[Resenha] Jardim de Inverno - Kristin Hannah | Minha Vida Literária
29

jul
2013

[Resenha] Jardim de Inverno – Kristin Hannah

Título: Jardim de Inverno
Autor: Kristin Hannah
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 416
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são. “Difícil não rir um tanto e chorar ainda mais com a história de mãe e filhas que se descobrem no último momento.” – Publishers Weekly

Embora eu tivesse lido apenas dois livros de Kristin Hannah antes de iniciar a leitura de Jardim de Inverno, eu já a tinha como uma de minhas autoras favoritas e, agora, posso fazer essa afirmação com ainda mais certeza.
A primeira coisa que me chamou a atenção em Jardim de Inverno foi a forma de como as personagens me incomodavam. Cada uma a seu modo, tanto Meredith quanto Nina e Anya, ou Mamãe, apresentam barreiras ao redor de seus sentimentos que as impedem de expressá-los em muitos momentos. Assim, eu me sentia angustiada ao vê-las tomarem certas atitudes por conta desse distanciamento que tentam manter.
A narrativa de Kristin Hannah é envolvente desde as primeiras páginas. Mesmo sendo construída em terceira pessoa, o que normalmente causa certo distanciamento entre as personagens e o leitor, é fácil se envolver com a história, principalmente porque o mistério que a rodeia faz com que o leitor se sinta instigado a devorá-la para poder compreendê-la.
Foi o mistério, sem dúvida alguma, que mais me prendeu na trama. Ainda que eu tivesse os meus palpites, eu não estava certa sobre ele e me sentia extremamente curiosa para entender os motivos que levaram Anya a agir com tanta frieza com suas filhas durante toda a vida delas. E, ao mesmo tempo em que vamos compreendendo essa história, Meredith e Nina vão descobrindo mais tanto sobre a mãe quanto sobre elas próprias, e acompanhar esse processo de autodescoberta foi, certamente, mais um ponto positivo da obra.
Ao mesmo tempo em que a história presente é cativante, o aparente conto de fada – a fonte de todo o mistério do enredo – contado por Anya para as filhas é igualmente envolvente. Também, foi o ponto em que, acredito, a autora mais precisou se basear em pesquisas para poder fornecer um relato verossímil e, certamente, ela foi feliz nesse quesito. Algumas passagens me deixavam chocada pelas dificuldades envolvidas, e esse sentimento aumentava ainda mais quando eu pensava que, muito provavelmente, milhares de pessoas enfrentaram situações semelhantes na época em questão.
Foi impossível chegar ao final sem ser acometida pelas lágrimas. E, também, a autora conseguiu me surpreender com uma reviravolta completamente inesperada, o que acarretou em ainda mais lágrimas derrubadas. Se eu já havia achado a história como um todo bem construída e bonita, ao seu final, eu a considerei como extremamente bela e tocante.

 

“(…) E talvez assim as coisas devessem ser, a forma como a vida se desdobra quando você a viveu o suficiente. Alegria e tristeza eram parte do pacote; o truque, talvez, fosse permitir-se sentir tudo, mas agarrar-se à alegria um pouquinho mais, porque nunca se sabe quando um coração forte pode desistir.”

 

 Aos que gostam de tramas que envolvem temáticas familiares, bem como pitadas de romance, drama e, também, de fatos históricos, Jardim de Inverno é um prato cheio, ainda mais por ser construído pela ótima narrativa de Kristin Hannah.




Deixe o seu comentário

27 Respostas para "[Resenha] Jardim de Inverno – Kristin Hannah"

Katrine Bernardo - 29, julho 2013 às (13:12)

Oi Mione, tudo bem? *-*
Nossa, sua resenha ficou linda dms, eu li esse livro a algum tempo e lembro que me apaixonei pela história, a escrita da Kristin é tão diferente, ela meio que nos envolve completamente na história 🙂
Beijos!
http://www.garotadolivro.com/

Responder

Mariana FS - 29, julho 2013 às (13:41)

Oi Mi!
Nunca li nada da autora, mas já vi ela receber muitos elogios.
Esse não é exatamente o meu estilo favorito de leitura, mas quando a Novo Conceito lançou “Jardim de Inverno” fiquei com vontade de ler, depois desisti. A pilha de outros livros falou mais alto, hehe. Mas não descarto a possibilidade de dar uma chance.
Saber como os personagens envolveram você me deixou mais interessada.
Beijos

Responder

Ruti - 29, julho 2013 às (14:58)

Olá! Sua resenha ficou ótima! Ainda não tinha lido nenhuma sobre o livro, mas quando li a sinopse e vi a capa pensei: o livro deve ser maravilhoso. E depois que li sua resenha, adorei mais ainda! Parece ser uma história muito emocionante. Estou louca para ler. 🙂

Responder

Luiza V. - 29, julho 2013 às (15:49)

Nunca li nada da autora e não fiquei com vontade de ler!Não faz muito meu gênero e também ja li umas 3 ou 4 resenhas que falavam q escrita da autora era chata e tal…

Responder

Joiciane - 29, julho 2013 às (18:38)

Oi Mi, estava super curiosa pra ver a sua resenha de Jardim de Inverno por eu ja ter lido o livro. E adorei, como sempre.
Eu tbm me emocionei, com aquele final inimaginavel e o livro me prendeu de uma forma sem igual, acho que todo leitor deveria ter a oportunidade de ler esse livro.
Foi o primeiro que li da autora e tenho medo de me decepcionar com outros títulos ja lançados dela.
Ao terminar o livro tbm fiquei pensando nas pessoas que devem ter passado por algo semelhante à historia do livro, fiquei com esse livro por varios dias na cabeça e falava dele pra todo mundo rs.. =)

beijoos.

Responder

Aline Gonçalves - 29, julho 2013 às (21:43)

Parece que esse livro aborda pontos sobre a Segunda Guera…nossa eu amo livros assim. Até eu fiquei curiosa para saber os motivos de Anya para ser assim com as filhas.
Não conheço a autora, mas fiquei bem curiosa para ler o livro.
😀
Beijos.

Responder

Juliana - 29, julho 2013 às (21:49)

Oi Aione a resenha ficou muito boa!!!
Já coloque o livro na minha lista de leitura.

Aproveitando, te indiquei para um selinho lá no meu blog

http://no-mundo-dos-livros.blogspot.com.br/2013/07/selinho-versatile-blogger-award-7.html

Responder

Aline Dias - 29, julho 2013 às (23:17)

Nossa Mi 416 páginas é grande esse livro hein!!!Sou a louca das capas e + uma vez achei essa capa linda!!!
Amo livros que nos faz chorar é sinal que nos envolvemos com a história!!!
Depois dessa resenha + um pra minha lista de desejos!!!

Beijokas =)

Responder

Catharina M. - 29, julho 2013 às (23:58)

Esse livro parece ser lindo, adoro a capa dele e tenho muuuuita vontade de ler. Ainda mais depois dessa resenha kkkk

http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Responder

Naty - 30, julho 2013 às (00:38)

Ainda não li nada da autora, mas tenho muita curiosidade pelo tanto que ela é elogiada. Como gosto de temáticas familiares adorei essa premissa, acho que vou chorar lendo como você.

Responder

Helana O'hara - 30, julho 2013 às (01:48)

Livros da Kristin fazem a gente chorar horrores, como proceder.

beijinhos
http://www.intheskyblog.blogspot.com.br

Responder

suzy pat - 30, julho 2013 às (02:38)

Adorei a resenha, já quero ler esse livro!!

Bjs

Responder

Thaynara ribeiro - 30, julho 2013 às (16:54)

Parece ser uma linda história, mas como não gosto muito de drama familiar não estou muito animada com a leitura….

Responder

Lucas Goulart Duarte - 30, julho 2013 às (16:55)

Essa capa é muito bonita, embora bem simples.

Parece ser um livro que emociona msm, porém e um daqueles que são reais e levam o leitor para dentro dele. Gosto de livros assim 🙂

Responder

Tati Munhoz - 30, julho 2013 às (17:44)

nunca li nenhum livro da autora e fiquei super curiosa!!
Adorei a resenha! 🙂

tatimunhoz.blogspot.com.br

Responder

Eduarda Menezes - 30, julho 2013 às (23:00)

Acabei de escrever um comentário e sumiu! Tristeza hahaha

Eu sou uma leitora muito ansiosa e sempre fico agoniada quando os personagens guardam as coisas para si e tomam atitudes nada a ver em cima disso. Fico logo nervosa haha

Mas vários elementos da história me chamaram atenção, principalmente o mistério e a reviravolta ao final, e claro, a sua empolgação contagiante.

Beijão, querida!

Responder

Lili - 31, julho 2013 às (00:35)

Eu fiquei curiosa quando tava viajando e vi que você tinha começado a leitura. Bem no clima hehehe

Eu ainda não li nada da autora, mas espero gostar também do livro que tenho dela. Acho que o trabalho da editora ficou bem bonito com essa capa, embora ela me pareça ligeiramente distante do estilo do livro pelo o que escreveste.

(mas não li a sinopse)

liliescreve.blogspot.com

Responder

Gabriela - 31, julho 2013 às (21:22)

É uma pena que esse livro não se encaixe no meu tipo de leitura porque depois de uma recomendação dessas! Como resistir a um livro que nos arranca lágrimas?? Ainda sim eu não fiquei muito atraída pela leitura, apesar da resenha maravilhosa e da autora aclamadíssima faltou alguma coisa pra mim, ou vai ver apenas não faz meu gênero.

Responder

CMachado - 31, julho 2013 às (22:23)

Eu passei esse livro na frente por causa do frio, da neve, acredita? amooo!! rs
Mas, principalmente por causa da autora que mexeu comigo num livro q terminei recentemente O caminho para casa!!
Escrita deliciosa como vc disse, sua resenha!! adoro ler suas dicas!!
É muito prazeroso ler um livro que começamos e queremos ler sem parar!!
Bjk

Responder

Pamela Liu - 01, agosto 2013 às (00:31)

Nunca li nada da autora, mas gostei bastante da sinopse desse livro.
Acho que iria ficar bastante envolvida com a história para saber o que aconteceu com a mãe das garotas que a deixou assim.
Já está na minha lista de desejados.

Responder

Naah doida - 01, agosto 2013 às (01:45)

Oi Mi, faz tempinho q eu estava querendo ver uma resenha sua sobre esse livro (dpois q eu vi q vc tinha recebido e iria ler), pq eu tenho muito interesse desde que a editora lançou, confesso que esse interesse todo foi mais por causa da capa do que a história em si (ahh que nunca?), mas depois de ler que você se emocionou com a história eu vou ter que ler…kkkk Bjoos!

Responder

Sandra Alvarenga - 01, agosto 2013 às (13:16)

De cara já me apaixonei pela capa.
Agora fiquei muito curiosa p/saber o segredo, sempre fico com vontade de ler td a respeito dos acontecimentos no período de guerra, deve ter tanta coisa bonita no meio de tanta tristeza.
Geralmente duas irmãs, com vidas diferentes, mundos diferentes, fazem rir e chorar.
Adorei a resenha e vou ficar muito feliz se for a sortuda que ganha-lo.
Obrigada por partilhar conosco esta oportunidade de participar do sorteio.
biga.alvarenga@gmail.com

Responder

Ademar Júnior - 02, agosto 2013 às (15:48)

Oi Mi,
Eu fiquei curioso para ler a Kristin Hannah por causa dos seus elogios em relação aos livros dela. Quando vi que a Novo Conceito lançaria um livro dela não hesitei em solicitar, rsrs…
Quero ler em breve, ainda que tenham outros na frente.
Eu gosto muito de história com dramas familiares, mais um ponto positivo.
Adorei seu texto.
Beijos

Responder

Glee - 09, agosto 2013 às (19:36)

Essa Capa é muito linda, se eu visse na livraria já levaria pra casa! & depois de ler sua resenha fiquei morrendo de vontade de ler, o jeito que você mostro como a leitura pode ser agradável, porém tenho alguns na frente, e por sua causa u_u . Pois ultimamente furando fila com os livros que você fala tão bem!

– Participando do sorteio, com toda certeza ficaria muito feliz em receber esse exemplar!

Atenciosamente,
Brunno Cesar

Responder

Amanda Trindade - 05, junho 2014 às (05:51)

Olá,
estava procurando uma resenha do livro” Jardim de Inverno” e achei seu blog. Adorei sua resenha vou começar a ler esse livro logo, logo. Por gentileza, me dá um conselho, esse livro vale à pena ter em nossa estante real?

Fico por aqui e estou te seguindo cero?

Abraços e boas leituras!!!

Responder

Aione Simões 05 jun 2014

Oi Amanda!
Vale a pena sim! O livro é ótimo e a história é linda 🙂
Seja muito bem vinda!
Beijão!

Responder

Marisa - 02, março 2015 às (16:03)

Nossa! Estou lendo este livro! Estou na pagina 300. Estou amando!! No começo achei meio arrastado, mas agora nao vejo a hora de terminar. Depois volto pra dizer o que achei do final. Rsrs

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil