[Resenha] Apenas Um Ano – Gayle Forman | Minha Vida Literária
21

jul
2015

[Resenha] Apenas Um Ano – Gayle Forman

Apenas um ano

Título: Apenas Um Ano
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 352
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ AmericanasCulturaExtraFnac ♦ Saraiva ♦ SubmarinoTravessa

Em “Apenas um Dia”, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro.
Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. Da mesma autora dos best-sellers “Se Eu Ficar” e “Para Onde Ela Foi”,
“Apenas um Ano” reúne todos os ingredientes de um romance imperdível: viagens, saudade, encontros, desencontros e amor.

Apenas um ano 1

Depois  do final torturante de Apenas Um Dia, eu simplesmente precisava de Apenas Um Ano. Assim, iniciei a leitura um tanto quanto ávida pelo que encontraria nas páginas – um erro da minha parte. Mesmo tendo gostado da leitura, seria mentira dizer que não me decepcionei um pouco com ela.

Nesse volume, temos a visão de Willem sobre os fatos. Em primeira pessoa, o protagonista nos narra os acontecimentos a partir do dia seguinte àquele em que conheceu Allyson – Lulu, para ele -, e que nos foi apresentado em Apenas Um Dia. Assim, da mesma forma em que acompanhamos, na segunda parte de Apenas Um Dia, os desdobramentos do fatídico dia na vida de Allyson, aqui temos esse desenrolar pela ótica de Willem, uma vez que seu lado da história não nos é contado no primeiro livro.

 

“Foi por acaso que a encontrei. E foi por acaso que a perdi. É preciso dar crédito ao universo, à maneira como ele nivela coisas desse tipo.” 

página 30

 

O motivo da minha frustração foi exatamente minha expectativa sobre esse livro. O final de Apenas Um Dia me deixou completamente angustiada para saber o que aconteceria a partir daquele momento – e acreditei que encontraria essas cenas subsequentes em Apenas Um Ano. Porém, o intervalo de tempo abrangido por esse segundo volume consiste justamente ao mesmo da segunda parte de Apenas Um Dia, ou seja, ao dia seguinte ao que Allyson e Willem se conheceram até o final do livro. Assim, as tão esperadas cenas que desejei encontrar aqui somente são contadas em Just One Night, conto de cerca de 40 páginas, publicado apenas no formato de eBook (ainda não traduzido para o português), que traz o real desfecho da história.

Apenas um ano 2

Assim que fechei o livro – e compreendi meu erro por ter esperado dele algo que ele não me ofereceria -, pude reavaliar completamente minha leitura, e percebi que poderia tê-la aproveitado muito mais, se a tivesse iniciado despida de expectativas ou já sabendo o que ela me ofereceria. Em Apenas Um Ano, não temos apenas o lado de Willem sobre os fatos: temos seu processo de auto-descoberta, exatamente como também ocorre com Allyson em Apenas Um Dia. 

 

“Foi apenas um dia e apenas um ano. E talvez um dia seja o bastante. Talvez uma hora seja o bastante. Talvez o tempo não tenha nada a ver com isso.”

página 325

 

Willem, quando conhece Allyson, vive um momento bastante complicado, porém seria impossível saber disso no primeiro livro. Nesse volume, Gayle Forman nos dá a oportunidade de conhecer o protagonista, enxergar seus anseios e acompanhar sua busca, não simplesmente por “Lulu”, mas principalmente por sua própria identidade – algo que ele nem imaginava estar procurando. Não apenas isso, temos a chance de, também, descobrir sobre o complicado relacionamento entre ele e sua mãe, e a bela história vivida por seus pais, a qual, de certa forma, faz um paralelo com a própria história de Allyson e Willem.

Apenas Um Ano, portanto, é uma bela história sobre crescimento e amadurecimento, que se dá a partir do encontro de um jovem com o verdadeiro amor. Diferentemente do que eu acreditava, em Apenas Um Dia Apenas Um Ano não temos a história da construção do relacionamento entre dois jovens, mas sim as histórias sobre o auto-conhecimento de cada um a partir do encontro entre eles. Recheado de frases ao mesmo tempo singelas e impactantes, proporciona uma leitura rápida e agradável, capaz de envolver e emocionar aqueles que se permitirem descobrir o que a história, de fato, oferece.

Apenas um ano 3





Deixe o seu comentário

20 Respostas para "[Resenha] Apenas Um Ano – Gayle Forman"

Patrini Viero - 21, julho 2015 às (13:22)

Minha primeira experiência de leitura com a Gayle não foi nada legal, exatamente pelas minhas altas expectativas com relação ao livro. Do mesmo modo que aconteceu contigo, percebi que estava esperando uma coisa que não era necessariamente o que a história oferecia, e poderia ter deixado a leitura mais produtiva caso não tivesse ido tão ávida ao pote. Enfim, percebi que ela gosta muito de duologias, cada volume contando o lado de um dos protagonistas da trama. Foi assim com Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi também. Esse enredo, confesso, me chama mais atenção do que o último citado.

Responder

Edilza - 21, julho 2015 às (13:45)

Oi, Mi!
Por isso que é bom ler a sinopse às vezes! hahahaha Uma pena que o desfecho só fique pra um conto pequeno.
Muito boa a resenha! Bjo <3

Responder

Leticia - 21, julho 2015 às (15:46)

Oi Aione..
Eu já tive vontade de ler esses livros, mas depois perdi um pouco a vontade. O primeiro livro realmente foi mais elogiado. Que pena que este decepcionou. Também acabo me sentindo assim quando crio ótimas expectativas, claro que não é sempre.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Mariele Antonello - 21, julho 2015 às (20:35)

Adorei a resenha!
Estou super ansiosa para ler Apenas Um Dia, e logo após Apenas Um Ano, e sua resenha só me deixou mais ansiosa para ler os livros, a história parece ser muito boa, pretendo ler em breve.

Responder

Mariele Antonello - 21, julho 2015 às (20:36)

Adorei a resenha! Estou super ansiosa para ler Apenas Um Dia, e logo após Apenas Um Ano, e sua resenha só me deixou mais ansiosa para ler os livros, a história parece ser muito boa, os livros já estão a algum tempo em minha lista de leitura, pretendo ler em breve.

Responder

rudynalva - 21, julho 2015 às (21:51)

Aione!
É verdade!
Também iniciei o livro achando que seria a versão de Willem, porém é muito mais que isso, é uma auto descoberta, é tentar lembrar do passado onde Lulu esteve presente e mexeu com ele.
Gostei demais da leitura, porque percebi logo que não seria da forma que imaginava.
“O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.”(Carlos Drummond de Andrade)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participe no nosso Top Comentarista!

Responder

Larissa Oliveira - 22, julho 2015 às (11:27)

Oi, Aione! A maioria das resenhas que li, também apontam uma certa “frustração” com a leitura de Apenas Um Ano. E sempre pelo mesmo motivo: muita expectativa. Eu não li o livro anterior e confesso que perdi um pouco a vontade de conhecer a história.

Responder

emanoelle souza - 22, julho 2015 às (13:16)

acho linda as lombadas dos livros da Gayle, a editora novo conceito como sempre fazendo um bom trabalho, nao li o livro ainda mas já to bastante interessada em ler.

Responder

Becca Martins - 22, julho 2015 às (17:52)

Oi Aione!
Acredita que eu nunca li nada da Gayle?
Eu tinha Se eu ficar e para onde ela foi, mas acabei fazendo sorteio no blog. Não tenho muito interesse nos livros desta autora.
Mas se um dia eu começar a ler alguma obra dela, será Apenas um dia.
Beijos!

Responder

Bruna Thamires - 22, julho 2015 às (18:01)

Eu amooooooooooooo este livro!
Já li todos os livros dela e amo.

Responder

Franciele Ribeiro - 23, julho 2015 às (08:19)

Ultimamente estou me sentido desmotivada a ler Gayle Forman, li Se eu Ficar e Para Onde ela foi, e gostei bastante, mais esses últimos livros dela, não me chamaram muito atenção, principalmente esse. Talvez daqui algum tempo, possa ler e descobri que estava enganada e me deliciar com os livros dela.

Responder

Amanda Oliveira - 23, julho 2015 às (18:06)

Nossa estou adorando os livros Gayle Forman, eu li Se eu ficar e a história me surpreendeu e me prendeu do inicio ao fim, além de acabar de gostar muita da escrita dela. o Livro Apenas um Ano já coloquei na minha lista para ler assim que terminei Se Eu ficar.
Lendo a resenha deixou mais curiosa ainda para ler ele logo, pq com certeza vai me prender até o fim do livro, quer dizer dos dois livros.

Responder

Gabriela Malavolta - 25, julho 2015 às (00:15)

Oi,Mi!
Confesso que eu estou de coração partido. Li Apenas Um Dia desesperada para saber como aconteceria o reencontro dos dois e como eles iam lidar com isso depois de um ano. Quando terminei o livro, não acreditei que ela acabou bem naquele ponto. Ainda não tenho meu exemplar de Apenas Um Ano, mas acabei me decepcionando através da sua resenha. Assim como você estava com as mesma expectativas sobre como eles acabariam. Bom, mesmo assim, acho válida a leitura para saber a versão de Willem. Me interessei pelo personagem e acho que vou gostar de saber o que aconteceu após aquele infeliz desencontro e todo o processo de auto-conhecimento dele. Nos resta agora esperar pela traduação de Jus One Night. Você sabe se só vai ter em ebook? Ou quando eles vão traduzir?
Obrigada por ter tirado a expectativa que eu tinha,mas estou decepcionada,mas fazer o que com esse autores hahahha. Até a próxima! Beijão! Gabi 🙂

Responder

Aione Simões 25 jul 2015

Pois é, Gabi, é de partir o coração mesmo!
Bom, lá fora só foi lançado em eBook. Não tenho informações sobre como a NC fará o lançamento aqui. Pode ser que eles façam a versão física. A Galera Record, por exemplo, fez o livro físico de Em Busca de Cinderela, sendo que, lá fora, ele só foi publicado em eBook.
Vamos torcer, né?
Beijão!

Responder

Tamara Costa - 26, julho 2015 às (02:48)

Estou doidinha para ler algo da Gayle Forman desde que vi o filme Se eu ficar, o filme me desmontou e mexeu mesmo comigo por isso queria conhecer a escrita da autora.
Me pareceu um pouco sacana essa expectativa que que o final de apenas um dia deixou e não vai cumprida no Apenas um ano, não li mas imagino sua angústia…então já lembrando disso só vou deixar pra ler esses quando tiver saído o e-book de Just One Night pra não ter decepção ^^

Responder

Tamara Costa 26 jul 2015

Correção: o e-book em português no caso..

Responder

Fernanda Guimarães - 26, julho 2015 às (12:07)

Essas fotos que você tira são tão lindas!
Eu já li Apenas um dia e gostei, mas não foi aquele que você para e fala: AI NOSSA QUE LIVRO PERFEITO!
Não sei se vou dar uma chance para este livro, embora tenho achado legal o primeiro.

Responder

Any - 30, julho 2015 às (11:44)

Oi, Aione!
Gosto dessa mudança de ótica nos livros da Gayle, penso que a história é mais fácil de entender quando ocorre essa mudança nas histórias narradas em primeira pessoa.
O motivo de ainda não ter lido esse livro é por saber que o desfecho da história só é contada no conto que ainda não foi publicado – torço desesperadamente para que ele seja publicado aqui no Brasil e logo, para que eu possa finalmente conhecer a história de Allyson e de Willem e suas histórias sobre auto-conhecimento.
Bjos!

Responder

Cristiane Oliveira - 30, julho 2015 às (15:57)

Oi Aione. Que pena que o livro não te ofereceu as respostas que você procurava. Eu ainda não li nenhum dos livros da Gayle, e acho que agora está muito comum os autores publicarem a mesma história sobre pontos de vista diferentes. Aí dá uma sensação de “mais do mesmo”, né? Bem, seu eu for ler, já sei o que esperar rs.
Beijos

Responder

Fernanda Mendonça - 31, julho 2015 às (22:06)

Oi!
Eu já tinha ouvido falar dos dois livros, mas sinceramente não li nenhum deles, nem pretendo…Mas posso concordar com você que geralmente é melhor você ir sem expectativas ler um livro, pq vc pode aproveitar ele melhor e não vai ficar decepcionada.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil