[Resenha] As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender - Leslye Walton | Minha Vida Literária
23

jan
2015

[Resenha] As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender – Leslye Walton

ava-lavender-frente_1.jpg.1000x1353_q85_crop

Título: As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender
Autor: Leslye Walton
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 304
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender. Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nas-ceu com asas de pássaro.
Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas. Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais até a noite da celebração do solstício de verão. Nessa noite, os céus se abrem, a chuva e as penas enchem o ar, enquanto a jornada de Ava e a saga de sua família caminham para um desenlace sombrio e emocionante.


modificada1

O livro de estreia de Leslye Walton carrega consigo uma marca que chama atenção: seu título – As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender. Um título grande, mas que captura o leitor de imediato, senão pelo interesse, mas pela curiosidade. E foram esses dois fatores que me levaram a essa leitura que, além de muito prazerosa, foi uma grata surpresa.

O romance nos conta a história da família de Ava Lavender no decorrer de algumas gerações, revelando fatos marcantes e adversidades que fizeram parte da estrutura familiar ao longo do tempo. Tudo isso permeado por duas características que, a meu ver, foram as principais para o meu envolvimento com a trama: a fantasia e a delicadeza em torno de toda a narrativa, elementos que me proporcionaram momentos de encantamento com a obra e escrita da autora.
BeFimag2.jpg

A narrativa é em primeira pessoa e conduzida pela própria Ava Lavender, que poderia ser uma garota comum, mas possui algo que a diferencia das outras garotas ao seu redor; Ava tem um par de asas. Basicamente, durante a primeira metade do livro, Ava nos conta a história dos seus antepassados com riqueza de detalhes e explorando sabiamente aspectos importantes para compreendermos sua trajetória de vida.

Os personagens possuem particularidades muito bem delineadas e que nos despertam ainda mais curiosidade em termos de aprofundamento da história dessa família tão peculiar. E é justamente esse o caminho que a narradora faz, o de desvendar determinados aspectos da sua base familiar para compreender a si mesma.
modificada2.jpg

Sem dúvidas foi uma experiência de leitura muito válida e repleta de doçura e sensibilidade. É um livro que tem seu ritmo, estilo e personalidade marcados por uma escrita fluida e poética, capaz de nos envolver com sua narrativa e de nos despertar boas reflexões e sentimentos.





Deixe o seu comentário

10 Respostas para "[Resenha] As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender – Leslye Walton"

Nik Chan - 23, janeiro 2015 às (09:18)

Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e fiquei muito feliz em saber que ele se trata de uma fantasia, juro que não esperava isso. Então Ava possui uma asa. Irei adicionar esse livro aos meus desejados.
Bye

Responder

Juliana Frygoudakis - 23, janeiro 2015 às (15:29)

Confesso que nunca senti muito interesse em ler esse livro.. O título e a capa não me atraíram muito! Mas agora que sei que se trata de uma fantasia e pela resenha positiva, pode ser que eu leia sim ! haha =)

Beijoos

Responder

Diane Ramos - 24, janeiro 2015 às (19:27)

Não fazia idéia de que esse livro se tratava de uma fantasia , já tinha ouvido falar sobre ele , porém não foi tão detalhado quanto á sua resenha 😉
Apesar de ser um genero , que no qual eu não tenho muito costume , gostei dele e acho que vou acabar comprando – o.

Responder

Maria Alves - 25, janeiro 2015 às (16:31)

Já tinha visto o livro, mas não sabia do que se tratava, gostei da historia de uma garota, especial que tem asas. Parece ser aqueles romances bem fofo e delicado. Quero ler sim.

Responder

Paula de Franco - 26, janeiro 2015 às (10:12)

Oie,

Realmente, um título enorme e que se fosse pelo título e pela capa eu não compraria. Mas as resenhas que tenho lido tem aguçado o meu interesse por esse livro. Fiquei curiosa para conhecer Ava e saber a respeito do passado de sua família. Porque dela ter asas.

Beijos.

Responder

Cristiane Oliveira - 26, janeiro 2015 às (13:43)

O Clivia. Pela capa e título do texto, achei que fosse uma história mais voltada pra um drama real. Mas pela sua resenha, a história está mais para fantasia… Ainda não tinha visto resenha sobre ele, que bom que vc gostou….
Beijos

Responder

Edilza - 27, janeiro 2015 às (16:30)

Esse título também foi o que me chamou a atenção!
Acho que vou gostar do livro pelos mesmos motivos que você: a parte da fantasia e da narrativa delicada.
Excelente resenha! Abraço, Clívia!

Responder

Rudynalva - 28, janeiro 2015 às (00:45)

Clivia!
Gostei desse livro também e até consegui sentir o cheirinhos dos quitutes feito na padaria da avó de Ana…kkkk
cheirinhos
Rudy

Responder

Larissa Pinheiro - 29, janeiro 2015 às (22:58)

Olá, Clivia!
Interessante como eu já havia visto esse livro em outros lugares e ficado interessadíssima em lê-lo mas acabei por me esquecer dele. Mas, graças a essa feliz resenha, tive a oportunidade de me lembrar novamente dele e, mais ainda, pude confirmar minhas expectativas a seu respeito. Parabéns pela resenha, é de uma sensibilidade incrível. Com certeza será uma de minhas próximas leituras.

Abraços literários!

Responder

Vitória Pantielly - 30, janeiro 2015 às (01:22)

Oi Clívia

Não imaginava até então do que se tratava o livro, e confesso que me surpreendi com a sua resenha! Claro que além do título umas das coisas que me chamou a atenção foi o fato de Ava ter asas, não pensei que fosse uma história voltada pra fantasia ..
Fiquei bem curiosa pra conhecer mais sobre a história dela, e acredito que vá me envolver bastante com a leitura exatamente pela riqueza dos detalhes.
Bjs

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil