[Resenha] Um Caso Perdido - Colleen Hoover | Minha Vida Literária
04

jun
2014

[Resenha] Um Caso Perdido – Colleen Hoover

Título: Um Caso Perdido
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Número de Páginas:  384
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

“Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras… Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.”

Em Métrica e Pausa, Colleen Hoover me conquistou com sua escrita poética e sensível, ainda que alguns pontos de ambas os livros tenham soado um pouco exagerados para mim. Com Um Caso Perdido, novamente me senti encantada por suas palavras. Contudo, dessa vez, também fui arrebatada pela história de Sky.
Não apenas intensa e envolvente, repleta de frases de impacto, a escrita da autora consegue, ainda, conter humor na medida certa. Os diálogos de toda a obra são espirituosíssimos e muito me divertiram. Fica, também, a observação de que, não raramente, há a presença de palavrões e expressões típicas entre jovens para melhor representar tal faixa etária.

 

“- Vou lhe avisar uma coisa – disse ele baixinho. – Assim que meus lábios encostarem nos seus, vai ser, sim, o seu primeiro beijo. Porque, se nunca sentiu nada enquanto alguém a beijava, então ninguém jamais a beijou de verdade. Não da maneira como eu planejo beijá-la”.

página 122

 

Além disso, Colleen Hoover soube como construir muito bem seus personagens, desde os protagonistas até os secundários. Sky e Holder me conquistaram separadamente e como casal, principalmente por conta da intensidade que existe entre eles. Mesmo as atitudes impetuosas de Holder não me incomodaram, uma vez que eu já imaginava o que poderia estar por trás de sua personalidade. Aliás, os complexos sentimentos das personagens foram muito bem explorados, como um todo, de forma a enriquecer aina mais a trama. Também, Breckin, o amigo de escola de Sky, é um destaque a parte: suas falas contribuem com boa parte da espirituosidade já dita dos diálogos.

 

“Breckin dá de ombros.

– Sou novo aqui. E, se não deu pra deduzir pelo meu estilo impecável, acho que posso afirmar que sou… (…) Mórmon – sussurra ele.

Acho graça.

– E eu achando que você ia dizer gay.

– Isso também (…).”

página 25

 

O enredo, em partes, não me surpreendeu porque consegui entender muitos dos mistérios da vida de Sky antes de serem revelados. Ainda assim, tanto alguns detalhes inseridos pela autora conseguiram fazer deles atrativos ao leitor quanto foi impossível permanecer imune ao próprio impacto causado por eles. Quanto mais era revelado, mais agoniada eu me sentia, desejando retornar às páginas onde a ignorância permanecia e, com ela, o falso sentimento de bem estar das personagens. Porém, ao chegar ao final, me senti completamente satisfeita com todas as reviravoltas e soluções propostas pela autora, mesmo que isso não tenha minimizado o peso da história. Ao final, só pude admirar a trama, tomada por aquele desejo de querer compartilhá-la com o mundo.

 

“Se palavras fossem capazes de partir almas, acho que as minhas acabaram de partir a dele ao meio. Seu rosto fica sério e seus olhos se enchem de lágrimas. Sei o que estou pedindo e odeio estar fazendo isso com ele, mas é algo de que preciso. Preciso fazer o que puder para minimizar o ódio e o sofrimento dentro de mim.”

página 294

 

Merece destaque o título original Hopeless e sua ligação com todo o enredo. Fascinada como sou por jogos de palavras, foi impossível não me sentir encantada com todos os significados que essa única palavra conseguiu ter com todo o contexto. Também, esse acaba sendo um ponto que, infelizmente, se perdeu em partes com a tradução. Por mais bem feita que ela tenha sido, é impossível que todos os significados sejam mantidos. Esse é um dos exemplos de obra que, certamente, é muito mais rica se lida em seu idioma original – mesmo que isso seja válido para qualquer obra em qualquer idioma.

 

“(…) nunca imaginei que duas pessoas pudessem ter um ligação tão íntima e que seria possível sentir o quanto isso é certo de uma maneira tão avassaladora. É como se o propósito de toda a humanidade estivesse centrado nesse momento; ao redor de nós dois. Tudo o que já aconteceu ou acontecerá no mundo é simplesmente o cenário do que está acontecendo entre nós agora, e não quero que isso pare. Não quero.”

página 138

 

No resumo, é impossível se manter imune ao livro. Você pode amá-lo e, até mesmo, odiá-lo – embora eu ache isso difícil -, mas será impossível não sentir nada com a leitura. Se há uma palavra que pode defini-lo, então arrisco que essa seria “intensidade”, embora não queira fazê-lo, uma vez que esse não é um livro que mereça ser limitado dessa maneira. Colleen Hoover inseriu o diferencial na história ao tratar de uma temática tão importante, muito bem balanceada em todo âmbito do enredo. Se você procura uma leitura gostosa e, ao mesmo tempo, impactante, essa certamente é a escolha ideal.




Deixe o seu comentário

34 Respostas para "[Resenha] Um Caso Perdido – Colleen Hoover"

Simone - 04, junho 2014 às (09:45)

Essa é a palavra: impactante. É possível que em cada pessoa essa leitura traga um sentimento, talvez por eu em especial – como costumo dizer – sendo intensa de corpo e alma tenha me entregado além do esperado. Leitura feita em um dia, e quando terminei fiquei deitada na cama tentando me trazer de volta pro meu mundo, recolocar as idéias no lugar… Hoje é quarta feira, e desde domingo não consigo fixar minha mente em outra leitura. Estou com as espectativas, medos, dores, desespero, insegurança… tudo aqui entalado na garganta. Que venha o próximo, rs. Parabéns pelo blog.Ótima resenha. bjos!

Responder

Fernanda Costa - 04, junho 2014 às (13:44)

Nossa, que rapidinho, ontem mesmo eu comentei o post do vídeo caixinha do correio dizendo que não via a hora de ler a resenha desse livro e hoje… TANAMMM… Olha ela aqui hahaha
Adorei, uma pena os personagens serem tão previsíveis assim, mas ainda assim o livro me parece interessante, minha maior curiosidade agora é quanto ao passado conturbado da Sky, e também qual será o final da trama entre eles; o que será que Holder fez para Sky na frase da página 294??? kkkkkk Me despertou muita curiosidade essa resenha.

Responder

Natália Gomes - 04, junho 2014 às (14:18)

A cada resenha que vejo desse livro, mais minha curiosidade aumenta. Comentei no video da caixinha de correio que é minha próxima necessidade literária!

Responder

Neny - 04, junho 2014 às (19:53)

Assim como você a autora ja me ganhou quando li Metrica, achei a escrita dela tão boa de ler.
Fico aqui morrendo de curiosidade, em como é o Holder, pois vejo todo mundo morrendo de amores por ele.
Qual sera o grande misterio/segredo do livro, fico imaginando algumas coisas, a autora gosta de um drama rs, como em Metrica, medo disso,
tomara que no final do livro tudo termine bem, beijos.

Responder

Edilza - 05, junho 2014 às (12:48)

Pensei que ia querer ler esse livro depois da resenha. Mas “desempolguei”.
Pra mim não iria ter romance e palavrões, o que odeio.
Ótima resenha!

Responder

Aione Simões 05 jun 2014

Oi Edilza!
Pode ficar sossegada! Quando digo que há palavrões é porque em alguns momentos eles são citados, mas não são o principal da narrativa. Aliás, a escrita da autora é bastante sensível e, diria, poética 🙂
Caso a história tenha te chamado a atenção e/ou você tinha interesse de fazer a leitura antes da resenha, então não desanime 😉
Beijos!

Responder

Edilza 07 jun 2014

Ah tá, agora empolguei de novo! Hahaha.

Responder

FABRINE - 05, junho 2014 às (17:06)

Estou muito ansiosa para lê-lo, porém fiquei com um pé atrás por conta dos palavrões. Odeio livros que contem esse tipo de linguagem.

Responder

Aione Simões 05 jun 2014

Oi Fabrine!
Pode ficar sossegada! Quando digo que há palavrões é porque em alguns momentos eles são citados, mas não são o principal da narrativa. Aliás, a escrita da autora é bastante sensível e, diria, poética 🙂
Não desanime, acredito que vai gostar bastante!
Beijos!

Responder

Emilene - 06, junho 2014 às (03:52)

Tenho interesse de ler esse livro muito antes de saber que seria lançado aqui, já o tenho, mas ainda não comecei a ler, assim que acabar o que estou lendo esse é o próximo. Se tivesse alguma dúvida quanto a ler ou não, sua resenha e a da Pah do Livros e Fuxicos, que acabei de ler, teriam me convencido. Ansiosa para ler logo 🙂
Beijos.

Responder

Crislane Barbosa - 06, junho 2014 às (09:09)

Oi!
Vi uma outra resenha desse livro que acabei comprando-o.
E agora novamente uma outra resenha dizendo que esse livro é bom. Como não resistir?
beijão!

Responder

Catharina Mattavelli - 07, junho 2014 às (19:49)

Oi
Ah quero muito ler esse livro, amei os quotes, a resenha, a capa, tudo.
Não li nenhum da autora, mas tenho curiosidade por todos, pois ela parece ter uma escrita maravilhosa, adorei a resenha, como já disse hahaha

Beijão

Responder

Alfrêdo - 07, junho 2014 às (19:57)

Esse livro me lembra um pouco o estilo John Green. Ele é absolutamente perfeito e profundo! Ainda não comprei o livro, pois estou com alguns na estante ainda, mas minha curiosidade só aumenta..,

Responder

ELIZABETH MACHADO SALLES - 07, junho 2014 às (21:21)

fiquei impressionada com a história e com a resenha. Muito bom. Já me conquistou de cara. Ansiosa pra ler e conhecer a personagem. Beijos.

Responder

Tâmara Moya - 08, junho 2014 às (08:53)

Oi flor
Estou em um eterno caso de amor com a autora desde “Métrica” e fiquei feliz com mais esse lançamento!
Venho lendo muitas resenhas positivas e muitos elogios em relação a “Um caso perdido” que eu vivo colocando-o no carrinho de compras sempre que acesso aos sites de livraria da vida… rs.
Achei a escolha da capa maravilhosa e a sinopse apaixonante e tenho certeza de que se você se impressionou com o livro, comigo não será diferente!
A resenha só me fez aumentar mais ainda a vontade e a curiosidade de tê-lo! um livro cheio de conflitos e mudanças inesperadas….

Responder

Juliana Grade - 08, junho 2014 às (13:52)

Olá, desde que vi pela primeira vez a sinopse do livro, fiquei com vontade de ler, agora com a sua resenha aumentou muito a minha vontade ler ele, já que tem um tema que eu gosto de ver nos livros.

Responder

Larissa - 08, junho 2014 às (14:11)

Li o livro e concordo em praticamente tudo com você Aione. Confesso que no início as atitudes do Holder me deixaram um pouco preocupada com o que seria do casal, principalmente no momento em que ele sai do refeitório muito bravo. Também entendi a maior parte da trama antes de todos os mistérios serem revelados mas isso não diminuiu nem um pouco o amor que tenho por esse livro. A autora incluiu diversas informações na resolução dos problemas que me chocaram. Concordo que a tradução do título perdeu seu significado original. Com esse livro, me apaixonei pela escrita da Colleen de um jeito que métrica e pausa não haviam conseguido. Adorei a resenha!!

Responder

Mylena - 09, junho 2014 às (11:36)

Ual! Super interessante essa sinopse… Só estou vendo comentários positivos deste livro! Tô doida pra ler! Nunca li nada da Colleen Hoover. Tô bem ansiosa pra conferir esta estória.

Responder

Lindsay Leão - 11, junho 2014 às (13:55)

Oi Mi,
Amei a sua resenha e fiquei (É claro!), muito ansiosa para conhecer a história da Sky. Tenho ele no idioma original no Kobo a muito tempo, li algumas páginas e parei (para reler A culpa é das Estrelas, confesso!). Mas, como na sua resenha você diz que algumas partes ficaram um tanto sem sentido quando traduzidas, resolvi continuar minha leitura pelo kobo. Parabéns pela linda resenha e obrigada por postá-la, os livros indicados por você como favoritos aqui no blog sempre são lindos!
Beijos

Responder

Vanessa - 13, junho 2014 às (01:21)

Nunca li nada da Colleen Hoover, mas me interessei por esse livro por ser louca pra ler Métrica. Faz sentido? rs
A história parece ser tão linda, tem me conquistado mais e mais a cada comentário, a cada resenha, <3

Responder

Jessica Marques - 15, junho 2014 às (11:30)

Oi Aione!
Desde que li Métrica e Pausa fiquei com vontade de tudo o que a Colleen escreve e finalmente mais um livro dela foi lançado, ainda estou esperando o ultimo da série Slammed…
Um Caso Perdido (não gostei de como ficou o título aqui) e pelo que você falou o Hopeless tem muito a ver com todo o enredo, acho que seria bom que não tivesse mudado, veremos como ficará o segundo.
Gosto da escrita da autora porque ela sempre equilibra todos os pontos necessários no livro, não achei nada exagerado e tal, e se já me apaixonei por Métrica imagino que esse eu vou amar e não vou largar o livro até terminar a leitura! E pelo visto o final foi maravilhoso!

bjs

Responder

Adriana - 19, junho 2014 às (18:35)

Comprei Métrica dessa autora recentemente, e pretendo ler em breve. Se for tão bom quanto dizem com certeza Um caso perdido vai ser o próximo que eu vou ler. Ótima Resenha!

Responder

Nanda - 20, junho 2014 às (15:37)

Estou louca para ler esse livro! Sério, olhando ele assim eu não daria nada por ele, mas todo mundo fala tão bem dele que eu fico me coçando para poder ler. E sua resenha só me fez ter mais vontade ainda de lê-lo! :\
Okay, chega de drama, gostei muito da resenha e acho que quando ler “Um caso perdido” minhas lombrigas vão finalmente se aquetar, já que ele é dos meus gêneros literários favoritos e agora só me resta esperar e torcer para alguém me dá ele de presente 🙂
beijos….

Responder

Gabriela Nunes - 20, junho 2014 às (22:58)

Amei o livro métrica e estou precisando ler uns livros bons hehehe
acho que esse é um bom candidato, porém em parece beeeem dramático
Já estou curiosa para saber se vou conseguir resolver os mistérios antes que nem você

Responder

Aline Ramos - 21, junho 2014 às (14:22)

Tinha deixado esse livro passar batido,pq não fiquei interessada devido à sinopse…mas, depois de um tempo,resolvi procurar resenhas,pois afinal de contas, era um livro da Colleen. Que bom que fiz isso,pq só tenho lido coisas boas e sua resenha confirma isso.Sem contar que amei saber que existe uma boa química entre o casal.

.
bjs e parabéns pela resenha.

Responder

Ana Paula Barreto - 21, junho 2014 às (18:36)

Parece um belo livro. A autora já provou que saber usar as palavras, e dessa vez, não foi diferente. Os personagens parecem bem humanos, o que leva a trama a uma intensidade e profundidade interessantes.
Só tenho lido elogios ao livro, por isso acho difícil odiá-lo. Pretendo ler em breve e espero gostar demais!
BJS

Responder

Fabi Liberati - 24, junho 2014 às (15:01)

Perfeita… tudo que tenho a dizer da sua resenha, desculpa mas não tem palavras, eu fiquei com uma curiosidade tão grande que acho que nem uma resenha me deixou tão curiosa que nem essa. Deve ser um livro impressionante mesmo, eu li Métrica e Pausa e AMEI acho que com esse não vai ser diferente. Adorei os trechos que você colocou e só serviu para aguça ainda mais minha vontade. Beijinhos

Responder

Paula Oliveira - 24, junho 2014 às (20:10)

Nossa deu uma vontade de ler <3 sempre que via algumas resenhas tinha esse livro e fiquei muito interessada , nossa Holder parece ser tãoooooo malvado deu até medo , Sky parece muito forte , estou megaaa curiosa em ler esse livro , gostei muitoooo da resenha deu uma pitada de quero mais

Responder

♥♪Jan Araújo♪♥ (@jan_araujo7) - 25, junho 2014 às (01:25)

Ai meu Deus!!!!! Que perfeição é essa???? Mais um bad boy amado para a coleção, quando li a sinopse e vi a capa já fiquei muito tentada a ler este livro, depois desta resenha virou obrigação, prevejo altas risadas com o amigo da Sky e altas chances de infartar com Holder, gostos de livros que tenham humor, tensão e é claro a pegada romântica, em Métrica e Pausa a autora não me decepcionou imagino que vá manter a mesma linha, quero muito este livro…

@jan_araujo7

Responder

Milena Soares - 25, junho 2014 às (15:54)

Gostei muito de Métrica e Pausa da Colleen Hoover, esse parece ser ótimo, estou bastante interessada e curiosa pra ler!

Responder

Vanessa do Livramento - 26, junho 2014 às (20:16)

Adorei a resenha, já li outras também e estou ansiosa para ler o livro. Adoro essa autora, Métrica e Pausa são uns dos meus livros favoritos. Me apaixonei de cara pela capa do livro e pelo nome das personagens. Aione adorei o blog os seus videos são ótimos bjs parabens

Responder

Rena Késsia - 27, junho 2014 às (21:02)

Olá!
Depois de ler tantas resenhas positivas a respeito deste livro não tem como não ficar curiosa. Nunca cheguei a ler nenhum dos outros livros da autora, porém, ao ler sua resenha a respeito deste livro, estou curiosa também quanto a narrativa da autora. Muitos dizem ser muito boa, e que Um caso Perdido te prende do início ao fim. Parabéns pela resenha, você tem uma ótima escrita.

Beijos!

Responder

Verônica Cristina - 29, junho 2014 às (22:41)

ESTOU APAIXONADA PELA CAPA, RESENHA. O LIVRO PARECE SER PERFEITO EU PRECISO URGENTEMENTE COMPRAR ESTE LIVRO *-*
PARABENS “MINHA VIDA LITERARIA” SEMPRE ARRASANDO COM AS ESCOLHAS DE LIVROS PARA AS RESENHAS!!!! <3

Responder

Ana Maria - 29, junho 2014 às (23:20)

EU PRECISO DESTE LIVRO!!! TODOS COMENTAM
ESTOU DOIDA PARA CONHECER SKY ATRAVES DAS PALAVRAS DA AUTORA!!!
🙁

Responder

Últimas Resenhas

Calendário de posts

junho 2014
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Participo

<div class="titulo participo"><h6>Participo</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por