[Resenha] A Namorada do Meu Amigo - Graciela Mayrink | Minha Vida Literária
16

set
2014

[Resenha] A Namorada do Meu Amigo – Graciela Mayrink

A Namorada Do Meu Amigo
Título: A Namorada do Meu Amigo
Autor: Graciela Mayrink
Editora: Novas Páginas
Número de Páginas:  336
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Quando voltou das férias de verão, Cadu não imaginava a confusão em que a sua vida se transformaria. Era para ser um ano normal, mas ele entrou em uma enrascada e está correndo o risco de perder a amizade do cara mais legal do mundo. O que fazer quando a namorada do seu amigo vira uma obsessão para você? Os churrascos da turma da faculdade talvez ajudem a esquecer Juliana, e, se depender do esforço do divertido Caveira, não faltarão garotas gente boa para preencher o coração de Cadu. Mas não adianta forçar… Quem consegue mandar no coração? Alice, a irmã de Beto, é só mais uma das dores de cabeça que Cadu tem que enfrentar. A vida inventa cada cilada!

Normalmente, o motivo principal para que eu desgoste de uma leitura é o protagonista. Se ele não me ganha, é quase certeza de que o livro todo me desagradará, realçando diversos detalhes da obra que me incomodarão por todo o enredo. E, como para toda regra há uma exceção, O Namorado Da Minha Amiga chega para me fazer ter uma relação de amor e ódio com ele: amor pela escrita deliciosa de Graciela Mayrink, ódio pelo Cadu, “mocinho” da trama.

Antes mesmo de iniciar a leitura, estava com um pé atrás, temendo pelo que encontraria. Eu duvidava de como a história me convenceria tendo como premissa um rapaz apaixonado pela namorada do melhor amigo – Emily Giffin foi uma das poucas a conseguir a façanha, até então, de me fazer torcer pelos traidores. E não me enganei: repudiei as atitudes de Cadu ao longo do livro, ao mesmo tempo em que demorei a me convencer de seu amor por Juju – se é que realmente me convenci ao final. Embora o rapaz afirme tentar esquecer a garota, eu só conseguia enxergá-lo se envolvendo ainda mais por gostar de estar apaixonado por ela. Ao mesmo tempo, não consegui ver profundidade em seu amor, apenas a paixão nascida da atração física e da admiração pela beleza e doçura da moça.

No entanto, mesmo sem concordar com nenhuma atitude de Cadu – o que resultou em uma aflição por toda leitura -, eu simplesmente não consegui desgrudar do livro, tendo o lido de uma vez em poucas horas. O fato é que a narrativa de Graciela Mayrink é extremamente ágil e envolvente, e permite uma leitura rápida e prazerosa.

Também, Graciela escreve como ninguém situações do quotidiano, algo que já havia me encantado em Até Eu Te Encontrar. A Namorada Do Meu Melhor Amigo se desenvolve através do dia a dia de Cadu, ilustrando seu ambiente da faculdade, suas amizades e, até mesmo, sua situação familiar. Dessa maneira, a leitura toda foi aconchegante e trouxe uma gostosa sensação advinda desse universo.

Ao final da trama, só pude sentir minha admiração pela autora crescer. Não apenas gostei da resolução, como também enxerguei o desafio enfrentado por Graciela. Ao escrever sob o ponto de vista de um anti-herói, ela se arriscou porque a obra poderia desagradar os leitores justamente por conta do protagonista. Porém, ao contrário, ela me presenteou com uma leitura capaz de me tirar de minha zona de conforto por enxergar uma situação que desaprovo sob outra ótica, sem deixar de ter sido prazerosa.





Deixe o seu comentário

16 Respostas para "[Resenha] A Namorada do Meu Amigo – Graciela Mayrink"

Mariana Siqueira - 16, setembro 2014 às (09:40)

Oi Aione, sua linda!
Estou começando esse livro agora e realmente fico com um pé atrás quando o assunto é triângulo amoroso, especialmente no caso do ‘traidor’. Como uma romântica incurável, a traição pra mim é imperdoável, mas vou tentar odiar um pouco menos Cadu ao final da leitura. Quem sabe analisando sob outro ponto de vista eu consiga 😉 A Gracy é uma fofa, né *-*?

Beijos,
Mari Siqueira
http://loveloversblog.blogspot.com

Responder

Niii - 16, setembro 2014 às (09:47)

Este livro está bem aqui do meu lado, pretendo lê-lo esse mês ainda!
Li um outro livro GM e gostei.

Bjs
http://amordelivros.blogspot.com.br/

Responder

Edilza - 16, setembro 2014 às (12:42)

Não gostei disso do Cadu não mostrar profundidade em seu amor pela moça, em vez disso só mostrar que gosta da beleza dela.
Amo escritas envolventes e fluidas, nisso a Graciela Mayrink me ganhou! S2
É muito raro quando um autor escreve muito bem o cotidiano dos personagens, eu quando acho um livro assim já apaixono!
Amei a resenha! Bjs <3

Responder

leciteresinha - 16, setembro 2014 às (17:48)

GOSTEI DA RESENHA, MAS ACHEI O LIVRO UM POUCO PARADO.

Responder

Taciana Cristina de Oliveira - 16, setembro 2014 às (20:47)

Li sua resenha e gostei da sinceridade, o livro não me interessou.

Responder

Biazynhah - 16, setembro 2014 às (21:25)

Acontece de termos essa relação de amor e ódio com o livro, já aconteceu comigo e será que é possível acontecer outras vezes. Já tinha ouvido falar desse livro e fiquei interessada em saber como sair dessa confusão de gostar da namorada do melhor amigo, mas pelo que você falou ele só se aproxima mais.

Responder

Rudynalva - 17, setembro 2014 às (00:35)

Aione!
Tive oportunidade de ler o livro da Graciele e devo concordar que a conexão de ideias que expõe no livro são totalmente envolventes.
E apreciei demais Os mosqueteiros e o pacto absurdo que fizeram.
Vi sua resenha mais pelo lado romântico e achei Cadu um ‘fraco’ (?), porém me diverti com a leitura.
cheirinhos
Rudy

Responder

Bianca Martins - 19, setembro 2014 às (17:37)

hahaa…vc foi a primeira q eu vi q n gostou do mocinho…uashuahsuas
Bom saber q o livro teve um final bacana.
Nunca li nada da autora, mas estou querendo muito este livro! Tem bastante gnt falando dele o q despertou a minha curiosidade…

Responder

Rayme - 23, setembro 2014 às (10:49)

ah Aione, confesso que tenho curiosidade em ler o livro apenas pelo fato da autora ser nacional e tudo o mais… porque, sinceramente, acho que esta trama não me agradará.
já li os livros da Emily Giffin com este tipo de trama, e apesar de adorar a escrita dela, a trama não me conquistou =/

Responder

Michele Lopez - 23, setembro 2014 às (17:53)

Oie….
Esse livro tem cara de ser muito bom, principalmente pela sua resenha!
Gosto de livros que me tiram da zona de conforto e me confrontam com ideais opostos aos meus! Isso me instiga muito em leituras! E pelo visto a vc também!
É um dos que estão na minha lista de desejo!

Responder

Crislane Barbosa - 24, setembro 2014 às (12:44)

Oi!!!
Mi, estou bem curiosa sobre esse livro. parece aqueles livros gostosinhos de se ler.
Não pude deixar fazer uma comparação com “O noivo da minha melhor amiga”, como você citou. Mesmo eu não tendo lido nenhum dos dois.
Bom, quando eu for ler espero gostar pelo menos um tantinho desse Cadu. Aparentemente o Cadu faz muitas burradas, heim? Estou tentada a te perguntar se ele fica com a Juju no final. hahaha…

Beijão!

Responder

Neny - 25, setembro 2014 às (20:32)

Eu não consigo gostar muito de livros com historias como esta, acho que so o livro da Emily conseguiu me fazer torcer pelo traidor.
É uma pena quando o protagonista não consegue nos convencer, dai a leitura fica arrastada, mas pelo que vi vc no final gostou, mesmo não tendo gostado do mocinho..rs.
Acho que este livro eu vou passar,
beijos.

Responder

Amanda Arrais - 28, setembro 2014 às (14:05)

Em o noivo da minha melhor amiga eu também torcia pelos
traídores..
é realmente muito complicado fazer um livro assim e conseguir
que os leitores gostem, aprovem..
a situação em si é complicada.. você leva em conta a fidelidade que você
deve ao amigo e o que se passa no coração.. claro q se o cadu fosse mais
convincente seria mais fácil gostar e até mesmo aprovar as atitudes dele..
no mais preciso ler para tirar minhas próprias conclusões

Responder

Kris Oliveira - 30, setembro 2014 às (22:15)

Sério que esse livro é bom??? Tô bege, porque esse título nunca me cativou.
Não sei porque, mas sempre me passou uma ideia de clichê mamão com açúcar.
Então nada como uma boa resenha pra ajudar a gente a mudar as percepções erradas sobre algumas obras.
Obrigada.

Responder

Ingrid Moitinho - 30, setembro 2014 às (22:53)

Eu gostei demais desse livro, só pelas resenhas que já li.
Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, mas espero que em breve eu consiga!
Quero muito saber o que vai acontecer, fiquei muito curiosa.

Responder

Vitória Pantielly - 30, setembro 2014 às (23:20)

Ameei o livro !
Confesso que dei risada com o Cadu, ele mando super mal em deixar a Juju! Achei ele um pouco exagerado em algumas partes, mas o livro com certeza me conquistou.. Amei, e não vejo a hora de ler outros livros da autora *-*
Bjs !

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil