Times “Uma série paranormal daquelas que você torce para não acabar nunca!” Impact “Esperta e divertida, por vezes sombria. Nicole construiu um mundo fantástico e inesquecível.” Scifichick.com

Repararam em quantas vezes a palavra “Sexy” e derivados apareceram na sinopse?
Pois é.

Isso sem contar comentários como o da Ceile, do Este Já Li, em sua resenha:
 
“Falando em cama, o que rola nela é muito presente nesta história. Jane foge da linha mocinha-virgem-inocente, em contra-partida, fica o tempo todo pensando nisso. Sua libido é constantemente citada e quase assume o papel de personagem secundária.”
Ainda que as crianças de hoje em dia sejam mais saidinhas do que as de antigamente, isso não me parece muito infanto-juvenil. Não mesmo.
Se a gente reparar bem na capa, o fato de a moça estar nua não é um bom indício de que o livro é para crianças. Contudo, não consigo desassociar o ar infantil que sinto ao olhar para ela. É só comigo que isso acontece?
Vale lembrar que a Editora Valentina manteve a capa original. De qualquer forma, ainda acho que valeria a pena colocar um alerta – além do comentário “Essa Garota É Uma Delícia” – para indicar a faixa etária para não acontecer de algum pai/mãe/pessoa-desavisada-como-eu acabar comprando o livro por engano, sem ler a sinopse, para presentear uma criança… Só para ressaltar: eu não comprei o livro para criança nenhuma, mas eu só fui descobrir que ele era Adult Urban Fantasy ao ler a resenha da Pah (gêmea ♥), do Livros e Fuxicos. Com minha mania de não ler sinopses, eu estava crente de que era infanto-juvenil.
No último “Na Minha Caixinha do Correio” da Pah, ela comentou sobre a primeira edição do livro Morto Até o Anoitecer da série Sookie Stackhouse de Charlaine Harris também ser nesse estilo desenhado, remetendo a algo infanto-juvenil, e que essa, talvez, seja uma tendência internacional de livros desse estilo.

Concordam ou discordam?





Deixe o seu comentário

14 Respostas para "Parece, Mas Não É"

Pah - 28, fevereiro 2013 às (18:38)

Oi gêmea linda! Tudo bem? Passando rapidinho por aqui (Vi no face a divulgação e não resisti, ahuahauh).

Definitivamente essa capa engana, mesmo que alguns elementos possam dar o ar de ‘adulto’ o desenho prevalece, e fica difícil não julgar se tratar de um infanto-juvenil sobrenatural. Eu só não fiz isso pq. o material que recebi da editora sempre frisava as semelhanças da série com as obras da Charlaine Harris, e como já sabia que a capa era nesse estilo, nem liguei muito para ela. E sabe, hoje eu até gosto dessa capa? Acho que se fosse uma modelo, e vi umas por aí quando procurava as capas pelo mundo ia ficar estranho pra caramba, achei uma que a moça está com corpo de sereia, o que não tem nada a ver com o livro! ahuahauahuah

Adorei o post gêmea, e obrigada por me citar sua linda! ♥

Beijokas

Responder

Rennata Ferreira - 28, fevereiro 2013 às (18:47)

adoorei a resenha querida, seu novo layout ficou lindonao tinha visto ainda
http://rennataferreira.blogspot.com.br/

Responder

Alinne - 28, fevereiro 2013 às (20:26)

Oi Mi.
A primeira coisa que me veio na mente quando vi a capa, foi que se tratava de um sobrenatural infanto-juvenil e mais precisamente que havia bruxas!rs. Eu nunca imaginaria que seria algo assim…Seria bom mesmo, ter um aviso na capa para não ocorrer problemas como o exemplo que você citou.
Adorei o post.
Beijos.

Responder

Fabi Liberati - 28, fevereiro 2013 às (20:52)

Oi Mi, realmente a capa para ser o que de fato não é. Mas fiquei bem curiosa para ler o livro =)

Muito bom o post.

Beijos flor =)

Responder

Lygia Netto - 28, fevereiro 2013 às (21:04)

Rsrsrs…concordo! Fui na Livraria Travessa vááárias vezes e em todas elas o livro estava na seção infantojuvenil! xD

Complicado isso aí…ainda mais pelo linguajar (estou rachando de rir para o termo “periquita” para genitália da moça até agora, kkkkk).

Beijo grande, sua linda! <3

Responder

Anonymous - 28, fevereiro 2013 às (21:11)

Quem é Sarah? que eu saiba é Jane

Responder

Aione Simões 28 fev 2013

Olá!
Sarah é a personagem criada para a minha sinopse.
Se você ler direitinho o post, vai ver que a primeira sinopse é uma invenção minha 🙂
Beijão!

Responder

Julia G - 28, fevereiro 2013 às (21:14)

Mi, sou contagiada pelo mesmo mal que você: não leio sinopses. às vezes até passo o olhar por cima. E juro que, mesmo tendo visto essa capa trocentas vezes, nunca tinha reparado que a garota estava nua ;x rsrs Desligada ao extremo.
Mas também achei que era um infanto-juvenil, e também não consigo desvincular essa ideia.

Beijos

Responder

Raquel Machado - 28, fevereiro 2013 às (23:05)

Oi flor,
Nossa eu tinha a mesma impressão que você sobre esse livro a capa me remete a infancia mesmo e sua sinopse estava mais do que certa para mim mas parece que o livro e mias um cinquenta tons de cinza disfarçado…kkk.sobre as capas serem desenhadas e ser uma tendencia era isso ne…hum…ate acho que não viu porque o morto ate anoitecer e antigo ne…e tipo os ultimos estao diferentes digo as capas…
Bjsss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Responder

Lili - 01, março 2013 às (01:50)

Bom Mi, acho que aí o título cai bem. É uma tempestade essa garota hahaha
Também acho que ela tem carinha de infanto pelo estilo do desenho e das cores utilizadas, mas é uma graça. E eu nas minhas legítimas 25 primaveras me delicio com essa capa linda!

liliescreve.blogspot.com

Responder

Michelle Boyd - 01, março 2013 às (16:29)

E eu de tão distraída não tinha notado que mocinha da capa tava sem roupa, tá vendo como engana. Quando você mostrou no vídeo a capa eu também que fosse infantil, acho que a classificação deve ficar sempre a vista, se não é propaganda enganosa, UHAUAUHAU.

Michelle Boyd
The Little Things

Responder

✿Nessa✿ - 04, março 2013 às (12:38)

Oie!
Realmente de primeira parece que o livro é infanto-juvenil.
Concordo com a Pah, a menina parece uma sereia…
É tem que ter um alerta mesmo, a capa engana.

Bjinhs*

Responder

Ceile - 04, março 2013 às (17:11)

Oi, Mi!
Realmente, de ensino médio este livro não tem nada!

Bom vc citar sobre a Pah ter falado de Morto Até o Anoitecer, porque eu acho que eles estão mais vinculados do que um comentário da autora na capa. A formação dos personagens me lembrou muito os da Charlaine nas Crônicas de Sookie Stackhouse – a minha impressão é que a autora se inspirou nela. Até cheguei a pensar que a autora tenha seguido esta linha para manter a linha da inspiração hahaha.

Beijo!

Responder

Gilciany Viana - 06, março 2013 às (01:14)

Mi não foi só com vc que aconteceu isso, de achar que Garota Tempestade era para o público infanto-juvenil. Eu também pensei que era, pq a capa, convenhamos é bem sugestiva.
Mas, como a primeira vez que vi o livro foi numa resenha de blog, logo que li a resenha percebi que estava redondamente enganada e até comentei no blog a confusão, de achar que o livro era infantil e no fim era adulto. Vai entender.
Eu concordo com vc sobre essa questão da editora colocar um aviso na capa, pq vai que um pai ou mãe desavisada acabe comprando um livro hot por filho, acabará se envolvendo numa situação no mínimo constrangedora, pra não dizer outra coisa!
E outra, com uma sinopse dessa, imaginei Garota Tempestade com uma capa bem sexy, o que esta, nada transmite isso.
A nudez da menininha, até passa despercebida em meio a tantos outros desenhos.
Bjokas qerida e adorei ler mais um Parece mais não é, curto bastante essa coluna!

http://www.lerepensar.com

Responder

Últimas Resenhas

Calendário de posts

fevereiro 2013
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

Participo

<div class="titulo participo"><h6>Participo</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por