[Resenha] Petra do Coração de Pedra - Anna Claudia Ramos | Minha Vida Literária
17

ago
2014

[Resenha] Petra do Coração de Pedra – Anna Claudia Ramos

PETRA_DO_CORACAO_DE_PEDRA_1405172785PTítulo: Petra do Coração de Pedra
Autor: Anna Claudia Ramos
Editora: Galera Junior
Número de Páginas:  144
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Uma incrível jornada por respostas e sentimentos. Petra é uma menina que vive em Nanatuthi, uma cidade cercada de florestas, situada em um grande vale ao norte do Portal Encantado. A menina nasceu como uma menina alegre e curiosa. Mas quando sua mãe morre de uma hora para outra, e seu pai lhe priva de afeto, ela fica com um coração de pedra que, dizem, faz com que ela não sinta nada. Consumida pela tristeza, é apenas ao encontrar com um misterioso centauro que Petra terá uma chance para encontrar as respostas aos seus sentimentos.

Petra é uma menina de 12 anos que, aos sete, perdeu sua mãe e acabou ficando sozinha com seu pai, um homem muito rígido e frio que nunca respondia às perguntas da filha, que, por sinal, adorava fazer as mais diversas. Quando ele dava alguma resposta, restringia-se a um sim ou não. De tanto ficar sem respostas e esperar por algum carinho por parte do pai, a menina acabou por se fechar completamente. Petra, que antes era tão alegre, passou a falar cada vez menos com os humanos. Por ter o dom de conversar com os animais, foi apenas com eles que ela passou a falar. Isolou-se cada vez mais, a ponto do seu coração se tornar um coração de pedra.

 

“Não sei o que você fez, mas não tem dor que não se cure com o amor.”

página 121

 

A partir de então, Petra passa a ser alvo de fofocas e comentários maldosos por parte das pessoas da cidade onde morava, dos seus vizinhos, colegas de escola e até da sua melhor amiga Sara, todos se afastam e ela se isola ainda mais. No entanto, Petra  acabou encontrando um ser encantado em seu caminho, um centauro que propõe que a menina faça uma jornada em busca de respostas para todos as suas perguntas e problemas.
O livro que é narrado em terceira pessoa, por ser infanto- juvenil já traz uma linguagem muito clara e objetiva, ao mesmo tempo leve e envolvente. Peguei o livro para ler e não consegui largar até terminá-lo. A autora conseguiu fazer mediações incríveis entre a vida de uma garota, que passa seus dias triste e isolada, e um universo paralelo e mágico, que a leva a um mundo totalmente inesperado e surpreendente.
A história é permeada por mensagens incríveis que falam de coragem, de amor, de amizade, de medos e do que vamos cultivando ao longo da nossa vida e que pode fazer toda a diferença no modo como somos vistos pelas outras pessoas e de como nos enxergamos também.

 

“As dúvidas existem para que possamos rezar para Deus e nos elevar aos céus. É chegado o tempo do perdão e da certeza no além vida. O medo, o abandono e a perda fazem parte desse processo. É preciso morrer para renascer.”

página 131

 

Um dos pontos que mais gostei na trama foi justamente o modo como a autora trouxe à tona questões tão importantes e profundas, de um modo tão singelo e bonito. É um livro que tem tudo para agradar leitores de todas as idades. No entanto, indico fortemente para aqueles leitores que estão numa fase em que começam a se questionar um pouco mais sobre o mundo ao seu redor, sobre as opiniões que as pessoas formam à seu respeito, sobre as diversas dúvidas que aparecem em torno dos 12 aos 14 anos. Tenho certeza de que se tivesse lido esse livro quando tinha essa idade, ele teria feito toda a diferença na minha vida. Entretanto, mesmo lendo agora, ele sem dúvidas me despertou sentimentos maravilhosos e me levou a um mundo mágico onde, acima de tudo, enfrentar nossos próprios medos é nossa maior jornada.




Deixe o seu comentário

11 Respostas para "[Resenha] Petra do Coração de Pedra – Anna Claudia Ramos"

Susanna Florissi - 17, agosto 2014 às (12:33)

Olá Clivia,

Mais uma conterrânea pernambucana com ideias e iniciativas literárias interessantes. Parabéns!

Tenho o privilégio de publicar Anna Claudia Ramos pela Editora Galpãozinho (A MENINA E O GOLFINHO) e de autorar um livro com ela (VAMOS FALAR PORTUGUÊS!, para o ensino de PLH – Português como Língua de Herança, com ilustrações de Mauricio de Sousa).

Como tal, tive o privilégio de ter acesso a ´Petra´ enquanto ainda estava sendo escrito.

Sua leitura da Autora é perfeita, Clivia!

Parabéns por sua página que divulgarei imediatamente!

Susanna Florissi

Responder

Edilza - 17, agosto 2014 às (17:37)

Oi, Clivia!
Me interessei muito por esse livro, achei bem inovador. Puxa, tem uma linguagem leve e envolvente? Eu amo! Já que o livro combina mais com uma pessoa entre 12 e 14 anos vou dar pro meu filho de 14 ler, e claro, eu também vou.
Ótima resenha! Abraços!

Responder

Gisele Aguiar - 17, agosto 2014 às (17:39)

oi Clivia tudo bem? Que livro lindinho! É um horror alguns “poucos” anos depois é que encontramos livros que poderiam ter nos ajudado mais novos. É a vida, rs. Pelo menos os que estão vindo podem ter esse chance.
Ele parece ser bom, ajuda a formar opinião, caráter e amadurecimento e isso é muito recomendável no mundo de hoje onde os jovens estão escravizados pela mídia e se esquecem de coisas simples e boa como um bom livro, e nem sempre a mídia passa coisas boas,né?
Amei ele e sua resenha também!
beijão!

Responder

Letícia Afonso - 17, agosto 2014 às (18:18)

Olá!
Adorei a resenha, nunca havia ouvido falar nem da autora nem do livro, mas adorei a história. Nem me passou pela cabeça que seria um livro infanto-juvenil, a história é bem comovente. Adorei esse do centauro guiá-la por uma jornada. Me lembrou Nárnia.

Um beijo,
Lê.

Responder

Michele Lopez - 17, agosto 2014 às (20:38)

Oie…
Não conhecia o livro nem a autora.
Gostei bastante da capa e da sinopse.
Lendo a resenha, fiquei encantada com a trama que a autora nos trás.
Achei super inovador e fico feliz por esse tipo de livro ser de autoria brasileira!
Adorei o fato de a menina falar com animais!!

Responder

RUDYNALVA - 17, agosto 2014 às (22:56)

Clivia!
Gosto dos livros infantojuvenis pelo que falou, são leves, sem muito antagonismo, com linguagem direta e sempre traz grande conhecimento para qualquer idade, além de nos fazer usar a imaginação.
Deve mesmo ter sido uma leitura proveitosa e gostaria de sentir tal prazer também.
cheirinhos
Rudy

Responder

Oliveira - 18, agosto 2014 às (21:47)

Acho tão bom quando leio uma resenha de um livro diferente que nunca tinha lido, visto ou ouvido falar. Esse livro é um deles, e apesar de não ser adolescente amo livros infanto-juvenis e vou colocá-lo em minha lista de desejados, pois gosto de livros com magia. Obrigada por toná-lo conhecido a mim.

Responder

Nathalia Simião - 21, agosto 2014 às (18:19)

Oi Clivia 🙂
O livro parece ser muito bonito. Que dó eu fiquei da Petra, tão novinha e ja se fechou tanto. Eu gosto muito de livros de leitura bem leve assim pra passar o tempo e mesmo o livro sendo mais indicado pra faixa etária de 12,14 anos eu adoraria ler. beijos

Responder

Juu-Chan ;3 - 25, agosto 2014 às (19:07)

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOI, Cliiiiiiiiiv! *-* Tudo bem, anjinhoooo? Espero que sim! ♥ Ai, cara, esse livro está na minha lista faz muuuuuuito tempo, muito tempo mesmo! Achei a história tão inspiradora e fantasiosa, coisa que eu simplesmente sou apaixonada! <3 Ai, gente, fiquei chateada pela Petra! Será que o pai dela ficou assim, amargo, por conta da morte da mulher? Porque às vezes isso acontece! Ou talvez não, né? Uauashuhas, mas enfim, pelo menos ela tem os animais para conversar! Eles são ouvem até melhor mais do que os humanos, né? No sentido de entender e tal, hahaha! ♥ Hum, posso admitir que tenho medo de centauros? Jesus, acho tão esquisitos, uahsuhashas! Maaaaaaaas tudo bem, né? Contanto que ele seja do bem…! Mas cara, eu amo histórias fantasiosas! <3 Mensagens incríveis, aaaaah! Amo livros reflexivos! Hum, eu não estou na fase de me questionar sobre tudo ao meu redor, embora eu seja uma criança beeeeem curiosa, hahaha! mas super quero esse livro! *-*

BEIJOS INFINITOOOOOOOOOOOOS! ♥

Juu-Chan || Nescau com Nutella

Responder

Aline Ramos Costa - 31, agosto 2014 às (22:32)

Uauuu, eu nunca imaginaria que por trás dessa capa (que detestei) e dessa premissa eu encontraria um livro tão bom… A cda parágrafo lido em sua resenha fiquei mais deslumbrada pela forma em que a autora retratou temas recorrentes na nossa vida e ao mesmo tempo criou uma história mágica… Esse eria um livro que teria deixado passar na minha vida e graças a você mudei de opinião… Obrigada por sua excelente resenha e dica…bjs

Responder

jessica - 24, março 2015 às (14:30)

legal

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por