[Resenha] Fazendo Meu Filme 1: A Estreia de Fani - Paula Pimenta | Minha Vida Literária
25

nov
2014

[Resenha] Fazendo Meu Filme 1: A Estreia de Fani – Paula Pimenta

FAZENDO_MEU_FILME_1358475259P

Título: Fazendo Meu Filme 1: A Estreia de Fani
Autor: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Número de Páginas:  336
Ano de Publicação: 2008
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima.
“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades.


FMF1_1

A série Fazendo Meu Filme, de Paula Pimenta, é uma que, vergonhosamente, mantive intocada em minha estante por dois anos, mesmo tendo inúmeras recomendações positivas sobre ela – e um estrondoso sucesso que fala por si só. Porém, decidida a não terminar o ano sem ao menos ler o primeiro volume, finalmente cumpri essa meta.

Confesso que, nas primeiras 100 páginas, acreditei que terminaria a leitura decepcionada. É verdade que a escrita completamente fluida e convidativa da autora me tragou por inteira para dentro das páginas, e as citações de cada um dos filmes favoritos de Fani – muitos dos meus também – ao início dos capítulos foram um charme à parte para a leitura. Porém, o universo adolescente da protagonista e seus conflitos típicos da idade me fizeram crer que demorei demais para iniciar a série e que ela perderia seu encanto para mim.

 

“Começou a chover de novo. Pelo menos isso. Enquanto o tempo estiver ruim, eu não preciso sair. Não sei quem sancionou essa lei de que meninas de 16 anos são obrigadas a sair todos os dias do final de semana. Se eu estou a fim de ficar em casa, com meus DVDs, meus livros ou simplesmente fazendo nada, a minha família já pergunta se eu estou doente. Pior do que isso. Passam-se cinco minutos e as minhas amigas começam a aparecer ou telefonar, como se o fato de eu ter dito que queria ficar em casa tivesse sido uma espécie de brincadeira.”

página 13

 

Contudo, com o passar das páginas fui me rendendo cada vez mais à trama, principalmente pela maestria com que Paula Pimenta traz os sentimentos de Fani. Compartilhei de suas angústias e me vi torcendo pelo desfecho; ainda que ele tenha sido, de certa forma, previsível, só me deixou ainda mais feliz ao ser concretizado, visto que configurou no que eu queria que acontecesse. Ainda assim, o caminho até ele pode ser considerado “tortuoso”, uma vez que a autora não poupou obstáculos em sua trama – esses sim imprevisíveis.

FMF1_3

Foi impossível não simpatizar com Fani e com seu humor irônico e “mal-humorado” que em tantos momentos lembrou o meu próprio. Também, a personagem me fez, assim como Bea de Onde Deixarei Meu Coração (Sarra Manning; Galera Record, 2014), lembrar da adolescente que fui e dos tantos sentimentos que povoaram essa fase da minha vida.

 

“Sempre achei que os melhores filmes são aqueles que terminam e deixam no ar os futuros acontecimentos, para que possamos inventar por nós mesmos uma continuação. Minha vida é assim. Não sei como serão meus próximos capítulos, mas posso imaginá-los e tentar vivê-los o mais fielmente possível ao roteiro que eu mesma vou criar.”

Epílogo

 

Quando finalmente virei a última página tomada pelas lágrimas, já que foi impossível não me emocionar com o desfecho, pude enfim compreender o fascínio em torno da série e lamentei não tê-la “conhecido” anteriormente. Infelizmente não conseguirei ler os próximos volumes em sequência, mas minha ansiedade para o fazer com certeza cresceu.

Não recomendarei o livro aos fãs de chick-lits juvenis porque, a essa altura do campeonato, todos já fizeram a leitura (e os que ainda não leram anseiam por isso). Entretanto, sinto-me na obrigação de reforçar o quanto a escrita de Paula Pimenta é envolvente e capaz de transmitir os sentimentos universais vivenciados por Fani – e de uma maneira toda brasileira de ser. Delicioso e imperdível!

FMF1_2





Deixe o seu comentário

15 Respostas para "[Resenha] Fazendo Meu Filme 1: A Estreia de Fani – Paula Pimenta"

Nessa - 25, novembro 2014 às (08:07)

Oi Mi
Eu quero muito ler essa série. Li um em HQ e gostei bastante!
Sua resenha me deixou mais curiosa.
Beijos

Responder

Fernanda Bizerra - 25, novembro 2014 às (08:26)

Tenho muita vontade de ler os livros da Paula, mas nutro o mesmo receio que você. Não tenho nenhum na minha estante, mas pretendo e espero terminar o livro tão emocionada quanto você e ansiosa por ler os próximos.

Vai ser bom relembrar os sentimentos da adolescência.

Obrigada por atiçar ainda mais minha curiosidade.

Responder

samara - 25, novembro 2014 às (09:42)

oi mi

tenho muita vontade de ler essa serie e todos os outros livros da paula mimenta , mas essa serie vai ser uma das minhas primeiras leitura dela.

beijos!!!!!!!!!!!!!!!1

Responder

Edilza - 25, novembro 2014 às (11:37)

Que bom que esse livro nos lembra dos adolescentes que fomos assim como Onde Deixarei Meu Coração. Deve ser muito legal!
Que pena que você não vai poder ler os próximos livros em sequência. :/
Ótima resenha! Bjs, Mi <3

Responder

Cristiane Oliveira - 25, novembro 2014 às (15:02)

Oi Aione. Super famosa e bem conceituada esta serie. Quando vc começou a resenha, achei que nao ia gostar, que bom que a leitura conseguiu te conquistar.
Beijos

Responder

neyara - 25, novembro 2014 às (15:09)

Sou apaixonada pela Paula, tanto como escritora, como pela pessoa super carinhosa que ela é. O livro de fato não surpreendente, mas ela te conquista de uma forma que chega a ser inexplicável o fascínio que a Paula arranca de seus leitores.
Fico feliz por ter se tornado mais uma fã da Fani.
Beijo

Responder

Ticiane Ingrid - 25, novembro 2014 às (19:25)

Gosto muito da Paula Pimenta, ela é uma ótima escritora. Infelizmente ainda não li o último, apenas os três primeiros. A série é muito legal, é impossível não gostar dos personagens, apesar de muitas vezes eu ficar com raiva da Fani por causa de algumas decisões dela, mas acho que faz parte da leitura. Sempre que eu via seus vídeos na qual você falava que ainda não havia lido a série eu ficava torcendo pra que você resolvesse ler, porque é bem legal. Espero que leia os outros 🙂

Responder

thayna ta - 25, novembro 2014 às (21:43)

É um amor a história, eu tenho a versão em quadrinhos, é bem pro lado juvenil. Os livros normais tenho muita vontade de ler, mas falta o dinheiro D:’
Também gostei da Fany, ela é fofa e me simpatizei logo de cara.
Beijos Aione, ThayQ,

Responder

taliana rosales - 26, novembro 2014 às (14:59)

Amei a leitura desse livros e assim como você tive a impressão que o livro não servia mais pra mim até determinado momento. Confesso que também me surpreendi e no final da leitura não parava de chorar, era como se parte de mim tivesse acabado.

Responder

Oliveira - 26, novembro 2014 às (15:48)

Não li essa série ainda, quero ter todos os livros para começar a leitura. E fico feliz por você ter gostado e ter sido sincera na resenha, pois se tiver o mesmo problema que o seu vou passar das 100 páginas para poder ler esse desfecho magnífico!

Responder

Aline Rodrigues - 26, novembro 2014 às (19:12)

Agora sou oficialmente a unica pessoa da face da Terra q não leu os tão famosos livros da Paula Pimenta… preciso resolver isso kkkkkk

Beijos Aione, amei a resenha, só me deixou com mais vontade de ler Fazendo Meu Filme.

Responder

Desbravadores de Livros - 27, novembro 2014 às (07:02)

Que bom que você gostou da obra e até se emocionou, Aione. Eu ainda não li nada da Paula. Mas a obra parece comovente, realmente. A princípio pensei que daria apenas boas e longas risadas, nada mais que isso. Confesso que me surpreendi.

Responder

Milena Soares - 28, novembro 2014 às (19:31)

Quero muito ler essa série, parece mesmo ser ótima, só vejo falaram super bem dela e essa sua resenha me deixou ainda mais curiosa e ansiosa pra conferi isso tudo.

Responder

Rudynalva - 29, novembro 2014 às (23:55)

Be Aione!
Me enquadro na categoria daquelas pessoas que ainda não leram, mas morrem de curiosidade em ler e acompanhar a série pelo fato de ler repetidamente resenhas tão boas como a sua e que falam bem da escrita da autora e do enredo.
Um dia…
cheirinhos
Rudy

Responder

Fe Fernanda - 29, janeiro 2016 às (11:49)

estou lendo, tem uma capa linda,acho a capa mais linda da série

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por