[Resenha] O Sonhador - Pam Munõz Ryan | Minha Vida Literária
21

jun
2013

[Resenha] O Sonhador – Pam Munõz Ryan

Título: O Sonhador
Autor: Pam Munõz Ryan
Editora: Leya
Número de Páginas: 224
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Uma jornada ao mundo poético do jovem Pablo Neruda. Neftalí é um garoto de oito anos que sofre com as imposições de sua família. Enquanto o menino procura a beleza das palavras contidas em livros, seu pai é prático e quer que os filhos cresçam e tornem-se executivos, doutores ou qualquer outra profissão ‘respeitável’, e não poetas e artistas. Este é o enredo de ‘O sonhador’, livremente inspirado na infância do poeta chileno Pablo Neruda. Repleto de jogos de palavras que buscam brincar com a sensibilidade e imaginação de Neftalí – e também com a do leitor, ‘O sonhador’ traz a poesia presente na descoberta das coisas, no despertar das emoções e na curiosidade da infância.

O Sonhador é uma obra de ficção baseada na biografia e obra de Pablo Neruda.
A primeira coisa que me chamou a atenção no livro é a delicadeza com que foi escrito. Em terceira pessoa, a narrativa segue com a suavidade de um olhar infantil, fazendo da obra tão tenra quanto essa fase da vida. Nefatlí, que veio a se transformar em Pablo Neruda, é retratado como um garoto curioso, ingênuo, extremamente criativo, amável e apaixonado pela leitura, e todas essas características estão presentes na escrita de Pam Muñoz Ryan. A autora soube como desenvolver a história de maneira simples, ao mesmo tempo em que recheada de figuras de linguagem e de questionamentos, que fazem dela mais rica do que sua aparente leveza.
“Não fazia sentido. Como ele poderia ser distraído quando sua cabeça estava lotada de pensamentos?”
página 49
 
“Neftalí passou os dedos pelas capas. Seus olhos viajaram pela sala cheia de coisas, que era muito agradável. Não se importava se estava perdendo o bom tempo ao ficar dentro de casa. Não se importava se ler não deixasse seus músculos mais fortes. Não se importava se esse passatempo não aumentasse seu apetite.”
página 115

 

Também, foi incrível ver como Pam conseguiu conectar a vida do poeta com suas obras, criando cenas poéticas e capazes de transportar o leitor para o mundo particular de Neftalí. Ainda, o trabalho do ilustrador Peter Sís foi mais um fator que possibilitou o envolvimento e o encantamento com a leitura.
É interessante, além disso, observar o pano de fundo da história, responsável por transformar Neftalí em Neruda, como a rigidez da educação de seu pai e a repreensão sobre seu dom para a escrita. O cenário político do Chile do início do século XX também pode ser observado, mesmo que superficialmente, e entendido como importante fator na construção da personalidade e das escolhas de Neruda.
De modo geral, O Sonhador é uma leitura bastante rápida, porém muito proveitosa, tanto pelo encantamento provocado por ela quanto pela intrínseca conexão entre a riqueza e a simplicidade de suas páginas. Há, no final, um anexo com alguns poemas de Neruda e uma nota da autora. Nela, ela explica o surgimento de seu fascínio pela vida do poeta, principalmente ligado ao fato de Neruda conseguir tratar de assuntos quotidianos em suas obras, responsáveis por uma fácil identificação entre seus leitores, e ficou nítido, para mim, que Pam se baseou em sua admiração para criar seu livro. Aos que procuram por uma leitura delicada, interessante e sensível, O Sonhador é um prato cheio.




Deixe o seu comentário

23 Respostas para "[Resenha] O Sonhador – Pam Munõz Ryan"

Ademar Júnior - 21, junho 2013 às (14:41)

Oi Mi,
Nossa, adorei a resenha, principalmente porque esse era um livro que eu estava curioso para saber mais a respeito. Eu simpatizo muito com o Pablo Neruda, principalmente depois que assisti ao filme “O Carteiro e o Poeta”, que é uma adaptação do livro homônimo de Antonio Skármeta, eu estou querendo ler o livro em breve. Nesse livro o autor retrata a amizade do carteiro Mario Jiménez com o poeta e é ambientado numa casinha que é o refúgio do poeta em Ilha Negra, no Chile. Se você gostou da vida do autor, dá uma procurada depois, o livro é beeeem fininho.

Outra coisa que me agradou nesse foi saber que ele tem ilustrações, e só pela foto já vi que elas são lindas.

Beijos

Responder

Geovanna Ferreira - 21, junho 2013 às (16:24)

Essa capa é fofa e diferente ao mesmo tempo. Bem legal a autora ser fã do Pablo, legal também ler um livro com ares de infantil e desvendar a vida de alguém tão notável, alguém real! Como não amar? Vou procurar, conheço pouco do autor e ler um livro doce e delicado sobre é uma boa forma de saber mais né!!

Beijos – Garota das Letras: http://garotadasletras.blogspot.com

Responder

Carol - 21, junho 2013 às (18:36)

Gente, como o livro é lindo internamente! E com você falando, fiquei mais babando ainda. kkkkkkkkkkkkkkk

bjus
terradecarol.blogspot.com

Responder

cristiane - 21, junho 2013 às (20:13)

Não sei se leria, não parece ser do meu tipo de história. Mas é boa, simples e bonita. Gostei dele. Apesar de não ter muita vontade de ler dá pra ver que é uma trama bem legal de ler.

Responder

Vânia Gama - 21, junho 2013 às (20:55)

quanto amor essas páginas *-*
uma diagramação ótima, capa linda, e sinopse interessantes!
é um livro que com certeza eu vou ler um dia!!
beijos

Responder

Aline T.K.M. - 21, junho 2013 às (21:27)

Que resenha linda! Desde que soube que o livro era baseado na infância de Neruda, senti a curiosidade bater um pouco mais forte. Gostei bastante da ilustração (nem sabia que o livro tinha!), acho que reforça mais a questão da maneira como enxergamos as coisas, da imaginação.

Bjinhos, Livro Lab

Responder

Lucas Goulart Duarte - 21, junho 2013 às (22:11)

Eu tinha lida uma outra resenha sobre esse livro, mas n havia gostado. Porem curti muito a sua e me interessei pelo livro 🙂 e esses desenhos q vc mostrou? Muito lindos!

Responder

Luna Hybla - 22, junho 2013 às (00:00)

Oi Aione!
Ahhhhh esse livro ficou ainda mais encantador com sua ótima resenha.
O mundo de Pablo Picasso, o encantamento da narrativa, as ilustrações mágicas, a conexão com a sobras, um livro sensível, interessante, envolvente, uma narrativa fluída, complexa em toda a sua simplicidade :))
Amei os quotes =D
bjss

Responder

Pamela Liu - 22, junho 2013 às (03:04)

Parabéns pela resenha.
Achei o livro encantador, com belas ilustrações e narrativa poética. Gostei bastante dos quotes e da capa.

Responder

Lygia Netto - 22, junho 2013 às (18:21)

Eu AMO AMO AMO qnd aproveitam para fazer ilustrações e/ou uma diagramação especial! <3

Havia folheado brevemente O Sonhador na livraria, mas acabei não levando. Agora que eu tenho o “aval” de uma pessoa que eu confio, é leitura certa. Ainda mais que eu ADORO narrativas em tom “infantil”. Bela resenha, lindona!

Beijos!

Responder

Regi - 22, junho 2013 às (19:09)

Ah, esse livro parece ser lindo!! É uma homenagem e tanto para o poeta…

Responder

Naty - 23, junho 2013 às (03:16)

Não conhecia o livro, mas adorei. Gostei tanto das ilustrações como da chance de conhecer um pouco mais sobre esse poeta incrível. Já adicionei a minha lista de leitura.

Responder

✿Nessa✿ - 24, junho 2013 às (12:20)

Oi Mi*
Eu não conhecia o livro e vc me deixou com bastante vontade de ler, o livro parece ser muito bom.
Adorei essas ilustrações.

Beijinhos*

Responder

Manu Hitz - 24, junho 2013 às (13:57)

Que lindo! Logo que soube que o livro falava, em sua linguagem e olhar próprios, da vida de Neruda – ou baseada nela – fiquei com muita vontade de ler!
Achei a capa um capricho, o título pertinente e a sinopse maravilhosa. Mas sua resenha adicionou mais um ingrediente: a ligação entre a escrita da autora e a história de Neruda, a poesia captada nas linhas do livro e essa capacidade que vc tem de deixar o leitor do blog com a sensação de que precisa conferir.
Sou louca por poesia, então essa referência ao poeta é sempre especial. Quero muito!
Só pra citar Neruda, um mestre:
“Nesse território, de teus pés à tua fronte,
andando, andando, andando, eu passarei a vida.”

Responder

Joiciane - 24, junho 2013 às (13:58)

Não é o tipo de livro que me chama a atenção, mas eu gostei do tema, a capa está muito bonita e as ilustrações tambem… entao nao vou dizer que não vou ler porque nuca se sabe neh…

bjs 🙂

Responder

Sarah - 24, junho 2013 às (17:27)

Parece ser um livro bacana,mas não gosto tanto do gênero do Pablo por isso não sei se seria a leitura perfeita,mas pelo visto é um livro inteligente pois aborda temas contraditórios como você disse da riqueza e simplicidade.

Responder

Thaynara ribeiro - 25, junho 2013 às (12:32)

Não é um livro q chame minha atenção!
Apesar da linda resenha, não me interessei muito…..

Responder

Ana Luisa - 25, junho 2013 às (19:18)

A capa é apaixonante e os quotes que você retirou são lindinhos demais >.< Fiquei curiosa em ler. E minha lista de livros só aumentando.

Beijos.

Responder

Raquel Machado - 25, junho 2013 às (23:44)

Oi flor,
Tudo bom? Quanto tempo estava com saudades de passar por aqui e que a vida anda uma confusão estou em fase de mudança literalmente de casa ai ja viu…enfim nao conhecia essa obra achei interessante sabeporém não sei se me agradaria tanto…deixa te contar das novidades comecei a fazer algumas oficinas de escrita e estou adorando….vamos ver se sai algo…vi uma resenha que tu fez do liro da carol vou la ler…
Bjssss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Responder

Folhas de Sonhos artesanatos - 26, junho 2013 às (02:11)

Que lindo, imagino que seja delicado mesmo, algo bem singelo como o próprio Neruda. Só queria saber um pouco mais da autora, que relação ela tem com a vida de Neruda. Abraços!

Responder

Aline Gonçalves - 26, junho 2013 às (12:42)

Não conhecia esse livro, mas sou apaixonada pela vida e obra de Pablo Neruda. Sua história de vida é impressionante e também é contada no livro O Carteiro de Pablo Neruda. Suas poesias são maravilhosas…e O Sonhador me parece um livro extremamente poético.

Responder

○•Marcelinho•○ - 30, junho 2013 às (03:50)

Esse livro não faz meu estilo… mas parabéns ótima resenha – como sempre – quase que eu penso em ler… E meu deus, como você lê rápido eu me mato para ler 2 livros no mês e você a cada dia lê mais, conte-me seu segredo…
Beijos Aione

Responder

Naty - 30, junho 2013 às (20:28)

Não conhecia o livro, mas já imagino sendo uma obra delicada e feita com muita admiração. Vou procurar algum poema do Neruda para ler. bjs

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil