[Resenha] Remissão da Pena - Patrick Modiano | Minha Vida Literária
27

fev
2015

[Resenha] Remissão da Pena – Patrick Modiano

Capa Remissao da Pena AG V2.ai

Título: Remissão da Pena
Autor: Patrick Modiano
Editora: Record
Número de Páginas: 128
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Cultura ♦ Saraiva

Patrick e seu irmão são confiados a amigas de seus pais em Paris após a Segunda Guerra. Das mulheres responsáveis pelos dois meninos pouco se sabe além do que revelam os trechos de conversas entreouvidas por Patrick: que uma delas é uma pessoa triste e que a outra foi artista de circo. Isso e o fato de receberem as visitas frequentes de Jean D. e Roger Vincent durante o dia e de diversos visitantes noturnos. Nesse mundo intangível, os dois irmãos seguem de mãos dadas pela infância através da rue du Docteur-Dornaine e em meio a visitas a castelos, excursões a Paris, leitura de histórias de aventura, tardes ouvindo rádio — sempre à espera de que, um dia, alguém volte para buscá-los.

modianofoto.jpg

Jean Patrick Modiano é um autor de origem francesa, filho de um judeu de origem italiana e de uma comediante belga. Ganhador de diversos prêmios, ano passado Modiano foi laureado com o Prêmio Nobel de Literatura. Numa mistura de ficção e biografia, Remissão da Pena me envolveu por completo, de um modo muito singelo e diferente de todas as biografias que já tive oportunidade de ler.

Em apenas 128 páginas, o autor nos leva a Paris da sua infância, numa narrativa em primeira pessoa e provida de uma escrita clara, delicada e ao mesmo tempo muito sólida, proporcionando ao leitor momentos de emoção, questionamento e encanto.

Remissao1.jpg

A história trata de Patrick e seu irmão que logo após a Segunda Guerra são deixados aos cuidados de umas amigas muito peculiares de seus pais, entre elas, uma artista de circo. O desenrolar da trama se dá de modo a recuperar as memórias de um período da vida em que a percepção de mundo ainda é delicadamente levada pela inocência: a infância, que entre esses dois irmãos é referida através da cumplicidade; e, principalmente, do que havia de mais comum entre os dois – a espera.

É justamente nessa espera que está concentrado todo o sentido que o autor deu à narrativa. Apesar de a escrita ser bastante concreta – a ponto de imaginarmos as cenas das crianças indo para a escola, a maneira de agir de cada personagem, bem como suas roupas e trejeitos -, somos também levados pelas dúvidas que o próprio autor insere em sua narrativa através de determinadas lacunas que podem ou não ser solucionadas ao final da leitura, dependendo, a meu ver, do envolvimento de cada um com a história e da compreensão que houve do sentido poético reproduzido pelo autor.

remissao3.jpg

Considerei a leitura bastante satisfatória e indico para quem está em busca de novos autores, novas narrativas e uma leitura de uma biografia redesenhada, romanceada e genuína, daquelas que nos pega pela mão, nos leva para o sofá e nos convida a buscar nossas próprias memórias.





Deixe o seu comentário

8 Respostas para "[Resenha] Remissão da Pena – Patrick Modiano"

Cristiane Oliveira - 27, fevereiro 2015 às (11:57)

Oi Clivia. Adorei a história do livro. Sem dúvida, deve ser muito emocionante. Gosto muito de histórias sobre guerra, sempre são tocantes…
Beijos

Responder

emanoelle souza - 27, fevereiro 2015 às (14:17)

O livro já me chamou atençao só pelo fato de a historia se passar na segunda guerra, sempre gostei de livros assim, é uma pena que só tenha 128 paginas o que mostra (na minha humilde opiniao) que o livro n e tao aprofundado na historia, espero estar enganada.

Responder

Juliana - 27, fevereiro 2015 às (21:08)

Nossa, fiquei super curiosa com a resenha Clivia. Parece ser uma boa história e bastante instigante. Bjs.

Responder

Juliana Frygoudakis - 28, fevereiro 2015 às (13:28)

Oi Clivia!

O livro parece ser bem emocionante, e um pouco triste no meu ver! Apesar de ter achado a história bem interessante por ser relacionada com a segunda guerra, acho que não estou no momento de realizar uma leitura desse tipo!
Que bom que foi uma leitura prazerosa pra você =)

Beijoos!

Responder

Maria Alves - 28, fevereiro 2015 às (21:25)

Não conhecia esse livro, livros de guerra sempre são tristes e sofridos devido as historias de perda das famílias. E a espera por alguém também é cruel, porque não se sabe se esse alguém irá aparecer. Gostei deve ser uma leitura interessante.

Responder

Rudynalva - 28, fevereiro 2015 às (23:46)

Clivia!
Gosto de biografias e poder um de alguém que não é conhecido por mim seria ótimo ainda mais quando se tem todo um charme na história, porque a França traz esse glamour e se bem escrito, melhor.
Domingo de tranquilidade e paz!
Cheirinhos
Rudy

Responder

Mariana Bortolotti - 03, março 2015 às (23:40)

Oi, Clivia 🙂
Confesso que nem mesmo sabia quem tinha ganhado o Nobel de Literatura no ano passado e nunca tinha visto resenhas sobre esse livro. A sinopse me fisgou de imediato e sua resenha ainda mais. Já entrou para a lista de desejados e de novos autores para conhecer.
Beijinho :*

Responder

Heitor Botti - 28, julho 2015 às (17:33)

Olá!

Gosto muito do Modiano, achei Remissão de Pena muito (mas muito mesmo) melhor que Flores da Ruína (que faz parte dessa trilogia), adorei a construção da história feita pelo autor, essas dúvidas nos deixam intrigados mas também dão uma mágica ao livro.

Abraços, Heitor Botti
shakedepalavras.blogspot.com

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil