setembro 2014 | Minha Vida Literária
30

set
2014

[Resenha] O Livro Dos Vilões – Cecily von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreund, Fábio Yabu

Juvenília - Austen & Brontë
Título: O Livro Dos Vilões
Autor: Cecily von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreund, Fábio Yabu
Editora: Galera Record
Número de Páginas:  320
Data de Lançamento: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

“Organizado da mesma forma que ‘O Livro Das Princesas’ – também com o esquema de dois populares autores nacionais, e dois nomes famosos do exterior – ‘O Livro Dos Vilões’ reúne estes autores para uma coletânea de contos sobre vilões icônicos dos contos de fadas. As irmãs de Cinderela? Malévola? Madrastas e lobos? Carina Rissi, Cecily Von Ziegesar, Diana Peterfreund e Fábio Yabu estão aqui com a mensagem: este não é um livro tão bonzinho quanto o seu antecessor. · Cecily Von Ziegesar é a popular autora das séries It Girl e Gossip Girl, esta última que inspirou o seriado na televisão. · Diana Peterfreund é autora das séries Sociedade Secreta e Caçadora de Unicórnios. · Carina Rissi é autora dos populares Procura-se um marido e Perdida, publicados pela editora Verus, que já venderam mais de 40 mil exemplares no Brasil. · Fábio Yabu já publicou, pela Galera, seu livro A última princesa.”

Continue lendo »

27

set
2014

Notícias Da Semana

10612547_10202516654265627_1759039970344980756_n

Essa semana, a autora Fabiane Ribeiro anunciou na sua página do Facebook uma ótima notícia: seu livro Corações em Fase Terminal, publicado há mais de dois anos em forma de eBook, acaba de tomar sua forma física e será publicado pela Editora Universo dos Livros! O livro foi resenhado pela Aione em 2012. Essa capa ficou linda, vocês não acham? Vale a pena conferir essa história, uma daquelas que nos tocam profundamente.

Fonte da notícia: Facebook

Continue lendo »

26

set
2014

[Resenha] O Condado de Citrus – Pântanos, Paixões e Picadas de Mosquito – John Brandon

O_CONDADO_DE_CITRUS__1403023918P
Título: O Condado de Citrus – Pântanos, Paixões e Picadas de Mosquito
Autor: John Brandon
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 288
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

A Flórida do condado de Citrus não se parece em nada com aquelas imagens de televisão, com um clima convidativo, coqueiros e surfistas. Shelby Register, de quatorze anos, se muda para a cidade com cheiro de pântano com seu pai e irmã após a morte da mãe. Talvez a única coisa que a interesse seja o tal Toby McNurse, um delinquente sem cura que cumpre suas dezenas de detenções acumuladas. Já Toby não vê sentido na vida, nas paixões dos adultos, nas diversões dos amigos. Só sabe, em seu âmago, que está em seu destino fazer o mal. E ao observar as angelicais irmãs Register, sabe que o chamado de sua alma está prestes a ser atendido. • “Um escritor para ficar de olho, reler e invejar.” – Tom Franklin • “Brandon escreve sobre cansaço, saudade e por fim amor com energia e espirituosidade que são triunfantes e inteiramente suas.” – Deb Olin Unferth • “John Brandon é um franco-atirador da prosa – metade Denis Johnson, metade Elmore Leonard.” – Davy Rothbart

Continue lendo »

24

set
2014

[Resenha] Juvenília – Jane Austen & Charlotte Brontë

Juvenília - Austen & Brontë
Título: Juvenília
Autor: Jane Austen; Charlotte Brontë
Editora: Penguin – Companhia das Letras
Número de Páginas:  472
Data de Lançamento: 2014
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

“À primeira vista, Jane Austen e Charlotte Brontë parecem radicalmente opostas. Austen representa a elegância e a proporção neoclássica, parodiando excessos literários e criticando as fraquezas humanas. Brontë, por sua vez, imprime em sua escrita toda a paixão e a extravagância do espírito romântico, não raro com forte influência da fantasia. Numa época em que a literatura popular era considerada perigosa para a mente das jovens, a erudição precoce, a originalidade e a liberdade de espírito aproximam essas duas autoras. Ambas tinham como personagens centrais mulheres, sendo responsáveis pelos retratos mais marcantes de lealdade e dedicação feminina da literatura inglesa. E ambas constroem as suas heroínas como produtos do condicionamento feminino da época, cujas expectativas sociais eram muito restritas. Austen e Brontë tiveram uma produção bastante fértil na juventude, reunida neste livro, a qual parece encontrar uma espécie de equilíbrio no conflito entre a moral individual e social, criando heroínas complexas que se destacam por sua coragem e independência.”

Continue lendo »

20

set
2014

Notícias da Semana

66e3c59062ac35018b99c7ca0a2689d9fb35fbf6Nem dinheiro nem comida, ele apenas queria um livro. Só isso! No programa Fantástico do último domingo (14), uma criança ficava em frente a uma livraria pedindo para que as pessoas que passavam comprassem um livro para ele. Na verdade, o menino é um ator e surpreendeu a todos com o pedido. Foi comovente e emocionante a reação das pessoas que ajudaram, que, talvez, acreditem que o futuro está na educação. Até quem não tinha dinheiro ajudou de alguma forma, o mais importante mesmo era a iniciativa, o espírito de solidariedade e a reflexão. Parabéns ao Fantástico pela ação, que, vale lembrar, foi inspirada no livro Fábula Urbana.

Fonte: G1
Continue lendo »

19

set
2014

[Resenha] Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa – Carol Rifka Brunt

diga-aos-lobos-que-estou-em-casa
Título: Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa
Autor: Carol Rifka Brunt
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas:  464
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Só existe uma pessoa no mundo inteiro que compreende June Elbus, de 14 anos. Essa pessoa é o seu tio, o renomado pintor Finn Weiss. Tímida na escola, vivendo uma relação distante com a irmã mais velha, June só se sente “ela mesma” na companhia de Finn; ele é seu padrinho, seu confidente e seu melhor amigo. Quando o tio morre precocemente de uma doença sobre a qual a mãe de June prefere não falar, o mundo da garota desaba. Porém, a morte de Finn traz uma surpresa para a vida de June – alguém que a ajudará a curar a sua dor e a reavaliar o que ela pensa saber sobre Finn, sobre sua família e sobre si mesma. No funeral, June observa um homem desconhecido que não tem coragem de se juntar aos familiares de Finn. Dias depois, ela recebe um pacote pelo correio. Dentro dele há um lindo bule que pertenceu a seu tio e um bilhete de Toby, o homem que apareceu no funeral, pedindo uma oportunidade para encontrá-la. À medida que os dois se aproximam, June descobre que não é a única que tem saudades de Finn. Se ela conseguir confiar realmente no inesperado novo amigo, ele poderá se tornar a pessoa mais importante do mundo para June. “Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa” é uma história sensível que fala de amadurecimento, perda do amor e reencontro, um retrato inesquecível sobre a maneira como a compaixão pode nos reconstruir.

Continue lendo »

páginas 123

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por