[Resenha] Amy & Matthew - Cammie McGovern | Minha Vida Literária
10

fev
2015

[Resenha] Amy & Matthew – Cammie McGovern

Amy e Matthew

Título: Amy & Matthew
Autor: Cammie McGovern
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 336
Data de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro… exceto o que mais importa.


Amy e Matthew2

Comecei Amy & Matthew sabendo que uma história triste me aguardava. Surpreendentemente, minha leitura foi muito menos sofrida do que eu esperava.

Em terceira pessoa, a narrativa se alterna entre as visões de Amy e Matthew, mesclando, também, emails, mensagens de texto e algumas redações de Amy. Por conta dos divertidos diálogos entre os personagens, a intensidade da história acaba sendo amenizada, bem como a visão em terceira pessoa também suaviza a apresentação dos sentimentos de cada um.

 

“- Perguntei se eu poderia ajudar porque nunca fui capaz de fazer isso por ninguém. Queria ver se eu conseguia. É terrível ser sempre a pessoa que precisa de ajuda. Me desculpe se me enganei. Esse negócio de ter amigos é tão novo pra mim que às vezes cometo erros.”

página 100

 

Também, a escrita de Connie McGovern é bastante fluida e envolvente, de forma a permitir uma leitura rápida. Ainda, conforme o relacionamento entre os personagens se estreita, torna-se mais fácil conhecê-los, a medida em que eles também se conhecem mais profundamente.

Amy e Matthew3

O que faz de Amy & Matthew especial é a maneira de como traz temáticas difíceis sem deixar de lado a essência do ser jovem. Amy, apesar de suas limitações físicas, é uma adolescente como qualquer outra desejando ter a chance de ser uma adolescente, não uma garota com necessidades especiais isolada em sua condição. Matthew, por outro lado, apesar de externamente ser um jovem comum, enfrenta seus conflitos psicológicos diários que o distingue dos demais exatamente por afetarem seus hábitos e, por consequência, a visão dos outros sobre ele.

 

“Amy desviou o olhar, de modo que foi impossível dizer o que ela estava pensando. Já não era muito fácil, com sua gama limitada de expressões, mas se olhasse nos olhos dela, em geral, conseguia entender. Talvez suas palavras tivessem soado muito egoístas. Como se ele só estivesse pensando em como aquilo o afetava. Não estava. Ele queria que ela soubesse que ele não estava ali para ser legal ou porque sentia muito. Queria que ela soubesse que era muito mais do que isso. Não havia palavras, de fato, capazes de explicar.”

página 301

 

É muito fácil se encantar com os personagens e principalmente se apaixonar pela ligação entre eles desenvolvida, torcendo a cada momento por eles. Contudo, são palpáveis as dificuldades encontradas, sobretudo a de colocarem em palavras seus próprios sentimentos – o que apenas intensifica as emoções do relacionamento.

De modo geral, Amy & Matthew foi uma gostosa e rápida leitura, cujo peso da temática foi atenuado por sua linguagem descontraída. Um livro capaz de ser leve e, ao mesmo, marcante, tão especial quanto seus protagonistas.

 Amy e Matthew1





Deixe o seu comentário

13 Respostas para "[Resenha] Amy & Matthew – Cammie McGovern"

Caroline Soares - 10, Fevereiro 2015 às (11:39)

Já quero!!! *-*

Responder

Juliana - 10, Fevereiro 2015 às (11:52)

A capa do livro é bem delicada, me lembra um pouco Eleanor & Park; já tinha dado uma olhada na sinopse há um tempo atrás e tinha achado interessante. Gostei da resenha, ficou ótima. Bjs.

Responder

Juliana Garcez - 10, Fevereiro 2015 às (16:09)

Oi, Aione! Tudo bem?

Eu não acredito que encontrei a resenha desse livro por aqui! *-* Nossa, você escreve super bem. Eu estou muuuuuuuito louca por esse livro! Desde que vi que seria lançado, desejo-o. A capa é muito fofa. <3 E eu fiquei feliz de ver uma resenha positiva sobre ele.

Beijos,

Juliana Garcez |Livros e Flores

Responder

Cristiane Oliveira - 11, Fevereiro 2015 às (11:26)

Oi Aione. Este livro parece ser mais um da “onda” de sick-lits por aí. Eu gosto do assunto, mas não estou muito na fase deste tipo de leitura. Apesar de pela sua resenha este parecer ser um pouco menos dramático, com personagens divertidos, apesar de suas limitações.
Beijos

Responder

Fernanda S Lima - 12, Fevereiro 2015 às (17:26)

Oi Aione

Pela forma como resenhou o livro, o texto parece ser daqueles leituras bem rápidas e leves de se fazer, mesmo tratando de assuntos mais sérios. Gosto de livros que tratam de temas importantes ou tristes de maneira mais leve, de forma a enxergar os pontos positivos de cada situação.
Bjs

OBS:As cores utilizadas na capa me fizeram lembrar de Eleanor & Park.

Responder

Tais - 13, Fevereiro 2015 às (08:16)

Estou bem curiosa para ler esse livro, espero conseguir comprar.
Até hoje não tive a oportunidade de ler nenhum livro que trouxe-se personagens com alguma deficiência física.
Acredito que gostarei muito da história.

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br

Responder

Rudynalva - 16, Fevereiro 2015 às (00:27)

Aione!
Menos mal que o livro foi menos sofrido do que imaginava. Acredito que seja por evitar sofrer antes do tempo que agora nem leio mais as sinopses que vem no livro, me entrego a leitura, muitas vezes sem nem saber o que encontrar dentro dele, assim, meus sentimentos são mais verdadeiros.
Quanto ao livro a temática realmente é bem interessante, dois adolescentes com suas limitações, um física o outro emocional, se encontram e um relacionamento amadurece entre eles.
Muito bom!
cheirinhos
Rudy

Responder

Maria Alves - 16, Fevereiro 2015 às (11:01)

Dá a impressão de ser uma historia bem triste mesmo, que bom que não é tanto assim. Uma amizade entre os dois que acaba fluindo em algo mais.
Gosto de leituras rápidas e esse pelo visto é assim, que nos fazer querer terminar logo para saber o final.

Responder

Thayla Bilard - 17, Fevereiro 2015 às (14:03)

Eu comprei esse livro na semana passada, e estou morrendo de tanta ansiedade pra essa leitura, mas ainda tenho outros 5 na frente dele…

Responder

Debbi Az - 18, Fevereiro 2015 às (14:10)

A capa lembra muito Eleonor & Park, concordo com a Ju. E quando vi esse livro, com certeza nem precisei ler a sinopse, pois compraria só pela capa. Mas mesmo assim, eu li, haha. Bom, a leitura deve ser realmente maravilhosa, pois quando a escrita flui bem, devoro rapidinho.
Xoxo

Responder

emanoelle souza - 18, Fevereiro 2015 às (19:11)

minhas amigas vivem falando desse livros que é bom e tals, que a historia e bonita e que vale a pena ler, no começo nao dei importancia mas depois de tanta insistencia resolvi dar uma chance, e vou dizer que nao estou nem um pouco arrependida

Responder

Juliana Frygoudakis - 19, Fevereiro 2015 às (15:38)

Oii Mi!

A capa desse livro é linda de morrer *-*
Quero muito ler! E o fato de vc ter gostado me deixou mais curiosa ainda..
Acho bem legal livros que mostram pessoas com dificuldades mas que ainda sim sao, de certo modo, divertidas.. e nao deprê! haha
Adorei a resenha, e como sempre, as fotos do livro, que são muito bem tiradas!

Beijos =)

Responder

Fernanda Rocha - 20, Março 2015 às (21:43)

Adorei a resenha, estava na dúvida se colocaria na lista de desejados ou não mas vi que é um livro lindo, emocionante. Vai para a lista de desejados!!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por