[Resenha] As Confissões das Irmãs Sullivan - Natalie Standiford | Minha Vida Literária
03

mar
2015

[Resenha] As Confissões das Irmãs Sullivan – Natalie Standiford

Capa As Confissoes das Irmas Sullivan AG V2.indd

Título: As Confissões das Irmãs Sullivan
Autor: Natalie Standiford
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 352
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Cultura ♦ Saraiva

Quando o futuro da família está em jogo, não há segredo grande ou pequeno demais. A avó das irmãs Sullivan reúne a família para anunciar que em breve morrerá. E, possivelmente pior, que removeu toda a família de seu testamento. Como ela é a fonte de quase toda a renda familiar, isso significa que ficarão sem um tostão. Ela foi ofendida por alguém da família, mas diz que, se o ofensor se revelar com uma confissão do seu crime enviada para seu advogado, ela pode recolocar a família no testamento. Agora, nenhum segredo é grande ou demais para as irmãs Sullivan. E que comecem as confissões.


Confissoes1.jpg

As Confissões das Irmãs Sullivan, de Natalie Standiford, publicado pela editora Galera Record, veio ao público esse mês numa edição muito bonita e caprichada. Com uma capa delicada e um título no mínimo interessante, o livro anda despertando a curiosidade de muitos leitores.

Em pleno natal, a matriarca da família e principal detentora do dinheiro dos Sullivan reúne a família para anunciar que morrerá em breve, e mais: que modificou seu testamento retirando a família do mesmo. Para colocá-los de volta, ela argumenta que foi altamente ofendida por alguém da família e exige que essa pessoa, até o ano novo, confesse o seu crime e se redima. As irmãs Sullivan são três: Norrie, Jane e Sassy, todas julgam ter feito algo que ofendeu a avó e, para não perderem a herança, começam a escrever suas confissões de diferentes modos.

O livro é dividido em três partes e cada uma delas é narrada em primeira pessoa por uma das irmãs. A primeira parte é narrada por Norrie e intitulada de A Noite Mais Longa do Ano. A primeira aproximação do leitor com a história da família, a meu ver, é um pouco confusa e beira o superficial. A autora dedicou páginas e mais páginas às “angústias” de Norrie que se resumiam em preocupações rotineiras com sua escola, seu baile de debutantes e um cara mais velho que ela acabou de conhecer.

confissoes2.jpg

Na segunda parte, intitulada de Minha Família Malvada, conhecemos a segunda irmã,Jane e ,mais uma vez, a impressão que tive não foi das melhores. Jane cria um site denominado de “minha família malvada” com o intuito de contar ao mundo todas as maldades que sua família já cometeu. Essa parte da trama em específico me incomodou bastante, principalmente pelo modo como a garota falava de seus familiares e de como expôs cada um deles.

Na terceira e última parte intitulada de Conto de Inverno, somos apresentados à terceira irmã,Sassy, que assim como as outras garotas contou fatos aleatórios do seu cotidiano até chegar finalmente no que ela considerou ser um grande e misterioso segredo a ser revelado para a avó.

Ao longo da narrativa, cada uma das irmãs foi revelando através de cartas ou do blog o que tinham feito para ofender a avó, e, apesar de determinadas passagens conterem certo sarcasmo e uma boa dose de ironias, infelizmente a história como um todo não me convenceu. Achei os argumentos muito banais e a própria história da família não conseguiu me atrair em nada. A avó rica é conhecida como “Poderosa”, mas quase não aparece na trama e o pai das meninas é chamado de “Paizão”, mas em nenhum momento ele faz jus a esse pseudônimo, além de a mãe ser ausente e as próprias irmãs não terem uma relação muito harmônica.

confissoes3.jpg

Apesar de a narrativa ser de fácil compreensão, foi a trama em si que não me agradou o suficiente e, na medida em que fui lendo as confissões, continuei esperando que um mistério com um motivo um pouco mais relevante fosse revelado, mas para minha triste surpresa não foi.

Talvez a leitura funcione para quem busca uma leitura leve e para fins de entretenimento. Não consegui retirar da história nada que me surpreendesse ou tocasse, e isso me incomoda um pouco, mas não significa que outros leitores não possam retirar algo de positivo do livro.





Deixe o seu comentário

10 Respostas para "[Resenha] As Confissões das Irmãs Sullivan – Natalie Standiford"

Maria Alves - 03, março 2015 às (16:37)

Concordo a capa ficou um charme. Historia interessante qual delas será que fez a ofensa e qual será essa ofensa que fez com que a avó a tirassem do testamento, deve ser uma ofensa muito grave, fiquei curiosa em desvendar esse segredo. kkk

Responder

Danielle Thamires - 03, março 2015 às (18:38)

Como na maioria das vezes, eu escolho meus livros pela capa e sinopse e ,nesse caso,nenhum dos dois me atraiu;embora sua resenha esteja muito bem escrita, sua opinião só me fez ter certeza de que o livro não tem um enredo que me chame atenção e/ou cative.

Responder

Diane Ramos - 03, março 2015 às (19:18)

Sempre que vou ler um livro procuro nele bem mais que entretenimento , gosto de tirar bastante proveito da leitura , logo pelo que entendi de sua resenha vejo que ele não se encaixa nos meus critérios, quando o assunto são livros .
Tenho a certeza de que livros vão bem mais além de capas e títulos “bonitinhos” , logo a autora deverá trabalhar um pouco sobre esse assunto .
Bjos e até a próxima resenha!!!

Responder

Tais - 04, março 2015 às (13:31)

Oi Clivia,

Gosto muito de livros que tem cartas, postagem em blog e coisas assim diferentes e por isso tinha ficado bem curiosa para ler este quando anunciaram o seu lançamento.
Infelizmente nas últimas semanas tenho visto vários comentários negativos que me desanimaram um pouco.
Ele não agradou a maioria, mas quem sabe um dia eu não dê uma chance para a leitura?

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br

Responder

emanoelle souza - 04, março 2015 às (18:02)

o livros parece ser bom,mas eu nao gostei da sinopse, simplesmente nao me agradou.
obrigado pela resenha!

Responder

Maria Clara Maciel - 05, março 2015 às (19:35)

Nossa, comecei a ler a resenha e achei que o livro seria muito bom, com uma pegada de mistério e diversão ate, tipo alguns chick litts que tem uma abordagem parecida. Mas quando terminei de ler a resenha parece que nem vou apostar na leitura né haha

Responder

Leticia - 09, março 2015 às (16:36)

Oi Clivia…
Eu tenho ouvido falar muito desse livro.As opiniões estão um pouco divididas.
Que pena que a trama não agradou tanto.
Penso em ler, mas não sei quando.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Cristiane Oliveira - 10, março 2015 às (10:51)

Oi Clivia. O livro tem uma sinopse super interessante, e realmente ficamos imaginando que tem um grande mistério envolvido. É uma pena que o livro tenha sido muito surpreendente pra você, eu também não fiquei muito empolgada e ler…
Beijos

Responder

Tudo que Motiva - 10, março 2015 às (15:02)

Achei que os segredos permeavam o enredo eram mais interessantes também, porém pelo visto, tudo é muito superficial, ainda assim gostaria de saber o desenrolar da trama. Leituras leves podem ser um plus depois de algum livro mais denso.

Responder

rudynalva - 11, março 2015 às (22:56)

Clívia!
Desde a primeira resenha que li desse livro fiquei me perguntando qual o sentido das confissões? Qual era a finalidade da irmãs estarem confessando seus ‘pecados’?
Fiquei interessada apenas pela questão das cartas, porque como vivo o mundo da correspondências há décadas, gostaria de ver as cartas escritas.
cheirinhos
Rudy

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil