[Cobertura] Lançamento do Segundo - Eu me chamo Antônio na Livraria Cultura | Minha Vida Literária
11

fev
2015

[Cobertura] Lançamento do Segundo – Eu me chamo Antônio na Livraria Cultura

Simpatia, simplicidade e amor. Foi assim a maneira com que o escritor Pedro Gabriel recebeu uma fila de fãs na Livraria Cultura, em Fortaleza, na última quinta-feira, 5. Lançando a sequência do seu livro Segundo – Eu me chamo Antônio, o autor está em turnê por várias livrarias do Brasil.

Pedro Gabriel e Alana Gabriela

Com o olhar cheio de poesia e sensibilidade, Pedro foi recebendo cada fã, batendo fotos, conversando e autografando livros, tanto o primeiro quanto o segundo. Entre os que estavam na fila, havia um público maior de adolescentes, assim como também havia mulheres, homens, casais, mães, crianças, avós…todos para prestigiar o alter ego de Antônio, que transformou situações banais de nossos relacionamentos e de nosso cotidiano em dois livros lindos e sinceros. Não é à toa que Pedro Gabriel já conquistou mais de 900 mil seguidores no facebook e 500 mil no instagram.

A sessão de autógrafos estava para começar às 17h, porém desde as 15h os fãs já faziam fila para colocar seus nomes na lista da Livraria Cultura, a qual anotou o nome de cada um que ia receber o autógrafo de Pedro, a fim de organizar da melhor forma possível o lançamento do livro. Às 17h20, com todo o primeiro andar da Cultura lotado de pessoas com o Eu me chamo Antônio na mão, o autor chega. De blusa preta, calça jeans e tênis vermelho; sorriso encantador, jeitinho tímido, olhar de poesia e um mar de sentimentos por dentro, pronto para ancorar no cais do coração de cada um que estava naquela fila, apenas à espera dele.

Livraria CulturaLivraria Cultura

Logo que o protagonista do dia chegou, começou a sessão de autógrafos. Pedro recebeu com abraços e beijos o carinho dos fãs e autografou seus livros, que muitas vezes eram sete de uma só vez. Ao todo, Pedro autografou 300 livros e recebeu um pouco mais de 200 pessoas. Ele também distribuía brindes promocionais, tais como broches com a capa do seu livro, ímãs e marcadores de página.

Eu me chamo Antônio

Eu, como última da fila, peguei apenas o marcador de página. Porém ganhei um momento singular com Pedro, ainda que uma conversa de cinco minutos ou menos. Pedro autografou em “nosso” livro: “Alana Gabriela, que a sua vida seja cheia de poesia. Antônio”. Sim, valeu a pena sair da Cultura às 21h, que foi quando a sessão de autógrafos acabou. Acredito que Pedro tenha deixado aos fãs da cidade de Fortaleza uma aura pura de seus sentimentos, a qual refletiu no final do nosso dia, no dia seguinte e a cada instante que lemos algumas frases de qualquer um de seus livros. Livros estes que são repletos de versos simples, mas profundos, pequenos, porém cobertos de fascinação.

Cobertura_Alana

Como não se encantar com as aliterações, rimas e versos de Pedro, que começou em 2012 escrevendo sua poesia em forma de rabiscos nos guardanapos de um barzinho que frequentava no Rio de Janeiro? A questão dos guardanapos foi porque, num belo dia, ele esqueceu seu caderninho de anotações em casa, então resolveu escrever em guardanapos suas ideias e as situações que presenciava, tudo em forma de poesia. E poesia rica em traços, sentimentos e inspiração.

8

Falando em inspiração, olha quem são os escritores preferidos de “Antônio”: Leminski (que brincava com as palavras, assim como Pedro), Manoel de Barros, Mario Quintana, Arnaldo Antunes e Millôr Fernandes. Ele falou que sempre gostou da poesia visual, porque sempre casou muito bem com versos curtinhos e com desenho. Com isso, o escritor, que nasceu na África e veio aos 12 anos para o Brasil, já encantou os fãs com dois livros cheios de criatividade.

Agora, Pedro aguarda a vida lhe ensinar novas histórias para que ele as transforme em poesia e mostre ao mundo como a solidão, a saudade, o (des)amor, a liberdade, o sabor, a esperança, a espera, as lembranças, o silêncio e outros sentimentos podem ser vistos em prosa poética, com direito a desenhos e rabiscos carregados de sensibilidade e também de irreverência.

A turnê de lançamento do Segundo livro do autor Pedro Gabriel já passou por Recife, Fortaleza, Belém e Manaus, e agora segue por mais duas cidades:

Curitiba
Data: 26/2
Horário: 19h
Local: Livraria Curitiba ParkShopping Barigui (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 — Mossunguê)

Porto Alegre
Data: 27/2
Horário: 19h
Local: Fnac Barra Shopping Sul (Endereço: Av. Diário de Notícias, 300 — Cristal)





Deixe o seu comentário

7 Respostas para "[Cobertura] Lançamento do Segundo – Eu me chamo Antônio na Livraria Cultura"

Cristiane Oliveira - 11, fevereiro 2015 às (11:33)

Oi Alana. Nossa, que incrível participar de um momento assim, poder conhecer de perto um autor de algum livro que tenha nos encantado. Eu ainda não li nenhum dos livros do autor, mas adoro este tipo de livro com poesias e pensamentos, espero poder ler em breve.
Beijos

Responder

Alana Gabriela 11 fev 2015

Incrível mesmo, Cristiane! Já havia lido o primeiro e adorei, não sabia que ele ia escrever outro. O segundo é ainda mais lindo que o primeiro, é aquele tipo de poesia curtinha, com direito a desenho, que encanta e desencanta, sabe. Sem falar que Pedro é um lindo, espero vê-lo no Terceiro aqui em Fortaleza!!!

Indico demais o Eu me chamo Antônio pra você. Ah, também é uma ótima opção de presente.

Bj ;*

Responder

Rudynalva - 16, fevereiro 2015 às (00:15)

Alana!
Fico daqui imaginando o que nós leitores e fãs não fazemos para conseguir uma foto, uma assinatura, um minuto que seja de conversa com nosso ídolo literário? Sim porque passar 6h esperando o momento de glória, só coisa de fã mesmo e fico bem feliz que o autor tenha sido simpático e atendido a todos com carinho.
Parabéns pela oportunidade de conversar com ele e ter seu tão lindo autógrafo. Momento único para se guardar…
cheirinhos
Rudy

Responder

Maria Alves - 16, fevereiro 2015 às (10:38)

Nossa deve ser demais conversar, pegar autografo e tirar fotos com autores. Ainda não li o primeiro livro dele, mas dizem que é muito bom, com certeza vou ler. Nossa e vai ter o terceiro então não para por aí.

Responder

Debbi Az - 18, fevereiro 2015 às (14:05)

Deve ter sido incrível esse dia Alana. Espero que um dia eu possa presenciar um momento assim. Bom eu acho o trabalho dos livros: Eu me chamo Antonio, incríveis, pois como você disse ele brinca com as palavras de uma forma tão divertida que encanta, não é mesmo?
Xoxo

Responder

Juliana Frygoudakis - 18, fevereiro 2015 às (23:52)

Oi Alanaa!
Que demais.. adoro livros autografados *-*
Ja li o primeiro eu me chamo antonio, mas o segundo ainda não tive a oportunidade! É uma fofura de livro!

Beijos

Responder

emanoelle souza - 19, fevereiro 2015 às (17:19)

é uma pena que aqui na minha cidade nao tenha eventos como esses! quem dera que um escritor nacional passasse por aqui, mas deve ser bem legal ter um livro autografado pelo autor e tals

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil