[Resenha] As Memórias Perdidas de Jane Austen - Syrie James | Minha Vida Literária
05

ago
2013

[Resenha] As Memórias Perdidas de Jane Austen – Syrie James

Título: As Memórias Perdidas de Jane Austen
Autor: Syrie James
Editora: Record
Número de Páginas: 320
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Um dos maiores nomes da literatura inglesa, Jane Austen escreveu clássicos como Orgulho e preconceito. Embora seus livros tenham interessantes histórias de amor, a vida amorosa da autora nunca foi considerada notável. Esse foi o ponto de partida para Syrie James, estudiosa de Austen, criar uma versão romanceada sobre a vida da aclamada escritora. E se memórias escritas pela própria Austen fossem descobertas, revelando um grande caso de amor? Escrito em um estilo próximo ao da própria escritora britânica, As memórias perdidas de Jane Austen é um livro notável, irresistível para qualquer um que ame Jane Austen – ou grandes romances.

As Memórias Perdidas de Jane Austen é um livro de ficção, no qual Syrie James, historiadora, se baseou em fatos da vida da célebre autora para criar uma história de amor para ela, já que é sabido o fato de que Jane Austen jamais se casou, tendo tido um breve envolvimento com o amigo de seu irmão, Thomas Lefroy, perto de seus 20 anos. Tal história foi contada em formato de memórias, como se tivesse sido escrita pela própria Jane Austen nos momentos finais de sua vida, em uma tentativa de compartilhar com o mundo a história por ela vivida.

“Porque eu sinto uma vontade súbita de relatar, em pena e tinta, um relacionamento de natureza tão pessoal que jamais assumi, não sei dizer. Talvez seja essa doença enlouquecedora que tem me perturbado ocasionalmente nos últimos tempos – esta lembrança sagaz da minha mortalidade – que me impulsiona a ter algum registro do que aconteceu para evitar que a lembrança desvaneça nos recônditos da minha mente, e dali desapareça para sempre da história, tão fugaz como um fantasma em meio à névoa.”

(página 17)
Um dos maiores méritos de James, para mim, foi ter escrito um prefácio relatando a situação em que as memórias teriam sido encontradas, transportando o leitor desde o início para a vida de Jane Austen e o envolvendo com a sensação de veracidade da história. Ainda, a autora soube muito bem como mesclar fatos já conhecidos sobre Austen com os criados por ela para dar corpo ao enredo, aumentando, ainda mais, tal sensação, já que eles se encaixaram na trama fazendo com que ela soasse como possível de ter acontecido.
Não considero ter conhecimento o suficiente para avaliar o quão próxima é a escrita de Syrie James da de Jane Austen, mas, o que posso afirmar, é que, durante a leitura, me se senti envolvida pela mesma atmosfera de quando entro em contato com alguma das obras de Austen, o que bastou para que o enredo me soasse verossímil. Também, foi delicioso acompanhar detalhes dos livros de Jane espalhados pela trama, como se os eventos de sua vida tivessem inspirado os criados para suas obras. Dessa forma, é comum encontrar spoilersde seus livros, principalmente sobre Razão e Sensibilidade, então fica o alerta para quem ainda não o leu. Aliás, diria que a leitura será certamente mais prazerosa aos que já tiveram contato anterior com os livros de Austen para poder reconhecer as situações similares que Syrie James incluiu nessa história.
Independentemente de a história convencer ou não como tendo sido vivida por Jane Austen, ela me cativou por completo. A Jane Austen recriada por James apresenta todas as características que podem ser reconhecidas nas obras da real autora, como seu tom irônico e suas convicções à frente de sua época, e não tarda a agradar o leitor. Ainda, o romance relatado foi daqueles capazes de me encantar e me levar às lágrimas ao final do enredo, fazendo com que eu terminasse a leitura deliciada e satisfeita com o que li.
“(…) Em consequência, tenho meus pensamentos a respeito dele aos confins de meu coração; banido para sempre – mas nãoesquecido.Não, nunca esquecido. Pois como alguém pode esquecer o que se tornou parte de sua própria alma? Cada palavra, cada pensamento, cada olhar e sentimento passados entre nós estão tão frescos em minha mente agora, anos depois, como se tivessem ocorrido ontem.
A história deve ser contada; uma história que vai explicar todas as outras.”

(páginas 18 e 19)
De maneira geral, o livro é extremamente capaz de agradar os que apreciam romances como os escritos por Jane Austen, principalmente os fãs da autora. Não apenas a história em si é bela, como também é maravilhoso poder conhecer muitos dos fatos sobre Austen, além de poder relembrar passagens das histórias que a imortalizaram e a consagraram como a grande escritora que hoje é reconhecida. Uma obra certamente romanceada e, por isso, capaz de arrancar suspiros dos leitores mais românticos.






Deixe o seu comentário

29 Respostas para "[Resenha] As Memórias Perdidas de Jane Austen – Syrie James"

✿Nessa✿ - 05, agosto 2013 às (13:14)

Oi Mi*

Este livro já está na minha lista de desejados, ele parecer ser ótimo.
Eu adoro a Jane Austen, apesar de não ter todos os livros dela, estou bem curiosa para ler este.
Achei a diagramação dele perfeita.

Beijos*

Responder

Mariana FS - 05, agosto 2013 às (14:05)

Oi Mi!
Esse livro deve ser uma delícia!
Eu ainda não li toda a obra da Jane Austen, mas gosto muito do que li.
Amei esse primeiro quote quando você divulgou ele na semana passada e fiquei aguardando a resenha, já prevendo que ficaria com vontade de ler o livro 🙂
Mesclar realidade com ficção nunca é fácil. Que bom que a autora conseguiu desenvolver bem a proposta a ponto de agradar os fãs de Austen.
Beijos
alemdacontracapa.blogspot.com

Responder

Lili - 05, agosto 2013 às (14:15)

Fiquei encantada e faz tempo que eu quero ler o livro. Fico feliz que você tenha se encantado.
Acho que, embora seja ideal uma similaridade e um toque de autenticidade, no fim das contas o que mais importa é a história em si.
Inspirar-se na realidade e criar uma excelente ficção e ainda conseguir fazer o leitor acreditar na autenticidade da história é que criam a satisfação, independente de esta história falar de alguém conhecido ou não.

Como baba-ovo da tia Jane, esse com certeza fará um dia parte da minha estante.

liliescreve.blogspot.com

Responder

Ruti - 05, agosto 2013 às (14:57)

Adorei a resenha do livro, e fiquei louca para lê-lo. Sou louca por romances mas ainda não li nenhum livro da autora, e com certeza esse ira para a minha listinha de livros que já é bem grande. HAHAHA
Uma pena não ter lido nada dela, pelo que li sobre ela, todos os livros dela são ótimos. Espero gostar! 🙂

Responder

Ana Luisa - 05, agosto 2013 às (15:04)

Sou louca para ler Jane Austen, ainda não li nada da autora. Obrigada pela dica do spoiler no livro, vou ler os livros dela primeiro e depois, com certeza, esse. Me agradou.

Beijos.

Responder

Fernanda S. Lucena - 05, agosto 2013 às (15:34)

Menina, acredita que nunca li nenhum livro da Jane Austen!!!
Absurdo né?!
Hehehehehehe
Mas me interessei por esse!

Bjooooooooooos

muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

Responder

Amanda - 05, agosto 2013 às (15:55)

É uma vergonha, admitir, até para mim mesma que nunca li nenhuma obra de Jane Austen rs
Vejo todo mundo falando com tanta paixão sobre os livros dela e sobre a sua narrativa q me dá vergonha
Saber que um livro (mesmo q seja uma obra fictícia) foi escrito somente para falar sobre suas memórias aguça ainda mais a minha curiosidade sobre as obras da autora.
Preciso ler para ontem! rs
Fora que essa capa é linda demaaaais!
Mais um incentivo.

Bjos!!

Responder

Val Medrado - 05, agosto 2013 às (16:20)

Nossa preciso ler esse! Ja vou colocar na minha extensa lista de desejados

bjs

http://valmedrado16.blogspot.com.br/

Responder

Fabi Liberati - 05, agosto 2013 às (17:41)

Oie Mi, nunca li nada da Jane mas já estou começando a me arrepender. Os trechos que você colocou de James me pareceram bem intensos e com isso acho que o livro deve ser também.
Fiquei muito curiosa e com muita vontade de ler esse livro, e Orgulho e Preconceito =D
Beijinhos

Responder

Petra Henning - 05, agosto 2013 às (19:50)

Tenho muita vontade de ler Jane Austen, nunca li nenhum livro. Tinha um preconceito com eles, sei lá eu porque, por isso sempre fiquei longe. Mas cada vez mais tenho raiva de mim por esse sentimento. hehe
Esse livro deve ser sensacional, a ideia da autora é muito boa! Depois que eu tomar juízo e ler os livros da Austen, vou fazer questão de ler esse também.

Responder

Ariádne Tamires - 05, agosto 2013 às (20:06)

Eu vi vários comentários positivos sobre este livro mesmo.
Também não teria como ser ruim, leitura obrigatória pelo visto para amantes da Jane! 😀
Esta na minha lista de desejados.

Beijos

http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

Responder

Cristiane Dornelas - 05, agosto 2013 às (20:52)

Adoro os livros da autora e queria muito conferir esse. É pra quem é fã mesmo, vale a pena conferir e pelo jeito não desagrada, vi muitas coisas boas dele e gostaria de conferir.

Responder

Mayla Henrique - 05, agosto 2013 às (21:31)

Nunca li nada da Jane mas sinto vontade de ler Orgulho e Preconceito e como um leitora romantica eu devo ler esse livro já então como você disse primeiro preciso ler os outros livros dela pra ler esse !

Responder

Van Castro - 05, agosto 2013 às (23:28)

Fuquei muito curiosa pra ler esse livro. Se ele seguir o estilo da Jane Austen, sei que vou amar!
🙂

Responder

suzy pat - 07, agosto 2013 às (01:02)

Este comentário foi removido pelo autor.

Responder

suzy pat - 07, agosto 2013 às (01:03)

Ja comentei que admiro a capacidade que uma pessoa possui ao escrever?? Agora imagina uma pessoa no século XXI, escrevendo um livro como se em outra época?? Foi isso mesmo que entendi?? Fiquei curiosíssima para ler!!!

Responder

G.Regina - 07, agosto 2013 às (02:47)

Sempre me indaguei se esse livro era bom, na verdade duvidava que a autora iria conseguir “se passar” pela Jane.
Agora, coloquei na minha lista, porém quero ler razão e sensibilidade antes, obrigada pela dica!

Responder

Fernando Pacman - 07, agosto 2013 às (04:51)

Gostei muito da qualidade da resenha, mas o livro não me agradou muito (acho que não é o tipo de história que me atrai.

Parabéns pelo blog.

Abraços

http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

Responder

Michelle Ladislau - 07, agosto 2013 às (11:29)

Oi querida!
Não conhecia o livro e nunca li nada da autora! É a primeira resenha que leio desse livro. Posso dizer que a história me surpreendeu, a ideia da autora foi maravilhosa. Em breve quero ter a oportunidade de fazer essa leitura!

Beijinhos
http://www.estilogeek.blogspot.com.br

Responder

Julia G - 07, agosto 2013 às (12:32)

Oi Mi, infelizmente ainda não consegui ler nada de Jane Austen, apesar de ter comprado um exemplar incrivelmente lindo de alguns livros dela. Mas adorei os trechos que você selecionou, são belos, leves e carregados de emoção, como imagino ser todo o livro. Adorei a ideia do enredo, fico fascinada quando conseguem misturar real e imaginário, assim que tiver a oportunidade, lerei.

Beijos

Responder

Alexandre Koenig de Freitas - 09, agosto 2013 às (13:51)

Oi Mi,
Acho que deve ter sido bastante complicado para autora escrever no mesmo estilo de jane austen (pq, vamos combinar, jane austen é jane austen, e não é qualquer um que consegue copiar sua narrativa deliciosa e seus diálogos sagazes).
Feita esta ressalva, devo reconhecer que a premissa do livro é genial e que estou bastante curioso para conferir a obra.
Abraço,
Alê – Além Da Contracapa

Responder

CMachado - 09, agosto 2013 às (14:34)

Este comentário foi removido pelo autor.

Responder

Cinai Machado - 09, agosto 2013 às (14:40)

Como fã da JA acredito que vou gostar…
E a gente como sempre querendo saber da vida dos famosos né?
Acredito Aione como vc disse, que a escritora pode ter tido a sensibilidade e conhecedora das obras, tenha feito um lindo trabalho chegando bem perto da escrita da JA…

Na faculdade meu professor de língua inglesa fez um seminário sobre JA, vc imagina que delícia foi p/ mim e umas outras pessoas fãs da autora presentes nesse dia. Assim como eu, poder participar e comentar sobre nossa diva rsrs
Muita saudade…
Bjk e boas leituras!!

Responder

Caroline Rodrigues - 09, agosto 2013 às (16:48)

Mi, nunca li Nada da Jane acredita… acho que deve ser incrível, mas ainda num deu !! a lista é tão grande que parece que nunca leremos tudo que queremos neh, heheh… mas como esse parecer ter certos “Spoilers” é melhor pensar em colocá-lo no fim da lista neh… mas é um prato cheio pros já fãs =]

bjus

Responder

Kelly Barros - 12, agosto 2013 às (05:09)

Eu descobri esse livro por acaso, hoje, ele é lançamento? Porque eu não ouvi ninguém falando dele. Quando fui digitar no google, pra ter mais informações sobre ele, veio o link da sua resenha. A capa é muito bonita, o que despertou meu interesse. A premissa da história é muito interessante pra mim, e por fim eu leio a sua resenha e só consigo pensa: PRECISO DESSE LIVRO! hahahaha, aiaia, vai pros TOPs da minha whishlist literária

Responder

Ademar Júnior - 13, agosto 2013 às (00:37)

Oi Mi,
Quando vi esse livro entre os lançamentos da Record eu fiquei super curioso, pois eu adoro romances biográficos. O fato de ser sobre a Jane Austen me deixou mais curioso ainda, rsrs…
Fiquei muuuuito feliz quando vi que tinha ganhado ele na promoção aqui no seu blog. =D
Em breve eu o lerei!
Beijos
Ademar Júnior
Cooltural

Responder

Joiciane - 15, agosto 2013 às (19:12)

Eu não gosto muito de escritas atraves de memórias, mas esse parece ser um livro interessante, muito mais para quem ja leus e é fã da autora como vc msma disse.
Não é de meu interesse, embora eu leria sim se tivesse a oportunidade.

bjs

Responder

Nara Brasil do Amaral - 24, agosto 2013 às (01:43)

Confesso que, infelizmente, só li um livro da Jane Austen, que deu inspiração para o meu filme preferido, que foi ‘Orgulho e Preconceito’ e por isso mesmo, seguindo sua dica, só vou ler ‘As memórias perdidas de Jane Austen assim que eu ler um pouco mais de suas obras.
Se não me engano, pelo o que você contou em sua resenha e pelo que foi dito na sinopse, acho que esse livro já foi adaptado para o cinema e o filme tem o título ‘Amor e Inocência’ e conta com a interpretação de Anne Hathaway como Jane e James McAvoy como Thomas. Amei o filme e se o livro foi a fonte de inspiração do mesmo, com certeza deve ser tão perfeito quanto.
Vou colocar na minha lista de leitura, mas não sei ao certo quando irei começar a ler, porque como eu disse antes, vou ler outras obras da Austen antes.

Responder

Gabriela C. - 30, agosto 2013 às (18:01)

Jane Austen neh, como não gostar?? Creio que esse livro será ótimo, tá na minha lista no skoob a um tempinho!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por