[Resenha] A Vida Secreta das Abelhas - Sue Monk Kidd | Minha Vida Literária
15

ago
2014

[Resenha] A Vida Secreta das Abelhas – Sue Monk Kidd

A VIDA SECRETA DAS ABELHASTítulo: A Vida Secreta das Abelhas
Autor: Sue Monk Kidd
Editora: Paralela
Número de Páginas:  232
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Saraiva; Submarino

O mundo de Lily, uma menina de 14 anos, é marcado pela dor e pela morte de sua mãe. Diante de um momento crítico, em que a única pessoa que lhe resta está em perigo, que Lily vai iniciar sua aventura, uma experiência que a abrirá finalmente para o amor. Um romance sobre o autoconhecimento, no qual a solidariedade humana é a abelha rainha que congrega todos os corações a sua volta.

Depois de ler A Invenção das Asas, da mesma autora, e me encantado com sua escrita, não poderia deixar passar a leitura do seu mais aclamado e famoso título publicado, A Vida Secreta das Abelhas.

A história se passa na década de 1960 e gira em torno de uma garota de 14 anos chamada Lily, que vive sozinha com o pai, T. Ray, um homem maldoso e cruel que a trata muito mal, desde que sua mãe morreu. A única pessoa com quem ela pode contar é Rosaleen, sua babá, que por ser negra num período em que ainda não havia a total igualdade de direitos, passava por situações constrangedoras envolvendo o preconceito racial. Depois de determinado acontecimento, a garota e a babá fogem para a cidade de Tiburon, onde Lily está certa de que encontrará as respostas para suas angústias. Lá, as duas conhecem as três irmãs Boatwright: August, May e June, produtoras do Mel da Madona Negra. A partir desse encontro, Lily começa a descobrir o mundo mágico das abelhas, do mel e de muito mais coisas do que se pode imaginar.

A trama é narrada em primeira pessoa pela própria Lily e, através dos seus pensamentos, sofrimentos e angústias, temos a oportunidade de descobrir como uma garota de 14 anos pode trazer dentro de si uma gama tão grande de  conflituosos sentimentos. Tudo isso, principalmente, porque se sente muito culpada pela morte da sua mãe, e tenta recordar e desvendar ao longo da história o que teria de fato provocado sua morte.

Os personagens construídos pela autora são muito marcantes e de personalidades fortes, e cada um deles nos proporciona enxergar uma visão diferenciada da vida. No entanto, é Lily quem se destaca, tanto por agir inúmeras vezes no impulso como uma garota normal da sua idade, quanto por demonstrar sua inteligência e garra para lutar pelo que deseja.

O enredo proporciona ao leitor uma série de acontecimentos que giram em torno não só da vida pessoal de Lily como também do contexto social em que ela está inserida. Sempre que teve oportunidade, a autora trouxe à tona a discussão em torno do preconceito racial e de como essa era uma questão recorrente na época retratada. Além disso, traz um aspecto religioso que proporciona um ar de divino, de transcendental, a determinados acontecimentos, como se a fé movesse a história de alguns personagens. Mas, a meu ver, a autora mostrou, acima de tudo, a força da figura feminina, e mais, da figura feminina e negra, da garra e coragem que a mulher carrega consigo.

Indico a leitura principalmente para quem gosta de dramas que proporcionam reflexões sobre nossas culpas, ressentimentos, medos. Através da narrativa de Lily, sentimos um pouco da sua solidão, tristeza e culpa, porém acompanhamos também suas mudanças, seu amadurecimento e sua força para seguir em frente. A trama retrata o significado do amor, da amizade, da família e as consequências terríveis provocadas pelo preconceito. E mais uma vez a autora conseguiu me envolver e me prender à sua obra de uma forma sublime. A quem interessar, o livro foi adaptado para o cinema em 2008, sendo o filme homônimo.





Deixe o seu comentário

12 Respostas para "[Resenha] A Vida Secreta das Abelhas – Sue Monk Kidd"

Bruna Gnadt - 15, agosto 2014 às (13:07)

Olá! Eu vi o filme e me encantei por ele, até havia pensado em procurar livro, mas no fim acabei esquecendo. Obrigado pela dica! Adorei a resenha. Beijos!

Responder

Lise - 15, agosto 2014 às (15:27)

Sim, é um livro bem forte com relações a culpas e opressão feminina.

Eu adoreii tanto o livro quanto o filme, fico contente que agora tenhas lido!

Beijos e até o próximo fim de semana!

liliescreve.blogspot.com

Responder

Gisele Aguiar - 15, agosto 2014 às (18:24)

oi Clivia tudo bem?
parece ser um livro bem lindinho! pena que estou fugindo de dramas no momento. Minha situação sentimental não permite. rs
Gostei da resenha, já tinha ouvido falar vagamente dos dois mas nunca tinha me interessado!

beijão!

Responder

RUDYNALVA - 16, agosto 2014 às (01:31)

Clivia!
Não tive oportunidade de ler o livro ainda, aliás para ser bem sincera, não sabia que tinha o livro.
Já assisti o filme umas 2 ou 3 vezes e a cada vez aprendo mais e analiso a postura da sociedade sobre os preconceitos, e a minha mesma, porque apesar de ‘achar’ que não tenho preconceito, falo umas bobagens sem tamanho e depois me arrependo.
Me parece que o filme é bem fiel ao livro, portanto o livro deve ser bom também.
cheirinhos
Rudy
Eita, agora que vi que somos conterrâneas, que bacana!!

Responder

Edilza - 16, agosto 2014 às (11:15)

Oi, Clivia!
Gosto muito de dramas, esse livro me chamou muita atenção por causa disso. Bacana mostrar o tema do preconceito antigamente também.
Amei a resenha! Bjs <3

Responder

Nathalia Simião - 16, agosto 2014 às (19:35)

Depois de ler a resenha fui atras do trailer e vi que é estrelado pela linda da Dakota <3 O livro parece ser muito bonito, gostaria muito de ler.

Responder

Letícia Afonso - 17, agosto 2014 às (18:59)

Adorei a história! Não conhecia e nem sabia do filme! Vou ler. Adorei essa de lutar contra o preconceito e tudo mais, deu uma animada na história (na minha opinião). Está na minha listinha!!!

Um beijo,
Lê.

Responder

Michele Lopez - 17, agosto 2014 às (20:47)

Oie…
Já ouvi falar do livro, mas ainda não havia lido nenhuma resenha sobre ele.
Gosto bastante de dramas e a premissa desse livro me deixou apaixonada por ele rsrsrs
Me chamou muito a atenção o livro focar no preconceito existente na época e na garra da mulher negra.
Fiquei bastante curiosa para saber como será o final desse enredo arrebatador!

Responder

Oliveira - 18, agosto 2014 às (21:55)

Parece ser um drama forte, bem introspectivo. Ainda mais por mostrar bastante esse âmbito de culpas, medos e ressentimentos. Não sei se leria agora, mas pretendo lê-lo.

Responder

Juu-Chan ;3 - 20, agosto 2014 às (19:59)

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOIÊ, Cliiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiv ♥ Meu Deus, que saudade das suas resenhaaas! Perdoe a minha ausência, viuuuuu? De verdade :c Hum, gostei do título e da capa, são bem interessantes e diferentes, hahahaha! <3 Nossa, e a história é ainda mais bacana! Gostei, de verdade, hahaha! Só fiquei com raiva do pai da menina, afs! :3 Putz, agora fiquei curiosa a respeito dessas irmãs e desse mel, hahahaha! Aaah, estou desconfiando agora do pai da garota, no que diz respeito à morte da mãe dela, uashuahs! Pareço uma detetive nesses livros, adooooro isso, hahahaha! *-* Ah, eu não gosto de dramas, mas sim livros reflexivos! Vou procurar mais a respeito desse livro, hahaha! Adooooooorei sua resenha! *0*

BEIJOS INFINITOOOOOOOOOOOOS! ♥

Juu-Chan || Nescau com Nutella

Responder

Manu Hitz - 25, agosto 2014 às (09:05)

Clivia, querida, já li A Invenção das Asas, romance que me arrebatou e me tornou fã da escrita de Sue Monk Kidd.
Sem dúvidas este livro tb está nos meus desejados. Aqui tem tudo que adoro numa leitura: personagens femininas fortes, uma época bonita, mas cheia de preconceito. Gosto muito do tema e acho que, pelos olhos de uma adolescente – mais conflitos ainda – fica mais enriquecedor discutir dramas sociais, familiares e as relações de afeto entre as amigas.
Bela resenha!
beijo!

Minha nova resenha: A Verdade sobre nós:
Ler para Divertir

Responder

Aline Ramos Costa - 31, agosto 2014 às (22:27)

Eu não sabia que existia o livro desse filme tão emocionante… Achei que a trama possuia uma sensibilidade incrível, além de coneguir rtrar a rlaidade daqueles tempos…Me apaixonaei pela história e por Lily, Dakota deu vida ao personagem e sua babá não ficou atrás… Com certeza vou querer ler esa obra… Bjs e gostei bastante de sua resenha..

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil