[Resenha] Deusa da Rosa - P.C. Cast | Minha Vida Literária
13

mar
2013

[Resenha] Deusa da Rosa – P.C. Cast

Título: Deusa da Rosa
Autor: P.C. Cast
Editora: Novo Século
Número de Páginas: 392
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Não é um dedo verde que mantém as rosas da família Empousai desabrochando há séculos, mas sim as gotas de sangue que suas mulheres derramam em segredo por seus jardins. Mikki, entretanto, prefere esquecer essa peculiaridade e levar uma vida normal. Até o dia em que, sem querer, realiza um ritual e acaba num reino estranhamente familiar: o Reino das Rosas. De acordo com Hécate, a deusa desse reino, Mikki possui o sangue de uma alta sacerdotisa correndo nas veias, e o Reino das Rosas já esperava por ela. Em um acesso de raiva, que Hécate teve há muito tempo, ela amaldiçoou seu guardião com um sono do qual ele poderá despertar apenas por intermédio de uma de suas sacerdotisas. E a deusa conta com Mikki para colocar as coisas em ordem. A princípio, o guardião-fera deixa Mikki apavorada; porém, logo ele a fascina mais do que qualquer outro homem já conseguiu. O único modo para ele e o reino serem salvos, contudo, é se Mikki sacrificar seu sangue e sua vida…

Deusa da Rosa é o terceiro volume publicado no Brasil da série Goddess, de P.C. Cast. Originalmente, é o quarto livro da série. De maneira independente, a autora reconta diversas mitologias a sua maneira, sempre com o intuito de ressaltar o poder feminino. Dessa forma, os livros podem ser lidos fora de ordem, já que não há entrelaçamento entre as histórias.
Um breve comentário: há uma pequena ligação entre Deusa da Rosa e Deusa da Primavera: como as duas histórias se passam em Tulsa, quando não nos reinos mágicos, há uma pequena conexão entre os livros. Em determinada cena, Mikki, protagonista de Deusa da Rosa, refere estar em uma famosa padaria da cidade que ela sempre frequenta, a Pane Del Dea, a padaria de Carolina, protagonista de Deusa da Primavera. De qualquer forma, apenas a padaria é citada e não sua dona ou qualquer outro personagem.
Aqui, P.C. Cast recontou seu conto – e o meu – favorito: A Bela e Fera. Desde que descobri a série, fiquei ansiosa especificamente por esse livro e não entendia o porquê de todos os outros recontarem mitologias de deuses gregos e esse não. Porém, eu estava enganada. A autora não apenas recriou a história de A Bela e a Fera, como também a misturou com as mitologias de Minotauro e da Deusa Hécate, criando um mundo completamente novo e original: o Reino das Rosas, o mundo onde os sonhos da humanidade são destinados para se tornarem realidade ou pesadelo, ou para simplesmente serem guardados. Adorei esse novo mundo, não apenas por toda sua mágica e bela descrição, mas pelo seu próprio significado literal e metafórico.
Não apenas com o benefício de um cenário original e encantador, P.C. Cast também conta com uma narrativa fluida e romântica em terceira pessoa, dando o tom exato de romance à história, mesmo nas cenas mais sensuais, possibilitando que ela seja vista por mais de um ponto de vista. Vale lembrar que as cenas de conteúdo mais erótico estão presentes desde o início do livro, portanto fica o lembrete de que essa é uma série adulta, ainda que tais cenas não cheguem a ser explicitamente eróticas.
De qualquer maneira, o que prevalece é o tom romântico da história, fazendo com que o livro seja destinado a um público que goste dessa abordagem e desse gênero. Por mais interessante que possa ser a mescla de mitologias, o livro pode desagradar aqueles que não gostam de histórias romantizadas.

“Com um suspiro, eles juntaram os fios em silêncio, porém suas mãos encontraram-se muitas vezes e seus olhos falaram de sonhos ainda não realizados.”

página 270
Um dos pontos que mais me agradou foi o fato de que a temática do “amar além das aparências” não se refere apenas ao amor entre Mikki e o Guardião, mas também à própria auto-estima de Mikki  e da valorização das mulheres, de um modo geral, de forma a reforçar ainda mais a questão do poder feminino. Mikki é uma personagem que, embora bonita, deseja ser vista e valorizada por ser mais do que isso e ela própria repudia a maneira injusta com que muitas vezes as mulheres são tratadas em nossa sociedade como, por exemplo, pela maneira de se vestirem ou por suas preferências literárias.

“(…) – E aqui vai uma novidade: os romances que chama de ‘baratos’ e de ‘água com açúcar’ superam em vendas todos os outros gêneros do mercado literário. Muitas das autoras que criam essas tramas, em que figuram mulheres fortes e apaixonadas, assim como homens honrados e heroicos, são extremamente perspicazes e cultas. Deveria tentar ler algumas delas. Essas autoras de romances femininos, das quais desdenha, poderiam lhe ensinar algumas coisas sobre como se comportar como um verdadeiro cavalheiro (…). Não, por favor… Não se levante. Quero me lembrar de você assim mesmo: confuso e sem palavras. É uma boa perspectiva para a sua pessoa. Sem dúvida alguma é bem melhor do que a de machista e paternalista.”

página 54
P.C. Cast arriscou na hora de construir o romance da história, afinal, dessa vez não temos um Adônis de tirar o fôlego, mas sim uma fera, vista no Reino das Rosas como um animal. Contudo, a autora teve sucesso por conseguir tornar possível ao leitor enxergá-la pelos olhos de Mikki, possibilitando torná-lo atraente mesmo em sua forma animalesca e tendo seu lado humano ressaltado. Mais do que tudo, a mensagem ficou clara; afinal, a história de amor narrada supera qualquer tipo de aparência que possa existir nesse casal, e os mistérios que pairam sobre ela foram um adicional interessante para manter a curiosidade do leitor acesa até o final do livro.
A Deusa da Rosa foi, em minha opinião, o melhor dos livros da série até o momento, tanto pela originalidade da criação do cenário e da junção das mitologias quanto pela própria história de amor em si. Apesar de A Bela e a Fera sempre ter sido meu desenho favorito da Disney, foi fazendo essa leitura que me dei conta que seu significado vai além de se enxergar além das aparências. A história fala, também, de se amar independentemente de ser a Fera ou o Príncipe, independentemente da aparência ou das qualidades. Fala de se amar a essência, independentemente de como ela se apresente.

Outros livros da série publicados no Brasil pela editora Novo Século:

Resenhas no blog:

 

 

Observação: Essa resenha faz parte do Desafio Realmente Desafiante de 2013 #18: Ler um livro com a capa com letras amarelas.




Deixe o seu comentário

21 Respostas para "[Resenha] Deusa da Rosa – P.C. Cast"

Rennata Ferreira - 13, Março 2013 às (16:10)

aa que bacana a resenha parece ser otimo o livro
http://rennataferreira.blogspot.com.br

Responder

Katrine Bernardo - 13, Março 2013 às (16:57)

Opa, me interessei pelo livro hihi.
Adorei sua resenha ><
Um beijo.
http://livrodagarota.blogspot.com.br/

Responder

cristiane - 13, Março 2013 às (17:16)

Já fiquei com vontade conferir livros de P.C. Cast, tem um outro que vi e gostei muito, mas até hoje não peguei. Esse não conhecia…Até que parece ser bem bacana.

Responder

Naah doida - 13, Março 2013 às (17:48)

Oi Mi, desde o ano passado quando você comentou dessa série em um vídeo eu fiquei interessada, principalmente por envolver mitologia e tals kk além da mensagem que passa, né.
Beijos!

Responder

Alinne - 13, Março 2013 às (18:59)

Oi Mi.
Esta é uma série que tenho curiosidade de conhecer. Como adoro livros que envolvem mitologia e romance, tenho quase certeza que irei gostar, espero poder ler o primeiro volume em breve.
Adorei a resenha.
Beijos.

Responder

Michelle Boyd - 13, Março 2013 às (19:03)

Eu adoro essas capas, acho que passa uma sensação de romance no ar, não sei. E como gosto de mitologia também achei interessante a história, quem sabe um dia eu consiga ler.
Beijão

Michelle Boyd
The Little Things

Responder

Fabi Liberati - 13, Março 2013 às (19:55)

Nossa parece ser um ótimo livro amei a sua resenha, eu havia visto outra resenhas sobre esse livro, mais nunca me interessei muito não. Eu AINDA não li os outros livros da série, mais assim que tiver uma oportunidade eu vou compra-los. Beijos flor.

Responder

Laura Zardo - 13, Março 2013 às (22:38)

Achei essa capa maravilhosa, me encantei, mas não posso dizer o mesmo da estória, não me chamou a atenção, eu não gosto de clássicos reescritos de outra forma e estou cansada do mundo sobrenatural.

Responder

Gilciany Viana - 14, Março 2013 às (01:21)

Oi Mi, adorei essa capa, aliás, todas as capa dessa série são lindas!
Não sabia que essa série era voltada para a mitologia, acabei de ficar sabendo disso agora, acredita?
E tenho até alguns desses livros, entre livros que pretendo ler, só que agora estou bem mais interessada.
A Bela e a Fera tmbm é o meu desenho da Disney favorito, adoro o enredo e a lição de vida que ele transmite, mas saber que Deusa da Rosa vai muito além disso, é bem legal.
Vou anotar a dica, pq caso eu volte logo a ler séries, pretendo passar por esta com toda certeza!
Bjokas flor.

http://www.lerepensar.com

Responder

Kelry Caroline - 14, Março 2013 às (01:39)

Não conhecia, de inicio a capa não me agradou, mas depois gostei sim!

Responder

Ana Paula Barreto - 14, Março 2013 às (01:41)

Quando vi o livro fiquei cheia de preconceitos bobos, mas sinceramente, depois de ler a resenha estou com a impressão de que é um livro realmente bacana. Eu adoro romances, mas também “contos de fada” e mitologia. Não imagino tudo isto junto, mas parece ser bem interessante. Quem sabe não me arrisco na leitura da série!
bjs

Responder

Alice Aguiar - 14, Março 2013 às (03:16)

eu adoro as capas dessa serie
eu sou mega curiosa para ler e pela sua resenha eu provavelmente vá gostar

Responder

Kéziah Raiol - 14, Março 2013 às (04:24)

Oi Mi, tudo bom? *-*
Aw, quando li ali “A Bela e a fera” quase morri, Também é meu conto de fadas favorito *-*
Assim como a Gil, eu também não sabia que a serie era voltada pra mitologia, na verdade, não sabia muito sobre ela em si, não tinha curiosidade, mas você pegou em alguns pontos que aguçaram a minha curiosidade O.o

Adorei.

Beijocas, flor.

Responder

Tahis - 14, Março 2013 às (15:02)

Olá Mi!
Que capa linda hein!
Eu só li Deusa do Mar, e adorei, mas esse parece ser muito lindo, fiquei curiosa, adoro a narrativa da P.C Cast, e essa questão do poder feminino é o máximo, é uma forma de mostrar as mulheres do que somos capazes, essa valorização. Adorei a sua resenha, me deixou bem curiosa!!

Beijão,
lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

Responder

Profª Lourdes - 14, Março 2013 às (20:35)

Oi Aione! Adorei tua visita e améi teu voto lá na minha poesia. Obrigada pelos comentários, com certeza tudo está fazendo uma grande diferença.
Minha querida, você sempre indicando livros maravilhosos, pena que estou sem tempo de ler como deveria, mas a leitura engrandece os nossos pensamentos e a nossa alma! Parabéns!
Bjuss uma linda noite.

Responder

Manu Hitz - 15, Março 2013 às (19:54)

Gosto de livros com alma feminina forte, que valorize o poder que carregamos desde sempre e que foi sufocado pelo poder que os homens pensavam ter sobre nós… hahaha. Agora as coisas estão como estão, mulheres dominando!
Gosto muito de histórias enfocando mais o romance, então esta é uma bela sugestão de leitura;.

Responder

Thielen Costa - 16, Março 2013 às (05:41)

Ainda não conhecia a serie, mas fiquei super curiosa. A capa, pra variar me deixou com muita vontade de ler, sem contar que eu adoro estorias sobrenaturais!!

Responder

Amanda.. - 17, Março 2013 às (01:59)

só tinha visto as capas até agora..
são linas.. mas estou sem grana pra ler séries no momento.

Responder

Jessinha Cruz - 17, Março 2013 às (20:34)

Fiquei curiosa pra ler essa série . Acompanho a serie “Um Romance da Casa da Noite” e amo *-*
http://www.fofocas-literarias.blogspot.pt

Responder

Gladys Sena - 24, Março 2013 às (23:14)

Estou fugindo de séries, rsrs.

Acho que é a primeira resenha que vejo desse volume.

Responder

Jessica Lisboa - 31, Março 2013 às (13:36)

Serio eu tenho problema com essa autora, nunca consigo finalizar um livro dela, é um desanimo que da ate medo mean.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por