[Resenha] Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa - Carol Rifka Brunt | Minha Vida Literária
19

set
2014

[Resenha] Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa – Carol Rifka Brunt

diga-aos-lobos-que-estou-em-casa
Título: Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa
Autor: Carol Rifka Brunt
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas:  464
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Só existe uma pessoa no mundo inteiro que compreende June Elbus, de 14 anos. Essa pessoa é o seu tio, o renomado pintor Finn Weiss. Tímida na escola, vivendo uma relação distante com a irmã mais velha, June só se sente “ela mesma” na companhia de Finn; ele é seu padrinho, seu confidente e seu melhor amigo. Quando o tio morre precocemente de uma doença sobre a qual a mãe de June prefere não falar, o mundo da garota desaba. Porém, a morte de Finn traz uma surpresa para a vida de June – alguém que a ajudará a curar a sua dor e a reavaliar o que ela pensa saber sobre Finn, sobre sua família e sobre si mesma. No funeral, June observa um homem desconhecido que não tem coragem de se juntar aos familiares de Finn. Dias depois, ela recebe um pacote pelo correio. Dentro dele há um lindo bule que pertenceu a seu tio e um bilhete de Toby, o homem que apareceu no funeral, pedindo uma oportunidade para encontrá-la. À medida que os dois se aproximam, June descobre que não é a única que tem saudades de Finn. Se ela conseguir confiar realmente no inesperado novo amigo, ele poderá se tornar a pessoa mais importante do mundo para June. “Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa” é uma história sensível que fala de amadurecimento, perda do amor e reencontro, um retrato inesquecível sobre a maneira como a compaixão pode nos reconstruir.

Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa é o romance de estreia de Carol Rifka Brunt e apresenta uma história sensível de amor, amizade, luto e aprendizagem. É um livro que permite ao leitor fazer reflexões a partir de aspectos cotidianos, e se emocionar com a maneira como a autora depositou nos personagens significados tão verdadeiros.

A trama se passa em 1987 e tem como personagem principal June Elbus, uma garota de 14 anos que vê na figura do seu tio Finn Weiss seu melhor e mais confiável amigo, a única pessoa com quem pode contar de verdade e a única que a entende. No entanto, Finn sofre de uma grave doença que o leva à morte e a partir daí o mundo da garota desaba. Com a morte do seu tio, June fica muito abalada, mas com a plena certeza de que jamais irá esquecê-lo e nem todo o significado que ele representou em sua vida. Após determinado momento da trama, um novo personagem se aproxima da garota, o Toby, amigo do seu tio Finn, mas que para a família de June é o responsável pela sua morte. Essa aproximação tem inúmeras consequências e desfechos, mas o que é imprescindível pôr em destaque é que Toby e June começam a perceber o quanto precisam um do outro para encarar a vida sem o tão querido Finn.

A narrativa é em primeira pessoa sob o ponto de vista de June. A escrita da autora é cheia de detalhes e bastante envolvente, sendo que, no meio da história, ela vai nos deixando pistas sobre o porquê do título do livro, o que nos leva a compreender também a capa. Não é algo explicito, o leitor vai captando a mensagem ao longo da leitura.

O fato de a história ser narrada e girar em torno de uma garota de 14 anos fez toda a diferença, porque a autora conseguiu trabalhar aspectos relacionados ao amadurecimento de June, aos anseios, dúvidas e incertezas, sem tornar a história superficial. Ao contrário, a trama tem um significado a mais, um diferencial, ela nos emociona em algumas passagens, nos diverte em outras, nos mostra o valor dos relacionamentos interpessoais e o significado da nossa própria existência.

De uma sensibilidade incrível, tem tudo para emocionar leitores de todas as idades, sobretudo, aqueles que apreciam romances que nos permite refletir sobre nossas vidas e relacionamentos.





Deixe o seu comentário

13 Respostas para "[Resenha] Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa – Carol Rifka Brunt"

Edilza - 19, setembro 2014 às (12:13)

Muito bom se passar em 1987, gosto de livros que se passam no passado, mesmo que não muito.
Escrita envolvente: já tô gostando do livro!
Bacana mostrar o amadurecimento de June na adolescência.
A capa tá linda! Apaixonada!
Ótima resenha! Bjs, Clivia <3

Responder

Silvana - 19, setembro 2014 às (18:07)

Oie Aione linda do meu coração
tudo bem?
Estou passando aqui para ver as novidades e sinceramente tenho que confessar que adorei a resenha desse livro, principalmente porque o tenho na minha estante, mas eu ainda não o li.

Gostei do seu ponto de vista, principalmente porque me parece um gênero que eu vá gostar bastante de ler. Espero que eu tenha uma opinião positiva sobre o livro. =] Parabéns como sempre pelo seu blog e também pelos seus videos que amo. Já disse pra sua gêmea que sou fan das duas !! hehehehe

lovereadmybooks.blogspot.com.br

Responder

Bianca Martins - 20, setembro 2014 às (10:33)

Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa está na minha lista de desejados desde o lançamento.
Estava louca p ler uma resenha sobre ele!
Achei lindo lindo lindo demaaaazzz!!
Parece realmente ser mto emocionante!
O autor e o artista de capa foram mto sagazes em fazer esse ‘mistério’ com a capa. Mto legal.
Estou mais animada ainda p lê-lo!

Responder

Rudynalva - 21, setembro 2014 às (01:30)

Clívia!
Tive oportunidade de ler esse livro e fiquei bem emocionada com o enredo.
June consegue ir contra toda a família e ao mesmo tempo consegue fazer com que a família perceba que nem tudo é o que parece e é preciso ter amor e compaixão para aceitar os acontecimentos impostos pela vida.
cheirinhos
Rudy

Responder

Rayme - 23, setembro 2014 às (10:38)

parece ser um livro ótimo! não tinha lido nenhuma resenha dele até então, mas fiquei curiosa.
só, ainda não intendi o fato de o nome do livro ser Diga aos “Lobos” que estou em casa e na capa tem um desenho de um urso…

Responder

Michele Lopez - 23, setembro 2014 às (17:40)

Oie…
A premissa do livro é bem interessante, principalmente por girar em torno dos anseios de uma garota de 14 anos!! Gosto de livros que trazem o amadurecimento dos personagens!!
Parece ser uma leitura agradável!

Responder

Cecília Martins - 23, setembro 2014 às (18:28)

Olá Clivia,

Sempre procurei uma resenha desse livro, porque ele sempre me chamou atenção sempre quis ler mas não sabia se era bom.
É bom ler uma resenha positiva do livro, faz eu querer ler mais o livro.

Responder

Neny - 25, setembro 2014 às (20:46)

Eu tenho vontade de ler, mas tinha medo que fosse super triste ou coisa do genero,
mas percebi que tem seus momentos tristes, mas uma historia linda por traz, fiquei curiosa pelo significado do titulo rsrs,
ler livros com personagens desta idade, as vezes é bom, relembrar do amadurecimento..
beijos.

Responder

Biazynhah - 26, setembro 2014 às (17:37)

Adoro romances que fazer refletir sobre a vida e relacionamentos, confesso que estou intrigada com o titulo e a capa do livro. A necessidade de descobrir é enorme, esse livro irá entrar na lista de quero ler.

Responder

Amanda Arrais - 28, setembro 2014 às (14:23)

Desde que eu vi a capa eu fico me perguntando o porque..
uma historia de perda, crescimento.. superação.. parece ser
um ótimo livro.. que eu ainda não tenho.. estou torcendo pra ganhar
em uma promo que estou participando…

Responder

Kris Oliveira - 30, setembro 2014 às (21:13)

Eu sou louca pra ler esse livro desde a primeira vez que o vi.
Achei a capa muito interessante e depois ao ler as resenhas dele também
gostei bastante, infelizmente até agora ainda não tenho oportunidade,
mas assim que eu tiver com uma graninha livre vou compra-lo para poder ler e tirar as minhas conclusões mais corretamente.
beijos ♥

Responder

Ingrid Moitinho - 30, setembro 2014 às (22:42)

Quero muito esse livro, me interessei muito por ele! o enredo é muito bom. Eu gosto muito de romances assim e tenho certeza que vou amar.

Responder

Evandro - 28, março 2016 às (21:44)

Muito interessante a sinopse e sua resenha. 464 paginas que parecem conseguir prender o leitor. Parece ser triste. Quero ler, vou adicionar na minha lista aqui. Parabens pela resenha, muito bem feita.

http://atraentemente.blogspot.com.br/

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por