[Resenha] A Rainha Normanda - Patricia Bracewell | Minha Vida Literária
19

jun
2015

[Resenha] A Rainha Normanda – Patricia Bracewell

NORMANDA CAPA

Título: A Rainha Normanda
Autor: Patricia Bracewell
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 400
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasCulturaExtraSaraivaSubmarinoTravessa

Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia. Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa. Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida. Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita. Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.

NORMANDA3

A Rainha Normanda é um livro de autoria de Patricia Bracewell. Para escrevê-lo, a autora se baseou em fatos históricos, desse modo, temos uma ficção histórica repleta de atrativos e informações detalhadas.

O livro se passa no século XI e nos conta a história de Emma da Normandia, uma jovem que se vê obrigada a casar com um poderoso rei sem ao menos conhecê-lo e, servindo praticamente como moeda de troca, a garota embarca numa vida totalmente nova e cercada de dificuldades. Ao mesmo tempo em que descobre que o marido é um homem temperamental, surgem muitos adversários e obstáculos no seu caminho e ela, na posição de rainha, precisa medir suas atitudes diante de qualquer empecilho.

NORMANDA4

Narrado em terceira pessoa, a trama nos prende do inicio ao fim, a autora tem uma escrita envolvente e viciante, os personagens foram muito bem desenvolvidos, sem falar que ela fez um trabalho de pesquisa muito interessante. Dessa forma, no decorrer dos capítulos, são acrescentadas informações bastante convenientes sobre o contexto histórico da época e os conflitos existentes. Sob o reflexo da personagem principal, a autora mostra também as situações nas quais as mulheres estavam expostas na época.

Emma é uma personagem que me cativou aos poucos, mas que, dentro dos limites da época retratada, se mostrou determinada, esperta e firme em suas decisões e no decorrer da trama com os embates, dilemas, traições e surpresas, a personagem mostra maturidade e força mesmo em meio a tantas dificuldades.

NORMANDA2

É uma leitura repleta de tensões e ameaças iminentes, o tempo todo o leitor questionará o futuro de Emma e temerá pelos rumos de sua vida, e esse é um dos diferenciais do livro, que consegue prender nossa atenção em cada detalhe desenvolvido. Não poderia deixar de ressaltar o quanto esta edição está primorosa, com direito a glossário, mapa e uma excelente diagramação. Recomendo fortemente a leitura para quem aprecia o gênero. Nada como personagens bem desenvolvidos, um belo trabalho de pesquisa e uma edição caprichada para fazer qualquer leitor se encantar pelas histórias de luta e esperança de outras épocas.





Deixe o seu comentário

11 Respostas para "[Resenha] A Rainha Normanda – Patricia Bracewell"

Aciclea Vieira - 19, junho 2015 às (11:46)

Clívia,tenho esse livro,o que mais me chamou atenção para adquiri-lo foi ser baseado em fatos históricos reais,além de retratar uma época vai nos apresentar a um romance proibido,que não irei entrar em detalhes ,já que não foi tocado esse aspecto na resenha.Ainda não o tinha lido ,pois,estava aguardando a continuação,mas agora depois da resenha me deu uma vontade de adiantar a leitura.Beijos!!!

Responder

Tamara Costa - 19, junho 2015 às (13:42)

Acho que quando penso em Romance histórico me vem exatamente esse tipo de livro a mente.Parece uma ótima história cheia de tramas 😀 adoro!

Responder

Larissa Oliveira - 19, junho 2015 às (14:39)

Ficção baseado em fatos históricos, leitura envolvente, personagens bem desenvolvidos, excelente trabalho de pesquisa, uma edição de encher os olhos e, além de tudo, uma bela história de luta e esperança. Realmente parece incrível! Quero muito ler.

Responder

Thays Suenaga - 21, junho 2015 às (09:34)

Que lindo esse livro!! Quando vi o lançamento e li a sinopse achei super incrível a história… Mds! Ser rainha aos 15 anos?

Responder

Rebeca Kelly - 23, junho 2015 às (21:21)

Alguns romances históricos conseguem superar a concepção de mulher que é esperado da época. Detesto livros em que as mulheres não impõem aquilo que pensam e vivem a mercê das situações em que são colocadas, agindo de modo passivo. Entretanto, nesta resenha, deparo-me com uma situação diferente, pelo que li Emma mostra-se bastante perspicaz e ativa diante das circunstâncias.

Responder

Mirian Caroline Rodrigues - 28, junho 2015 às (14:25)

Olá Clivia tudo bem?
Tenho esse livro mas ainda não tive oportunidade de lê-lo. Não consigo me imaginar rainha aos 23 imagina aos 15? HAHAHAHA … amo o gênero romance histórico e já tenho certeza que esse será um dos meus queridinhos. Beijos.

Responder

Cristiane Oliveira - 29, junho 2015 às (14:38)

Oi Clivia. Nossa, este parece ser um livrão! Adoro uma ficção que usa fatos reais pra compor a história. E gosto muito de livros que se passam em épocas antigas também.
Beijos

Responder

The Nice Age - 30, junho 2015 às (01:15)

Oi Clivia!

Não tinha lido nenhuma resenha desse livro, a premissa é muito boa! Quero ler sim, só não agora porque tem muita coisa parada aqui na estante.
Adorei a resenha!

Beijos!

Responder

Fernanda Luz - 04, julho 2015 às (22:18)

Eu aprecio muito esse tipo de leitura. Coloquei na lista de desejados, gostaria muito de ler esse livro.

Responder

Mariana Póvoa Cavalcante - 16, julho 2015 às (20:12)

Super interessada nesse livro. Adoro ficção histórica, são livros que conseguem me envolver bastante. Além dessa capa ser lindaaaaa! E sua resenha me convenceu totalmente a ler! 🙂

Responder

Junior Lima - 01, dezembro 2015 às (09:45)

Li o livro e achei sensacional. Quero o segundo da trilogia. E parabéns, a resenha está muito boa.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil