[Resenha] O Julgamento de Gabriel - Sylvain Reynard | Minha Vida Literária
19

jul
2013

[Resenha] O Julgamento de Gabriel – Sylvain Reynard

Título: O Julgamento de Gabriel
Autor: Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 384
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Eles estão vivendo uma paixão arrebatadora. Mas muitas pessoas são contra esse amor. Gabriel Emerson e Julia Mitchell se conheceram há muito tempo, quando ela ainda era adolescente, numa noite mágica e confusa. Mas, apesar de todo o sentimento que nasceu entre eles, no dia seguinte seus caminhos se separaram. Anos depois eles se reencontraram quando Julia começou o mestrado na Universidade de Toronto. Gabriel era um professor enigmático, sedutor e muito arrogante que a atormentava e perseguia. No entanto, o que mais fazia Julia sofrer era ele não se lembrar dela. Mas nem mesmo o insensível Gabriel é capaz de resistir à profunda conexão que existe entre eles e logo os dois embarcam numa tórrida paixão proibida. Com o fim do semestre e do curso ministrado por Gabriel, eles deixam de ser professor e aluna e enfim estão livres para viver seu amor. Ou pelo menos era o que pensavam. Após uma viagem romântica para a Itália, durante a qual Gabriel ensina a Julia todos os mistérios do prazer e, em troca, aprende com ela o significado do amor verdadeiro, os dois veem seus sonhos ameaçados. Duas denúncias junto ao Comitê Disciplinar da Universidade põem em risco o emprego de Gabriel e a carreira brilhante e promissora de Julia. Será que o professor vai ceder às ameaças ou irá lutar até o fim por sua amada? Será que essa paixão conseguirá resistir a um julgamento implacável? Na apaixonante sequência de “O inferno de Gabriel”, Sylvain Reynard constrói uma bela história de amor, da qual os leitores jamais se esquecerão.

Depois de ter me encantado pela história de Gabriel e Julia, estava ansiosa para saber o rumo que ela tomaria em O Julgamento de Gabriel, ainda que o título seja bem claro quanto o principal conflito do enredo.
Inicialmente, confesso que a leitura não me cativou muito. O excesso de romantização das cenas acabou fazendo com que algumas soassem ilusórias e distantes demais, em minha opinião. Ainda, o que me conquistou no primeiro livro foi principalmente o paralelo feito com o romance entre Dante e Beatriz durante as descobertas da história entre Gabriel e Julia. Assim, como nesse volume não há surpresas nesse quesito, me senti um pouco desmotivada com relação ao romance na trama.
Após alguns capítulos, contudo, meu envolvimento mudou por completo. Embora eu já esperasse os conflitos de O Julgamento de Gabriel, me senti aflita quando eles de fato se desenvolvem e, principalmente, me senti ansiosa para continuar a leitura e acompanhar a resolução de todos eles.
Algo que foi nítido para mim foi a transformação sofrida pelos personagens nesse segundo volume. Mesmo que ambos mantenham a essência que os caracteriza, como a excessiva bondade e generosidade de Julia e a impetuosidade e intensidade de Gabriel, tanto ela se apresenta mais madura e com mais consciência de sua força e sensualidade, quanto ele já demonstra os sinais de sua redenção – o que me faz ter uma breve ideia do último volume da trilogia, A Redenção de Gabriel.
Sobre a narrativa, enquanto alguns momentos foram, para mim, bastante românticos e intensos, achei outros um pouco vagos e distantes, tanto pela escrita se dar em terceira pessoa quanto por alguns pontos terem sido narrados mais rapidamente. Por outro lado, a sensação, no primeiro volume, de que a história havia sido estendida de maneira desnecessária em certas cenas não se repetiu.
Novamente, muito me agradou todo o embasamento cultural dado pelo autor à obra. Há diversas referências, não apenas literárias, e isso certamente torna a história mais rica e mais interessante. Aliado a isso, o que mais gostei na leitura foi, certamente, a beleza presente na transformação de Gabriel.
Os que gostaram do primeiro volume e aqueles que não exatamente se apaixonaram, mas ainda assim dariam uma chance à continuação, acredito que O Julgamento de Gabriel não decepcionará. Embora eu não tenha terminado a leitura em êxtase, certamente a finalizei ansiosa e curiosa para conferir a finalização da trilogia.




Deixe o seu comentário

29 Respostas para "[Resenha] O Julgamento de Gabriel – Sylvain Reynard"

Thais Belarmina - 19, julho 2013 às (13:59)

Mi, quero muito ler esse livro, principalmente agora depois da sua resenha!
Espero le-lo em breve e poder ter a sensação de felicidade ao ler um livro q eu sempre tenho 🙂
Amo seu trabalho Mi.
Beijos!

http://luadesangue1.blogspot.com.br/ (Comenta lá :D)

Responder

Felipe Santo - 19, julho 2013 às (14:02)

Finalmente uma opinião sobre o livro. Comprei o meu exemplar tem uma era e pra variar nunca recebi…
Adoro o seu blog! 🙂

Responder

Carol - 19, julho 2013 às (14:26)

Ah, sempre quis ler esse livro! Nunca achei ele em nenhum lugar para comprar nem para pegar emprestado… Depois de ler sua resenha, creio que vou atrás com mais ênfase e ânimo. É o tipo de livro que gosto, intenso e cheio de romance.
Beijos

• Carol do Queridos Quinze – Blog sobre livros, filmes e séries.
SORTEIO! De Garota Interrompida, com parceria da Editora Única. Corre!

Responder

✿Nessa✿ - 19, julho 2013 às (14:34)

Oi Mi*
De início eu havia me interessado pelo livro, mas depois passou.
Pela sua resenha o livro parece ser bom, mas acho que ainda não o lerei.

Beijos*

Responder

Aline Rodrigues - 19, julho 2013 às (16:54)

Oi Aione, eu amei o primeiro livro, mas o segundo foi uma leitura arrastada, achei que complicaram o simples eu particularmente não gostei, fico me perguntando qual será a enrolação para o terceiro livro =/
bjos

Relíquias
http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

Responder

Cibele Santos - 19, julho 2013 às (19:38)

Otimo livro
ainda nao tenho o primeiro livro,mais estou louca pra ler

Responder

Pamela Liu - 19, julho 2013 às (22:35)

Ainda não li o primeiro volume, mas me interessei bastante pela sinopse do primeiro e segundo volume. Vi no seu video do bookshelf tour que vc não classificou O inferno de Gabriel como erótico, mas talvez um New Adult, então me interessei bem pelo livro =)

Responder

Luiza V. - 20, julho 2013 às (00:01)

Não li nem o primeiro livro,não me interessei muito pois vi uma resenha bastante negativa(não lembro em que blog foi),mas vendo agora a historia e suas opiniões ate me pareceu legalsinho o livro ne..mas ainda não sei se vou ou não compra-lo.iai? kkkk bjss

Responder

beth - 20, julho 2013 às (18:13)

Acabei de comprar o primeiro livro O inferno de Gabriel e estou gostando muito. Agora quero saber um pouco mais desse que é a continuação. Pra ver se é tão bom como o Inferno. E pelo que pude notar ele peca em alguns detalhes. Mais mesmo assim vou experimentar ler e saber mais sobre a história dos dois: Gabriel e Júlia. Beijos.

Responder

Sabrina Castro - 20, julho 2013 às (20:25)

Olá!

Passando para desejar Feliz Dia do Amigo.

xoxo

Books & Emotions
http://books-and-emotions.blogspot.com.br

Responder

Joiciane - 20, julho 2013 às (23:53)

Oi Mi, eu não li o primeiro volume da trilogia nem tive curiosidade, tao pouco a continuação, mas li sua resenha com a esperança de mudar de ideia, mesmo assim, apesar de vc sempre desenvolver ótimas resenhas, ainda não me convenci.
Embora nunca saberei o que achar do livro se não tentar neh rs

beijooos

Responder

Gabriela - 21, julho 2013 às (00:42)

Essa não é uma série q eu leria, não gosto de eróticos, nem mesmo os que tem uma pegada erótica e mesmo se gostasse nem poderia ler pq sou menor de idade, apesar disso acho q pra quem curte parece ser um bom livro pq trata de um assunto polêmico, então imagino q não seja só sexo.

Responder

Naty - 22, julho 2013 às (03:07)

Estou louca para ler esse livro. Uma pena que a estória não envolve tanto Dante como no primeiro, foi justamente isso que gostei. Mas fico feliz por ainda ter muitas referencias culturais. Não vejo a hora de lê-lo.

Responder

Gabriela - 22, julho 2013 às (13:26)

Eu li o Inferno de Gabriel com muito, muito receio.
Pensei, sinceramente que encontraria uma versão diferente de 50 tons de cinza, mas me surpreendi e muito com o conteúdo cultural do livro!
O acompanhamento da história de Dante e Beatriz me encantou e estou ansiosa para ler o Julgamento de Gabriel, pois como disse parece ser uma continuação a altura.
Uma coisa é certa, no começo de Inferno eu também achei meio parado, assim como você, persisti e me surpreendi!
Espero gostar tanto do Julgamento quanto você.
Beijos!!!

Responder

Lucas Goulart Duarte - 23, julho 2013 às (14:02)

Nao me interesso por essa série, pq n gosto desse estilo de leitura e é fato o pq hahaha

Responder

Ruti - 23, julho 2013 às (22:49)

Já ouvi várias pessoas falarem desse livro, porém, não tive muita vontade de lê-lo. Mas depois dessa resenha quero intensamente ler esse livro e ter ele pra mim. A resenha está ótima. 🙂

Responder

Raquel Machado - 24, julho 2013 às (00:50)

Oi flor,
Estava com saudades de suas resenhas estou com tantos livros aqui e agora que a mudança acabou temporariamente espero poder voltar para eles para os blogs e para as visitas…sobre esse livro tenho muita curiosidade de ler ele pois gostei do primeiro e quero ver como vai se desenrolar o resto da trama.

Bjss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com.br

Responder

Aline Gonçalves - 24, julho 2013 às (02:01)

Chegou para mim essa semana O Inferno de Gabriel e estava com um pé atrás antes de ler sua resenha. Tinha medo de não ser uma narrativa arrastada.
Vou dar uma oportunidade ao livro em breve e depois comprarei o Julgamento de Gabriel.

beijos!
http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

Responder

Michelle Ladislau - 24, julho 2013 às (15:17)

Eu não li o primeiro, mas ele me parece ser muito bom, o segundo é a primeira resenha que leio dele.
Espero que a história em meu ponto de vista seja envolvente.

Responder

Vanilda - 24, julho 2013 às (23:09)

Eu ainda não li o primeiro e apesar de ter lido algumas críticas negativas, ainda assim quero ler porque acho que tem uma história interessante. Na sequência também pretendo ler O Julgamento de Gabriel e ver como a história continua e se desenrola.

Responder

Jeová Fernandes - 26, julho 2013 às (06:06)

Minha irmã já leu o primeiro e falou muito bem do primeiro !
Ainda não li nenhuma resenha negativa sobre a triologia.Por isso estou muito ansioso para ler o primeiro e o segundo !

Responder

Thaynara ribeiro - 26, julho 2013 às (12:11)

Eu fiquei chocada quando descobri q o autor é um homem!!!
Gostei de O Inferno de Gabriel na segunda vez q tentei ler, na primeira não gostei por estar esperando algo no estilo de 50 tons, e o livro não é assim. Gosto muito do Gabriel e espero ler logo o segundo livro!!!

Responder

Diandra Fernandes - 26, julho 2013 às (20:37)

Bom, não sei como vai ser minha reação quando ler mas o que eu acho que falta em muitos romances hot é o verdadeiro romantismo sem tanta ênfase no relacionamento carnal em si, acho que vou gostar tenho ouvido falar muito sobre ele.

Responder

Gel Borges - 27, julho 2013 às (21:42)

Oi Mi…
Estou com esse livro bem aqui na minha estante e vc só fez minha curiosidade aumentar com sua resenha.
Li o primeiro e gostei bastante e pelo que vc falou em sua resenha o segundo não vai deixar a desejar.
Parabéns pela resenha!

Responder

Nessa - 28, julho 2013 às (16:55)

Oi Mi!
Terminei hoje a leitura de O Inferno de Gabriel, e estou muito curiosa pela sua continuação.
Não sei muito o que esperar do segundo livro, acredito que o primeiro terminou sem deixar pontas soltas. Concordo que ele foi muito estendido, achei as 100 primeiras paginas cansativas, poderia ter evitado essa enrolação e ter incluído logo o julgamento de Gabriel e também sua redenção. Mas mesmo assim adorei a história, gostei do paralelo entre a história de Dante e Beatriz, deixou tudo bem romântico!
Mas enfim, espero poder ler o seu segundo volume em breve!
Beijos 😉

Responder

Adriana - 29, julho 2013 às (19:37)

Não li O inferno de Gabriel ainda e apesar de já te-lo, prefiro esperar ter o segundo livro pra emendar uma leitura na outra, embora tenha pessoas que não gostaram muito da historia, eu vou querer ler, e depois de ler sua resenha positiva desse segundo livro, fico mais confiante na leitura…acho que a leitura se arrastando nas primeiras páginas sempre acontece num segundo livro, até engrenar né,rsrs! Parabéns pela resenha, ficou show! Bjão!

Responder

Ademar Júnior - 02, agosto 2013 às (04:05)

Oi Mi,
Eu tinha ficado interessado no primeiro volume pelo fato de ter a referência à historia de Dante e Beatriz, mas lendo a sinopse desse me parece que a trama fugiu um pouco dessa temática, o que posso está enganado. De qualquer forma, o meu interesse pela trilogia já não é mais o mesmo. Provavelmente é uma trilogia que não irei ler, rsrs…
Beijos
Ademar Júnior
http://coolturalblog.wordpress.com/

Responder

Denise - 01, maio 2017 às (22:49)

Olá, li partes da sua resenha em um blog agorinha. Uma publicação recente de uma pessoa que é comprovadamente plagiadora.
https://minisaiajusta.blogspot.com.br/2017/04/resenha-o-julgamento-de-gabriel-sylvain.html?m=1

Responder

Aione Simões 02 maio 2017

@Denise, obrigada pelo aviso, Denise!

Responder

Últimas Resenhas

Calendário de posts

julho 2013
S T Q Q S S D
« jun   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Participo

<div class="titulo participo"><h6>Participo</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por