[Resenha] Blecaute - John Rocco | Minha Vida Literária
02

abr
2015

[Resenha] Blecaute – John Rocco

Blecaute

Título: Blecaute
Autor: John Rocco
Editora: Galerinha
Número de Páginas: 48
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Cultura ♦ Saraiva ♦ Travessa

Durante um apagão de verão, uma família se reconecta
Era um verão igual a todos os outros. E era noite na cidade. Uma noite quente barulhenta e agitada. Então… todas as luzes se apagaram. A TV desliga e um menino lamenta, sua irmã não pode mais usar o telefone, a mãe não pode trabalhar em seu computador, e papai não pode terminar de cozinhar o jantar.
E tudo ficou diferente. Mas não foi tão ruim assim porque nem todo mundo gosta das coisas sempre iguais. Na rua, as pessoas estão se divertindo – conversando, andando de patins e comendo sorvete antes que derreta. O menino e sua família gostam de estar não tão ocupados pela primeira vez.
“Blecaute” é uma lindíssima obra escrita e ilustrada por John Rocco.


Blecaute1

Blecaute é uma obra infantil que me chamou a atenção por suas ilustrações e pela inocência que emana de sua sinopse.

Blecaute3

Em poucas páginas, é narrada ao leitor uma noite atípica na qual um blecaute atinge uma cidade, forçando seus moradores a saírem de suas habituais rotinas independentes e procurarem novas atividades, em conjunto, enquanto as luzes estão todas apagadas.

Blecaute4

Não é do interesse da obra descrever com palavras detalhes como o nome das personagens, da cidade ou, até mesmo, a vida de cada um. Entretanto, apesar das poucas e objetivas palavras, muito é contado por meio de belíssimas ilustrações que ocupam cada página do livro. Através dela, conseguimos decifrar emoções e ações e são elas que, na verdade, narram o enredo. As palavras servem de apoio, conectando cenas e sustentando o que não pôde ser representado em imagens.

Blecaute5

Por ser destinado a um público infantil, o livro é bastante curto e pode ser lido em cerca de minutos. Ainda assim, é impossível não querer parar em cada página para admirar as ilustrações e se perder entre elas.

Blecaute6

De modo geral, achei o livro lindíssimo não apenas por seu visual, mas também pela mensagem passada na história: a invocação de uma vivência mais simples e compartilhada não apenas entre amigos, mas também entre uma família – algo firmado de maneira oposta em nosso dias atuais, cada vez mais individualizados.

Blecaute2





Deixe o seu comentário

14 Respostas para "[Resenha] Blecaute – John Rocco"

Bruna Soares - 02, abril 2015 às (09:15)

Gostei muito do livro, apesar de ser uma leitura voltada para o publico infantil, as ilustrações e sobre o que se trata é algo lindo e que eu me apaixonei. Com toda certeza irei procurar para adquirir para mim, uma história incrível.
Beijos

Responder

Leticia - 02, abril 2015 às (13:08)

Oi Aione…
Nossa, não sabia que este livro era tão curtinho.
Adorei, deve ser uma leitura muito gostosa. Fiquei curiosa para ler.
A diagramação parece estar perfeita.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

camila rosa - 02, abril 2015 às (16:51)

Olá, tudo bom?
Eu ainda não tinha visto esse livro, mas pelo visto ele é gostosinho de se ler, gosto de livros infantis hehehehe achei muito legal a ideia de mostrar as pessoas procurando algo para fazer durante um blecaute.
Beijos *-*

Responder

Diane Ramos - 02, abril 2015 às (19:06)

O livro parece ser lindo !
Existem muitos livros infantis com qualidade de nivel adulto , alguns exemplos : O pequeno príncipe , Dom quixote e tantos outros mais.
Gosto de vez em quando ler livros leves e acho que esse vai ser um dos próximos.

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Responder

Neny - 03, abril 2015 às (10:58)

Que livro mais fofo, eu ainda não tinha visto ele,
confesso que não leio livros juvenis e nem infantil rs, mas o trabalho grafico dele é realmente lindo. Quem sabe uma hora eu o encontre em um promoção no sub e acabe comprando,
beijos.

Responder

Fernanda S Lima - 03, abril 2015 às (12:59)

Oi Mi,
Achei as ilustrações lindas, e o livro parece passar uma mensagem muito bonita de forma simples.Nos desconectarmos um pouco da tecnologia e resgatarmos as relações afetivas com familia e amigos de forma mais intensa, exaltando a vida simples.

Parece ser uma gracinha de história.

Responder

Maria Alves - 03, abril 2015 às (18:32)

Livro legal, uma historia que descreve como seria sem energia, devido as pessoas hoje em dia serem voltadas a tecnologia e esquecer as pessoas ao seu redor, ele nos mostra como seriam as pessoas sem essa tecnologia, onde so nos resta conversarmos e conhecer as pessoas.

Responder

Cristiane Oliveira - 06, abril 2015 às (10:51)

Oi Aione. Acho uma graça estes livros ilustrados e infantis. Eu sempre leio quando quero fugir da rotina de leitura. E este, além de tudo, parece ter uma mensagem super legal.
Beijos

Responder

Rudynalva - 08, abril 2015 às (01:59)

Aione!
Os livros infantis são fascinantes com suas mensagens simples e de fácil entendimento, ao mesmo tempo profundos em seus ensinamentos e livros ilustrado são tudo de bom, né?
Deve ser lindo!
Cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

Responder

Paac rodrigues - 11, abril 2015 às (01:03)

Gente que livro fofo, que ilustrações lindas *-* fiquei apaixonada e curiosa pra ler.

Responder

Rosana - 12, abril 2015 às (14:39)

Que livro mais fofo, as ilustrações são bem bonitas mesmo e gostei da mensagem do livro. Atualmente a vivência familiar está cada vez mais limitada.

Responder

Crislane Barbosa - 13, abril 2015 às (21:37)

Oi!
Adoro livros em formato Hq. Quadrinhos são leituras maravilhosas.
“Blecaute” parece ser um livro lindo. Quero ler.

Beijos!

Responder

Rebecca Martins - 22, abril 2015 às (17:03)

Ai que fofinho *_*
Eu queeeroo! Faz um sorteio com ele Aione! <3 Amo livros deste tipo!

Responder

Reniére Pimentel - 28, abril 2015 às (11:13)

Amo livros ilustrados! Me trazem lembraças tão boas da minha infância! Gostei muito da temática abordada em Blecaute. Acho muito positivo que seja transmitido para as crianças, assim como para os adultos, a importância da vida em conjunto, do plural de indivíduos vivendo em harmonia. Principalmente nos dias atuais, em que as pessoas vivem tão intensamente ocupadas em busca de algo maior ou fazendo uso de seu tempo em redes sociais, de modo que a convivência é cada vez mais rara. Isso me assusta bastante, por isso gostei tanto da ideia do livro. Espero que outros títulos que abordem a temática, mas que sejam destinados aos adultos sejam publicados futuamente.

Beijos!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por