[Resenha + Promoção] Boa Noite, Estranho - Jennifer Weiner | Minha Vida Literária
24

fev
2015

[Resenha + Promoção] Boa Noite, Estranho – Jennifer Weiner

Boa noite, Estranho

Título: Boa Noite, Estranho
Autor: Jennifer Weiner
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 432
Data de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Cultura ♦ Saraiva

Para Kate Klein, que, meio por acaso, se tornou mãe de três filhos, o subúrbio trouxe algumas surpresas desagradáveis. Seu marido, antes carinhoso e apaixonado, agora raramente está em casa. As supermães do play-ground insistem em esnobá-la. Os dias se passam entre caronas solidárias e intermináveis jogos de montar. À noite, os melhores orgasmos são do tipo faça você mesma.
Quando uma das mães do bairro é assassinada, Kate chega à conclusão de que esse mistério é uma das coisas mais interessantes que já aconteceram em Upchurch, Connecticut, nos últimos tempos. Embora o delegado tenha advertido que a investigação criminal é trabalho para profissionais, Kate se lança em uma apuração paralela dos fatos das 8h45 às 11h30 às segundas, quartas e sextas, enquanto as crianças estão na creche.
À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser.

Boa Noite, Estranho2

Boa Noite, Estranho é o Mistery Lit – subgênero do chick-lit – de Jennifer Weiner publicado esse mês pela editora Novo Conceito. Através de uma narrativa hilária, temos a investigação de um assassinato pela protagonista, mãe e dona de casa, Kate Klein.

Em primeira pessoa, a história se desenvolve trazendo não apenas o tempo presente, mas também flashbacks do passado de Kate, contando ao leitor, assim, momentos de sua infância, adolescência e início da vida adulta, essenciais para compreendermos quem é a personagem atualmente. Kate acaba se interessando pela investigação do assassinato de Kitty, uma das mães de seu bairro, por diversos motivos. A personagem sente falta de se envolver com outras tarefas que não as de mãe e dona de casa, além de se ressentir do fato de não se considerar uma boa mãe, como as mães perfeitas de seu bairro, e, ao se aprofundar na investigação, acaba tendo uma visão de Kitty que pode quebrar a imagem de perfeição que faz da vizinha. Acima de tudo, pela primeira vez Kate tem a sensação de ser realmente boa em algo que se propõe a fazer.

 

“Eu sabia por que minha amiga estava tão apavorada. Em sua primeira visita a Upchurch, Janie tinha sido encurralada na feira de artes da creche por Marybeth Coe, que lhe descrevera em detalhes como estava criando seu filho recém-nascido, sem fraldas, ‘entrando em contato com seus ritmos naturais’ e o colocando em cima do que antes era uma saladeira quando sentia que ele estava pronto. Jamie se proclamou marcada pelo resto da vida por essa experiência. Ela me disse que levou semanas até voltar a comer salada.”

páginas 57 e 58

 

A escrita de Jennifer Weiner é cômica tanto pelas situações vividas por Kate e os personagens que a rodeiam quanto pelos próprios pensamentos da protagonista. A autora sabe em quais momentos deve inserir suas piadas e, assim, cria com maestria momentos divertidos durante a leitura. Foram várias as passagens que me peguei rindo, um ponto mais do que positivo para a obra.

Boa Noite, Estranho3

Sobre o mistério, achei que a autora conseguiu desenvolvê-lo muito bem, criando uma teia interessante de fatos que culminaram em um desfecho imprevisto por mim. Fiquei satisfeita com o suspense, ainda que ele não tenha sido eletrizante ao longo das páginas.

 

“Dez segundos depois, meia dúzia de mães abriram meia dúzia de saquinhos de lanche a vácuo e tiraram meia dúzia de verdadeiros estudos sobre alimento saudável. Peyton mordiscava vagem cozida no vapor tirada de um Tupper-ware. Charlie Gwinnell mastigava bolinhos de legumes, enquanto Tristão e Isolda comiam pão de nove grãos com pasta de castanha e soja. Meus três filhos vieram correndo e ficaram me olhando, na expectativa. Disfarcei remexendo na sacola, como se realmente tivesse me lembrado de colocar algo ali dentro, ou como se a Fada Madrinha do Petisco tivesse feito uma visita durante a noite. Só achei pastilhas para tosse e metade de uma barra de chocolate derretida.”

página 160

 

Entretanto, o final da obra acabou me decepcionando um pouco por ser aberto com relação a uma das partes da vida de Kate, não deixando claro o caminho tomado pela protagonista. Pesquisando no site da autora, quando perguntada sobre o final de Boa Noite, Estranho (Goodnight Nobody no original), Jennifer Weiner revelou que gostou tanto de escrever sobre as personagens do livro que certamente voltará a escrever sobre elas no futuro, e, então, responderá todas as questões não finalizadas. Pelo que pude entender, também, tanto Kate quanto sua melhor amiga, Janie, aparecem em Then Came You (não publicado no Brasil), posterior a Goodnight Nobody, mas como personagens secundárias.

De modo geral, Boa Noite, Estranho cumpre com seu papel de chick-lit por se aprofundar nos questionamentos de Kate como mãe, esposa e mulher, ao mesmo tempo em que agrada como suspense, porém desenvolvido de uma maneira leve e divertida. Embora não tenha sido um livro extremamente envolvente em seu desenrolar, foi uma leitura agradável, recomendada a quem procura um bom entretenimento.

Boa Noite, Estranho1

PROMOÇÃO

 

Que tal ganhar um exemplar de Boa Noite, Estranho? Confira as informações para participar!

Regras:

  • Ter endereço de entrega no Brasil;
  • Comentar algo substancial na resenha;
  • Preencher o formulário do Rafflecopter.

 

Considerações:
  • Após preenchida a entrada obrigatória, as demais são opcionais;
  • A promoção tem início hoje e ficará no ar até o dia 05/03;
  • O vencedor será contatado por email e terá até 48h para respondê-lo;
  • O prazo de envio dos prêmios é de 40 dias após o recebimento dos dados do sorteado;
  • O blog não se responsabiliza em caso de extravio dos correios ou de entrega não efetuada por conta do endereço errado do destinatário enviado pelo próprio sorteado;
  • Para informações gerais sobre a política das promoções, acesse o tópico “Promoções” aqui.

 

a Rafflecopter giveaway





Deixe o seu comentário

29 Respostas para "[Resenha + Promoção] Boa Noite, Estranho – Jennifer Weiner"

Milena Soares - 24, fevereiro 2015 às (09:35)

Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, curto muito chick-lit e esse resenha me deixou ainda ansiosa em conferi essa história que parece ser super divertida, fiquei doida pra ler.

Responder

Camila K. - 24, fevereiro 2015 às (09:43)

Adorei a resenha! Imagino que sendo chick-lit, ele atenda à proposta de uma leitura leve, sem muita pretensão, mas deve superar as expectativas, já que o mistério parece ter sido bem desenvolvido. Com certeza vou pôr na minha lista de leituras.
Aione, você já leu os livros de Joanne Fluke? Parecem ter uma proposta semelhante e são divertidíssimos! Recomendo!

Beijos,
Camila | http://www.lendoporai.com

Responder

Cristiane Oliveira - 24, fevereiro 2015 às (10:21)

Oi Aione. Adorei a história, o livro parece ser bem divertido. Pelas citações que você colocou, me lembrei muito da Bridget Jones, estou lendo o terceiro livro dela, quando ela é mãe e as confusões são muitas rsrs.
Beijos

Responder

Ane Silvia - 24, fevereiro 2015 às (11:02)

Oi!
Eu já estava de olho neste livro desde que assisti aos vídeos de caixinha do correio.O que chamou a atenção quando o vi no vídeo foi a capa depois a sinopse e depois da resenha só tenho uma coisa a dizer:-Preciso desta leitura 🙂
Friso em dizer que antes não curtia chick lit mas comecei a lê los e gostei.Mesmo com sua resolva ao comentar que ficou um pouco decepcionada a minha vontade em lê lo ainda reina e como voce falou e ando procurando um entretenimento pq não? 🙂
Tenha uma boa semana.

Responder

Juliette - 24, fevereiro 2015 às (11:38)

Oi Aione, eu não sabia que existia esse sub gênero do Chick Lit que a propósito é o que estou lendo agora. A sinopse foi bastante atrativa pra mim, quero ler! um bjo!

Responder

Aione Simões 24 fev 2015

Oi Juliette!
Se quiser saber mais, tenho uma coluna no Livros & Fuxicos exclusivamente sobre chick-lits e falei dos subgêneros em dois posts: aqui e aqui.
Boas leituras 🙂
Beijão!

Responder

Juliana Frygoudakis - 24, fevereiro 2015 às (11:58)

Oii Mi!
Apesar de não ser muito fã de investigações e esse tipo de história, mistery lits me interessam por conter a essência de um chick lit!
Não tinha ouvido falar do livro antes, mas parece ser bem interessante essa história..
Adorei a resenha e com certeza estou participando da promoção rs

Beijos! =)

Responder

emanoelle souza - 24, fevereiro 2015 às (15:35)

adoro narrativas em primeira pessoa, parece uma historia comum mas tao cheia de suspense , gosto muito de historias assim, já tinha visto minha amiga lendo esse livro,só que nem me interessou, tinha lido uma resenha a respeito dele e a opiniao nao era boa, ai desisti mas agora mudei de opiniao
obrigada.

Responder

Maria Alves - 24, fevereiro 2015 às (18:34)

A história pareceu interessante e também muito divertida. Kate, cansada da rotina diária, resolveu se aventurar em uma investigação, que pode levá-la a uma vida mais agitada e perigosa. Desvendar este mistério do assassinato pode levar a muitos segredos do passado e mostrar que nem tudo é o que parece. Gostei já tinha visto o livro e me interessado mas não tinha lido nada a respeito dele.

Responder

Julia G - 24, fevereiro 2015 às (18:46)

Oi Mi, eu li outro livro da autora e não gostei muito, estou um pouco pé atrás de ler esse. No entanto, agora com sua resenha, fiquei um pouco mais curiosa. Eu nunca me divirto tanto com os chick-lits, infelizmente.

Beijos

Responder

Juliana - 24, fevereiro 2015 às (19:11)

Hmmm, fiquei com vontade de ler agora. Achei a história bem interessante. Bjs.

Responder

ELIZABETH MACHADO SALLES - 24, fevereiro 2015 às (20:41)

Gostei da apresentação da trama e dos personagens. Só fiquei um pouco triste com a parte final no desfecho da história. Quer dizer que ela deixa em aberto o destino de Kate ainda? Nem sabia que este livro faz parte de uma série. Pensei que fosse só um. Vou tentar ler. Mas espero que a autora escreva sobre o destino de Kate nos outros livros. Assim espero.
Beijos.

Responder

Aione Simões 24 fev 2015

Oi Elizabeth!
Na verdade, ainda não é uma série! Pelo que entendi, a autora pretende voltar a escrever sobre essas personagens, mas pode ser que isso não aconteça ou então que o próximo livro envolva um enredo bem diferente. Até o momento, ele é único mesmo!
Beijão!

Responder

Rudynalva - 24, fevereiro 2015 às (21:03)

Aione!
O que é que anda acontecendo com esses escritores que tem tornado os finais dos livros tão em desacordo?
Bom saber que o livro é um Mistery List porque acho que nunca li nenhum e vou gostar de ler Kate saindo da posição apenas de mãe que não se considera perfeita em uma ‘policial’ em busca da solução de um crime. E o melhor… descobrir que a mãe que ela achava perfeita, não é…
Bom demais, acredito que será uma leitura para breve.
cheirinhos
Rudy

Responder

Ana I. J. Mercury - 25, fevereiro 2015 às (02:01)

Me interessei mais por esse livro, justamente pelo fato da personagem ser meio que considerada “mãe solteira”, um preconceito que ainda existe e não tem nenhum fundamento.
Acho ridículo só de pensar que mães “casadas” possam maltratar as outras por um motivo tão mesquinho.
Juntamento com o mistério, acredito que a Kate fará boas descobertas, mas nem tanto sobre os acontecimentos estranhos, acho que ainda mais sobre ela mesma, sobre ser mãe, e etc.
Quero muitoooo ler!!!
Beijos,
Ana

Responder

Aione Simões 25 fev 2015

Oi Ana!
Na verdade a personagem não é considerada “mãe solteira”, ela é casada. O problema é que o marido dela passa mais tempo trabalhando do que com a própria família hehe!
Beijos!

Responder

Francisca Elizabete - 25, fevereiro 2015 às (22:24)

Que suspense bom para ler!! Adoro suspense e recentemente eu li Não olhe para Trás e gostei muito e com este não vai ser diferente. Kate é a verdadeira mãe das três crianças? E o marido dela, ele faz o quê? Quem que matou sua vizinha? O livro é bem grandinho, gosto quando o livro é grande, dá a impressão que a estória é realmente boa!! Ficaria muito feliz em ser a ganhadora!!

beti_bezerra@hotmail.com

Responder

Bruna Costenaro - 26, fevereiro 2015 às (01:57)

Mystery Lit? Nunca tinha ouvido esse termo rs. Eu não curto Chick-lit, mas pensando em mystery lit acho que esse sim me interessa mais, consigo pensar em uns dois do gênero que li e gostei.

Fiquei curiosa com o livro!
Miquilis

Responder

Paula C. - 26, fevereiro 2015 às (09:39)

Mistery Lit? Que interessante… eu já amo chick-lit, imagine agora esse novo gênero! Gostei da resenha, foi bem resumida, mas deu pra entender o que se passa nesse livro, que eu até tinha uma ideia beeem diferente quando analisei pela capa e pelo título. Mas me parece ser uma história bem legal. Preciso colocar mais esse livro na minha lista! 😉

Responder

Paula C. 26 fev 2015

A propósito.. eu imaginava que ela era tipo uma dona de casa que saia com homens estranhos e desconhecidos e que fazia alguma coisa com eles, tipo matar, sei lá.. kkkkk acho que essa nova onda de livros adultos tá me deixando meio atordoada. Mas gostei que não era o que eu imaginei.

Responder

Viviane Gonçalves - 26, fevereiro 2015 às (10:01)

Um chick-lit, que agrada como suspense, porém desenvolvido de uma maneira leve e divertida?!?! Já para a lista! Mesmo decepcionando um pouco por ser aberto com relação a uma das partes da vida de Kate, não deixando claro o caminho tomado pela protagonista, como você descreveu na resenha. Amo chick-lit, não resito à esse tipo de trama.

Beijos e parabéns pela resenha!
Viviane Gonçalves
vsg_caue@hotmail.com

Responder

Sueli Cobbos - 27, fevereiro 2015 às (15:16)

Um livro com crime, investigação e também humor é bom de ser lido. Ao ler a resenha paraceu-me que Kate é a típica dona de casa cansada do dia a dia que resolve se aventurar em uma investigação de um assassinato. Pena que o desfecho deixou a desejar. Vamos ter que esperar pelo próximo para saber o final real. Leria se tivesse oportunidade, mas não colocaria como prioridade.

Responder

Samantha Correa - 27, fevereiro 2015 às (22:24)

Quando vi a capa pensei que seria um daqueles romances fofos de finais felizes, mas quando li a sinopse não gostei muito, mas lendo a resenha mudeis de ideia, embora não goste de livros com os finais não explicados esse me parece um livro gostoso de ler, daqueles para os finais de semana descansando!

Responder

Suelen Mendes - 01, março 2015 às (17:38)

Não fazia ideia que esse livro se tratava de um chick-lit! A capa não se parece muito com as do gênero. rsss
Tbm nunca tinha lido nada sobre ele e acabei gostando bastante do que li sobre ele na resenha. Como gosto de chick-lits espero ler e gostar desse.
Bjs
suelenmendes27@hotmail.com

Responder

Nathy Alcantara - 04, março 2015 às (06:36)

chick-lits é chick-lits e qual é a mulher que não gosta de ler um. Confesso pela capa, eu não achei que fosse um romance, mas fazer o que? Adorei sua resenha e as citações que mencionou na resenha. Ansiosa pra ler.
beijo :3

Responder

Thiago A. - 04, março 2015 às (12:40)

Parabéns pela resenha, não conhecia o livro, acei bem interessante a história, apesar de não ser muito fã de chick lit.

Responder

Amanda Hauane - 05, março 2015 às (10:48)

li a resenha e estou louca pra ler o livro, pois gosto muito de suspense… e parabéns pelo o blog, te companho no youtube e amo seus videos.

Responder

rudynalva - 06, março 2015 às (11:59)

Aione!
Uhuuuuuuuuuuuuuuu!!
Muito feliz em ter ganho, obrigada!
Já respondi o email, ok?
cheirinhos
Rudy

Responder

Danielle Thamires - 06, março 2015 às (13:14)

Me surpreendeu saber que Boa noite estranho é um chick- lit, apeaar do suspense e mistério contidos nele.
Foi uma surpresa boa, já que o gênero é um dos meus favoritos; apesar disso, no momento, não considero uma opção de leitura !

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por