[Vídeo] A leitura e o preconceito | Minha Vida Literária
20

abr
2015

[Vídeo] A leitura e o preconceito



Facebook_Leitura





Deixe o seu comentário

12 Respostas para "[Vídeo] A leitura e o preconceito"

Bruna Soares - 20, abril 2015 às (11:59)

Oi, gostei bastante do vídeo e acho muito importante o fato de você ter entrado nessa questão. Muitos tem uma visão fechada e até preconceituosa o que não é nada bom! Amei a postagem e você conseguiu colocar em palavras tudo que eu acho, parabéns pela atitude.
Beijos

Responder

Jéssica Lopes - 20, abril 2015 às (13:10)

Oii Aione, tudo bem?
Também faço Letras e direto me deparo com comentários desse gênero. Tanto de professores quanto de alunos. Diversas vezes chego na faculdade com determinados livros na mão e pessoas dizem ‘o que tem a ver com a literatura que estudamos?’. Isso vem de casa também… Meu pai quando olha minha estante pergunta porque gosto tanto de ler livros que ‘não agregam nada em minha vida’. Engano o dele, e de todos os que pensam assim.
Cansei de ver pessoas ao meu redor lendo determinados livros por pensarem ser ‘cult’ ou ‘intelectual’ e só sair abobrinhas da boca dele (a). Acho que como você disse, os livros não vão de maneira nenhuma definir nossa inteligência, e só nós, os leitores de cabeça aberta para todo e qualquer tipo de literatura, sabemos o que sentimos ao terminar cada livro que lemos. Acho válido as pessoas entenderem isso e assim, parar de julgar o próximo e só olhar a si. Já consegui trazer muita gente para o ‘mundo da literatura’ apresentando justamente esses tipos de livros que lemos e hoje em dia não conseguem mais parar de ler. Acho que as pessoas deveriam opinar menos sobre o próximo.

Beijos!
Jéssica

Responder

Verena Andrade - 20, abril 2015 às (15:15)

Oi Aione,
Parabéns pelo vídeo, e sim, ele foi muito relevante! Toda leitura é válida e se um dia já me senti envergonhada por ler um livro que para alguns é “superficial”, hoje não me sinto mais. Veja bem, já passei por situações parecidas (e nem faço Letras), dei um sorrisinho amarelo e um balançar de ombros. A verdade é que eu nunca tinha parado para pensar sobre isso e ao assistir o seu vídeo eu compreendi esse sentimento. Concordo plenamente com vc, não leio pra me sentir inteligente, leio porque a leitura é minha linha de fuga e eu adoro. Mas infelizmente existem pessoas que se acham melhores em detrimento das leituras que fazem ¬¬, espero que elas assistam seu vídeo e recebam este belo tapa de luva!
beijo, (se possível faça mais vídeos deste tipo)

Responder

Leticia - 20, abril 2015 às (18:39)

Oi Aione
Me arrepiei com o que você escreveu neste post. Eu nunca parei para pensar no fato de as pessoas acharem que a leitura é algo para a pessoa tentar ser inteligente, até minha tia falar para mim ”Nossa, você lê bastante, que bom, você deve ficar por dentro de um monte de coisa”. Isso quando na verdade, eu leio somente histórias em sua maioria fictícias.
Eu faço Biologia, e os professores me cobram também que eu leia mais artigos científicos e também acho necessário. Mas eu não vou fechar meu leque não hahha Vou ler o que quero, equilibrando com aquilo que vou trabalhar. Concordo com você !! Você deve ler o que se sinta bem ou não, que ideia afff
Bom, não sei se o que eu comentei é sobre o que está falando, pelo menos foi isso que entendi..rs

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Diane Ramos - 20, abril 2015 às (21:25)

Olá !
Achei bem interessante você entrar nessa questão , as pessoas gostam de julgar as pessoas que gostam de ler e isso é bastante chato , já ouvi pessoas dizerem que “tento ser intelectual” , “sou nerd ” , “sou anti social ” , entre outras ofensas á mais , normalmente nem ligo para isso mas , os outros devem perceber que isso ás vezes machuca 🙁

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Responder

Juliana Frygoudakis - 20, abril 2015 às (22:05)

Oii Mi!
Gostei muito do assunto tratado no vídeo..
Tenho muita ‘raiva’ quando ouço comentários desse tipo, que a pessoa é apenas leitora quando lê clássicos e etc. Leitura e intelectualidade não são a mesma coisa.. eu leio por hobbie, e quando tenho que ler algo pra faculdade, por obrigação ou que não quero eu odeio. Tanto que sempre ODIEI a aula de literatura na escola, jamais faria letras na vida (apenas porque não gosto, sem ofensas Mi haha). Mas isso não faz com que eu não seja uma leitora como todas as outras..
Leio porque gosto, porque me da prazer e para meu proprio entretenimento.. e não pra falar para os outros o que eu li ou pra ficar mais culta (claro que também existem livros com esse propósito).
Acho que os livros são de momento sim, e como vc disse no video, pode ser que um livro não te agrade tanto nesse momento quanto agradou quando você o leu pela primeira vez.. mas isso não faz com que o livro seja ruim!
‘As pessoas tem que ler aquilo que elas querem ler, e elas tem que se sentir livres para fazer isso’ – Essa sua frase diz tudo.
Beijos! =)

Responder

Rudynalva - 21, abril 2015 às (00:32)

Aione!
Meu Deus! Nem acredito que em pleno século XXI ainda tenha alguém em sã consciência ainda tenha um pensamento retrógrado como esse…E vou dizer querida, se foi um professor de sua faculdade, me perdoe, corra dela.
Ler é ler, seja lá que estilo for, até HQ tá valendo. O importante é ler.
Concordo que você pode ampliar seus horizontes e passar a ler livros mais técnicos por causa do curso, o que não quer dizer que deixe de ler o que gosta e quer. É uma opção muito, mais muito pessoal de verdade.
Sabe que lembrei… há uns 35, 37 anos atrás, amava ler os livros de banca, claro que lia outras coisas, mas os livrinhos de banca estavam na minha bolsa constantemente, e era tão criticada. As pessoas perguntavam como lia aquela porcaria? Absurdo, né? E hoje vejo os livros de banca totalmente em alta, os romances eróticos estão tomando o espaço literário de forma arrasadora. E por que gosto de ler essa leitura um pouco menos intensa, sou burra? Ah! Faça-me o favor!
Concordo inteiramente com suas palavras. E até acrescento que as pessoas de forma geral, se afastaram um pouco dos clássicos porque leram obrigados. Você tem que ler o que gosta e quer, o que traz algo de bom, porque ler é um entretenimento. Nós blogueiras literárias temos ainda a questão da análise de determinados livros. E como podemos analisar se não lemos uma diversidade, como poderemos avaliar sem ter parâmetros.
Amiga, releve esse comentários ‘bestializados’.
Lemos o que queremos e pronto. Ninguém me impõe uma leitura. Leio o que quero e gosto e fim!!
Amei o vídeo e sua posição.
E vamos ler, nem que seja bula de remédio, assim aprendemos a falar e escrever melhor!
cheirinhos
Rudy

Responder

Rebecca Martins - 22, abril 2015 às (15:16)

Virei super sua fã depois que escreveu isto. Muita gente critica demais as coisas, livros que lemos, músicas que ouvimos… Escrever e ler é simplesmente tudo o que eu gosto de fazer, eu não preciso fingir ser o que não sou, para poder aradar as pessoas. Eu amo ler e faço isto não por querer aparecer ou paras pessoas me acharem inteligente, faço porque os livros são um pedacinho de mim.

Responder

Cristiane Oliveira - 22, abril 2015 às (16:03)

Oi Aione. Adorei seu post e me identifiquei muito com ele. O que importa na leitura é você se divertir com ela e aprender e não o fato de ela ser ou não considerada um clássico. Até porque, sejamos sinceros: tem muitos livros “clássicos” que são chatos e doídos de se ler rsrs. Também acho importante o fato de abrir o leque de opções, ler vários estilos e não se ater a um tipo apenas. Sinto a mesma coisa em relação a filmes e música. As pessoas julgam as pessoas pelos seus gostos pessoais e isto é inadmissível.
Beijos

Responder

Rosana - 23, abril 2015 às (14:25)

Gostei muito do vídeo e das suas observações, acho super válido as pessoas entenderem que não é só porque não leio clássicos que não sou uma leitora de fato. Muitos julgam o que os outros leem pelo simples fato de não gostar do gênero ou mesmo antipatia com a pessoa. Não importa o número de livros que li na vida e sim o quanto eles me fizeram bem, o quanto eu pude aproveitar. Seja chick lit, drama, ficção… não importa o gênero, o que importa é simplesmente a leitura daquilo que mais agradar meu eu leitora. Ótimo vídeo.

Responder

Reniére Pimentel - 27, abril 2015 às (21:57)

O preconceito literário é algo que eu ainda preciso aprender a abstrair, desenvolver minha indiferença quanto a este tipo de pessoas. Porém, eu infelizmente ainda me sinto bastante afetada quando alguém decide julgar minhas leituras e meu gosto literário. Eu concordo com você inteiramente: devemos sim abrir nosso leque de leituras, afinal, livros nunca são demais. Quanto maior o contato com os diversos tipos de escrita, mais abrangente será nossa capacidade de sermos críticos sobre aquilo que lemos, não apenas absovendo as palavras. Nos tornamos, assim habilitados a ler nas entrelinhas dos textos e isso é incrivelmente positivo. Mas, como você também já disse e eu igualmente concordei, eu não leio somente para ficar mais culta. Leio porque ler me satisfaz, sinto que me torno uma pessoa um pouco diferente a cada leitura feita, a cada universo criado por seus autores.
Então, independente de eu ler Nabokov ou Stephanie Meyer, eu me sinto incrivelmente feliz por estar lendo. E ler títulos com essa diferença tão enorme nas temáticas só prova que eu estou inteiramente aberta a qualquer tipo de leitura. Acho que as pessoas deveriam pensar que ler, seja lá qual for o gênero literário ou autor, é engrandecedor por si só e parar de julgar o leitor pela capa de seu livro.
Beijos, Aione! Parabéns pelo vídeo e pela argumentação maravilhosa!

Responder

Paac Rodrigues - 30, abril 2015 às (16:19)

Oi Aione, gostei muito do vídeo, realmente o preconceito literário é bem complicado pra cada lado que olhamos vemos um tipo, também não me sinto mais inteligente que ninguém só porque gosto de ler, pelo contrário acho que isso só me torna ainda mais comum não importa se estou lendo um clássico de anos atrás ou algo lançado ontem, acho que como leitora preciso primeiro gostar do que estou lendo e ler por prazer não pra me achar superior ou melhor que alguém.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por