[Resenha] A Mais Pura Verdade - Dan Gemeinhart | Minha Vida Literária
10

mar
2015

[Resenha] A Mais Pura Verdade – Dan Gemeinhart

A MAIS PURA VERDADE_Capa.inddTítulo: A Mais Pura Verdade
Autor: Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 224
Data de Publicação: 16/03/2015 (antecipada do dia 23/03/2015)
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compre em Pré-Venda: Saraiva

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.
“A Mais Pura Verdade” é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.


A Mais Pura Verdade 2

A Mais Pura Verdade será publicado pela editora Novo Conceito esse mês. Trazendo o comovente relato de Mark, um garoto com câncer, é praticamente impossível largar as páginas e abandonar essa aventura vivenciada pelo protagonista.

A narrativa intercala a visão de Mark, em primeira pessoa, e a de Jessie, sua melhor amiga, em terceira pessoa. O interessante é que os capítulos de Jessie são sempre numerados como a metade de um capítulo de Mark, correspondendo, portanto, aos capítulos 1 e ½ , 2 e ½, 3 e ½ e assim sucessivamente. Essa maneira de nomeá-los não apenas representou a simultaneidade dos fatos, como também me deu a sensação de serem uma tentativa de prolongamento da vida do protagonista, como se um esforço para refrear a passagem do tempo estivesse sendo feito.

 

“- Sei. Você tira muitas fotos?
– Sim, eu gosto.
– Por quê?
Dei de ombros.
(…) – É como se, sei lá, eu levasse um pedaço da vida comigo. Todas essas coisas acontecem, todos esses pequenos momentos passam por nós e vão embora. Então você vai embora. (…) Mas, quando você tira uma foto, aquele momento não passa. Você o prende. É seu. Você pode guardá-lo.”

página 78

 

Mark é capaz de cativar desde as primeiras linhas da obra: seus pensamentos e sentimentos conquistam o leitor, tornando possível, assim, que seja rapidamente estabelecido um vínculo com o protagonista. Mais do que simplesmente simpatizar com o garoto, senti empatia e compaixão por ele, uma vez que o autor soube expor muito bem todo o conflito interno vivido por Mark, que se sente revoltado por sua condição, motivado a seguir seu último sonho, preocupado com as pessoas que está deixando para trás e, principalmente, determinado a seguir em frente. Talvez, seu principal combustível seja a necessidade de ter o controle sobre algum aspecto de sua vida em um momento em que tudo parece fugir de seu domínio, além do desejo de ainda se sentir capaz de algo, de se sentir vitorioso ao cumprir um objetivo proposto.

A Mais Pura Verdade 1

Ainda, achei emocionante a forte ligação entre Jessie e Mark. Embora bastante jovens, os amigos apresentam uma lealdade ímpar, demonstrando uma amizade capaz de superar quaisquer barreiras. Achei muito interessante, também, como tanto Mark quanto Jessie apresentam, em vários momentos, uma maturidade atípica de suas idades atuais; talvez seja essa a razão de serem personagens tão queridas e apaixonantes.

 

“Pensei no meu avô, que costumava me envergonhar sempre que me chamava de seu herói. Ele havia me dado aquele relógio de prata e eu o levava para todo lugar. Eu o adorava – até que as coisas começaram a piorar, e o som do tique-taque mais parecia passos sombrios que se aproximavam de mim. Eu amava o relógio, até começar a odiar o tempo. E como ele ia embora.”

página 128

 

Merece destaque Beau, o cachorro e amigo inseparável de Mark. Sua presença na trama traz uma doçura ainda maior às páginas e foi impossível não me sentir aflita por todas as adversidades que o formidável animal de estimação enfrenta ao lado do dono, bem como emocionada por sua indiscutível fidelidade.

De modo geral, A Mais Pura Verdade configura em uma leitura bastante rápida e leve, mas nem por isso desprovida de uma bonita mensagem. E essa, meus caros, é a mais pura verdade.

A Mais Pura Verdade 3

Confira também





Deixe o seu comentário

7 Respostas para "[Resenha] A Mais Pura Verdade – Dan Gemeinhart"

Cristiane Oliveira - 10, Março 2015 às (12:16)

Oi Aione. Já recebeu seu livro? rsrs Eu li os primeiros capítulos e me encantei pela história, não vejo a hora de receber meu exemplar da Novo Conceito ♥. Que bom que você gostou da leitura, estou bem curiosa com o restante desta história.
Beijos

Responder

Tudo que Motiva - 10, Março 2015 às (14:45)

Recebi a prova da editora e fiquei encantada com Mark e seu companheiro inseparável, Beau. Gostei do assunto também ser sobre amizade e a ligação forte que Mark tem com Jess. Quero muito terminar de ler o livro.

Responder

Diane Ramos - 10, Março 2015 às (19:49)

Olá!
Pelo que você relatou na resenha , o livro parece ser incrível , adoro livros em que se passa mensagens bonitas ao leitor .
Gosto muito , também , de livros que possuem animais na trama , eles são capazes de dar uma leveza surpreendente ao livro.

Responder

Danielle Thamires - 10, Março 2015 às (20:05)

Pela sua resenha, já deu pra perceber o quão tocante o livro é.
Amizade, companheirismo, lealdade são, na minha opinião, sentimentos que.compõe uma história emocionante, que cativa quem a lê. E A Mais Pura Verdade possui todos esses ” ingredientes “…Quero muuuito ler !!!

Responder

Leticia - 11, Março 2015 às (14:25)

Oi Aoine…
Eu li os primeiros capítulos desse livro por enquanto e tive uma boa impressão.
Também gostei da relação dos dois amigos. Não sei o que acontece depois do sexto capítulo, mas acho que vem coisa boa pela frente.
E o cachorro é um fofo, merece todo o destaque mesmo.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

rudynalva - 11, Março 2015 às (21:48)

Aione!
Já tinha lido a degustação enviada pela NC e hoje chegou o livro completo, devo terminar de ler essa semana ainda…
Já me encantei com as poucas páginas que li anteriormente e tenho certeza que vou gostar de concluir a leitura.
Beau é lindinho mesmo!!
cheirinhos
Rudy

Responder

Maria Alves - 21, Março 2015 às (21:47)

Esse livro esta sendo bem comentado deve ser tudo de bom, uma historia bem comovente de um garoto que apesar da doença, não deixa se abater e quer realizar seu sonho, uma boa lição de vida.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por