[Resenha] Azar O Seu! - Carol Sabar | Minha Vida Literária
18

jun
2013

[Resenha] Azar O Seu! – Carol Sabar

Título: Azar O Seu!
Autor: Carol Sabar
Editora: Jangada
Número de Páginas: 368
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido… E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo… O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia… Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga… “Azar o seu!” vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.

Azar O Seu! é o novo chick-litde Carol Sabar. Por ter me divertido bastante com seu livro anterior, Como (Quase) Namorei Robert Pattinson, estava ansiosa por esse e, felizmente, em nada me decepcionei com a leitura.
Diferentemente de seu livro de estreia, o público alvo desse é mais velho, o que reflete diretamente na história, mais madura do que a anterior e com um estilo diferente de piadas, ainda que o humor em ambos seja ótimo.
A escrita de Carol Sabar é deliciosa e ela já está entre minhas autoras nacionais favoritas do gênero. Dei risada desde as primeiras páginas e não demorei nada para conseguir me envolver com a “Vida Real da Bia”, como a protagonista se refere a sua própria vida. O humor foi, com certeza, o facilitador desse envolvimento; ele está presente nas situações vivenciadas por Bia, em seus pensamentos e nas próprias piadas feitas pelos personagens.
“Eu nunca ligara para um telessexo na vida, seria carência demais até para mim, que já havia digitado ‘I love you’ no Google Tradutor e clicado no botão ‘ouvir’ só para me emocionar com a voz da máquina declarando seu amor por mim. Mas aquele cumprimento de Jair mais parecia uma versão masculina da voz de Anne Hathaway em Indas e Vindas do Amor, quando atendia àquelas ligações muito suspeitas.”
página 282
Depois, veio a grande vantagem de se ler um livro nacional: a identificação causada por ele. Sinceramente, não vejo por que comparar livros nacionais com internacionais em termos de qualidade, mas a maior identificação durante a leitura relacionada ao primeiro é inegável. Em termos de sentimentos, creio que sejam universais e, portanto, possibilitam a identificação independentemente de sua nacionalidade. Ao mesmo tempo em que é delicioso conhecer culturas diferentes por meio de uma leitura, é igualmente incrível – ou até mesmo mais – reconhecer a sua própria nele. Assim, ver a cultura brasileira em peso na história certamente é um ponto positivo. Ainda, o fato de Bia ter uma idade próxima a minha fez com que muitos dos elementos presentes em sua infância e adolescência também tenham sido presentes nessas minhas fases e achei delicioso ter isso em comum com a personagem; fez com que ela parecesse mais real para mim e mais próxima de mim.
A história, de um modo geral, é bastante previsível e típica de um filme de sessão da tarde. Carol Sabar não nos privou de cenas fofas e românticas, mesmo que o humor esteja sempre presente, e isso agrada qualquer romântica de plantão. Contudo, ao mesmo tempo em que gostei do casal, me senti um pouquinho irritada com eles em alguns momentos. Bia é bastante orgulhosa e teimosa, e discordei de muitas de suas atitudes ao longo da história, embora eu tenha compreendido suas motivações. Guga, por sua vez, me incomodava de vez em quando com sua prepotência. Isso não faz dele menos encantador, mas às vezes eu torcia para ele contar um pouco menos com sua segurança.
Há elementos que aprofundam um pouco o enredo, fazendo com que ele não seja, apenas, sobre o romance entre Bia e Guga. Bia, em uma tentativa de ter total controle e segurança em sua vida, acabou se perdendo nela e perdendo um pouco de si mesma. Assim, no desenrolar da história, acompanhamos a protagonista tentar se encontrar e encontrar muito do que perdeu ao longo de seu caminho. Também, temos temáticas como a força e importância de amizades verdadeiras, além do impacto da estrutura familiar na construção da personalidade de qualquer pessoa. De qualquer maneira, tais assuntos são abordados com leveza no livro e não fazem dele profundo, uma vez que não é essa sua proposta.
Em matéria de entretenimento, Azar O Seu! é certamente recomendado e já estou esperando ansiosa por notícias sobre os próximos lançamentos da autora!




Deixe o seu comentário

26 Respostas para "[Resenha] Azar O Seu! – Carol Sabar"

Fabi Liberati - 18, junho 2013 às (14:09)

Oie Mi, adorei a resenha, nunca li nada do gênero mas estou louca pra ler esse livro. A capa é bem fofa, já vi uma vez na livraria mas estava meio carinho ai já viu né hahaha.
Deve ser uma história bem engraçada e de fácil leitura. Já esta na minha listinha =D
Beijos flor

Responder

Geovanna Ferreira - 18, junho 2013 às (15:02)

Mi, eu adorei Como quase namorei robert pattison, muito divertido. Me incentivou a investir mais em chick lits! Então com certeza a ansiedade rola solta com esse novo livro da Carol!! Até eu que adoro uma leitura intensa e emocionante me rendo as vezes aos livros levinhos e fofos!

Estou só no aguardo de muitas promoções do livro pela blogosfera! #Gegesejogandonaspromos

Beijo Mí! – Garota das Letras – http://garotadasletras.blogspot.com

Responder

Vânia Gama - 18, junho 2013 às (15:49)

“como quase namorei robert pattinson” é um livro que eu estou DOIDA pra ler! Só não comprei ainda devido o preço! Mas a autora parece agradar todo mundo! e isso me deixa mais animada ainda! Além de ser brasileira né! amooo beijos

Responder

cristiane - 18, junho 2013 às (20:25)

Parece ser bem legal esse livro. Gostei da história dele, mas só confiro de resenhas…Não deu muita vontade de ler não. Não é muito meu tipo de livro e desses leio mas é aquela coisa de ler por ler.

Responder

Lucas Goulart Duarte - 18, junho 2013 às (20:55)

Haha parece ser um livro bem leve e engracado :p acho q eu ate leria ele um dia. Porem agr n, poiis estou lendo livros mais complexos 🙂

Responder

Aline Gonçalves - 18, junho 2013 às (21:10)

Ah…a teimosia das protagonistas.
Parece ser um livro muito bom e do jeito que eu gosto! Me lembrei do livro Do Seu Lado.
Não li nenhum livro da autora ainda, mas quero comprar logo porque adoro o gênero.
Beijos.

Responder

Belezocas by Nah Moraes - 18, junho 2013 às (21:20)

ja comprei o meu..faz uns dias..e vc falou tanto do primeiro..vou ver se acho…adoro rir em livros tb
bjoos

Responder

Manu Hitz - 18, junho 2013 às (21:28)

E pela capa eu diria que é mais um daqueles divertidíssimos e despretensiosos livros mais voltados para jovens adultas… não sabia que era pra mim, hahaha (a madura)!
A história tem mais elementos interessantes e mensagens reflexivas, como essa nossa mania de querer manter as coisas controladinhas… e a vida nos mostrando o quanto imprevisível pode ser. Precisamos do plano B e do plano C!
Adorei sua resenha – mais uma vez! Quero ler.

Responder

Pamela Liu - 18, junho 2013 às (22:54)

Ainda não li nada da autora, mas vi várias resenhas positivas sobre seus livros.
Gostei de saber que é um bom chick-lit, mas com toque brasileiro rs Acho que assim fica mais fácil de se identificar e simpatizar com a personagem ^^

Responder

Tais Bruna - 19, junho 2013 às (00:40)

Eu já estava curiosa para ler esse livro só de olhar a capa e ler a sinopse, agora depois da resenha fiquei com mais vontade de ler ainda.
Adoro chick-lit nesse estilo, mesmo quando são totalmente previsíveis e estilo sessão da tarde.
Espero poder ler o livro em breve.

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br

Responder

Naty - 19, junho 2013 às (02:29)

Eu adoro chick-lit e infelizmente não consegui achar ainda uma autora brasileira que me agrade nesse gênero.
Mas acho que a Carol pode mudar isso. Gostei muito da premissa desse livro e pretendo lê-lo com certeza. Espero gostar tanto da escrita da autora quanto você.

Responder

Luna Hybla - 19, junho 2013 às (02:30)

Oi Aione!
Fiquei mtoooo curiosa com a sua resenha.
Esse chick-lit parece ser interessante, envolvente, divertido, que faz uma identificação imediata com a personagem e que apesar de clichê, é um clichê que funciona! :))
A capa é uma fofurice =D
quero ler loguinhooooo *-*
bjs

Responder

Lygia Netto - 19, junho 2013 às (14:30)

Oi Aione!!! Fico super feliz que a leitura tenha te agradado. Comprei o livro na outra semana e espero que seja uma das minhas próximas leituras! o/ Parece que a Carol cativou mesmo a galera com sua escrita, hein?
Beijos!

Responder

Suzana - 19, junho 2013 às (17:12)

Parece um livro gostoso de ler *—-* Adorei sua resenha

Adolecentro

Responder

Thaynara ribeiro - 19, junho 2013 às (18:39)

Eu quero muito o livro!!!
Parece ser muito divertido e meigo o q me deixa muito curiosa para ler o livro!!!
Quero muito ler as cenas fofas e românticas!!!

Responder

Planet Pink - 20, junho 2013 às (20:39)

Mi, que situação inusitada essa da sinopse! haha NEm consigo imaginar algo assim. Mas o livro parece bem divertido e uma boa leitura, apesar de que corro de protagonistas irritantes rs.

Bejinhos

Responder

hassdc - 22, junho 2013 às (16:58)

Olha, eu normalmente não me interessaria por essa leitura ams tua resenha foi tão bom que eu ri só com ela. Me interessei muito!
Beijos

Responder

Sarah - 24, junho 2013 às (17:29)

Parece ser um livro super engraçado,quando vi o trecho do “I Love You” no google tradutor morri de vontade de ler kkk!

Responder

Joiciane - 24, junho 2013 às (22:53)

Adoreei a resenha, na vrdd ja havia me interessado pelos livros (azar o seu e como quase namorei robert pattison) assistindo seu video na caixinha do correio.
Parece ser uma leitura deliciosa pelos seus comentarios.. =)

Responder

Ana Luisa - 25, junho 2013 às (19:12)

Simplesmente estou loucaaaaaaa para ler esse livro! Não li Como namorei Robert Pattinson por conta da temática, mas esse me instigou. Sua resenha está ótima.

Beijos

Responder

Raquel Machado - 25, junho 2013 às (23:46)

Oi flor,
Entao desde que vi esse livro na livraria achei ele super fofo e por ser da carol sabia que ia gostar pois amei a outra historia da autora que me fez rir horrores…espero o mesmo dessa por todo esse clima mas como estou extremamente proibida de comprar livros nao sei como vai ser…quem sabe eu ganho de aniver…rsrs
Bjsss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Responder

Folhas de Sonhos artesanatos - 26, junho 2013 às (01:23)

Para adolescentes deve ser uma boa leitura, mas a mim não agradou, não. Acho que falta algo mais… Ah, a capa parece tão infantil!

Responder

○•Marcelinho•○ - 30, junho 2013 às (04:12)

Quero começar a ler livros nacionais… na minha lista já estão A Batalha do Apocalipse, a trilogia Dragões de Eter, Os Contos de Meigan, e agora – é claro – Azar o seu… Pelo que você falou do livro… ele deve ser muito legal e divertido, então com certeza entrou na minha lista… muito obrigado Aione…
bjs

Responder

Naty - 30, junho 2013 às (20:21)

Sempre quis ler Como (Quase) Namorei Robert Pattinson. E já desejo muito esse novo livro. Concordo com você que é delicioso reconhecer nossa própria cultura em um livro. bj

Responder

Beatriz Vieira dos Santos - 17, dezembro 2013 às (03:54)

Nossa! Adorei a resenha! Estava meio em dúvida se comprava o ou não, mas parece ser muito divertido! Não vejo a hora de lê-lo!

Beijos! http://www.maniasdeleiturabiavs.blogspot.com

Responder

Beatriz Vieira dos Santos - 17, dezembro 2013 às (03:55)

Nossa! Adorei a resenha! Estava meio em dúvida se comprava o ou não, mas parece ser muito divertido! Não vejo a hora de lê-lo!

Beijos! http://www.maniasdeleiturabiavs.blogspot.com

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil