[Resenha] Apenas Um Dia - Gayle Forman | Minha Vida Literária
05

dez
2014

[Resenha] Apenas Um Dia – Gayle Forman

Apenas Um Dia

Título: Apenas Um Dia
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas:  384
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro… Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Depois do sucesso Se Eu Ficar, a editora Novo Conceito trouxe mais uma série da autora, formada pelos romances Apenas Um Dia e Apenas Um Ano, que será publicado em fevereiro de 2015, além de Just One Night, um spin-off em formato de eBook (ainda sem anúncio de tradução para o português).

ApenasUmDia1

Apenas Um Dia é formado por duas partes, algo que eu não esperava quando iniciei a leitura: a primeira corresponde ao dia em que Allyson, a protagonista, tem seu momento de rebeldia e vai para Paris com Willem, jovem ator que ela acaba de conhecer. Já na segunda, temos o ano subsequente a esse encontro, o que acabou por me envolver muito mais na leitura.

Como pensei que a história fosse ser desenvolvida em apenas um dia, demorei um pouco para realmente me conectar com a personagem e suas emoções. De certa forma, julguei a história antes de conhecê-la e criei um enredo em minha mente que não correspondeu à realidade – algo que só descobri conforme avancei pelas páginas. O que imaginei que seria previsível e clichê, mostrou-se muito mais profundo do que eu supunha.

 

“Neste momento, tenho a impressão de que o trem não está me levando a Paris, mas a algum lugar completamente novo.”

página 46

 

Aos poucos, fui me encantando com Allyson “Lulu” e Willem, com a Paris visitada por eles e, principalmente, pela intensidade da relação de ambos. Os sentimentos, majoritariamente, estão presentes nas entrelinhas e nas sutilezas, e quando expressos em palavras, conseguiram me encantar ainda mais. Porém, foi na segunda metade da história que Gayle Forman me conquistou de vez, trazendo, além do romance, a verdadeira alma de sua obra.

 

“Se o tempo pode ser fluido, então talvez algo que seja apenas um dia possa continuar para sempre.”

página 107

 

Dialogando com Shakespeare, a essência da história não está na questão do tempo em si, embora seja uma temática também importante. Apenas Um Dia fala, acima de tudo, sobre identidades: a nossa própria, a que projetamos sobre os outros, a que nem imaginamos que ao outro possa pertencer. Allyson, ao mesmo tempo em que busca descobrir quem realmente é, acaba percebendo os outros ao seu redor e identificando o quanto nossas crenças precipitadas se tornam escolhas e julgamentos precipitados exatamente por darmos, a cada pessoa, identidades que, muitas vezes, não passam de máscaras ou impressões pré-concebidas.

Enquanto li a primeira parte aos poucos, algumas páginas por dia, mergulhei de cabeça na segunda, lendo-a praticamente de uma só vez. Não apenas curiosa pelo desenvolvimento da trama, fiquei completamente imersa nos sentimentos e reflexões de Allyson, tornando quase impossível me desconectar da leitura. E Gayle Forman, ainda, conseguiu um final arrasador: fechar a última página sem estar desesperado pela continuação é praticamente um desafio.

ApenasUmDia2

Apenas Um Dia não apenas foi uma deliciosa leitura como também contribuiu para configurar Gayle Forman como uma autora de destaque para mim, algo iniciado com a duologia Se Eu Ficar. Definitivamente, impossível não me render a sua escrita sensível e intensa, capaz de criar histórias inesquecíveis.





Deixe o seu comentário

14 Respostas para "[Resenha] Apenas Um Dia – Gayle Forman"

Ivi Campos - 05, dezembro 2014 às (09:05)

Estou muito ansiosa para ler este livro porque eu amei SE EU FICAR e a sua sequencia.
obs.: adoro as fotos que você coloca….
bj

Responder

Nayane Moura - 05, dezembro 2014 às (09:26)

Uau, que resenha!
Gosto muito da escrita da Gayle Forman, como você disse é sensível e intensa, e ao mesmo tempo leve.
Depois dessa resenha incrível, estou ainda mais curiosa pra ler esse livro.

bjs :*

Responder

Juliana Frygoudakis - 05, dezembro 2014 às (10:12)

Não gostei muito da escrita de ‘Se eu ficar’, apesar de achar o enredo muito bom! Por isso acho difícil eu me interessar por outros livros da Gayle Forman ! Porém achei muito interessante que o livro dialoga com Shakspeare.. quem sabe um dia eu não me interesse rs
Aione, acho as fotos que você coloca nas resenhas MARAVILHOSAS! Sempre muito bem tiradas e que me dão vontade de ter o livro só pra mim rs
beijos ! =)

Responder

Edilza - 05, dezembro 2014 às (11:25)

Também tenho aquela torrezinha fofa! 😀
Que bom que mais um livro da autora agradou!
Sei bem como é você começar a julgar a história antes de conhecê-la e depois se surpreender.
Boa resenha! Bjs, Mi <3

Responder

Helena Cristina Cintra Eher - 05, dezembro 2014 às (14:18)

Estou lendo “Para onde ela foi”(terminei “Se eu ficar” ontem, comprei o segundo e comecei a ler em sequência). Estou amando o modo como a autora escreve. Realmente, é uma escrita muito profunda. Fico feliz por já ter mais livros da autora para ler e quem, pelo que parecem, são tão bons qto os outros.

Responder

Amanda Couto - 05, dezembro 2014 às (20:02)

A Gayle Forman parece que gosta de escrever livros que se passem em um exato período de tempo, né?!
Não sei se vou ler este, pois não gostei tanto assim do livro Se Eu Ficar, achei que não me envolvi com a história e nem com os personagens, não sentindo o que a maioria dos leitores sentiu, o mesmo que aconteceu com The Fault In Our Stars, portanto, fiquei meio decepcionada e com certo receio de ler outro livro da autora
Beijão

Responder

Vanessa Meiser - 07, dezembro 2014 às (01:21)

E eu ainda nem li nada dela? Como pode?
Estes quotes são perfeitos, você conseguiu instigar minha curiosidade só por eles e mais ainda com tantos elogios feito à escrita da autora. Prometo ler logo algo dela.

Beijo, Vanessa Meiser

Responder

Oliveira - 07, dezembro 2014 às (17:34)

Não conheço a escrita da autora, não li ainda nenhum livro dela, mas tenho lido resenhas e visto o tanto ela tem apaixonado os corações de muitos por seus livros. Após ler Se eu ficar creio que leio esse, mas pretendo conhecer a escrita dela.

Responder

Paula de Franco - 09, dezembro 2014 às (12:53)

Oie,

Só vejo ótimas resenhas desse livro e não posso comprar, me endividei na Black e agora apenas em março. Se ficar muito desesperada irei ler em ebook. Espero que isso não aconteça. Quero muito ler mais livros da Gayle, eu simplesmente adorei a Duologia de Se eu ficar.
Quero saber o que acontece nesse Um dia que Allysson se permite viver.

Beijos.

Responder

camila rosa - 17, dezembro 2014 às (17:05)

Oi, tudo bom?
Eu ainda não tinha visto nenhuma resenha sobre esse livro, mas ele parece ser muito lindo, adorei a capa, e o enredo do livro, espero poder ler ele.
Beijos *-*

Responder

Viviane Gonçalves - 14, janeiro 2015 às (15:52)

Aione li esse livro e achei extremamente cansativo.
A mocinha é tão chata quanto a Mia do livro Se Eu Ficar.
A minha nota é 3 e só vou ler o próximo livro porque é impossível não ficar curiosa com o modo como ele termina.

Bjs!

Responder

Nádia Alencar - 17, janeiro 2015 às (02:01)

Adorei essa resenha, eu estou lendo o livro e estou achando chato, agora que descobri que tem segunda parte e que melhora nela eu vou continuar lendo!

Responder

Tatiana - 19, fevereiro 2015 às (20:35)

Aconteceu o mesmo comigo… A primeira parte eu ia lendo aos poucos.. Qdo chegou a segunda me prendeu de uma forma q eu não conseguia parar de ler o livro!! Realmente mto bom!!!

Responder

Fe Fernanda - 29, janeiro 2016 às (14:26)

Não acho que deveria ter continuação de se eu ficar, mas parece legal

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil