[Resenha] Pobre Não Tem Sorte - Leila Rego | Minha Vida Literária
21

jul
2014

[Resenha] Pobre Não Tem Sorte – Leila Rego

Título: Pobre Não Tem Sorte
Autor: Leila Rego
Editora: Publicação Independente
Número de Páginas: 248
Ano de Publicação: 2010
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compre: Site da Autora

Toda garota do interior sonha em se casar com o cara de seus sonhos, ter uma casinha, filhos e ser feliz até que a morte os separe, certo?
E se esse cara for lindo, rico, super fashion e divertido?
E se tal “casinha dos sonhos” for um mega apartamento no melhor bairro da cidade?
Uau! Mariana encontrou o cara perfeito e vai se casar com ele!
E nada de casinha! Isso é coisa de gente que pensa pequeno. Mariana vai ter o apartamento dos sonhos que já vem incluso no pacote: case com um homem rico e vá morar em grande estilo.
E quanto a filhos e ser feliz até que a morte os separe… Bem, ela ainda não pensou nesses detalhes. Afinal as prioridades vão para as coisas bem mais interessantes como, por exemplo, o vestido de noiva perfeito, o que o colunista vai dizer sobre o seu casamento no tablóide de domingo, o que as amigas e inimigas irão comentar, quem entrará na lista de convidados para sua despedida de solteira, etc.
Mas isso só dura até um dia em que Mariana… Bom, leiam o livro e descubram.

Pobre não tem sorte. Pelo menos, é o que adora dizer a cheia de estilo, Mariana Louveira, já que lhe falta o financimento para a luxuosa vida que adoraria levar. Afinal, usar roupas que não são de marca ou, pior ainda, de marcas falsas, é um verdadeiro suicídio social e, com isso, ela não pode conviver.
Apesar de uma protagonista um tanto quanto superficial, Leila Rego construiu sua narrativa de maneira completamente divertida, fluida e envolvente, inserindo elementos próprios da cultura brasileira de maneira a aumentar a identificação sentida pelo leitor e, consequentemente, intensificando os momentos engraçados da trama.
Ainda, mesmo com a frivolidade de Mariana, a autora conseguiu construi-la de maneira a não irritar o leitor, já que suas falas e pensamentos constituem boa parte da diversão da leitura. Também, Leila soube como trabalhar seu amadurecimento, algo que não apenas foi positivo na construção da personagem como foi, inclusive, para a trama como um todo. Ao inserir um aprendizado para a protagonista, Leila passou uma mensagem positiva ao leitor.
Com relação ao desenvolvimento do enredo, pode-se dizer que ele é dividido em duas partes. Na primeira, temos os meses que compreendem os preparativos para o casamento de Mariana e Eduardo, principalmente, além da própria história do casal: a maneira de como se conheceram e de como se relacionavam, de modo geral. Essa parte, aliás, por focar bastante nos preparativos do casamento de ambos, consegue mostrar a personalidade fútil da protagonista e pode dar a impressão do enredo se limitar a isso. Já na segunda, porém, há o “depois”, o que acontece após a conversa entre eles, revelada logo no prefácio do livro. Nessa segunda parte é quando se inicia o processo de amadurecimento de Mariana e a história mostra ser mais do que a aparente superficialidade da primeira metade.
Gostei de como a autora fechou a trama. Além de ter sido condizente com o enredo, deixou não apenas uma abertura para a continução como também – e principalmente – um gostinho de “quero mais”. Foi impossível para mim não sentir vontade de continuar acompanhando as aventuras de Mariana e saber sobre as cenas dos próximos capítulos de sua vida.
De modo geral, Pobre Não Tem Sorte é um bom exemplo de chick-lit nacional, sendo uma leitura leve, divertida e despretensiosa, excelente opção aos que procuram um rápido e bom entretenimento.




Deixe o seu comentário

9 Respostas para "[Resenha] Pobre Não Tem Sorte – Leila Rego"

tagila gomes - 21, julho 2014 às (09:56)

o livro que tem tudo haver com a minha realidade pobre não tem sorte a capa e o enredo parece ser tão divertido e alegre e autora nacional melhor ainda

felicidade de pobre é impossível !!!!

beijos

amigadaleitura.blogspot.com

Responder

Edilza - 21, julho 2014 às (12:44)

Gostei muito do livro ser divertido e leve, amo leituras assim. Eu aprecio muito quando os personagens amadurecem ao longo da trama, como é o caso deste. Enfim, é chick-lit né? Quem não gosta?
Ótima resenha! Bjs, Mi.

Responder

FABRINE - 21, julho 2014 às (15:03)

Só leio resenhas positivas desse livro o que me deixa com vontade de ler.
Não sabia que a história era entorno de um preparação para um casamento, o que eu adorei.
Beijos

Responder

Julia G - 21, julho 2014 às (15:12)

Oi Mi! Eu já li vários comentários sobre o livro, mas apesar da curiosidade para ler, acabo deixando passar porque nem tenho o livro em casa, nem vou comprar com tanta coisa que já tenho. Agora com um kindle tenho visto os nacionais com preços especiais, quem sabe em uma oportunidade dê para ler este também.

Beijos

Responder

Diane Ramos - 21, julho 2014 às (15:25)

O livro parece ser bem divertido , o titulo é bem criativo e já tem até uma pegada de humor .
Adoro esses livros mais cômicos , eles ajudam a dar uma relaxada .
Sua resenha ficou linda !!
Parabéns .

Responder

Neny - 21, julho 2014 às (18:02)

Morro de vontade de ler este livro, eu amo o genero chick-lit e saber que uma autora nacional escreveu um tão bem é muito bom, eu tenho problemas com personagens muito futeis, mas este leva para o lado mais engraçado então acho que fica mais leve.
beijos.

Responder

Michele Lopez - 25, julho 2014 às (19:13)

Gostei bastante do enredo que o livro nos trás. Ainda não o conhecia e concordo que parece ser uma leitura bem leve, descontraída e engraçada. Fiquei bastante interessada em ler esse livro e conhecer um pouco mais sobre o trabalho da autora.

Responder

Karolyne Kazakeviche - 31, julho 2014 às (18:52)

Acho que é um livro divertido para uma tarde com o tempo sobrando.
E isso é uma coisa boa, pois as vezes queremos relaxar com leituras assim =)

Responder

Letícia Souza - 31, julho 2014 às (21:42)

Oiee
Já tinha lido uma resenha sobre o segundo livro dessa série
mas fiquei curiosa em saber o que acontece no primeiro.
E o título já diz tudo,pobre não tem sorte mesmo,e eu posso confirmar isso.
Como estou me jogando em temas que eu ainda não tinha muito conhecimento
vou dar uma chance a esse chick-lit.A narrativa deve ser uma comédia e a história
super boa de acompanhar.
beijos

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por