[Resenha] Uma Longa Jornada - Nicholas Sparks | Minha Vida Literária
14

nov
2013

[Resenha] Uma Longa Jornada – Nicholas Sparks

Título: Uma Longa Jornada
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 368
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias.Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição.Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder.

Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

Livros como Uma Longa Jornada me fazem compreender a importância do nome de Nicholas Sparks na literatura contemporânea. Impregnada com características das obras do autor da primeira à última página, senti meu coração se aquecer durante a leitura.
A narração é dividida em três partes: em primeira pessoa, no tempo presente, é dada a visão de Ira após sofrer um acidente. Ainda em seu carro, ele passa a ver sua esposa Ruth, falecida há 9 anos, e, enquanto conversa com ela, faz um flashback dos anos que viveram juntos. Em terceira pessoa, temos as visões de Luke e Sophia, um cowboye uma estudante de História da Arte, que se conhecem e iniciam um relacionamento inesperado.
Não foram os fatos em si da história que me fizeram gostar tanto da leitura. Sendo sincera, muitos pontos foram, inclusive, previsíveis para mim. Contudo, foi a escrita do autor, repleta de esmero, e os sentimentos despertados responsáveis por fazerem do livro especial.
Sempre me admira a forma de como Sparks é detalhista sem ser entediante. Suas cenas são ricamente descritas, a ponto de ser muito fácil visualizá-las como em um filme – ou, talvez, já estejamos habituados a assim pensar devido à numerosa quantidade de adaptações cinematográficas sofridas por suas obras.
As cenas narradas por Ira foram as que mais me cativaram. Talvez pela narrativa em primeira pessoa, o que me fez sentir mais próxima da leitura, talvez pela própria curiosidade sobre sua vida com Ruth e por sua situação presente um tanto quanto incomum. Porém, o ponto alto do livro aos meus olhos esteve no amor compartilhado pelo casal e na forma de como ele se fez presente durante seus anos de casados. O relacionamento de ambos foi contado ao leitor com maestria, e tanto as dificuldades presentes quanto à imensidão do sentimento me envolveram a ponto de soarem reais para mim.
Confesso que o relacionamento, em si, de Luke e Sophia não esteve nem ao menos próximo de me emocionar como o outro. Aliás, em linhas gerais, me pareceu como “mais um” relacionamento, sem grandes destaques. De qualquer forma, a leitura foi tão gostosa de ser feita que, ainda assim, fui cativada por esse romance e pelo clima quotidiano que paira nos livros de Sparks.
Essa, inclusive, é uma de suas marcas, a meu ver: não enxergo, em seus enredos, reviravoltas inesperadas e suas leituras não são feitas com a ânsia de se descobrir a próxima página. Ao contrário, paira uma sensação de conforto e tranquilidade, juntamente da necessidade de se degustar cada parágrafo.
Ao chegar ao final, fui dominada pela emoção que se apresentou em muitos momentos da leitura, com a convicção de que sentimentos tão ternos e belos não podem ser fruto apenas da ficção. Uma Jornada Inesperada não foi, em termos de literatura, tão inesperado assim, mas cumpriu com excelência a missão de entreter e agradar o leitor e, mais do que isso, de transmitir sua mensagem. Leiam e, assim como eu, acredito que também entenderão.




Deixe o seu comentário

9 Respostas para "[Resenha] Uma Longa Jornada – Nicholas Sparks"

Mariana Siqueira - 14, novembro 2013 às (14:16)

Oi Aione *-*’
Awwwn, esse, na minha opinião é o melhor livro do tio Sparks <3
Foi bem como você disse, a parte da narrativa destinada à Sophia e Luke, me lembrou qualquer outro romance californiano dele. Mas Ira, foi um personagem que me surpreendeu demais da conta. Eu chorei no final, como seeempre faço nos livros do Nicholas. Ótima resenha <3

Beijos ;*
Mari Siqueira
http://loveloversblog.blogspot.com

Responder

Gabriela C. - 14, novembro 2013 às (16:28)

Eu fico até sem graça por nunca ter lido nenhum livro do Sparks…
Tô precisando começar logo neh?! hahaha

Responder

Julia G - 14, novembro 2013 às (20:05)

Oi Mi, apesar de fazer algum tempo que não leio algo do autor, gosto muito da escrita dele. Que bom que esse livro conseguiu tocar, muita gente tem reclamado da mesmisse, por isso cansou um pouco do autor.

Beijos

Responder

Amanda Z. Dutra - 15, novembro 2013 às (19:17)

Eu como já disse, li apenas dois livros do Sparks, e ainda não sou fã…então estou à procura de algum livro dele para me apaixonar sabe, e ver o que acho realmente dele *-*
Adorei a resenha!

Beijo

Responder

Jessica Lisboa - 16, novembro 2013 às (12:44)

Mais um livro do tio Nick que eu irei me banhar de lagrimas (qual livro dele que nao chorei?!), mas enfim ja esta na lista do desejados, adorei a historia que ele criou nesse livro *-*

xx

Responder

Aline Lima - 17, novembro 2013 às (12:32)

Este comentário foi removido pelo autor.

Responder

Aline Lima - 17, novembro 2013 às (12:43)

Oi Aione!
Acabei de conhecer seu blog e amei seu espaço.

Quanto ao Nicholas Sparks, eu gosto bastante dos livros dele, acho q ele sempre consegue mexer com as emoções do leitor.
Ainda não li esse, adorei sua resenha,
Bjs
Aline Lima
http://alinenerd.blogspot.com.br/

Responder

Oliveira - 22, novembro 2013 às (16:12)

É bom ler um livro que passe uma mensagem que faz com se pense nela, a ponto de observar algo na própria vida, eu amo esse tipo de livro!

Responder

Melissa Santos - 16, Abril 2014 às (19:42)

Uma Longa Jornada foi o primeiro livro de Sparks que li, mas foi o suficiente para me apaixonar por ele. Realmente a história de Ira é a que se destaca por individualidade, mas eu tenho que confessar que me apaixonei por Luke e Sophia, pode ser “mais um casalzinho…” mas mesmo assim Sparks conseguiu apresentá-los de forma cativante!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por