[Resenha] O Lago Místico - Kristin Hannah | Minha Vida Literária
16

jan
2015

[Resenha] O Lago Místico – Kristin Hannah

O Lago Místico

Título: O Lago Místico
Autor: Kristin Hannah
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 368
Data de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Esposa e mãe perfeita, Annie vê o seu mundo desabar de uma hora para outra quando é abandonada pelo marido.
A fuga momentânea é para Mystic, a pequena comunidade onde ela cresceu e onde o seu pai ainda vive. Lá, Annie começa a se reerguer novamente, descobrindo o amor por si mesma, por um velho amigo solitário e por uma garotinha que acaba de perder a mãe.
Tudo está se encaixando na vida de Annie. Nick e Izzy se tornaram uma parte importante de seu processo de cura, e ela também se tornou essencial para a sobrevivência da relação entre pai e filha. Até que o seu ex-marido reaparece… e a tranquilidade rapidamente dá lugar ao desespero.
Kristin Hannah encanta mais uma vez com uma história comovente, sensível e verdadeira sobre perda, paixão e os fios frágeis que unem as famílias.

Sabe aquela sensação gostosa que aparece após assistirmos a um típico filme de romance “água com açúcar”, no qual temos uma protagonista vivendo uma transformação pessoal, revendo seus valores e se deparando com um novo e inesperado amor, tendo como cenário uma bela cidadezinha com uma aura de magia? Foi a mesma sensação que tive durante a leitura de O Lago Místico, mais uma obra de Kristin Hannah que não me decepcionou em nada.

O Lago Místico2

Embora a autora também demonstre no livro sua, talvez, principal característica – a de fazer uma profunda imersão nas emoções e conflitos internos de suas personagens -, O Lago Místico foi, para mim, sua obra menos intensa e arrasadora. Ainda que eu tenha me emocionado e derramado lágrimas em vários momentos da leitura, senti nela um clima mais ameno que me pareceu diferente de seus outros livros, inclusive capaz de me fazer compará-la com as obras de Nicholas Sparks, as quais sempre despertam em mim uma sensação de calmaria agradável durante o desenrolar da história, mesmo nas mais tristes.

 

“Ela caminhou sem rumo pela casa, tentando entender o que fizera de tão errado e como falhara.

Se soubesse como, talvez então pudesse consertar tudo. Havia passado os últimos vinte anos colocando as necessidades da família em primeiro lugar, e ainda assim de alguma forma tinha falhado, e sua falha a deixara sozinha, vagando por aquela casa imensa, sentindo saudade da filha que tinha partido e de um marido que estava apaixonado por outra.”

página 22

 

Em terceira pessoa, a narrativa se alterna segundo a visão das diferentes personagens que compõe a trama, principalmente sob a ótica de Annie, a protagonista, Nick e Izzy, uma das personagens mais encantadoras criadas por Hannah. Dessa maneira, é possível ter uma visão mais ampla das motivações de cada uma e de suas dificuldades, tornando-se mais fácil compreendê-las. Enquanto Annie passa por um profundo processo de auto-descoberta e reavaliação de sua vida, Nick enfrenta o luto pela morte da esposa e as complicações advindas desse triste acontecimento: o alcoolismo e a distância que passa a existir entre ele e sua filha Izzy, como se ele tivesse desaprendido de ser pai. Izzy, por sua vez, enfrenta, aos seis anos, a perda da mãe e a estranha convivência com o desconhecido que outrora fora seu pai.

O Lago Místico3

Uma sempre importante temática nos livros de Kristin Hannah é a maternidade, e ela novamente se faz presente em O Lago Místico. Vemos como a ausência da mãe de Annie por sua morte afetou a vida da protagonista em diferentes aspectos e como isso facilitou a criação de um relacionamento com Izzy, pela situação semelhante enfrentada pela garotinha. Temos, ainda, o papel da própria Annie como mãe e também como esposa, contraposto à essência perdida da personagem ao assumir esses papéis.

 

“Ela sabia que esse momento ficaria para sempre, muito depois de ela desejar esquecê-lo. Talvez mais tarde fosse pensar no que a levou a agir assim: seria o reflexo tremeluzente das estrelas no lago, ou o modo como a mistura de luar e lágrimas fazia os olhos dele parecerem piscina de prata derretida? Ou a solidão muito profunda dentro dela, como um cubo de gelo pressionado contra seu coração partido?”

página 88

 

Mesmo sem achar o livro intenso como os demais da autora, foi impossível não me emocionar durante a leitura. Kristin Hannah tem uma habilidade excepcional de falar sobre emoções e transmiti-las, seja de forma arrebatadora, seja de forma singela. O Lago Místico configurou como uma terna e sensível leitura, e não foi difícil imaginá-la sendo adaptada para os cinemas como o típico filme descrito inicialmente por mim.

O Lago Místico1





Deixe o seu comentário

14 Respostas para "[Resenha] O Lago Místico – Kristin Hannah"

Mariana - 16, janeiro 2015 às (08:50)

Oi Aione linda! <3
Ah, eu realmente me decepcionei com esse livro da Kristin. Acostumada com obras incríveis dela, eu fui esperando que essa fosse mais uma. Até certo ponto eu estava adorando, mas da metade para a frente eu queria jogar o livro pela janela. Detestei a reviravolta que a história deu e Annie foi uma personagem que me frustrou demais. Uma pena :/

Beijos,
Mari Siqueira
http://loveloversblog.blogspot.com

Responder

Oliveira - 16, janeiro 2015 às (09:24)

Você expressou em sua resenha o que senti durante a leitura, essa forma singela de apresentar as emoções, mesmo tratando de assuntos tão complexos.
Gostei muito do livro, apesar de Annie ter me irritado profundamente em suas decisões, mas pela personalidade dela era previsto que faria assim.
Amei o livro, foi o primeiro que li da autora e desejo ler todos dela.

Responder

Edilza - 16, janeiro 2015 às (10:13)

Essa autora gosta de nos despedaçar, hein? Mesmo esse livro não sendo tão intenso quanto os outros dela ainda assim ela nos faz chorar. Ansiosa pra ler algo dela!
Amei a resenha! Um abraço, Mi!

Responder

Cristiane Oliveira - 16, janeiro 2015 às (10:34)

Oi Aione. Nunca li nada da Kristin e só ouço falar o quanto ela despedaça os corações dos leitores…. rsrs. Ultimamente eu tenho gostado mais destas histórias um pouco mais adultas e realmente só de ver a sua resenha, e analisando a capa, parece mesmo que ficaria bem legal a história sendo contada em um filme.
Beijos

Responder

Diane Ramos - 16, janeiro 2015 às (14:16)

Ainda não li nenhum livro de Kristin Hannah , mas parece ser de alta qualidade 🙂
Sou completamente apaixonada por esses livros que “transbordam emoçao” , logo é claro que esse já entrou para minha lista de desejados.

Responder

natacha moraes - 16, janeiro 2015 às (14:48)

estou louca para ler. mas vou ler O CAMINHO primeiro ; ) os dois estao aqui na fila. adoro essa autora
bjao Mi

Responder

Juliana Frygoudakis - 17, janeiro 2015 às (10:55)

Oii Mi !
Nunca li nenhum livro da kristin.. mas tenho muita vontade de ler Jardim de Inverno (será uma das minhas próximas compras, com certeza)!
Mas já ouvi dizer de várias pessoas que esse é o ‘pior’ livro dela.. então acho que vou deixar ele pro final ! haha
Adorei a caneca do minha vida literária na foto *-*

Beijos! =)

Responder

Nik Chan - 17, janeiro 2015 às (14:31)

Adorei essa última foto do seu post, adoro ficar olhando estantes e você tem bastante livros da autora. Sabe, eu não tenho nenhum e sempre vejo todo mundo falando bem dos livros da Kristin. Quem sabe depois eu não compro um livro dessa autora. Gostei de saber que o livro não é muito profundo, mas que mesmo assim você ainda derramou algumas lágrimas.
Bye

Responder

Maria Alves - 18, janeiro 2015 às (11:13)

Ainda não li nenhuma obra da autora, mas já tinha visto esse livro e me interessado, mas não tinha lido nenhuma resenha dele, mas pelo que deu para perceber ele é muito emocionante e comovente, retrata a vida da família, quer dizer onde ela perde a sua e tenta reconstruir sua vida, mas pelo que li parece que esse não é um dos melhores liros da autora. Mas gostaria de ler assim mesmo para ter minhas impressões sobre ele kk.

Responder

Priscila Gatti - 20, janeiro 2015 às (10:06)

Já tinha ouvido falar desse livro, mas, não conhecia muito dele.
Adorei a resenha e me interessei muito pelo livro.
Parece ser uma leitura muito sensível e bonita.
Com certeza, uma história muito bonita.
Fiquei curiosa para saber o que acontece com a Annie.
Beijos!!

Responder

camila gama prado - 21, janeiro 2015 às (13:31)

eu já estava com vontade de ler os livros da Kristin Hannah e
depois desta resenha a vontade cresceu ainda mais, este
livro tem tudo que eu gosto nos romances.

Responder

Larissa Pinheiro - 29, janeiro 2015 às (21:55)

Olá, Aione!
Parabéns pela resenha, está maravilhosa.
Não tenho conhecimento do mundo literário de Kristin Hannah, pois nunca li nenhuma de suas obras, talvez porque o estilo de suas tramas não me prendam muito ou talvez por nunca ter tido desperto em mim um interesse por ler seus livros.
Mas, apesar disso, o livro me pareceu ser sensível e feminino, o que me leva a pensar em conhecer a escrita de sua autora.

Abraços literários!

Responder

Vitória Pantielly - 30, janeiro 2015 às (00:21)

Oii :}

Só li um livro da Kristin até hoje e foi uma das minhas melhores leituras, ela conseguiu me emocionar na maior parte da história .. Quando me deparei com O lago místico me encantei com a sinopse, mas desanimei um pouco depois de algumas resenhas .. Não gostei tanto da personagem Annie, acho que por toda a história que ela passou ela deveria ter sido mais forte, e não uma boba como tenho a impressão de que será ! Ainda sinto vontade de ler o livro, e espero que os acontecimentos também me emocionem e que a protagonista me faça mudar de opinião sobre ela .. Ah, não posso deixar de comentar sobre essa capa *-* Me apaixonei por ela !!
Bjs

Responder

Alexandra Periard - 28, fevereiro 2015 às (12:59)

Não curti muito a capa (achei meio brega), rs Mas a premissa do livro é muito boa!
Amei esse trecho “Ou a solidão muito profunda dentro dela, como um cubo de gelo pressionado contra seu coração partido?”“
Bj

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil