[Resenha] Para Onde Ela Foi - Gayle Forman | Minha Vida Literária
04

nov
2014

[Resenha] Para Onde Ela Foi – Gayle Forman

para-onde-ela-foi

Título: Para Onde Ela Foi
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas:  240
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.

Com a mesma força dramática de “Se Eu Ficar”, agora pela voz de Adam, “Para Onde Ela Foi” expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.

ParaOndeElaFoi1

Fiquei vários minutos sentada de frente ao computador pensando em como eu começaria essa resenha, mas nenhuma maneira parecia correta. Para Onde Ela Foi não simplesmente é uma bomba de sentimentos de Adam, que narra em primeira pessoa essa história, despertando em mim essas emoções, como também me ajudou a compreender e apreciar ainda mais Se Eu Ficar, seu antecessor.

Logo de início notei a diferença na narrativa das duas obras. Enquanto a primeira é mais poética, mas, de certa forma, distante, a segunda perde parte dessa poesia e dá lugar a mais emoções. E foi exatamente assim que Gayle Forman conquistou minha total admiração: a narrativa, embora composta pela escrita da autora, é cada um de seus personagens. Se Eu Ficar é poético e contido porque assim é Mia: ela, ainda que comporte diversos sentimentos, aparenta distância e frieza porque os guarda para si, ela não os extravasa, só o faz através de sua música – o motivo pelo qual Se Eu Ficar desperta muito menos emoções do que a maioria dos leitores esperava. Já Para Onde Ela Foi representa toda a fúria, o vazio e o sofrimento de Adam e foi extremamente fácil me sentir próxima do personagem e envolvida pela história. Eu simplesmente não tive vontade de interromper a leitura.

 

“Meu corpo todo está tremendo. Estou surtando. Um dia pode ter apenas vinte e quatro horas, mas às vezes passar por um parece tão impossível quanto escalar o Everest.

página 27

 

O livro se estrutura da mesma maneira que Se Eu Ficar: narrando 24 horas da vida de Adam, intercala o presente com o passado – tanto o que se refere a antes do acidente de Mia quanto o meio tempo entre o término do último livro e sua vida atual. Os capítulos alternados entre presente e passado são marcados de acordo com a presença ou não das músicas da Shooting Star, banda de sucesso do protagonista: aqueles com as letras no início representam a atualidade.

A música, inclusive, é tão presente e importante aqui quanto em seu antecessor. Da mesma forma que ela é a síntese das emoções e do amadurecimento de Mia, também é a síntese de Adam. Ambos se expressam através da música, ambos vivem a música de maneira completamente introspectiva e que faz sentido apenas a cada um deles. A música, de certa forma, é a grande conexão entre eles: ao terem suas próprias visões modificadas por ela, conseguem enxergar tão bem o outro.

Talvez não haja melhor palavra para representar meu envolvimento com a leitura do que fascínio. Foi como se um encantamento houvesse me prendido às páginas, impedindo-me de interrompê-las. Eu, assim como Adam, não conseguia aceitar e entender o desenrolar dos últimos três anos de sua vida, e tudo o que acompanhava me parecia como uma triste realidade paralela, algo que não deveria estar acontecendo. Ao mesmo tempo, eu precisava saber como tudo terminaria, precisava do desfecho e, mais do que tudo, precisava que ele trouxesse calma ao personagem e ao meu próprio coração.

 

“Acabei percebendo que há uma grande diferença entre saber que algo aconteceu e saber por que aconteceu, e acreditar nisso. Porque, quando ela cortou o contato, sim, eu sabia que havia acontecido. Mas levei um longo, longo tempo para acreditar.

Em alguns dias, eu ainda não acredito.

página 98

 

Terminei a leitura apaixonada pela história de Adam e Mia, e não por algum dos livros individualmente. Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi fazem parte um do outro, são extensões um do outro, e não há como um existir sem o outro: o segundo volume obrigatoriamente precisa do primeiro para acontecer, mas, pelo menos no meu caso, foi ele quem me fez compreender de verdade seu precursor.

No resumo, os que se decepcionaram com Se Eu Ficar deveriam dar uma chance a Para Onde Ela Foi, leitura obrigatória aos que se apaixonaram pelo primeiro. Em minha própria experiência, finalizei a última página tomada por emoções e enxergando ambos volumes completamente entrelaçados, ainda que distintos por suas individualidades. Provavelmente eu nunca tenha lido dois livros que são tanto suas próprias personagens metamorfoseadas em palavras.

ParaOndeElaFoi2





Deixe o seu comentário

24 Respostas para "[Resenha] Para Onde Ela Foi – Gayle Forman"

Caroline Soares - 04, novembro 2014 às (08:09)

Quando eu vi esse livro, não sabia que era a versão do Adan, do livro Se eu ficar. Não consegui concluir Se eu ficar, não me envolvi com a leitura, acho que li no momento errado, não sei. Daí no fim das contas desapeguei de ler esse também. Mas parece muito bom.

Responder

Aione Simões 04 nov 2014

Oi Caroline!
Na verdade, o livro não é a versão do Adam de “Se Eu Ficar”, a história se passa depois do primeiro livro!
Muitas pessoas se decepcionaram mesmo com a leitura, eu mesma quando li “Se Eu Ficar” achei menos do que eu esperava. Mas me apaixonei por completo por toda a história depois de ler esse!
Beijão!

Responder

Ivi Campos - 04, novembro 2014 às (08:22)

Adorei a resenha e realmente os dois livros fazem parte de um todo!!! Adorei a maneira como você caracterizou os personagens: Mia contida e poética e Adam é desespero e paixão. A história toda é linda demais, e intensa… QUERO LER TUDO DA GAYLE FORMAN!

Curiosamente na resenha que fiz no meu blog deste livro, separei os mesmos quotes!!! bj

Responder

DeebAmorim - 04, novembro 2014 às (09:04)

Eu ainda não terminei de ler Se Eu Ficar, mas da pra perceber o distanciamento da Mia sim, mas mesmo assim, da pra se conectar bem com a história, dá curiosidade pra saber o que acontece. To ansiosa já por Para Onde Ela Foi, não só por essa gama de emoções que você descreveu mas ainda mais por ser narrado pelo mocinho. Simplesmente adoro a visão deles. E ainda mais por ser recheado de músicas, o que eu amo <3

Responder

Milena Soares - 04, novembro 2014 às (15:16)

Amei Se Eu Ficar, estou doida pra ler essa continuação e essa resenha me deixou ainda mais ansiosa pra conferi Para Onde Ela Foi.

Responder

Neny - 04, novembro 2014 às (16:22)

Eu adorei o primeiro livro, mesmo achando que a Mia não demonstrasse amar tanto assim o Adam, e neste saber que é narrado pelo ponto de vista dele..ahhhh preciso para ontem.
Mas é uma pena que eles tenham se separado, ansiosa para ler e saber como é Adam amando…fofo,
beijos.

Responder

Maria Paula - 04, novembro 2014 às (19:48)

Juro, sua resenha ia ser decisiva para eu comprar ou não o livro, e se antes eu tinha dúvida, agora eu tenho certeza! PRECISO ler esse livro. Como a maioria das pessoas, esperava ter me emocionado mais em Se Eu Ficar, mas ainda sim curti muito, ansiosa para ler a continuação agora! Beijosss

Responder

Amanda Couto - 04, novembro 2014 às (20:05)

Eu não gostei muito do primeiro livro, por isso estou pensando bastante sobre ler ou não ler este. Não quero outra decepção pra esse ano. Já tive demais 🙁
Leio ou não leio?? HELP ME
Beijocas ;))

Responder

Mariana Siqueira - 04, novembro 2014 às (23:18)

Oi Aione,
Eu tive as mesmas impressões que você e disse basicamente a mesma coisa na minha resenha. O primeiro livro peca na falta de sentimento, os personagens também não cativam. Confesso que não me apaixonei por Adam no primeiro livro, mas no segundo eu realmente me senti como ele :/ E chorei com ele em alguns momentos.
Duas obras que se complementam e precisam ser lidas em sequência. Resenha perfeita como sempre, Mi.

Beijos,
Mari Siqueira
http://loveloversblog.blogspot.com

Responder

Amanda Arrais - 05, novembro 2014 às (00:27)

Eu ainda não li o primeiro.. mas acredito que vou gostar de ambos..vou tentar ler ainda esse mês os dois..

🙂

Responder

Rudynalva - 05, novembro 2014 às (00:35)

Aione!
Fico louca quando comento e o comentário não aparece…kk
Vamos lá de novo.
Li Se eu ficar e fiquei encantada com o dilema de Mia e também porque achei o livro bem musical e tudo que tem música me conquista.
Aqui estou encantada por saber que a autora deu o tom do livro através da personalidade de Adam e sua música, claro.
Agora quero é saber o que aconteceu com Adam e Mia durante esses anos separados e acompanhar todo sentimento de Adam.
cheirinhos
Rudy

Responder

natacha moraes - 05, novembro 2014 às (02:49)

Linda resenha!

Responder

Gabriela C. - 05, novembro 2014 às (10:15)

Eu sempre quis ler o livro “Se eu ficar”, e agora que vi que a continuação dele é ainda melhor que o primeiro, quero ler mais ainda.
Vi várias pessoas falando que não gostaram do primeiro livro, mas ainda assim eu quero tirar a minha conclusão, porque pra mim ele parece ser muito bom.

Responder

Rayme - 05, novembro 2014 às (10:21)

li o livro e logo em seguida vi o filme, e confesso que me decepcionei um pouco com a história. esperava beeeem mais da trama… mas enfim né.
apesar de ainda não ter lido ele, concordo com você que para ler este precisa ler o primeiro… e eu quero muito ler este segundo logo.

Responder

Edilza - 05, novembro 2014 às (12:10)

Agora sim fiquei com vontade de ler essa duologia! Pois agora a narrativa está carregada de emoção.
Ótima resenha! Bjs, Mi <3

Responder

Desbravadores de Livros - 07, novembro 2014 às (01:03)

Estou ainda lendo Se eu ficar, Aione. Confesso que estou gostando bastante e me surpreendendo. Fiquei feliz em saber que os dois volumes se casam e é uma onda de emoções e tudo o mais. Ainda mais por envolver mais sobre a vida de Adam nesse segundo.

Responder

thayna ta - 09, novembro 2014 às (13:02)

Tenho o livro, mas tem muitas leituras na frente ainda, me sinto atrasada quanto essa leitura…Acho tão belo a forma em que os dois se expressam pela música.
No primeiro livro, ouvi muitos comentários horríveis sobre a obra e que a segunda era pior e que a capa era pior e blá… muita gente reclamando, eu ainda não tive meu ponto de vista e conclusão sobre, mas mal posso esperar para ler logo, tem tantas obras na frente, que as vezes da vontade de engolir os livros… O filme é um que também não vi, quero ver depois os livros.
Beijos Aione, obrigada pela resenha.
ThaynáQ.

Responder

Oliveira - 09, novembro 2014 às (13:55)

Bom saber que para ler tenho de ter os dois, ainda bem que não li o primeiro antes do lançamento desse segundo livro. É uma das leituras que pretendo fazer ano que vem, e gostei de saber que um é a conclusão do outro. Pelo menos sei que ocorreu um final.

Responder

Cristiane Oliveira - 11, novembro 2014 às (13:54)

Oi Aione. Acho super legal ver uma história contada por dois personagens diferentes, mesmo que neste caso, a história acontece após o primeiro livro. É muito legal pra ficarmos por dentro da cabeça e sentimentos dos personagens, e descobrir mais da história. Eu ainda não li nenhum e nem vi o filme.
Beijos

Responder

Fernanda Bizerra - 17, novembro 2014 às (10:01)

Ainda não li os livros, mas estou com certo receio de lê-los.
Já vi muitas resenhas bem negativas e por isso tenho medo de me decepcionar e é disso que não estou precisando no momento.
Mas, mesmo assim vu tentar lê-los, pois mesmo com receio sua resenha me deixou uma tanto com vontade.

Vai que esta intensidade do livro me agrade e fico pensando também que se ele incomodou muita gente é porque será bem interessante para mim

Beijos
http://www.amorliterario.com

Responder

Aline Rodrigues - 22, novembro 2014 às (15:16)

Oi Aione, apesar de muitas pessoas não terem se identificado com “Se eu ficar” foi uma leitura muito marcante pra mim, preciso fazer a leitura da continuação com urgência.
Essa semana tive o prazer de assistir ao filme, e me emocionou muito.

Responder

samara - 23, novembro 2014 às (14:19)

oi
eu ainda n li se eu ficar mas e uma das minhas proximas leituras.
estou um pouco desanimada pra ler vejo muitas opinioes negativas.

o que vc achou do livro mi?

bjs!!!!!!!

Responder

Aione Simões 23 nov 2014

Oi Samara!
Gostei do primeiro livro, mas, quando li, achei que faltou algo. Acho que só fui compreendê-lo mesmo depois de ler o segundo.
De qualquer forma, os dois valeram muito a pena!
Beijão!

Responder

Crislane Barbosa - 08, dezembro 2014 às (21:10)

Oi!
Mi, esse livro é emoção pura. A cada página, Adam nos contava seus infortúnios. Eu me sentia envolvida com ele, com a dor dele de tal foma como não fiquei com a de Mia. Adorei “Se eu ficar”, mas “Para Onde Ela Foi” foi mais completo.
A cena final, ele cantando para ela, foi linda!!! <3

Beijos!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por