[Resenha] Ligeiramente Maliciosos - Mary Balogh | Minha Vida Literária
01

maio
2015

[Resenha] Ligeiramente Maliciosos – Mary Balogh

Ligeiramente-Malicios-Capa

Título: Ligeiramente Maliciosos
Autor: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 288
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: AmazonCultura ♦ ExtraPonto FrioSaraivaSubmarino ♦  Travessa

Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima. Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor. Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith. Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora? Neste segundo livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos conquista com mais um capítulo dessa família que, em meio ao deslumbramento da alta sociedade, busca sempre o amor verdadeiro.

ligeiramente1

Ligeiramente Maliciosos é segundo livro da série Os Bedwyns escrita por Mary Balogh e que contempla a categoria de romances de época. Uma das coisas que mais me agradaram na escrita da autora, desde o primeiro livro, é que ela é clara, objetiva e muito envolvente. Balogh segue uma estrutura narrativa que, apesar de previsível em alguns momentos, nos permite divagar por lugares e épocas repletas de tensões sociais, amores impossíveis e conflitos familiares.

Nesse livro conhecemos Judith Law e de inicio já captamos a sua essência. Longe de ser uma mocinha sem graça, ela parece encarar a vida com certo otimismo e confiança, mesmo em meio às dificuldades que lhe recaem. Filha de um rigoroso pastor, Judith segue viagem para a casa da sua tia, um lugar nada animador, mas a viagem é necessária. Assim, logo nas primeiras páginas o leitor já é arrebatado pela aventura em que a protagonista acaba por se envolver.

ligeiramente2

Eis que, por ironia do destino, o que já estava ruim para Judith fica ainda pior: como se não bastasse a viagem tumultuada e repleta de pessoas incômodas ao seu redor, acontece um acidente com a diligência na qual está viajando e muitas pessoas ficam feridas. Ela prontamente se disponibiliza a ajudar os feridos, fazendo ataduras e ajudando-os de algum modo. De repente, surge na estrada, montado em um cavalo, um homem que resolve parar e oferecer ajuda. Por mais que pareça história de contos de fadas, esse homem acaba por mudar os rumos da vida de Judith e chega para tornar a aventura dessa mocinha ainda mais arrebatadora e inesquecível.

Ligeiramente Maliciosos se configura como um romance que começa com uma aventura na qual os dois protagonistas se envolvem de corpo e alma desde seu primeiro encontro, mas com um detalhe: os dois se apresentam um para o outro, por algum motivo, com identidades diferentes das verdadeiras o leitor só descobrirá o motivo para tal no decorrer da narrativa. Porém, que grandes confusões poderia haver no futuro depois de uma aventura tão forte e verdadeira no presente? O que posso adiantar é que a teia de relações criadas para esse conjunto de situações é bastante atrativa.

Minha impressão foi a de que tudo aconteceria muito rápido nesse livro e que mais na frente a autora não teria mais o que contar, já que nas primeiras páginas os protagonistas já engatam em um romance inusitado e ardente. Contudo, me enganei, pois, longe de ficar repetitivo, o livro foi ficando cada vez mais instigante.

ligeiramente3

A narrativa em terceira pessoa é bastante fluida e os diálogos são rápidos e envolventes. Os personagens, muito bem delineados, possuem características marcantes e personalidades fortes – o que me agradou bastante. Preciso ressaltar que o título do livro faz jus à trama e nos primeiros capítulos já nos deparamos com cenas um pouco “maliciosas”, digamos assim. No entanto, nada muito pesado ou que torne a leitura vulgar, a escritora soube dosar as cenas mais intensas de um modo tranquilo.

A meu ver, é um livro que cumpre seu papel, que consegue nos proporcionar momentos de entretenimento e leveza. Não deixa de ter alguns clichês, mas isso não diminui seu valor enquanto romance de época, ao contrário, alguns clichês tem lá seu charme e fariam até falta num livro desse tipo.





Deixe o seu comentário

16 Respostas para "[Resenha] Ligeiramente Maliciosos – Mary Balogh"

Edilza - 01, maio 2015 às (14:34)

Oi, Clívia!
Que bom que mesmo o livro tendo seus clichês ele não fica repetitivo e sim cada vez mais legal. Isso que me deixou interessada. E tendo uma narrativa fluida tem tudo pra me agradar.
Amei essa capa, muito caprichada!
Ótima resenha! Abraço!

Responder

Diane Ramos - 01, maio 2015 às (14:37)

Olá !
Você acredita que ainda não li nenhum livro dessa série ?
Sou louca para ler esses livros , a série está sendo muito bem comentada . As capas também estão um arraso , não exagero em dizer que a de “Ligeiramente maliciosos” é a capa de mais bonita do ano .

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Responder

Rudynalva - 01, maio 2015 às (15:40)

Clívia!
Romances de época são maravilhosos!
Bom saber que a autora tem uma escrita fluida e coerente.
Fiquei curiosa por saber os mistérios do passado que envolvem Judith e acompanhar o romance instantâneo que teve início no livro.
Me parece instigante e envolvente.
Bom descanso no feriado e um ótimo final de semana!
Nem sempre terás o que desejas, mas enquanto estiveres ajudando aos outros encontrarás os recursos de que precisas.(Chico Xavier)
Cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

Responder

Fran Moreira - 01, maio 2015 às (22:50)

Confesso que não curti essa serie. Li o primeiro e odiei então nem me deu animo de ler esse.

Responder

Fran Moreira - 01, maio 2015 às (23:26)

Não curti muto essa eie. Odiei o primeiro e nem li esse…

Responder

Sara Silva Freitas - 02, maio 2015 às (20:54)

Oi, Clivia. Comecei a acompanhar seu blog recentemente e estou encantada com suas postagens.
O que mais me chama atenção logo de cara em um livro, é a capa e, a desse livro é linda. Sou apaixonadíssima por romances de época e não sabia dessa coleção da autora com vários destes. As conquistas e romances desse tipo de livro são completamente diferente daqueles que normalmente lemos e, adoro isso, essa coisa mais inocente, mais sentimental.
Sobre ”Ligeiramente Maliciosos”, o surpreendente não é a forma de encontro entre os personagens nem a ”paquera”, mas achei diferente a atitude da filha de um pastor inventar outro nome para si, talvez já prevendo um romance com uma noite tórrida ou por pura curiosidade…. Isso me intrigou no livro e, o que deve ser mais divertido é a parte em que eles se reencontram mais tarde. hahahaha Ficar com o noivo da prima não é algo muito adequado. Adorei!
Uma coisa que achei bem legal no seu modo de resenhar seus livros é que você não conta a história nos mínimos detalhes e poupa seu leitor apenas do final; você conta o essencial, desperta nossa curiosidade mas não entra em detalhes. hahahaha Adorei isso, mas agora estou bem curiosa e ansiosa pra ler esses livros, mas estou sem dinheiro para comprar. Então, eles vão acabar indo parar na minha lista de livros para ler (que está gigante).
Beijos.

Responder

Maria Alves - 02, maio 2015 às (22:13)

Ainda não li o primeiro livros, mas quero ler, parece ser muito bom. O segundo também deve ser. Parece ser um romance divertido, com os dois se passando por pessoas que não são, acho que deve ser uma leitura prazerosa.

Responder

Leticia - 03, maio 2015 às (11:28)

Oi Clivia…
Nossa, como quero ler este livro, pois amei o primeiro.
Adorei ver os pontos positivos. Deve ser um pouco diferente de Ligeiramente casados, que eles demoram pakas para engatar um romance com mais sentimento. E o primeiro também não teve nada muito pesado, por isso gostei da escrita da autora.
Adorei a resenha.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Larissa Oliveira - 03, maio 2015 às (11:35)

Ainda não li nenhum livro dessa série. Gostei muito das capas, achei tão suaves, delicadas. Adoro histórias que se passam em outra época. Esse clima de aventura e mistério quanto às identidades dos protagonistas, é algo que me agradou bastante e me deixou super curiosa. Outro ponto positivo, foi quanto ao modo que a Judith Law encara a vida, com confiança e otimismo.

Responder

Aciclea Vieira - 05, maio 2015 às (12:57)

Pensei em ler essa série várias vezes,pois gosto muito de romances históricos ,mas sempre aparecia uma outra história e eu acabava deixando para depois.Agora com a sua resenha fiquei novamente entusiasmada a coloca-lo no topo da minha Wishlist…Obrigada ,Bjs!

Responder

Kalita Cássia - 05, maio 2015 às (17:16)

Ai gente estou com dor no coração, vocês acreditam que eu ainda não li o primeiro livro da serie? Quero tanto ler, mas ainda não pude T_T. Poxa Clivia você me fez sentir ainda mais vontade e curiosidade, eu preciso ler os livros 1 e 2 dessa serie.
Clivia eu amei sua resenha você me deixou curiosa sem revelar muito do livro, parabéns. A unica coisa que me deixa com o pé atrás é que o livro é em terceira pessoa, mas recentemente eu li A Aposta e não parei de ler até acabar o livro, espero muito que essa serie seja assim também.
Beijos!!!

Responder

Bia Felix - 11, maio 2015 às (14:37)

Oi Clivia!
É a primeira vez que leio uma resenha sua e sinceramente gostei muito da sua escrita. Parabéns!
Bom, não sei se o problema era que eu antigamente não tinha muito contato com livros do gênero em questão, mas a impressão que eu tenho é que atualmente os romances de época estão ganhando mais espaço. É como se eles fossem mais do só Jane Austen… Não sei, talvez sempre foi assim e só agora que eu me dei conta. Rsrsrs…
Mas, voltando a sua resenha, Ligeiramente Maliciosos me pareceu um romance épico que foge um pouco daquele tipo marcado por personagens inocentes e suspirantes, estou certa? Eu nunca tive uma experiência com romances épicos desse tipo, no entanto, a maneira como você o descreveu deu vontade de conhecer a obra.
Bjos.

Responder

Lary C - 16, maio 2015 às (17:04)

Oi, Clivia.
Romance de época não é um gênero que me atrai, mas confesso que fiquei com vontade de acompanhar essa série. Achei divertido o enredo e gosto quando o autor é objetivo, sem muita enrolação para não ficar cansativo. Gostei bastante da protagonista também. Não gosto quando a mocinha é chata e sem personalidade. Acho que vou dar uma chance aos livros dessa autora.
Abraço!

Responder

Rosana - 19, maio 2015 às (14:08)

Gosto dessa clareza e objetividade que você ressaltou, bom saber que a autora soube dosar tudo o que ela tinha em mãos para um resultado satisfastório. Não sabia que era uma série de livros, gostei da capa também!

Responder

Patrini Viero - 29, maio 2015 às (01:20)

Apesar da capa linda, a sinopse desse livro não conseguiu me prender e atrair como devia. Além do romance não ser meu gênero preferido, achei a história bastante batida, sem muitos elementos novos. Talvez seja só impressão precipitada mesmo, mas não sei se sentiria vontade de tirar a prova.

Responder

Becca Martins - 31, maio 2015 às (13:28)

Eu quero muito ler os livros da série Os Bedwyns desde que vi esta capa! A editora arqueiro fez realmente um belo trabalho e eu sou super fã de romances de época, acho que vai ser uma boa pedida para mim!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil