[Resenha] Você (não) É o Homem da Minha Vida - Alexandra Potter | Minha Vida Literária
28

jul
2015

[Resenha] Você (não) É o Homem da Minha Vida – Alexandra Potter

voce-nao-e-o-homem-da-minha-vida-minha-vida-literaria

Título: Você (não) É o Homem da Minha Vida
Autor: Alexandra Potter
Editora: Record
Número de Páginas: 448
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Livraria da Folha ♦ Travessa

No instante em que Lucy conhece Nate em Veneza, durante o intercâmbio da faculdade, ela tem certeza de que é o amor da sua vida. Com toda a magia do primeiro amor, eles se beijam ao pôr do sol sob a Ponte dos Suspiros, o que, segundo a lenda local, os uniria para sempre.
Passados dez anos, porém, eles perderam contato por completo. Até que Lucy se muda para Nova York, e o destino faz com que se reencontrem. E se reencontrem. E se reencontrem. Mas o Nate atual é muito diferente do que ela conheceu aos 19 anos, e Lucy preferia o antigo.
Será que ele é mesmo sua alma gêmea? Como ela conseguirá se livrar dele? Afinal “para sempre” pode ser muito tempo…
Uma comédia romântica original e mágica sobre o que acontece quando o sonho de toda menina de encontrar sua alma gêmea se torna verdade.

Desafio alguém que seja fã de romances e chick-lits não se sentir instantaneamente atraído pela capa de Você (não) É o Homem da Minha Vida. Eu, pelo menos, me apaixonei por ela no instante em que a vi e não demorei a ler sua sinopse, a fim de descobrir qual a história contada por Alexandra Potter.

voce-nao-e-o-homem-da-minha-vida-3-minha-vida-literaria

Lucy é apaixonada por Nate há 10 anos. Após terem vivido uma história intensa e mágica em Veneza durante as férias de verão, quando Lucy tinha 19 anos, seus caminhos os separaram. Aos 29 anos, ela ainda não consegue abandonar as lembranças românticas de seu primeiro relacionamento, nem a sensação de que perdeu, para sempre, sua alma gêmea. Quando eles voltam a se encontrar inesperadamente, ela mal consegue acreditar em sua sorte. Porém, ambos não demoram a descobrir que a atual realidade entre eles é bastante diferente da vivida 10 anos antes, e resolvem se afastar. Misteriosamente, eles continuam a se encontrar, e ficarem distantes um do outro parece ser uma verdadeira missão impossível.

A escrita de Alexandra Potter não demora a cativar. Muito me agradou ver como a autora facilmente transita entre o romantismo e a comédia durante sua narrativa, conseguindo unir muito bem esses dois elementos. As emoções e o lado sonhador de Lucy são muito bem explorados, principalmente pelo livro ser narrado em 1ª pessoa, e essa faceta da escrita de Potter revela a intensidade dos sentimentos da protagonista de forma singela e romântica. Paralelamente, o livro é recheado de momentos hilários, proporcionados pelas situações vividas por Lucy e pela própria escrita cômica da autora, que foi capaz de me provocar gostosas risadas durante a leitura.

 

“Meu corpo se retesa na defensiva.
Penso nele de tempos em tempos, mas não diria que sou
obcecada. De jeito nenhum. Quero dizer, não estou perseguindo ele ou algo assim. Nem mandando trilhões de mensagens pelo Facebook. Tampouco o procuro incansavelmente no Google.
Está bem, eu confesso. Já o procurei no Google uma vez.
Talvez duas.
Ah, está certo, então perdi a conta ao longo dos anos. Mas e daí? Quem não foi para casa e procurou no Google o homem que ama?” 

página 20

 

As próprias personagens contribuem para tornar a obra divertida, inclusive a tríade composta pelas amigas de Lucy. Robyn, sua colega de apartamento, é completamente mística e espontânea, enquanto Kate, sua irmã, é o oposto, sendo a séria workaholic. Por fim, temos Magda, sua expansiva e divertida chefe. É notório que Alexandra Potter exagera nas características de cada personagem para atingir tanto o efeito cômico da obra quanto para causar, no leitor, as reações desejadas segundo a visão de Lucy. Assim, quando Nate aparece de maneira idealizada pela mente apaixonada de Lucy, por exemplo, suas características são enaltecidas. Por outro lado, quando os sentimentos de Lucy se modificam, também suas qualidades são apresentadas de forma oposta.

voce-nao-e-o-homem-da-minha-vida-1-minha-vida-literaria

A presença das três amigas de Lucy não confere, apenas, momentos divertidos à obra. Ao contrário, suas histórias pessoais, cada uma a seu modo, complementam o enredo, trazendo, também, tanto momentos mais sensíveis à trama quanto os aprendizados vivenciados por essas personagens.

 

“Olho ao redor e, diante de todos esses equipamentos assustadores lado a lado na bancada, minha confiança me abandona. Parecem instrumentos de tortura. Aliás, eles são instrumentos de tortura, penso, lembrando-me da única vez em que tentei usar um abridor de latas eletrônico. Era como algo saído de O massacre da serra elétrica. Acredite, a cicatriz que trago no dedo polegar é a prova disso.”

página 160

 

Embora eu tenha gostado da leitura e tenha identificado nela diversos pontos positivos, não consegui estabelecer com ela uma conexão capaz de me fazer amá-la, senti falta daquela necessidade quase angustiante de não interromper a leitura, daquela química, inexplicável, que sentimos com algumas leituras. Foi um bom livro, que me proporcionou divertidos momentos, mas nada muito além disso.

Você (não) É o Homem da Minha Vida se destaca por mesclar muito bem o romance e a comédia, além de conter um certo elemento místico pairando sobre a história. Apesar do enredo se construir na tentativa da protagonista de se libertar, de certa forma, de sua uma vez considerada alma gêmea, a obra traz a divergência entre expectativa e realidade como sua temática central, lembrando o quanto nossas idealizações podem interferir em nossas reais experiências.

voce-nao-e-o-homem-da-minha-vida-2-minha-vida-literaria





Deixe o seu comentário

21 Respostas para "[Resenha] Você (não) É o Homem da Minha Vida – Alexandra Potter"

Leticia - 28, julho 2015 às (10:51)

Oi Aione…
Eu as vezes acabo me interessando por um livro só pela capa, e com esse livro acharia mesmo muito difícil não querer já pela capa.
Não é todo livro que nos prende mesmo. Mas acho que mesmo assim a leitura foi válida, e gostei da resenha. Primeira resenha que vejo dele na verdade rs

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Viviane Gonçalves - 28, julho 2015 às (12:04)

Todas as pessoas que eu conheço que leram esse livro se decepcionaram, a sua resenha foi a melhor opinião até o momento e eu já estou desistindo de colocar esse livro na minha lista de leituras. Como você disse a capa é apaixonante e eu estava louca para conferir a trama por conta da capa.

Bjs! =)

Responder

Larissa Oliveira - 28, julho 2015 às (19:15)

Oi, Aione! Achei a capa linda, gosto bastante de histórias divertidas, personagens engraçados, mas o livro não me chamou tanta atenção. Acredito que seja uma leitura gostosa de se fazer e tal, mas não sei se eu leria. Ótima resenha!

Responder

The Nice Age - 28, julho 2015 às (20:08)

Oi Aione!

Essa capa é muito linda! O livro parece ser leve e uma delicia de ler, não o conhecia e certamente vai para minha lista.

Beijos!

Adorei a resenha.

Cintia

Responder

Becca Martins - 28, julho 2015 às (20:15)

Oi Aione!
Tirando a parte do dinheiro, acho que o livro se parece bastante com Uma proposta irrecusável.
Eu achei a capa realmente muito bonita, então você não foi a única fã de Chick-lits a admirá-las.
Quero muito ler! A Galera fez um ótimo trabalho!
Beijos!

Responder

Aione Simões 28 jul 2015

Oi Becca!
De certa forma, até lembra mesmo o Uma Proposta Irrecusável pela premissa, mas os desenvolvimentos são bem diferentes!
Ah, e esse é da Record, não da Galera hehe
Beijão!

Responder

Tamara Costa - 28, julho 2015 às (21:25)

Vou dizer uma coisa, chick lit nem é meu gênero de leitura rs raramente li alguns mas depois das tuas resenhas ando até querendo arriscar ^^ rs
Então, parece um livro divertido, acho que se eu fosse ler seria exatamente por isso, pra relaxar entre uma leitura mais pesada.

:*

Responder

Mariele Antonello - 28, julho 2015 às (21:46)

A capa desse livro ta linda, super me chamou a atenção, e como adoro um livro de romance, depois de ler sua resenha adicionei imediatamente o livro em minha lista de leitura, fiquei super curiosa e ansiosa para ler o livro.

Responder

Franciele Ribeiro - 29, julho 2015 às (08:39)

Já quero muito ler esse livro, adorei a sinopse e resenha, ele parece ser o livro ideal de ser lido numa tarde de domingo de frio aqui no sul. Adoro livro assim, sem complicações, com leitura fácil, sem grandes dramas, apenas relaxando com a leitura.

Responder

Lola B. - 29, julho 2015 às (14:12)

OiOi Aione!
Que capa incrível! Realmente, é em livros assim que temos a confirmação de como o visual é importante para chamar o leitor.
Confesso que a primeira impressão que tive foi bastante positiva, vai pra lista de desejados 😀
Gostei bastante da tua resenha, e entendo o que tu fala sobre o livro não estabelecer conexão, tive isso com Jogos Vorazes e isso apaga o brilho que a história poderia ter.
Essas fotos tão muito fofas! E a tua opinião bem argumentada, parabéns.

Beijoux!
@pirulitolimao | A Garota da Livraria

Responder

rudynalva - 29, julho 2015 às (20:24)

Aione!
A capa realmente é bem atrativa para quem gosta de romances e chick lit.
E me parece que além da capa, o enredo nos fará rir e aproveitar uma leitura leve e gostosa.
Quero acompanhar esse romance rompido e reatado de Lucy.
“A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.”(Charles Chaplin)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participe no nosso Top Comentarista!

Responder

Aciclea Vieira - 30, julho 2015 às (00:11)

Aione,com certeza essa capa me chamaria atenção ,sendo que jamais imaginaria um romance mesclado com comédia,apesar de você não ter se conectado co tanta intensidade fiquei curiosa em conferir a obra e sorrir um pouco.Beijos!!!!

Responder

emanoelle souza - 30, julho 2015 às (11:46)

gostei da resenha e de conhecer o livro, já que é romance e comédia coisa que gosto bastante,mas acho que no momento eu nao leria, pois ultimamente to querendo ler livros com outros temas.

Responder

Julia Barbosa - 30, julho 2015 às (13:12)

Tô louca pra ler esse livro, já está na minha lista, ótima resenha, me deu mais vontade de ler! kkkkkkkk

Responder

Cristiane Oliveira - 30, julho 2015 às (16:28)

Fiquei curiosa com a capa também, Aione. O título também já nos deixa curiosos. Parece ser super fofo o livro. Eu gosto de livros que os personagens tem participação na história, e não estão apenas lá pra acompanhar o protagonista.
Beijos

Responder

Patrini Viero - 30, julho 2015 às (21:12)

A capa do livro é extremamente apaixonante, impossível não querer saber mais sobre ele. Todos os detalhes são atraentes e diferenciados, o que acaba nos deixando curiosos com o livro. Confesso que não curto muito romances, mas quando existe essa mistura com a comédia tudo se torna mais descontraído e influencia na minha vontade de ler. Achei a premissa não tão distinta das demais, mas acredito que, pelos teus elogios, a autora conseguiu criar algo novo mesmo com os mesmos elementos.

Responder

Fernanda Mendonça - 30, julho 2015 às (22:41)

Romances não me atraem, como eu já disse antes, exceto alguns pouquissimos…Esse não foi a exceção a regra…
Gosto das dicas pq sempre servem pra saber q presente dar, mas… :/

Responder

Gabriela Malavolta - 31, julho 2015 às (00:09)

Oi, Mi!
Chick-lit é um dos gêneros que eu mais tenho vontade de conhecer. De todas as sinopses que eu já li de livros de chick-lits, Você não é o homem da minha vida foi o que mais me chamou atenção e me despertou curiosidade para lê-lo. Talvez por mesclar comédia, romantismo e suspense. Claro que sua resenha ajudou e muito para esse interesse ser maior ainda. De qualquer forma, espero compra´lo o mais rápido possível. Aposto que grandes risadas virão. Beijão, Gabi 🙂

P.S:Consegui achar Os delírios de Becky Bloom em um sebo da minha cidade e com a capa original! UHU. Será minha próxima leitura hehe.

Responder

Any Beatriz - 28, junho 2016 às (18:26)

Oi Aione! Amei essa resenha e já me apaixonei pelo livro! Essa é a primeira vez que vejo seu blog… E percebi logo de primeira no fundo da foto da capa de “Você (não) é o homem da minha vida” 3 três livros da Carina Rissi: No mundo da Luna, Procura-se um marido e Encontrada . Sou apaixonada pelos livros da Carina !

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por